quarta-feira, 18 de setembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Promessa

Postado em 2 de julho de 2019
Foto: Divulgação

Dispensado da Seleção Brasileira por contusão, o craque Neymar Jr. esteve em Itapema no fim de semana. Anfitrião de um tradicional torneio de pôquer no condomínio Atlantic Paradise Towers, na Meia Praia, onde tem um luxuoso apartamento, o jogador do Paris Saint-German recebeu convidados ilustres – como o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), que levou o filho Bernardo para tietar o ídolo.

Dalago Müller, inclusive, fez um convite formal para que o astro do futebol conheça e passe a frequentar as lindas praias de Bombinhas nos próximos verões; e Neymar prometeu que faria uma visita à Capital do Mergulho Ecológico em breve. Nas redes sociais, encantado, o mandatário bombinense escreveu que o jogador “é uma simpatia de pessoa”.

Finaliste double

Postado em 11 de junho de 2019
Foto: Divulgação

Na foto, para ver, rever e se orgulhar, o tijuquense Ymanitu Silva posa com o troféu de vice-campeão do torneio de duplas, em Roland Garros, na França, e com a famosa Torre Eiffel ao fundo. Ele foi o primeiro brasileiro em cadeiras de rodas a participar de um Grand Slam do circuito mundial de tênis; e teve, na torcida, nada menos que o tricampeão Gustavo “Guga” Kuerten.

Many continua na Europa para a disputa de mais três torneios classificatórios. Antes de Roland Garros, ele ocupava a oitava posição no ranking mundial – já credenciado para os Jogos Parapan-Americanos deste ano em Lima, no Peru, e muito próximo das Paralimpíadas de Tóquio, no Japão, em 2010.

Caminho aberto

Postado em 8 de maio de 2017

A caminhada para as Paralimpíadas de Tóquio, em 2020, começa nesta semana para o tijuquense Ymanitu Silva. Ele desembarcou hoje em Nantes, na França, para o Open de Vandee, primeiro torneio da temporada 2017. De lá, viaja para Israel, no Oriente Médio, para mais duas competições válidas pelo ranking mundial.

Naquele fatídico maio de 2007, Silva sofria o acidente que culminaria com a perda dos movimentos das pernas. E hoje, exatamente uma década depois, ele desponta como um dos principais nomes do tênis Quad para atletas em cadeiras de rodas no país. São os limões da vida; e a limonada que se pode fazer deles.