segunda-feira, 15 de julho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Sem paz

Postado em 19 de junho de 2019

Depois de divulgar um estudo sobre os 105 municípios de Santa Catarina com menos de 5 mil habitantes em que os tributos municipais respondem, em média, por menos de 10% da receita – entre eles, Major Gercino, no Vale do Rio Tijucas –, o Tribunal de Contas do Estado não teve mais paz.

Os servidores do TCE têm sido requisitados para inúmeras audiências públicas que objetivam explicar, em detalhes, para prefeitos e vereadores, que os municípios em voga não voltarão a ser distritos. O tribunal já deixou claro que o intuito do levantamento é apontar a inviabilidade econômica no surgimento de novas pequenas cidades.

Recepção calorosa

Postado em 10 de junho de 2019
Foto: Divulgação

O tijuquense Edemir Alexandre Camargo Neto (segundo, da esquerda para a direita, agachado), secretário adjunto de Estado da Justiça e Cidadania, esteve na recepção ao ministro Sérgio Moro (quarto, agachado), da Justiça e Segurança Pública, sexta-feira (7), no Complexo Penitenciário de Chapecó.

Moro vem elogiando sistematicamente o modelo de ressocialização de presos praticado em Santa Catarina e veio conhecer in loco a estrutura referenciada nos discursos; e disse que foi “uma visita inspiradora e gratificante”. O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e o deputado estadual licenciado Altair Silva (PP), natural de Major Gercino, também estiveram na comitiva de recepção ao ministro.

Com exclusividade para o Blog, Camargo Neto, que já administrou, com elogiada atuação, o Presídio Regional de Tijucas e o Complexo Penitenciário de São Pedro de Alcântara, comentou que “quando a sociedade civil organizada se integra com os órgãos de segurança e o poder público, os resultados são muito positivos. Comunidade e empresários de Chapecó são exemplos disso”.

De ovo virado

Postado em 16 de maio de 2019

O vereador batistense Heriberto Eurides de Souza (PPS) roubou a cena, semana passada, na audiência pública sobre a “cratera de Tigipió”, em Major Gercino. Primeiro, não quis respeitar os três minutos preestabelecidos para os discursantes e disse, em alto e bom som, que ultrapassaria o tempo limite; e depois falou sobre tudo, das emendas parlamentares que “provocam a corrupção” ao “luxo” da Assembleia Legislativa, que “tem uma pessoa só para cuidar do elevador e apertar o zero, o um, o dois e o três” em comparação à escola onde estudou quando criança, menos da Rodovia SC-108, tema da reunião.

Interrompido pelo proponente da audiência, deputado estadual Altair Silva (PP) – com quem travou um cabo de guerra em São João Batista nas eleições de 2018, quando foi candidato ao parlamento catarinense –, Betinho largou o microfone abruptamente sobre a mesa e saiu cuspindo marimbondos. Pois, então?!

Dentro e fora

Postado em 14 de maio de 2019

Bastou coordenar, satisfatoriamente e com pronto atendimento do governo estadual, a audiência pública sobre a famigerada “cratera de Tigipió”, semana passada, para o deputado estadual Altair Silva (PP) – que representa Major Gercino e São João Batista na Assembleia Legislativa – pedir afastamento do cargo.

Nos próximos 60 dias, Silva não vai frequentar o parlamento catarinense. Não tem problemas de saúde e nem qualquer outro impedimento. Apenas, entrou no questionável “rodízio” que os partidos costumam promover nos Legislativos.

Para justificar, o parlamentar disse, em nota, que está retribuindo um gesto que recebeu no passado – quando suplente, entre 2015 e 2018, assumiu uma das cadeiras do PP na Alesc por seis vezes, durante as licenças dos titulares. “Acredito que é assim que o partido cresce e que o espírito de grupo se fortalece, até porque ninguém chegou aqui sozinho”, pontuou.

Rogai por nós

Postado em 8 de maio de 2019

Enfim, alguém, na quase indigência que a região sempre enfrentou no Legislativo estadual, com um mínimo de atenção ao Vale. É do deputado estadual Altair Silva (PP) – promotor da audiência pública sobre a Rodovia SC-108 e a absurda “cratera de Tigipió”, anteontem – o projeto de lei que institui o Fundo de Manutenção e Conservação das Rodovias Estaduais. Seria constituído por 10% da arrecadação do IPVA no estado, mais 10% da receita estadual relativa a multas de trânsito e da exploração comercial das faixas de domínio, e da devolução voluntária do duodécimo dos poderes Legislativo e Judiciário, Ministério Público e Tribunal de Contas.

