quinta-feira, 21 de novembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Convocação

Postado em 20 de novembro de 2019

Os vereadores situacionistas estão convocados para, na próxima semana, discutir o planejamento das eleições de 2020 com Helio GamaRogério de SouzaUilson SgrottGeremias Teles SilvaRoberto Vailati e companhia.

O recôndito Conselho — grupo formado por empresários e líderes colas-brancas para orientar politicamente o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e a administração municipal de Tijucas — tem pressa. As estratégias para as próximas eleições repousam na mesa e a impaciência retumba.

Dito e feito: PSL é cola-branca

Postado em 8 de novembro de 2019

Pedra cantada no Blog, como de hábito, deu bingo. O chefe da Casa Civil estadual, Douglas Borba, almoçou em Tijucas hoje. Veio tratar da transmissão do PSL municipal com os irmãos Rudnei de Amorim (DEM) — vereador e líder do governo na Câmara — e Rosenildo de Amorim — secretário de Administração e Finanças do município —, que está prestes a ser consumada.

Na mesa, com Borba, estavam a deputada estadual Ana Paula “Paulinha” da Silva (PDT) e o comandante da Polícia Militar, major Eder Jaciel de Souza Oliveira, que são entusiastas do projeto; além de expoentes do DEM — como o empresário Geremias Teles Silva — e vereadores propensos à migração para o PSL, como, conforme prenunciado no Blog, Cláudio Tiago Izidoro (sem partido) e Odirlei Resini (MDB).

FIM E INÍCIO

Sem representação, o DEM, que governou o município com Uilson Sgrott entre 2001 e 2004 — e entrou no folclore local com o hit “Vinte e Cinco Que é Bom” —, pode ser extinto em Tijucas. As negociações envolvem o translado de figuras ilustres e militantes democratas para o PSL.

O jovem empresário Maickon Campos Sgrott, filho do ex-prefeito canarinho, a propósito, pode surgir como opção para a Câmara Municipal com o prefixo 17 nas próximas eleições.

RETAGUARDA

Sob o comando dos irmãos Amorim, avigorado com os encalços do DEM, o PSL tijuquense seria, ainda, abraçado pelo recém-instituído Podemos nas próximas eleições. Partidários do senador Alvaro Dias entrariam no jogo apenas na coligação majoritária, e reforçariam a nominata de candidatos peesselistas ao Legislativo em 2020. Os trâmites vêm sendo conduzidos pelo vice-presidente da legenda em Tijucas, empresário Paulo Sergio “Galinha” Pinto, que também participou do almoço com Borba.

Ou vai, ou racha

Postado em 30 de outubro de 2019

Ex-vice-prefeito, investidor e entusiasta da campanha de 2016 em Tijucas, o advogado Roberto Vailati cumpriu reunião com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), dias atrás, para saber do chefe do Executivo, cara a cara, olho no olho, quais as chances reais de reedição da chapa situacionista com Adalto Gomes (PL) em 2020.

Conselheiro da administração municipal e confrade do adjunto tijuquense, Vailati entende que “seria inteligente manter a unidade do projeto” e pôs o tema às claras com Mariano Rocha. O prefeito, por sua vez, teria revelado que faz o mesmo juízo e afirmado que deseja, por si, repetir a dupla com Gomes nas próximas eleições.

SUPORTE

Recentemente, o Conselho — escrete cola-branca, formado por empresários e líderes da base, que orienta politicamente e sugere ações a Mariano Rocha e à administração municipal — discutiu o assunto e, por maioria, aderiu à reedição da chapa. A matéria deve voltar à pauta nos próximos encontros do grupo.

Vice em pauta

Postado em 23 de outubro de 2019

Nas paragens dos Emirados Árabes Unidos e Europa, onde curte férias, o vice-prefeito Adalto Gomes (PL) certamente nem imagina, mas tem sido tema frequente das reuniões do Conselho — escrete formado por empresários e lideranças colas-brancas que trama a reeleição do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e orienta a gestão municipal. Dias atrás, a reedição da dupla em 2020 tinha a preferência da grande maioria dos 16 membros do grupo; e as definições ficaram para os próximos encontros, entre novembro e dezembro.

Uma proposta concreta ainda não foi apresentada a Gomes em razão de um fato novo. Discute-se agora, no Conselho, a possibilidade, ora distante — mas muito bem vista —, da candidatura de Mariano Rocha ao parlamento catarinense em 2022. Se a semente germinar, o candidato a vice, no pleito que se avizinha, deve ser um canário legítimo, com plumagem amarelo-ouro e churrio genuíno.

