sábado, 24 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Águas passadas

Postado em 14 de outubro de 2020
Foto: Divulgação

A candidatura da servidora pública municipal Nadir Amorim (PSD) ao parlamento tijuquense foi determinante para que o irmão, Henrique Amorim — que abraçou a campanha de Elmis Mannrich (MDB) à prefeitura em 2016 —, voltasse ao ninho cola-branca nestas eleições. A quem pergunta, ele diz apenas que “foi MDB no pleito passado e agora vai votar em Eloi Mariano Rocha (PSD), e mudaria quantas vezes quisesse, porque é dono do próprio nariz”.

O mais ilustre dos Amorim, ex-vereador Antônio Zeferino “Tonho Polícia” Amorim, porém, continua resiliente. Ainda magoado com o desfecho das conjunturas de 2016, quando foi preterido por Mariano Rocha na diligência cola-branca para a conquista da prefeitura, ele prefere apenas acompanhar a batalha de Nadir e o silêncio sobre o pleito majoritário — e, inclusive, trabalha com material paralelo, sem fotos do prefeito atreladas à irmã. Pois, então?!

Casaca virada

Postado em 9 de outubro de 2020

Há mais mistérios entre o céu e a terra do que pode supor nossa vã filosofia. Braço direito da vereadora e candidata a prefeita Fernanda Melo (MDB) na Câmara, Elizandra Weber deixou a assessoria da parlamentar há 10 dias e agora, surpreendentemente, mostra-se nas redes sociais com o tema de campanha do prefeito e candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD) e apoio declarado à continuidade do projeto governista.

Secretária adjunta do MDB de Tijucas, ela vem usando, ainda, os slogans de postagens #DeixaOHomemTrabalhar#EuNãoQueroMudança nas recentes manifestações. O mundo, realmente, dá voltas. Pois, então?!

Chapa enxuta

Postado em 29 de setembro de 2020

Se depender da nominata proporcional para alcançar o cargo máximo do município, o suplente de vereador e candidato a prefeito Sidney Machado (PSC), de Tijucas, tem um desafio dos grandes nestas eleições. Na chapa de candidatos a vereadores do PSC, foram registrados apenas três nomes; enquanto os demais partidos largam com elencos de 14 a 20 postulantes ao Legislativo municipal.

Em tempo: no trio peessessista estão, ainda, marido e mulher — ele, a propósito, um dos braços direitos do ex-secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e também candidato a vereador Jean Carlos de Sieno dos Santos (PSD) e, por tabela, simpatizante do prefeito e candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD).

Desistências

Postado em 24 de setembro de 2020

Braço direito do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) na Câmara de São João Batista, a vereadora Rúbia Tamanini Duarte (PSL) não vai concorrer à reeleição. Tinha situação confortável, e era nome praticamente certo para a próxima legislatura; mas declinou da disputa, surpreendentemente.

Cotada para a vice-prefeitura na chapa governista, que indicou o também vereador Almir Peixer (PSD) para a vaga, ela já havia liberado apoiadores e cabos eleitorais para acompanharem outro pré-candidato à vereança, de quem é muito próxima, e não quis voltar atrás. Preferiu manter a palavra e se afastar da concorrência.

TIJUCAS

Outra baixa na disputa, mas em Tijucas, é a do vereador Cláudio Tiago Izidoro (PP). Decidiu que não vai concorrer no pleito que se avizinha e que pretende, assim que terminar o mandato, se dedicar integralmente à carreira profissional, na construção civil e montagem industrial.

Ex-secretário de Obras, de Agricultura e diretor da Ditran (Diretoria de Transito e Transportes) em governos anteriores, Izidoro deve cumprir a campanha apenas como apoiador do projeto governista, com o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e o engenheiro Sérgio Fernandes Cardoso (PSD) na disputa majoritária.

Eleição inflada

Postado em 23 de setembro de 2020

Tijucas deve ter um recorde de candidatos a prefeito nestas eleições. Se nada mudar, serão cinco postulantes ao cargo máximo do município no pleito que se avizinha. Nas últimas décadas, a disputa sempre foi polarizada em duas opções, e, no máximo, apresentou uma terceira — sempre com expressão e favoritismo reduzidos.

Dentre as candidaturas que vinham sendo trabalhadas nas bases, o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), a vereadora Fernanda Melo (MDB) e o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT) nunca foram dúvidas; e confirmaram as previsões. As incertezas eram o vice-prefeito Adalto Gomes (PL), que pretendia representar o projeto governista, e o suplente de vereador Sidney Machado (PSC), que tem estrutura enxuta e um grupo modesto — em comparação aos demais — de apoiadores.

Gomes e Machado, entretanto, já garantiram participação no certame. O adjunto tijuquense traçou um plano paralelo, apresentou oficialmente o advogado Fernando Rodrigues (PL) como companheiro de chapa e já vem divulgando material de campanha; e o suplente de vereador assegura que, mesmo sem a mass media dos rivais, vai concorrer à prefeitura “com certeza” de braços dados com o pastor evangélico Wesley Paiva (PSC).

