quinta-feira, 20 de junho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Pedido feito

Postado em 5 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, esteve na sede da Caixa Econômica Federal, em Brasília, para pleitear a instalação de uma unidade nova da Lotérica, na região central da Capital Catarinense dos Transatlânticos.

Lucinda argumenta que o aumento populacional apontado pelo Censo 2022 – quando o município atingiu quase 28 mil habitantes -, provocou um crescimento exponencial das demandas por serviços financeiros.

A nova unidade atenderia, por sugestão do mandatário, os bairros Centro e Araçá. O pedido, a propósito, foi reforçado pelo deputado federal Darci de Matos (PSD), que acompanhou o portobelense na audiência.

“É muito importante uma nova lotérica para atender as necessidades dos moradores, especialmente desses dois bairros que estão enfrentando dificuldades de acesso a esse importante serviço”, enfatizou o prefeito.

Rede forte

Postado em 8 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A ligação do prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, com a pesca, nunca foi segredo para ninguém. Pelo contrário. O mandatário portobelense sempre se orgulhou da tradição local – que serve de fonte de renda para muitos moradores -, e tem relação estreita com a prática.

Prova disto foi a disposição do chefe do Executivo municipal em viajar à Capital Federal, nesta semana, para uma audiência no Congresso Nacional. O encontro tem o objetivo de debater sobre a importância da corvina, que pode ter sua pesca proibida pelo Governo Federal.

Lideranças pesqueiras de Santa Catarina, a exemplo do mandatário portobelense, demonstraram preocupação diante da possibilidade, especialmente pelo impacto socioeconômico. Lucinda viajou acompanhado por pescadores de Porto Belo, que também participaram da audiência.

Chancelada 

Postado em 1 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Se a decisão final depender única e exclusivamente do prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, a chapa formada com Ailto Neckel de Souza (PL), na eleição suplementar de 2022, será reeditada em 2024. O projeto de reeleição do mandatário tem como vice, justamente, o atual adjunto portobelense. 

Além da afinidade, Lucinda pontuou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada (28), que confia extremamente no vice-prefeito e entende, ainda, que a manutenção da dupla é uma questão ética. 

“Eu sempre fui uma pessoa muito correta na minha vida pública. Eu não vou enganar. Cabe ao partido, mas a decisão principal é minha. Tivemos um mandato de dois anos. Por que eu vou usar ele para me eleger no primeiro mandato e no segundo não? Eu não faço isso. A pessoa é valorizada. Nunca discutimos, sempre conversamos. É como se fosse da família. Tem união, a gente vê trabalhar e somar”, explicou o mandatário. 

A boa relação, aliás, pôde ser vista meses atrás, na transmissão da chefia do Executivo municipal ao adjunto, durante as férias do titular. “Em Santa Catarina, muitos prefeitos têm medo de passar a cadeira pro vice-prefeito. No começo do ano, peguei 12 dias de férias, entreguei a chave da prefeitura, a caneta e falei: ‘nem me incomoda’. Ele tava lá trabalhando. A união faz a força”, completou. 

PROCURA-SE RIVAL

A ausência de grupos oposicionistas à administração municipal, fato recorrente desde o pleito municipal de 2020, não preocupa Lucinda. O mandatário portobelense entende que o processo acontecerá naturalmente e no futuro. 

“Pelo crescimento, o desenvolvimento… É difícil criar um grupo pra ir contra uma coisa boa. Quando é uma administração fraca, irregular, tem mil candidatos pra tentar chegar no poder. Mas hoje, Porto Belo, pelo jeito que tá sendo administrada, mesmo com algumas falhas, ainda é difícil. Só o tempo vai dizer quem virá para a concorrência”, afirmou.

Exagero iminente

Postado em 28 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Há alguns meses, os noticiários do Estado só falavam na interdição da ponte sobre o Rio Perequê, na ligação entre Itapema e Porto Belo. Laudos técnicos, naquele período, embasaram o fechamento da estrutura, provocando uma série de impactos negativos para a região, sobretudo no comércio.

Um ano depois, a ponte continua de pé. O presidente do Poder Legislativo de Porto Belo, Magno Munoz (MDB), exigiu um pedido de desculpas às comunidades atingidas. Isso porque, segundo o parlamentar, mesmo com uso de maquinário, a estrutura segue praticamente intacta.

“Faz duas semanas que tem uma máquina com um martelete em cima da ponte tentando derrubar. Quem falou que ela ia cair sozinha e assinou o laudo, ou pega uma marreta e vai lá ajudar a derrubar, ou vai a público e pede desculpas. Prejudicou comerciantes, prejudicou os moradores quando foi fechada. É o mínimo que poderiam fazer. Ou ajudam a derrubar, ou pede desculpas para a população. Faltou responsabilidade e respeito”, bradou o parlamentar.

RISCO IMINENTE

A prefeita Nilza Simas (PSD), de Itapema, havia anunciado, ano passado, o início das obras para substituição da ponte antiga, com um investimento estimado em quase R$ 9 milhões. A mandatária alegou que a construção era necessária, devido ao iminente risco de colapso.

Pelo lado portobelense, o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB) sempre contestou a interdição e, inclusive, mergulhou nas águas do Rio Perequê para fazer uma análise própria da situação dos pilares da ponte. Na época, a conclusão pessoal do mandatário foi de que a medida teria sido exagerada.

Casa cheia

Postado em 16 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Em noite de consagração, o MDB de Porto Belo registrou, ontem, 80 novas filiações. Os destaques foram o ingresso do vereador Jonatha Cabral (ex-REPUBLICANOS) nas fileiras emedebistas e as festejadas participações do deputado estadual Emerson Stein e do prefeito Joel Orlando Lucinda.

