terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Orientações e questões

Postado em 17 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Os governistas se reuniram ontem em torno do vereador Maickon Campos Sgrott (PP) e do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), que encabeçam o projeto de sucessão, para discutir os rumos do grupo nestas eleições. A pergunta que todos se fazem – sobre quem deve ser o candidato a vice-prefeito –, no entanto, continua sem resposta.

O encontro serviu, em suma, para orientar os pré-candidatos a vereadores de PP, PSD e UNIÃO BRASIL sobre as exigências da legislação eleitoral e traçar estratégias para o pleito proporcional. Dos 42 postulantes ao Legislativo tijuquense que o grupo tem como definidos, 40 estiveram presentes.

De certo, firmou-se que Campos Sgrott permanece, decidida e imutavelmente, como representante da aliança na disputa da prefeitura e que a coligação deve, salvo por uma hecatombe, ser convencionada com os três partidos já mencionados.

As dúvidas pairam, ainda e por pouco tempo, sobre a composição da chapa majoritária, com três opções dispostas ao posto: os vereadores Rudnei de Amorim (PSD), Claudemir “Bigodinho” Correia (PSD) e Maurício Poli (UNIÃO).

Encontro marcado

Postado em 16 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Os rumos do grupo que tentará a sucessão do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, começam a ser definidos logo mais. Isso porque o movimento governista promoverá uma reunião com a presença de lideranças e pré-candidatos.

O encontro terá postulantes ao Legislativo e Executivo de PP, PSD e UNIÃO. Segundo uma fonte do Blog, a intenção é “medir a febre”, entender como cada membro observa o cenário político tijuquense e, a partir deste diagnóstico, definir os próximos passos.

Por ora, o grupo governista apresenta o vereador Maickon Campos Sgrott (PP) como pré-candidato a prefeito, enquanto os também parlamentares Maurício Poli (UNIÃO) e Rudnei de Amorim (PSD) disputam a indicação para candidatura à vice-prefeitura.

Descarte 

Postado em 5 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora nunca houvesse confirmado publicamente o desejo, o ex-comandante da Polícia Militar no Vale do Rio Tijucas, coronel Éder Jaciel de Souza Oliveira, sempre esteve disposto a contribuir com a política tijuquense. Nos bastidores, aliás, especulava-se a possibilidade do militar concorrer à vice-prefeitura. 

Durante uma entrevista ao VipSocial, nesta semana, o policial, que acaba de ingressar na reserva remunerada, revelou que ocorreram tratativas sobre o tema, mas que as chances foram rechaçadas por “lideranças políticas locais”. 

“Eu sou muito amigo de um vereador de Tijucas. Chegamos a pensar em ajudá-lo como vice e construir algo na parte de ordem pública. Só que as lideranças políticas locais não me querem. Os caras não querem. Tudo bem, tô tranquilo. Queria ajudar. Conversamos bastante sobre isso”, afirmou. 

O Blog apurou que o “vereador” citado na entrevista é o presidente do Poder Legislativo, Rudnei de Amorim (PSD), que nutre relações estreitas com o militar e contava com o seu apoio no projeto eleitoral. 

Simbolismo

Postado em 25 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Uma sugestiva imagem publicada pelo vereador Maickon Campos Sgrott (PP), de Tijucas, na manhã desta terça-feira (25), agitou os bastidores políticos do município. A chaminé e a fumaça branca, simbolos históricos do anúncio da escolha do novo Papa durante o Conclave, pode representar muita coisa.

E representa. O Blog apurou que o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) anunciou, ontem, em reunião com todo o secretariado municipal e seus assessores, que o parlamentar deve representar o grupo governista no projeto de sucessão.

O progressista, a propósito, já era franco favorito na disputa com Rudnei de Amorim (PSD) e Maurício Poli (UNIÃO), mas somente agora recebeu a confirmação do líder máximo do movimento. A oficialização deve ser publicada a qualquer momento. A conferir.

Mídia casada

Postado em 24 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

As postagens do fim de semana nas redes sociais dos vereadores Maickon Campos Sgrott (PP), Rudnei de Amorim (PSD) e Maurício Poli (UNIÃO) foram praticamente as mesmas. O que se via no perfil de um, era reproduzido com detalhes particulares no dos outros. Todas, evidentemente, tratavam da obra de pavimentação asfáltica na localidade de Terra Nova, no interior de Tijucas.

Pudera, a propósito. O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) havia anunciado que dois deles comporiam a chapa governista para a disputa da sucessão municipal, em outubro. E desde então o trio tem seguido de perto cada passo do mandatário tijuquense e, obviamente, abocanhado uma fatia das realizações da gestão.

Mariano Rocha tem, agora, a abstrusa missão de limar um dos dispostos ao dueto situacionista para o pleito majoritário sem provocar fissuras no projeto e transformar a mídia do preterido, que tem sido abundante e elogiosa, em canhão virado para si. Pois então!

Méritos e honrarias

Postado em 13 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O título de Cidadão Honorário de Tijucas, concedido ontem em sessão solene da Câmara Municipal ao deputado estadual Júlio Garcia (PSD) serviu, segundo justificativa da Casa, para agradecer o parlamentar por contribuir com inúmeras causas tijuquenses. Mas pode significar mais do que isso.

Garcia é um dos mais respeitados – ora temidos – estrategistas políticos de Santa Catarina e conhecido por liderar o PSD nas articulações. Portanto, o gesto de agradecimento poderia, também, servir para chamar a atenção do deputado para os movimentos políticos da Capital do Vale.