Desconsideração

Postado em 16 de setembro de 2020

O suplente de vereador Sidney Machado (PSC), que planeja concorrer à prefeitura de Tijucas nestas eleições, mostrou-se indignado, dias atrás, com um instituto que realizava uma pesquisa pré-eleitoral na cidade. Segundo ele, os entrevistadores, na abordagem aos eleitores e no exame estimulado, consideravam apenas três nomes para a concorrência majoritária da Capital do Vale — muito provavelmente os do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), da vereadora Fernanda Melo (MDB) e do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT).

Em live nas redes sociais, como de hábito, Machado considerou o formato do estudo “uma baita de uma sacanagem”. Os pesquisadores estavam em frente a uma casa lotérica e, de acordo com o suplente de vereador, não agiam com justiça. “Já falei que sou pré-candidato a prefeito, e fazem uma pesquisa sem meu nome? Onde já se viu?! Cadê a fiscalização?”, desabafou.

Chapa convencionada

Postado em 15 de setembro de 2020
Foto: Divulgação

Por transmissão remota, em conexão a todos os pré-candidatos a vereadores da legenda, o PSD tijuquense confirmou, ontem, em convenção, os nomes de Eloi Mariano RochaSérgio Fernandes Cardoso para a disputa majoritária do município.

Apenas o ex-diretor do Sebrae e o prefeito estiveram juntos, no mesmo ambiente, na Suport Equipamentos Industriais — empresa que Cardoso administra com a família em Tijucas — durante a videoconferência. E aproveitaram o ensejo para se darem as mãos e posar para a foto.

Matemática

Postado em 15 de setembro de 2020

Com seis legislaturas consecutivas no currículo, a vereadora Elizabete Mianes da Silva (PSB), de Tijucas, abdicou de concorrer novamente à Câmara Municipal nestas eleições. “Questões matemáticas”, segundo ela, teriam motivado a decisão.

O ingresso no PSB, em princípio, já teria sido uma forma de postular um upgrade na carreira pública. Nos ajustes iniciais com os ex-vice-prefeitos Roberto Vailati e Luiz Rogério da Silva, que reorganizaram o partido no município, ela seria a peça chave nas tratativas com a cúpula governistas para compor chapa com o prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD); mas as negociações travaram.

Num segundo cenário, Bete teria suporte absoluto de uma nominata robusta, de pelo menos 15 candidatos à vereança com expectativa média de 200 votos cada. Mas o PSB, neste momento, apresenta cerca de 12 pré-candidatos ao Legislativo com lastro eleitoral incerto — e grande probabilidade, em projeção otimista, de conquistar apenas uma cadeira na Câmara, que seria disputada voto a voto entre ela e a colega de bancada Maria Edésia da Silva Vargas (PSB), cunhada de Vailati.

A gota d’água, no entanto, teria sido a pré-candidatura de uma sobrinha ao parlamento tijuquense; o que dividiria as atenções da família, do bairro e dos apoiadores de sempre.

Fumaça branca

Postado em 2 de setembro de 2020

O tempo de espera terminou. Entre especulações, articulações, voltas e reviravoltas, o companheiro de chapa do prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD), enfim, foi definido. O engenheiro Sérgio Fernandes Cardoso (PSD), ex-diretor de Administração e Finanças do Sebrae/SC, rendeu-se ao chamado do grupo — e, especialmente, do mandatário tijuquense, que fazia questão do acordo — e aceitou o desafio. A decisão foi tomada anteontem, depois de consultas sequentes e quase diárias ao domo do partido, a tutores pessoais e familiares.

Coisa Querida sequer considerava a candidatura nestas eleições. Tinha planos de viajar a Portugal e cursar especializações em consultoria empresarial; mas a pandemia adiou o intercâmbio, provocou expectativas e, nos últimos dias, se transformou no trending topic da coalizão governista. Ou ele, ou PP, PSB e até setores do PSD digladiariam na base para indicar o candidato a vice-prefeito.

A quem pergunta, Cardoso é pontual: “Não era minha ideia. Mas foi preciso”. Ele queria, agora aposentado, passar mais tempo em casa, curtir os netos, viajar em família… Outro projeto adiado. A partir da segunda quinzena deste mês, o cidadão do mundo — ou “cosmopolitano”, assim chamado por Leopoldo Barentin numa das reportagens do Jornal Razão — estará nos santinhos de campanha à direita de Mariano Rocha. “Por gratidão a Tijucas”, garante.

Nuvem passageira

Postado em 26 de agosto de 2020

Se, como adoram repetir os estadistas, “política é como nuvem: agora está de um jeito e em pouco tempo está de outro”, o PSB de Tijucas é uma nuvem em meio a uma ventania. Sob a capitania do advogado e ex-vice-prefeito Roberto Carlos Vailati, o partido já prenunciou apoio ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) duas vezes, tentou acordos com PDT, MDB e PL outras tantas e, agora, inclinou-se novamente ao projeto do mandatário tijuquense.

Vailati, com intenções claras de postulação majoritária, formou um grupo destacado de figuras proeminentes em torno de si; mas, em princípio, não conseguiu regular a bússola e que a estrelada tripulação remasse na mesma direção.