Não faltaram, ainda, lideranças do PL, do PP e do próprio REPUBLICANOS, que formam a base de sustentação do governo municipal. Cerca de 250 pessoas acompanharam o ato.

COALIZÃO

As convenções acontecem apenas em agosto, mas o grupo governista trabalha, desde já, com proposta de reeleição para Lucinda e o vice-prefeito Ailto Neckel (PL). O acordo, a propósito, tem anuência dos partidos aliados.

Status: aprovado

Postado em 25 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Os últimos atos do hoje deputado estadual Emerson Stein (MDB) como prefeito de Porto Belo, entre 1º de janeiro e 25 de março de 2022, foram aprovados pelo TCE-SC (Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina) nesta semana.

A recomendação positiva do órgão foi encaminhada à Câmara de Vereadores, após o período de apreciação. Foram aprovodas, ainda, os dois distintos momentos em que o atual prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB) administrou a cidade.

Lucinda assumiu o governo portobelense, ainda de maneira interina, no dia 26 de março, logo após a renúncia de Stein e do então vice-prefeito Elias Cabral. Uma eleição suplementar foi realizada e o interino venceu o pleito. Em 23 de junho, ele assumiu a gestão de maneira definitiva.

RESULTADO CELEBRADO

Stein fez questão de comemorar a aprovação e compartilhou o resultado com o atual mandatário portibelense. “Parabéns prefeito Joel e equipe pelo trabalho realizado. A transparência e responsabilidade marcaram a nossa gestão. Gratidão a todos que depositaram a sua confiança em nossos mandatos”, escreveu.

Alinhados

Postado em 15 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB), de Porto Belo, aproveitou os primeiros dias de 2024 para descansar. O mandatário transmitiu o cargo, por 15 dias, ao vice-prefeito e, agora, prefeito em exercício, Ailto Neckel de Souza (PL).

Aliás, o movimento mostra que a dupla segue em sintonia e, ao que tudo indica, deverá estar unida no pleito de outubro. Afinal, nos bastidores, a manutenção da chapa MDB/PL é dada como certa e Lucinda e Neckel são, por óbvio, os favoritos para representar as legendas.

Enquanto o mandatário aproveitava as férias, o interino esteve mais ativo nas redes sociais, compartilhando a rotina de trabalho, as visitas às comunidades portobelenses e, ainda, recebeu os deputados federais Darci de Mattos (PSD) e Jorge Göetten (PL).

Mais segurança

Postado em 19 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Uma histórica parceria público-privada pode terminar com a construção de um novo quartel para a Polícia Militar de Porto Belo. A iniciativa, de forma simples, visa a união do município, do Estado e de empresários locais, com intuito de elevar a segurança da comunidade.

Por parte do município, o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB) se comprometeu a realizar a destinação e permuta do terreno, onde o prédio será construído. A obra será custeada pela empresa Vokkan Urbanismo, do empresário Roderjan Diehl Volaco.

Na terceira ponta do triângulo, o deputado estadual Emerson Stein (MDB), natural de Porto Belo, será responsável por destinar emendas parlamentares para possibilitar a compra de equipamentos e mobiliário para o novo quartel.

O prédio terá, ainda, em anexo, uma academia com tatame destinada para uso da comunidade, servindo para sede de projetos sociais. A obra, ao todo, deve custar aproximadamente R$ 10 milhões. Uma reunião foi realizada nesta segunda-feira, com a presença de todos os envolvidos no projeto, para efetivar a parceria.

Dentro, mas fora

Postado em 12 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Embora ostente a confiança do prefeito Joel Orlando Lucinda e do deputado estadual Emerson Stein, a turismóloga e presidente da Fundação de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Porto Belo, Zenelise Drodowski, não pretende concorrer a cargos eletivos em 2024.

Convites, aliás, não faltam. Zene, como é conhecida, afirmou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (7), que foi estimulada por Stein a participar do pleito, mas que a candidatura não faz parte de seu plano de vida.

“Nesse momento, não está no meu radar. Mas vamos ver mais pra frente. Se lá na frente for um pedido dele [o prefeito], óbvio que vou considerar e fazer ponderações”, explicou.

LINHA DE FRENTE

Mesmo que não esteja nas urnas, a atual presidente do Colegiado de Secretários de Turismo da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí garante que atuará no projeto de reeleição de Lucinda, no ano que vem.

“Estarei como linha de frente dele, trabalhando incansavelmente no processo eleitoral. Obviamente, o que estiver ao meu alcance, farei de tudo para que o nosso prefeito seja reeleito e que o trabalho continue. Ele é uma pessoa fantástica. Um ser humano que merece mais quatro anos de governo”, disse.

Estrategista

Postado em 23 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A ascenção política do deputado estadual Emerson Stein, motivada pelo desempenho nos seis anos como prefeito de Porto Belo e, ainda, nas eleições gerais do ano passado, garantiram um papel de destaque e de articulador no MDB catarinense.

Prova disso é que o parlamentar vem atuando no fortalecimento da legenda em toda a região, sobretudo na Costa Esmeralda. Em sua cidade natal, se tudo caminhar dentro da normalidade, Joel Orlando Lucinda deve concorrer à reeleição, representando, outra vez, o Manda Brasa.

Já em Bombinhas, pode haver uma novidade. A vereadora Isabela Camile da Silva dos Santos (PSDB), opositora convicta da atual gestão bombinense, desponta como uma opção viável da legenda para a disputa da prefeitura, em 2024.

Stein dialogou, recentemente, com a parlamentar, a respeito do projeto. Entretanto, fontes do Blog garantem que o convite para filiação ao MDB ainda não foi oficializado, mas pode ocorrer a qualquer momento.