Neste momento, a legenda que indicou e elegeu Eloi Mariano Rocha em duas oportunidades teve seu espaço reduzido no grupo e pode ter, inclusive, que oferecer protagonismo ao UNIÃO BRASIL na construção governista. Assinaram a indicação, a propósito, os vereadores Rudnei de Amorim, Paulo César “Frango” Pereira, Claudemir “Bigodinho” Correa e Nadir de Amorim, todos peessedistas.

Se a visita justificada pela homenagem resultará em mudanças na conjuntura, ainda não se pode afirmar. Mas, propositalmente ou não, os olhos da principal liderança da legenda estiveram por algumas horas, bem abertos, sobre Tijucas e suas nuances eleitorais.

Se correr, o bicho pega…

Postado em 6 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) está em outra sinuca de bico. Com a indicação do vereador Maickon Campos Sgrott (PP) como representante do governo na disputa da prefeitura praticamente confirmada, o chefe do Executivo municipal precisa, agora, resolver outro impasse: o da composição da chapa. Ou ele prestigia o seu PSD, ou contenta o UNIÃO BRASIL.

Embora ainda mantenha esperanças de ser o escolhido para concorrer ao cargo máximo do município, o presidente da Câmara, Rudnei de Amorim (PSD), passou a ser fortemente especulado como opção para a vice-prefeitura no dueto com Sgrott. O problema é que o colega de parlamento Maurício Poli, nome de comando no UNIÃO BRASIL, quer a mesma coisa e teria comunicado Mariano Rocha de que, para manter a aliança, não abriria mão da vaga.

Corre por fora, ainda, outro vereador: Claudemir Correia, o Bigodinho, que estaria disposto a ser a via do PSD nessa encruzilhada. Mas as chances são pequenas. Quase nulas.

Fato é que na lista de tribulações, o deferimento de Sgrott como candidato sem provocar fissuras irremediáveis no grupo – ainda a conferir – deixou de ser a principal. Mariano Rocha voltou ao calvário e pode, mais uma vez, ter que deixar o próprio partido na gaveta.

Habemus chapa

Postado em 30 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A badalada noite de filiações dos Progressistas de Tijucas foi, também, o pontapé para a pré-campanha eleitoral do grupo governista. Tanto que, a partir de agora, já se considera a composição PP, PSD e UNIÃO praticamente chancelada.

Diante da definição, cada partido lançou um pré-candidado à chefia do Executivo municipal. Sem surpresas, os nomes foram os dos vereadores Maickon Campos Sgrott (PP), Rudnei de Amorim (PSD) e Maurício Poli (UNIÃO).

Os três estiveram sentados na mesa de honra, que tinha, ainda, as presenças do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e do deputado estadual, Altair Silva (PP), além do ex-vereador e ex-secretário municipal, Sérgio Cordeiro (UNIÃO).

Cordeiro, a propósito, foi o responsável pela condução dos discursos. Em determinado momento, chamou a atenção para o número 110, que seria o resultado da soma dos números do três partidos: 11, 55 e 44.

Já o mandatário deixou um recado direto. Assim como havia feito, horas antes, em um convite – ora convocação -, afirmou que “a partir de agora, é tudo igual”, em alusão ao grupo construído com as três frentes.

À francesa

Postado em 30 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

De acordo com o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), o governo de Tijucas conta atualmente com três pré-candidatos à sucessão municipal: os vereadores Maickon Campos Sgrott (PP), Rudnei de Amorim (PSD) e Maurício Poli (UNIÃO), todos da bancada governista na Câmara.

A informação foi publicizada ontem, no evento de filiações do PP, na sede do Jardim Portobello. Independentemente das alternações do chefe do Executivo municipal, chama a atenção que curiosamente a lista tenha desprezado o projeto do vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD), que se colocava até então entre as opções para a disputa da prefeitura nestas eleições.

Mas o ato tem por quê.

Diante das especulações e elocubrações, o adjunto tijuquense conscientemente teria retirado a pré-candidatura. A decisão não foi direcionada pessoalmente a Mariano Rocha, mas à cúpula estadual do partido, que muito provavelmente repassou a posição ao mandatário municipal.

Coisa Querida vem programando um encontro com apoiadores para um comunicado oficial. E no texto de renúncia, diz-se, não faltariam discursivas a respeito do termo “ingratidão”. A conferir.

Fala, presidente!

Postado em 20 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O presidente do Poder Legislativo de Tijucas, vereador Rudnei de Amorim (PSD), garante, em resposta à nota Upgrade – publicada mais cedo pelo Blog -, que “não haverá qualquer reajuste salarial” para os parlamentares tijuquenses.

Amorim justifica que a reforma apenas atende a reposição que, segundo os registros da Casa do Povo, não era feita desde 2012. Em determinados períodos, a propósito, sequer a inflação anual era acrescentada aos vencimentos dos vereadores.

“Não tem um real de reajuste. Apenas reposição salarial. O último projeto de aumento foi em 2012. Uma legislatura só pode aumentar pra outra, não é permitido aumentar da própria. De 2012 pra cá, nada foi aumentado. Esse projeto é apenas de reposição. São doze anos, só estamos fazendo o justo”, pontuou o presidente da Câmara.

Ao Blog, Amorim ainda pontuou que a mudança no subsídio mensal acontecerá somente no ano que vem. “Há uma clara defasagem nos vencimentos dos vereadores. É uma medida necessária e que, reforço: não será para nós, os vereadores dessa legislatura. Mas, sim, para a legislatura 2025/2028”, finalizou.