terça-feira, 17 de setembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Viaduto no papel

Postado em 2 de setembro de 2019
Foto: Lilian Freitas

O deputado federal Darci de Matos (PSD-SC) faz questão de divulgar, via assessoria de comunicação, a reunião de semana passada, na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), noticiada com exclusividade no Blog, com os prefeitos de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), e de Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), além de membros do Fórum Parlamentar Catarinense — entre eles o deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça (MDB-SC) — e representantes da Arteris SA, que controla as ações da Autopista Litoral Sul em Santa Catarina.

Matos reforça que o projeto executivo das alças de acesso em Porto Belo e do viaduto de contorno em Tijucas foi autorizado. As obras devem custar cerca de R$ 100 milhões. “A construção deste elevado, que fica no Km 161 da BR-101, próximo à Ponte de Santa Luzia, trará mais mobilidade e facilitará o acesso para os municípios de Canelinha, São João Batista, Nova Trento e Major Gercino. Estamos acompanhando esse pleito aqui em Brasília, junto à ANTT, para que ele seja atendido”, finaliza.

Viaduto

Postado em 28 de agosto de 2019

O diretor geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Mario Rodrigues Junior, convidou, e os prefeitos de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), e Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), embarcaram para Brasília nesta semana. Hoje, eles participaram das discussões — ora definitivas —, na capital federal, sobre a construção de um viaduto entre os dois municípios, na BR-101, que pretende resolver uma série de problemas no tráfego local.

Outros catarinenses sensíveis à causa, os senadores Esperidião Amin (PP-SC) e Jorginho Mello (PL-SC) e os deputados federais Ângela Amin (PP-SC) e Darci de Matos (PSD-SC) também receberam o convite da ANTT e engrossaram o quórum da reunião.

Falta justificada

Postado em 27 de agosto de 2019

Sobre a nota “Metralhadora“, de semana passada no Blog, o vereador Heriberto Eurides “Betinho” de Souza (CIDA), de São João Batista, diz que não participou da reunião de prestação de contas do Hospital Monsenhor José Locks — e nem justificou a falta — porque “o convite foi feito superficialmente, três dias antes, na tribuna do Legislativo, pela vereadora Rúbia Tamanini Duarte (PSD)” e que não se atentou ao chamado.

Souza explica, ainda, que “a Câmara tem um grupo no WhatsApp onde são publicados todos os convites aos vereadores, e que este, especificamente, não foi postado”. O vereador garante que, por esse motivo, acabou esquecendo de registrar presença na reunião.

Metralhadora

Postado em 21 de agosto de 2019

Na semana passada, o vereador Heriberto Eurides “Betinho” de Souza (CIDA) lançou dúvidas, na tribuna do Legislativo, sobre os repasses do município para a Associação Redeh Beneficência Cristã, que administra o Hospital Monsenhor José Locks em São João Batista. A manifestação do parlamentar, efusiva, inflamou a oposição e pôs a pulga atrás da orelha dos batistenses.

Para elucidar a questão, a Câmara Municipal promoveu uma assembleia entre a Redeh e os vereadores — que, de fato, têm a incumbência, legal e moral, de fiscalizar, apontar irregularidades e resguardar o bem público. Betinho, no entanto, provocou a pauta, não compareceu à reunião e sequer justificou a falta. Ninguém entendeu. Pois, então?!

Jogo amistoso

Postado em 14 de agosto de 2019

Desde que o Renascença entenda, de uma vez por todas, que o terreno do Estádio Manoel Franco de Camargo pertence à Igreja — e não insista em buscar judicialmente a posse —, a Mitra Metropolitana não se incomoda que o clube continue usando o imóvel. Foi o aviso do pároco de Tijucas, padre Elizandro Scarsi, hoje pela manhã, na prefeitura. A reunião, mais uma vez, contou com a mediação do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), e parece ter encerrado a questão.

Entre possibilidades discutidas, as partes acordaram que, se necessário, um contrato de aluguel seja formalizado e que o Renascença pague um pequeno valor mensal, algo simbólico, para manter o combinado e evitar qualquer nova tentativa de apropriação por usucapião.

Prorrogação

Postado em 12 de agosto de 2019

As chances de um final feliz para o Esporte Clube Renascença aumentaram. O prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) garantiu, nesta manhã, que vai tentar um acordo com a Mitra Metropolitana de Florianópolis para manter o usufruto do Estádio Manoel Franco de Camargo para o clube.

A reunião, na prefeitura, envolveu o presidente do Renascença, Douglas “Dólar” Porcíncula, o vereador Juarez Soares (CIDA) e o empresário Luiz Antônio “Totonho” Maurício — da comissão gestora da Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes, proprietária do terreno do estádio —, além de membros do conselho do clube e do corpo jurídico do município.

