sábado, 19 de setembro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Junta e ajunta

Postado em 11 de setembro de 2020

As conversas entre o MDB e o vice-prefeito Adalto Gomes (PL) para uma possível composição no pleito majoritário de Tijucas seguem à toda. Com o desmonte da dupla Fernanda Melo (MDB) e Gislaine Devitte (CIDADANIA), que parecia definida, o nome do adjunto tijuquense voltou à pauta do Manda Brasa com mais força.

Há, porém, uma condição para que o PL tope a conjuntura: os emedebistas precisam apresentar outro nome para a chapa. Gomes, que já formou com o advogado Fernando Rodrigues (PL) para a corrida ao paço e poderia rumar para o projeto periquito, não acredita na viabilidade da candidatura da presidente municipal do MDB e prefere posar nos santinhos com alguém de maior apelo eleitoral. O ex-prefeito Valério Tomazi (MDB), por exemplo, teria essa preferência.

ALINHADOS

A propósito: Gomes e Tomazi têm conversado com frequência e dito, um ao outro, que se as bases concordarem, entram juntos na disputa pela prefeitura.

Ferida aberta

Postado em 25 de agosto de 2020

“Em Tijucas, o MDB foi uma mulher espancada, ferida, que teve a casa queimada e chegou à beira da morte; mas que conseguiu sobreviver e vem se restabelecendo, reconstruindo tudo. Agora, quem agrediu e arrasou, que fez todo o mal, quer voltar para a casa que destruiu”. Este foi um dos trechos da parábola que o ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) ouviu ontem em reunião do partido, nas dependências do ex-vereador Edson Bayer. Pretenso postulante à vice-prefeitura, o vereador Elói Geraldo (MDB), a propósito, foi um dos que mais apontaram o dedo ao ex-mandatário — que ensaia nova candidatura ao Executivo municipal nestas eleições.

Tomazi, que se transformou no centro das atenções durante o encontro, pediu tempo para pensar. E garantiu que até sexta-feira (28) decide se continua com o plano de candidatura ou joga a toalha.

MAIORIA

A maior parte dos presentes na reunião, entretanto, definiu o nome da presidente municipal do partido e vereadora Fernanda Melo como opção de consenso para a disputa majoritária. A assembleia emedebista foi formada por figuras locais, como, além dos já citados, o ex-prefeito Elmis Mannrich e o vereador Fernando Fagundes, e de outras estâncias, a exemplo do prefeito Moacir Montibeler, de Canelinha, e do deputado federal Celso Maldaner, presidente do partido em Santa Catarina.

Correção histórica

Postado em 24 de agosto de 2020

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) tem sido bastante acionado nas últimas semanas para intervir nas hostes emedebistas. Mensageiros de parte a parte tentam convencer o ex-mandatário de que ele poderia corrigir dois descompassos na sua basta história política se conseguisse lançar, nestas eleições, uma chapa com Valério Tomazi (MDB) e Roberto Vailati (PSB) à prefeitura de Tijucas.

Vailati e Tomazi, cada qual por seu motivo, romperam relações com Mannrich em 2006 e 2016, respectivamente; e agora esperam, persuadidos por tutores afins, que o ex-prefeito, líder benemérito do MDB, interfira na executiva municipal do partido e banque a dupla. Seria, quem sabe, talvez, possivelmente, com os três abraçados, o palanque mais inusitado e surpreendente dos últimos tempos na Capital do Vale.

Corte e costura

Postado em 9 de julho de 2020
Foto: Divulgação

Tudo leva a crer que o PL do vice-prefeito Adalto Gomes e o MDB da principal opositora da administração municipal, vereadora Fernanda Melo Bayer, estarão juntos no pleito que se aproxima. Líderes dos dois partidos, mais representantes do Cidadania e do Solidariedade, reuniram-se nesta noite para tratar da coalizão — que, neste momento, é praticamente certa.

Com espaço cada vez mais reduzido no governo, e as chances de reedição da chapa com Eloi Mariano Rocha (PSD) se esvaindo, o vice-prefeito vem, há algum tempo, buscando acordos nos setores de oposição. Nas coxias da política tijuquense, conjetura-se a união, em chapa MDB/PL, especialmente para estas eleições, de Valério Tomazi e Adalto Gomes, que concorreram, um contra o outro, à prefeitura no pleito de 2012.

Chapa pronta

Postado em 8 de julho de 2020

Fontes precisas do Blog garantem que o nome da contabilista Giselle Varela Serpa estaria praticamente certo, como futura candidata a vice-prefeita na chapa do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT) para o pleito majoritário de novembro. Estreante na política local, ela é filha do ex-secretário de Indústria, Comércio e Turismo do município Antônio Cantalício Serpa, também contabilista, que integrou o colegiado do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) entre 2013 e 2014 — quando deixou o cargo para assumir a presidência da Acit (Associação Comercial e Industrial de Tijucas).