Do livro para a tela

Postado em 15 de outubro de 2019
Foto: Divulgação

Autor, em parceria com o jornalista Leopoldo Barentin, do livro Rastros de Bravura – A Epopeia dos Homens de Vermelho em 2009, o bombeiro militar de reserva Gerson Henrique Marcelino, de Tijucas, apresentou a obra hoje ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL). A reunião, em Florianópolis, com o chefe do Executivo catarinense, com o deputado estadual Onir Mocellin (PSL), com o cineasta Fábio Cabral e com o comandante geral do Corpo de Bombeiros do estado, coronel Charles Alexandre Vieira, tratou de um tema muito interessante: as histórias reais da publicação podem se transformar em série de tevê.

Marcelino inscreveu o projeto no Prêmio Catarinense de Cinema, e aguarda, amanhã, o resultado final. Para o concurso, foram selecionados quatro episódios — todos fiéis aos relatos do livro —, que podem alcançar R$ 2 milhões em premiação. O objetivo, porém, é que as edições da série prossigam e atinjam a plataforma Netflix.

Sai um, entra outro

Postado em 26 de setembro de 2019

Próxima presidente do MDB de Tijucas, a vereadora Fernanda Melo Bayer recebeu correligionários, ontem, em casa, para resolver, definitivamente, a formação do diretório e da executiva municipal. Entre os quais, o ex-prefeito Elmis Mannrich, que, inicialmente, havia rejeitado a chapa apresentada.

No ato, Mannrich não fez ponderações, não argumentou e sequer falou. Entrou mudo e saiu calado. Permaneceu, por prestígio, entre os 45 membros votantes nas convenções, mas foi relegado na executiva e perdeu o posto de delegado estadual do partido.

As vantagens que o diretor técnico da Aresc (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina) ostentava na representação municipal do MDB ficaram todas com o também ex-prefeito Valério Tomazi, a quem a próxima presidente vem tratando de “braço direito”. Pois, então?!

Viaduto no papel

Postado em 2 de setembro de 2019
Foto: Lilian Freitas

O deputado federal Darci de Matos (PSD-SC) faz questão de divulgar, via assessoria de comunicação, a reunião de semana passada, na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), noticiada com exclusividade no Blog, com os prefeitos de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), e de Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), além de membros do Fórum Parlamentar Catarinense — entre eles o deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça (MDB-SC) — e representantes da Arteris SA, que controla as ações da Autopista Litoral Sul em Santa Catarina.

Matos reforça que o projeto executivo das alças de acesso em Porto Belo e do viaduto de contorno em Tijucas foi autorizado. As obras devem custar cerca de R$ 100 milhões. “A construção deste elevado, que fica no Km 161 da BR-101, próximo à Ponte de Santa Luzia, trará mais mobilidade e facilitará o acesso para os municípios de Canelinha, São João Batista, Nova Trento e Major Gercino. Estamos acompanhando esse pleito aqui em Brasília, junto à ANTT, para que ele seja atendido”, finaliza.

Viaduto

Postado em 28 de agosto de 2019

O diretor geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Mario Rodrigues Junior, convidou, e os prefeitos de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), e Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), embarcaram para Brasília nesta semana. Hoje, eles participaram das discussões — ora definitivas —, na capital federal, sobre a construção de um viaduto entre os dois municípios, na BR-101, que pretende resolver uma série de problemas no tráfego local.

Outros catarinenses sensíveis à causa, os senadores Esperidião Amin (PP-SC) e Jorginho Mello (PL-SC) e os deputados federais Ângela Amin (PP-SC) e Darci de Matos (PSD-SC) também receberam o convite da ANTT e engrossaram o quórum da reunião.

Falta justificada

Postado em 27 de agosto de 2019

Sobre a nota “Metralhadora“, de semana passada no Blog, o vereador Heriberto Eurides “Betinho” de Souza (CIDA), de São João Batista, diz que não participou da reunião de prestação de contas do Hospital Monsenhor José Locks — e nem justificou a falta — porque “o convite foi feito superficialmente, três dias antes, na tribuna do Legislativo, pela vereadora Rúbia Tamanini Duarte (PSD)” e que não se atentou ao chamado.

Souza explica, ainda, que “a Câmara tem um grupo no WhatsApp onde são publicados todos os convites aos vereadores, e que este, especificamente, não foi postado”. O vereador garante que, por esse motivo, acabou esquecendo de registrar presença na reunião.

Metralhadora

Postado em 21 de agosto de 2019

Na semana passada, o vereador Heriberto Eurides “Betinho” de Souza (CIDA) lançou dúvidas, na tribuna do Legislativo, sobre os repasses do município para a Associação Redeh Beneficência Cristã, que administra o Hospital Monsenhor José Locks em São João Batista. A manifestação do parlamentar, efusiva, inflamou a oposição e pôs a pulga atrás da orelha dos batistenses.

Para elucidar a questão, a Câmara Municipal promoveu uma assembleia entre a Redeh e os vereadores — que, de fato, têm a incumbência, legal e moral, de fiscalizar, apontar irregularidades e resguardar o bem público. Betinho, no entanto, provocou a pauta, não compareceu à reunião e sequer justificou a falta. Ninguém entendeu. Pois, então?!