quinta-feira, 2 de julho de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Saúde restabelecida

Postado em 13 de maio de 2020

Atualmente morador de Tijucas, o ex-prefeito de Major Gercino, José Ezisaldino David, popular Zequinha, recebeu alta na segunda-feira (11) depois de um mês internado no Hospital Baía Sul, em Florianópolis. Ele apresentava quadro preocupante de infecção por Covid-19 e passou 18 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em coma.

Por considerar a recuperação do patriarca “um milagre”, a empresa da família, GD Construções, doou 150 cestas básicas para entidades da região. “É uma forma de agradecer e ajudar o próximo. Sabemos da necessidade que muitas pessoas estão passando neste momento”, pontuou o filho do ex-prefeito, Gustavo David.

Onde mais se constrói

Postado em 12 de maio de 2020

O que têm em comum Itapema e Major Gercino, além de pertencerem à mesma vizinhança? De acordo com a Caravela Soluções — plataforma online de inteligência de mercado e especializada na economia dos municípios de Santa Catarina —, as duas cidades aparecem com destaque no ranking de expansão imobiliária no Estado entre 2010 e 2019.

A pujante Cidade dos Ultraleves, líder absoluta, com crescimento de 20% ao ano; e o menor município do Vale com menção honrosa, à frente, proporcionalmente, de gigantes como Florianópolis, Joinville, Balneário Camboriú, Chapecó e Itajaí.

Beatificação encaminhada

Postado em 2 de março de 2020

Começa neste mês, segundo o diário do Vaticano, o processo de beatificação do Padre Léo. Fundador da Comunidade Bethânia, em São João Batista, o sacerdote ficou conhecido nacionalmente por suas pregações e por reunir multidões por onde passava. Agora, ele está no caminho para se tornar um dos próximos beatos brasileiros.

A causa ganhou força, inclusive, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Natural de Major Gercino, o deputado estadual Altair Silva (PP) destacou, dias atrás, a história de sofrimento e superação do padre Léo Tarcísio Gonçalves Pereira — que morreu aos 45 anos, em 2007, de infecção generalizada em decorrência de um câncer — e o mérito do reconhecimento pelo grande trabalho do presbítero.

Domingo (29), a Comunidade Bethânia promoveu um bingo, no salão paroquial da Igreja Matriz de São João Batista, para angariar fundos que devem servir à abertura do processo de beatificação.

Três de oito

Postado em 21 de fevereiro de 2020

A exemplo de Daniel Netto Cândido, de São João Batista, e Valmor Pedro Kammers, de Major Gercino, o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), deve, também, migrar para o PSL nesta janela de transferências partidárias. Se confirmada a filiação, a região do Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda, que é composta por oito municípios, contaria com três prefeituras peesselistas.

Os trâmites estão adiantados, mas ainda não foram concluídos. Com exclusividade para o Blog, Dalago Müller garante que continua filiado ao DEM e que a migração para o PSL vem sendo avaliada. “Tive conversas com o governador Carlos Moisés da Silva e com o chefe da Casa Civil estadual, Douglas Borba, na semana passada, mas, neste momento, estou no Democratas”, revela.

Migração

Postado em 17 de fevereiro de 2020

Entre 17 prefeitos catarinense que migraram para o PSL do governador Carlos Moisés da Silva, sábado (15), em cerimônia festiva na Ilha, dois pertencem ao Vale do Rio Tijucas: Daniel Netto Cândido (ex-PSD), de São João Batista, e Valmor Pedro Kammers (ex-PSDB), de Major Gercino.

DE OLHO EM 2022

Daniel Cândido tem claras intenções de concorrer ao Legislativo estadual nas próximas eleições gerais. E o ingresso no PSL tornaria esse cenário muito favorável. Ao invés da necessidade iminente de somar cerca de 38 mil votos para garantir uma vaga na bancada do PSD, o jovem mandatário batistense, no partido do governador e na calculadora, alcançaria o parlamento catarinense com votação próxima de 26 mil.

Alem do quê, o prefeito da Capital Catarinense do Calçado não ficaria sem holofotes no fim do mandato. Ele não fala abertamente sobre o assunto, mas tem convite formal para assumir um cargo de primeiro escalão no governo estadual assim que deixar a prefeitura.