A escolha parte, sobretudo, de uma pré-disposição do PDT tijuquense: disputar o pleito em chapa pura e com personagens alheios ao movimento político tradicional da Capital do Vale. Ao que tudo indica, a dupla Thiago & Giselle deve ser oficializada e anunciada em breve.

Por Luan Lucas, especialmente para o Blog do Léo Nunes

Cartas na manga

Postado em 22 de junho de 2020

Representação oposicionista declarada, o MDB tem alguns trunfos para as próximas eleições em Tijucas. Pelo menos, na concorrência proporcional; com expectativas de um ex-prefeito e de uma ex-vereadora entre os postulantes à Câmara Municipal, além dos atuais e tradicionais parlamentares da legenda.

Especula-se que o engenheiro Valério Tomazi, que governou o município entre 2013 e 2016, volte à cena eleitoral como candidato ao Legislativo. O ex-mandatário corre por fora, ainda, como opção do Manda Brasa para a concorrência majoritária.

Surpresa maior, porém, é a possível candidatura da ex-vereadora Lialda Lemos (ex-PSDB), opositora ferrenha dos governos emedebistas em duas legislaturas, de 2009 a 2016, que, agora filiada ao MDB, vem sendo anunciada como reforço para a corrida proporcional no rol de favoritos do partido. Pois, então?!

“Não sou candidato”

Postado em 18 de maio de 2020

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), de Tijucas, não vai concorrer nas próximas eleições municipais. O anúncio foi feito no programa Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (14). O ex-mandatário revelou que conversou com familiares sobre o assunto, que a decisão já foi tomada, e que optou por cumprir integralmente o mandato na diretoria técnica da Aresc (Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Santa Catarina) até outubro de 2022. “São questões pessoais, minhas. Mas certamente estarei envolvido no processo eleitoral, trabalhando e lutando pelo MDB”, garantiu.

Mannrich falou, ainda, sobre o pleito de 2016, o clima de animosidade criado no seio emedebista a partir do litígio com o então prefeito Valério Tomazi (MDB), e admitiu que os adversários aproveitaram melhor a reta final da campanha. “A tendência de mudança, o trabalho da oposição, forte, num processo democrático, normal, junto com parte da administração, resultou naquela grande virada”, justificou.

Outros temas, como as alianças com ex-algozes, o contratempo na corrida à Assembleia Legislativa de 2014, os acordos, as batalhas judiciais e o cenário atual no MDB tijuquense também estiveram na pauta da entrevista. Assista na íntegra:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

“Não existe compromisso”

Postado em 5 de maio de 2020

O prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, disse, categoricamente, durante entrevista ao programa Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (30), que a propalada inversão da chapa com o vice-prefeito Adalto Gomes (PL) “está descartada” para o próximo pleito. O mandatário tijuquense frisou que não há qualquer compromisso com o adjunto e que existem apenas conversas para reedição da dupla nos mesmos moldes de 2016.

Mariano Rocha fez, ainda, uma retrospectiva de eleições passadas, falou do insucesso na campanha de reeleição à Câmara em 2008 e do suposto apoio que teria recebido do antecessor, Valério Tomazi (MDB), na última concorrência municipal. O programa continua disponível, na íntegra, nos canais do VipSocial nas redes YouTubeFacebook. Assista:

Tal show sobre a política regional, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, das 19h30 às 20h, ao vivo, a partir do Portal VipSocial e com transmissões simultâneas no YouTube, no Facebook e no Instagram.

Visitas pontuais

Postado em 4 de fevereiro de 2020

Quem é do mar não enjoa! O ex-prefeito Valério Tomazi (MDB), de Tijucas, vem se dedicando recentemente às visitas de pré-campanha. Os alvos são emedebistas ferrenhos, ex-servidores públicos e eleitores de sempre. Inicialmente, os planos envolveriam uma provável candidatura ao Legislativo municipal nestas eleições; sem descartar, no entanto, uma possível postulação à prefeitura.

INTERNAMENTE

Tomazi e a presidente do MDB tijuquense, vereadora Fernanda Melo Bayer, ainda não conversaram sobre o assunto.

Pré-candidata a prefeita, a advogada aguarda os números de uma pesquisa pré-eleitoral para decidir se continua à disposição do partido para a concorrência majoritária, ou se abre espaço para outros interessados. O ex-mandatário estaria em stand by.

Da boca pra fora

Postado em 4 de novembro de 2019

Ex-secretário municipal — comandou a pasta de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente na gestão do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) —, o emedebista de berço Raul de Souza Junior, popular Raul da Ambulância, prometeu a amigos e correligionários que iria à convenção do MDB tijuquense, em outubro, apenas para pedir a desfiliação do partido que sempre defendeu. Prometeu, mas não cumpriu.

Souza Junior não compareceu à convenção e, segundo a presidente eleita do partido em Tijucas, vereadora Fernanda Melo Bayer, também não protocolou, ainda, a carta de adeus na regência periquita.