segunda-feira, 15 de julho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Livro dos recordes

Postado em 10 de maio de 2019

Quantas barreiras mais o tenista Ymanitu Silva vai quebrar? Parecem intermináveis as surpresas positivas na vida e na carreira deste filho de Tijucas que não cansa de dar orgulho à terra-mãe. Agora, ele vai se tornar o primeiro brasileiro em cadeira de rodas a disputar um dos quatro maiores torneios do circuito profissional de tênis. O convite para a chave de quads de Roland Garros, na França, já chegou e foi prontamente aceito.

Com resultados impressionantes em competições internacionais, Many vem se transformando num dos principais paratletas do Brasil. No ano passado, foi eleito pela terceira vez consecutiva o melhor tenista da temporada no Prêmio Paralímpico.

Mola propulsora

Postado em 29 de maio de 2018
Foto: Divulgação

Hoje, no Sarah Lago Norte – da rede de hospitais com suporte fundamental a pesquisas avançadas na área de reabilitação –, em Brasília, o tenista paralímpico Ymanitu Silva, de Tijucas, reencontrou a madrinha e amiga Rejane Cândida, que também disputa torneios de tênis em cadeira de rodas e que incentivou o tijuquense a competir na modalidade.

No esporte há 15 anos, Rejane já viajou para cinco mundiais, está na seleção brasileira desde 2006 e conquistou duas medalhas em Jogos Parapan-Americanos; a última, de ouro, em 2015, em Toronto, no Canadá. É a primeira mulher a representar o Brasil em competições internacionais na modalidade.

Acerto casual

Postado em 5 de maio de 2018
Foto: Divulgação

Há tempos o tijuquense Ymanitu Silva – principal representação do esporte na cidade desde sempre – tentava um encontro com o empresário Luciano Hang, da Rede Havan, para tratar, especialmente, de patrocínio. Calhou, como num capricho dos deuses, que eles estivessem no mesmo lugar, no mesmo momento, milhares de quilômetros além de Tijucas e Brusque, no outro lado do Atlântico.

O atleta, no top five mundial do tênis em cadeiras de rodas e campeão do Be’er Sheba Open na semana passada, acabou de topar com Hang no aeroporto de Israel, quando ambos se preparavam para voltar ao Brasil. Conheceram-se e marcaram um café para os próximos dias, em casa. Se fosse planejado, jamais teria sido tão sublime.