NEGOCIAÇÃO ANTIGA

O prefeito de Major Gercino já estava de malas prontas para o PSL há muito tempo. Desde meados de 2019, Valmor do Pita — como é chamado popularmente — estava decidido.

As negociações envolvem, sobretudo, aporte do governo estadual no projeto de reeleição pretendido por Kammers neste ano.

Viabilidade à prova

Postado em 6 de novembro de 2019

No entendimento do Tribunal de Contas do Estado, Major Gercino deveria ser reintegrado a São João Batista. Um levantamento do TCE-SC, elaborado em 2017 e autuado em março, apontou o menor município do Vale como inviável, já que tem menos de 5 mil habitantes e receita insuficiente para se manter sem repasses estaduais e da União.

Agora, o governo federal entrou no jogo. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) entregou ontem, no Senado, a PEC do pacto federativo, que, entre outras medidas, propõe a reintegração de municípios com população menor que 5 mil habitantes e receita própria inferior a 10% das despesas às cidades de origem. No primeiro desses critérios, Major Gercino, com 3.416 moradores, seria enquadrada. A salvação, porém, estaria na arrecadação: 12,6% do que gasta com estrutura administrativa e Poder Legislativo.

Mais de 1.250 municípios brasileiros estão na mesma situação; e representam 22,5% de prefeituras e Câmaras de Vereadores sem viabilidade econômica no país. Cabe, agora, ao Congresso decidir. Caso aprovadas, as mudanças seriam efetivadas a partir de 2026.

Conta de luz

Postado em 30 de outubro de 2019

Se quiser reeditar o Natal Luz em Major Gercino, o prefeito Valmor Kammers (PSDB) precisa se contentar com o que tem. Os vereadores negaram a solicitação do Executivo para acrescer R$ 11 mil no orçamento da festa natalina. Atualmente, o evento custa R$ 54 mil aos cofres do município.

Kammers argumentou que o aparato do Natal Luz sofreu aumento nos preços, e o reajuste na conta seria capital para a realização da festa. Os parlamentares majorenses concordam com — e aplaudem — a manutenção do evento, mas, apenas, se o erário municipal não for afetado.

In loco

Postado em 7 de outubro de 2019
Foto: Divulgação

Propositor da audiência pública, em maio, com mais de 500 presentes, que chamou a atenção do governo estadual para a urgência de recuperação da SC-108, entre São João Batista e Major Gercino, o deputado estadual Altair Silva (PP) visitou, semana passada, as obras, que já estão em curso.

A famigerada “cratera de Tigipió” (foto), que se abriu há quase dois anos, no quilômetro 166, é o ponto mais crítico. Silva, que é majorense de natureza, acredita que a revitalização da rodovia esteja concluída antes do fim do ano.

Anfitrião

Postado em 4 de outubro de 2019
Foto: Divulgação

Representante, por procuração oficial, do senador Jorginho Mello (PL-SC) no cerimonial desta manhã — que oficializou a destinação de R$ 8,23 milhões do governo estadual para o asfaltamento da Avenida Beira-Rio —, o vice-prefeito Adalto Gomes (PL), de Tijucas, aproveitou o ensejo para posar com a comitiva de Major Gercino na fachada do Anfiteatro Leda Regina de Souza.

Na foto, com o adjunto tijuquense (C) e seu assessor pessoal Ivorlei “Ney” Alves de Assis, o vereador Augustinho Orlandi (PSDB), o prefeito Valmor Pedro Kammers (PSDB) e o secretário municipal de Planejamento, Rogério Resner.

Gomes segue como opção para o pleito majoritário da Capital do Vale em 2020, e, como secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município, comemora: vai encorpar o curriculum com a regozijada pavimentação asfáltica da Beira-Rio.

Queijo premiado

Postado em 3 de outubro de 2019

Em vias de se tornar patrimônio intelectual de Major Gercino, o queijo diamante recebeu, dias atrás, 11 medalhas no 5º Prêmio Queijo Brasil — o mais importante concurso de queijos artesanais do país, promovido pela Comerqueijo (Associação de Comerciantes de Queijos Artesanais Brasileiros).

Foram quatro medalhas de ouro, duas de prata e cinco de bronze; além do troféu Super Ouro, destinado ao prefeito Valmor Pedro Kammers (PSDB) por apoiar a produção do queijo artesanal no menor município do Vale e, consequentemente, em Santa Catarina.