sábado, 24 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Águas passadas

Postado em 14 de outubro de 2020
Foto: Divulgação

A candidatura da servidora pública municipal Nadir Amorim (PSD) ao parlamento tijuquense foi determinante para que o irmão, Henrique Amorim — que abraçou a campanha de Elmis Mannrich (MDB) à prefeitura em 2016 —, voltasse ao ninho cola-branca nestas eleições. A quem pergunta, ele diz apenas que “foi MDB no pleito passado e agora vai votar em Eloi Mariano Rocha (PSD), e mudaria quantas vezes quisesse, porque é dono do próprio nariz”.

O mais ilustre dos Amorim, ex-vereador Antônio Zeferino “Tonho Polícia” Amorim, porém, continua resiliente. Ainda magoado com o desfecho das conjunturas de 2016, quando foi preterido por Mariano Rocha na diligência cola-branca para a conquista da prefeitura, ele prefere apenas acompanhar a batalha de Nadir e o silêncio sobre o pleito majoritário — e, inclusive, trabalha com material paralelo, sem fotos do prefeito atreladas à irmã. Pois, então?!

Ferida aberta

Postado em 25 de agosto de 2020

“Em Tijucas, o MDB foi uma mulher espancada, ferida, que teve a casa queimada e chegou à beira da morte; mas que conseguiu sobreviver e vem se restabelecendo, reconstruindo tudo. Agora, quem agrediu e arrasou, que fez todo o mal, quer voltar para a casa que destruiu”. Este foi um dos trechos da parábola que o ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) ouviu ontem em reunião do partido, nas dependências do ex-vereador Edson Bayer. Pretenso postulante à vice-prefeitura, o vereador Elói Geraldo (MDB), a propósito, foi um dos que mais apontaram o dedo ao ex-mandatário — que ensaia nova candidatura ao Executivo municipal nestas eleições.

Tomazi, que se transformou no centro das atenções durante o encontro, pediu tempo para pensar. E garantiu que até sexta-feira (28) decide se continua com o plano de candidatura ou joga a toalha.

MAIORIA

A maior parte dos presentes na reunião, entretanto, definiu o nome da presidente municipal do partido e vereadora Fernanda Melo como opção de consenso para a disputa majoritária. A assembleia emedebista foi formada por figuras locais, como, além dos já citados, o ex-prefeito Elmis Mannrich e o vereador Fernando Fagundes, e de outras estâncias, a exemplo do prefeito Moacir Montibeler, de Canelinha, e do deputado federal Celso Maldaner, presidente do partido em Santa Catarina.

Correção histórica

Postado em 24 de agosto de 2020

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) tem sido bastante acionado nas últimas semanas para intervir nas hostes emedebistas. Mensageiros de parte a parte tentam convencer o ex-mandatário de que ele poderia corrigir dois descompassos na sua basta história política se conseguisse lançar, nestas eleições, uma chapa com Valério Tomazi (MDB) e Roberto Vailati (PSB) à prefeitura de Tijucas.

Vailati e Tomazi, cada qual por seu motivo, romperam relações com Mannrich em 2006 e 2016, respectivamente; e agora esperam, persuadidos por tutores afins, que o ex-prefeito, líder benemérito do MDB, interfira na executiva municipal do partido e banque a dupla. Seria, quem sabe, talvez, possivelmente, com os três abraçados, o palanque mais inusitado e surpreendente dos últimos tempos na Capital do Vale.

O ex-vice-prefeito Luiz Rogério da Silva (PSB), de Tijucas, não fugiu da raia, ontem, no Linha de Frente. Décimo segundo entrevistado do programa, ele, enfim — depois de quatro anos e meio resiliente —, falou sobre os impactos da propalada Operação Iceberg na vida privada e na carreira política. “Claro que fiquei traumatizado. Mas é um assunto superado. E acredito muito na verdade e na justiça”, disse.

Rogerinho falou, ainda, do projeto do PSB para o município, do futuro na política e de passagens polêmicas da vida pública, como a negociação entre seu então PSDB e o PMDB para eleger Elmis Mannrich em 2004. “O vereador Sérgio Murilo Cordeiro nos ganhou na contagem de votos. (Carlos Humberto) Bebeto (Ternes, candidato a prefeito do PSDB naquelas eleições) viu o momento”, revelou o ex-vice-prefeito, antes de garantir que não participou das conversas. Assista ao Linha de Frente de ontem na íntegra:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Triste notícia

Postado em 26 de maio de 2020

Faleceu agora há pouco, em Florianópolis, onde vivia há alguns anos, o comunicador Ricardo Martins, meu amigo estimado e parceiro de muitos projetos. Cobriu minhas férias no Jornal Notícias do Dia, do Grupo ND, em 2009, e recentemente colaborou extraordinariamente no Blog do Léo Nunes.

Era um profissional dedicado, honrado, de opinião firme e que não se deixava intimidar. Viveu em Tijucas nos anos 2000 e foi precursor na Comunicação oficial do município, na primeira gestão de Elmis Mannrich. O dia, hoje, terminou ao começar.