Uma nova assembleia, desta vez com o padre Elizandro Scarsi, pároco de Tijucas e representante-mor da Mitra Metropolitana na comunidade, foi agendada para quarta-feira (14).

Derrota em casa

Postado em 6 de agosto de 2019

Hendecacampeão de futebol em Tijucas, o cinquentenário Esporte Clube Renascença pode, lamentavelmente, nunca mais jogar em casa. Por unanimidade, o TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) decidiu que o terreno do Estádio Manoel Franco de Camargo — onde o Verdão se apresenta desde a fundação — pertence, de fato e de direito, à Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes. A notificação da Mitra Metropolitana de Florianópolis chegou ontem, com prazo de 30 dias para que o clube desocupe o imóvel.

O presidente do Renascença, Douglas “Dólar” Porcíncula, tem reunião com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) marcada para os próximos dias; assim que o chefe do Executivo tijuquense voltar de Brasília. Há um fio de esperança para que o município consiga um acordo com a Igreja e assuma a gestão do estádio, atualmente mantido com recursos do clube.

Reforço

Postado em 30 de julho de 2019
Foto: Divulgação

Negra, mulher e homossexual. As bandeiras da técnica em enfermagem Adenilza Iolanda Ramos, a Dedê, estão, agora, à disposição do PDT para a concorrência proporcional de 2020 em Tijucas. Ela somou 280 votos em 2016 — com generoso aporte da ex-vereadora Lialda Lemos (PSDB) — e, depois de deixar o ninho tucano, participou pela primeira vez, ontem, de uma reunião no novo partido.

Os brizolistas aproveitaram o encontro, ainda, para reafirmar a pré-candidatura do empresário Thiago Peixoto dos Anjos a prefeito nas próximas eleições municipais.

Malas prontas

Postado em 23 de julho de 2019
Foto: Divulgação

Os presidentes estadual e nacional do PRTB, Nylton Schwinden FilhoLevy Fidelix com o empresário Osmar Vidal Rachadel Filho, popular Mazinho da Borracharia, e o advogado Francisco Vasconcelos, ambos de Tijucas, sexta-feira (19), em São José.

Mazinho e Vasconcelos são dissidentes do PSL — deixaram o partido assim que o ex-bombeiro militar Gerson Henrique Marcelino assumiu a comissão municipal — e vêm conversando sistematicamente com líderes do PRTB. As tratativas estão adiantadas e os trâmites devem ser concluídos a qualquer momento.

Legenda do vice-presidente da República, coronel Hamilton Mourão, o PRTB ainda não tem representação na Capital do Vale.

Rejeição aconselhada

Postado em 10 de julho de 2019

Mais um capítulo da saga do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) contra a malha do Tribunal de Contas vem à tona. A mudança de postura de parte dos vereadores governistas — que antes absolveriam o ex-mandatário tijuquense, e agora devem votar pela rejeição das contas de 2016 — tem a ver com a presença, ora informal, do empresário e ex-prefeito Uilson Sgrott (DEM) na sede do Legislativo municipal, quinta-feira (4).

Sgrott não esteve na Câmara apenas, como se supôs, para divulgar a programação da Festa de São Cristóvão. Antes da sessão, ele se reuniu com os parlamentares pró-governo como porta-voz do Conselho, o escrete cola-branca que participou da organização da campanha de 2016 e que continua orientando politicamente a administração municipal. Foi pedir aos confrades que votem conforme a recomendação do TCE, pela rejeição.

Na sexta-feira (5) pela manhã, o empresário encabeçou nova reunião com os vereadores situacionistas. Desta vez, no gabinete do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) — que juntou a orientação dos conselheiros com a notícia do envolvimento do ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) na articulação pró-Tomazi e decidiu liberar a bancada para votar como quisesse.

BIFURCAÇÃO

Quem, neste momento, está em sinuca de bico é o presidente do Legislativo tijuquense, vereador Vilson Natálio Silvino (PP). Se mantiver a decisão, acompanhar a orientação do Conselho e votar pela rejeição, vai, certamente, desagradar a colega e tutora Elizabete Mianes da Silva (PSD) — que articula a absolvição de Tomazi entre os governistas, assim como articulou a eleição da presidência da Câmara em favor do progressista.

Mas, se decidir salvar o ex-prefeito e contentar Bete, abespinha a congregação e, sobretudo, o amigo e mentor Helio Gama, que integra o grupo de conselheiros da administração municipal. Ou seja: se ficar o bicho pega, e se correr o bicho come.