“Não sou candidato”

Postado em 18 de maio de 2020

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), de Tijucas, não vai concorrer nas próximas eleições municipais. O anúncio foi feito no programa Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (14). O ex-mandatário revelou que conversou com familiares sobre o assunto, que a decisão já foi tomada, e que optou por cumprir integralmente o mandato na diretoria técnica da Aresc (Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Santa Catarina) até outubro de 2022. “São questões pessoais, minhas. Mas certamente estarei envolvido no processo eleitoral, trabalhando e lutando pelo MDB”, garantiu.

Mannrich falou, ainda, sobre o pleito de 2016, o clima de animosidade criado no seio emedebista a partir do litígio com o então prefeito Valério Tomazi (MDB), e admitiu que os adversários aproveitaram melhor a reta final da campanha. “A tendência de mudança, o trabalho da oposição, forte, num processo democrático, normal, junto com parte da administração, resultou naquela grande virada”, justificou.

Outros temas, como as alianças com ex-algozes, o contratempo na corrida à Assembleia Legislativa de 2014, os acordos, as batalhas judiciais e o cenário atual no MDB tijuquense também estiveram na pauta da entrevista. Assista na íntegra:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Isolamento e paz

Postado em 21 de abril de 2020
Foto: Divulgação

Flagrante do comerciante Nilton Mannrich, um dos egrégios personagens do cotidiano tijuquense, saboreando uma canja e cumprindo as recomendações de quarentena no sítio do filho, o ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), no Timbé, interior da Capital do Vale.

O ex-mandatário tijuquense, atual diretor técnico da Aresc (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina), inclusive, já confirmou participação no Linha de Frente, programa de entrevistas com personalidades da política regional que o colunista comanda na VipSocial TV, para 14 de maio.

“Lula mereceu estar preso”

Postado em 17 de abril de 2020

Militante do PT por três décadas, o advogado e ex-vice-prefeito Roberto Vailati — que acaba de assumir a presidência do PSB municipal — não poupou críticas ao maior expoente do partido, ontem, no Linha de Frente, na VipSocial TV. “Se eu conversasse com o presidente (Luiz Inácio) Lula (da Silva), diria que ele mereceu estar preso. Ele sabia que seus aliados estavam praticando a corrupção e deveria ter tomado alguma medida. Ele perdeu o momento da história”, declarou.

Vailati falou, ainda, do rompimento com o então prefeito Elmis Mannrich (MDB) na gestão 2005-2008 e das eleições seguintes, quando se candidatou a prefeito e foi derrotado com a maior diferença de votos da história da Capital do Vale. “Não considero que errei e não me arrependo. Faria tudo novamente”, pontuou o ex-vice-prefeito durante a entrevista. Assista ao programa de ontem na íntegra:

Talk show da política regional, o Linha de Frente vai ao ar todas as quintas-feiras, ao vivo, às 19h30, nas redes FabebookYouTubeInstagram, e também no Portal VipSocial.

Doeu menos

Postado em 11 de dezembro de 2019

Notabilizado pela frase “Aceita que dói menos” na campanha eleitoral de 2016 — quando provocava eleitores colas-brancas nas redes sociais e conjeturava vitória de Elmis Mannrich (MDB) no pleito majoritário —, o comerciário Gercy Joaquim Felício, popular Pota, deve iniciar 2020 no quadro de servidores municipais de Tijucas. Ele vem, há algum tempo, bendizendo a gestão do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e declarando voto no chefe do Executivo tijuquense na próxima concorrência.

Líder comunitário, presidente do Esporte Clube Renascença e personagem destacado do Bairro Praça, Felício já pediu dispensa da revendedora de veículos em que trabalhava. O vereador Rudnei de Amorim (DEM) teria atuado nos bastidores para a admissão.

Presidência e preferência

Postado em 22 de outubro de 2019

Cento e quarenta e oito filiados compareceram à convenção municipal do MDB, sábado (19), para avalizar a dirigência do partido em Tijucas durante 2020 e 2021. As previsões foram confirmadas e, em chapa única, a vereadora Fernanda Melo Bayer foi eleita, por unanimidade — apesar de um voto nulo —, presidente no próximo biênio.

Com a regência previamente definida, as atenções, entretanto, voltaram-se para as inusitadas enquetes na cédula de votação. A futura regência consultou os emedebistas sobre “coligação partidária” e “nome do candidato à majoritária” para a concorrência municipal que se avizinha.

De acordo com a contagem — o vereador Elói Geraldo presidiu a apuração —, a esmagadora maioria dos filiados (112) prefere coligar com o PDT no próximo pleito; e que a vereadora e, agora, presidente eleita do partido, se candidate a prefeita (92) em 2020. PSL (83) e PT (44) também foram citados na enquete de possíveis conjunturas partidárias; e os demais votados na consulta sobre candidatura majoritária foram, em ordem, Esaú Bayer (21), brancos (20), Elmis Mannrich (6), Edson Souza (3), Fernando Fagundes (2), Flávia Fagundes (2), Elói Geraldo (1), Oscar Lopes (1) e Paulo Alexandre (1).