Silva é natural de Major Gercino e cresceu em São João Batista, e, talvez por isso, seja quem pode advogar, com conhecimento de causa, contra a condição de abandono das rodovias estaduais na região. Um dos piores exemplos é a SC-411, que interliga Tijucas e Nova Trento, e que, há tempos, freqüenta o topo das estatísticas de mortes no trânsito em Santa Catarina.

Improbidade administrativa

Postado em 7 de maio de 2019

Se é verdade que a Justiça tarda mas não falha, o ex-prefeito Zelásio Angelo Dell’Agnolo (MDB), de Major Gercino, pode ser um caso. Desde 2012 sem mandato, ele foi condenado, agora, a três anos de inelegibilidade e ao pagamento de multa por improbidade administrativa.

De acordo com o processo, Dell’Agnollo, enquanto prefeito, teria dispensado licitação e direcionado serviços de consertos de veículos públicos a uma oficina que tinha como sócio o genro, Geri Adriano Sens. A soma dos contratos chega a pouco mais de R$ 21 mil.

A decisão foi da juíza Alessandra Mayra da Silva de Oliveira, da 2ª Vara da comarca de São João Batista, que também aplicou a mesma punição a Sens. Para a sentença, cabe recurso.

Lotação máxima

Postado em 18 de abril de 2019

Ao tempo em que o Tribunal de Contas recomenda a reintegração de Major Gercino a São João Batista – porque o menor município do Vale, a exemplo de outros 105 em Santa Catarina, apresenta receita insuficiente e depende de repasses estaduais e federais para se manter –, a comitiva majorense na Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios foi a maior da região.

Além do prefeito Valmor Pedro Kammers (PSDB), o Legislativo quase inteiro embarcou para a capital federal na semana passada. A exceção foi o vereador Wilson Sens (PP), que decidiu não viajar. Até mesmo alguns secretários municipais, como Rui Roos, de Planejamento, e Natalino Cuco, de Obras, estiveram na caravana. Pois, então?!

Sobre a cratera

Postado em 15 de abril de 2019

A situação crítica da SC-108, entre os municípios de São João Batista e Major Gercino, é tema de audiência pública solicitada pelo deputado estadual Altair Silva (PP). O problema é antigo e a cada enxurrada a situação só piora. Segundo os moradores, com as recentes chuvas, o asfalto apresentou novas rachaduras e quedas de barreiras. Há pelo menos um ano e meio que a população aguarda uma solução, principalmente para o ponto mais atingido, no quilometro 166, onde uma cratera se formou às margens do Rio Tijucas.

A audiência, realizada pela Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano, está marcada para 6 de maio próximo, às 19 horas, no salão comunitário da Capela de São Sebastião, no distrito de Tigipió, na Capital Catarinense do Calçado.

COBRANÇA

Diversos encontros foram realizados neste ano com o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, e com o secretário adjunto da pasta, Pedro Luiz Stonoga, para cobrar a realização da obra. Os pedidos também foram estendidos ao secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, e ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

Na legislatura passada, aliás, Altair Silva, que é natural de Major Gercino e tem relação estreita com São João Batista, conversou com o então governador Raimundo Colombo (PSD) e solicitou melhorias na rodovia. Por meio de indicações e cobranças ao governo estadual, o projeto foi realizado, mas a obra não saiu do papel.

Na berlinda

Postado em 14 de março de 2019

Parecia fogo de palha, e quase ninguém acreditou que o caso fosse adiante. Mas o Tribunal de Contas do Estado continua empenhado em resolver o problema que envolve Major Gercino e outra centena de municípios catarinenses cuja receita é insuficiente para se manter, e que dependem dos repasses estaduais e federais.

Tanto que o tribunal chamou o presidente da Fecam (Federação Catarinense de Municípios), Joares Ponticelli, prefeito de Tubarão, para um começo de conversa. De acordo com o TCE, 105 pequenas cidades de Santa Catarina, todas com menos de 5 mil habitantes, deveriam deixar de existir e ser integradas a outras.

Reação tucana

Postado em 27 de fevereiro de 2019

As representações do PSDB na região, principalmente em Tijucas, São João Batista e Major Gercino, foram muito afetadas com os resultados das eleições de 2018. O ex-deputado estadual Serafim Venzon – que também não alcançou a reeleição no pleito recente – assumiu a tarefa de reestruturação do partido nestes municípios e vem conversando com os correligionários locais, mas admite que os diretórios estão muito fragilizados. “Não fomos bem nas eleições nacional e estadual. Tivemos muitas perdas e precisamos reagir”, comenta.

Venzon garante que algumas medidas serão tomadas no próximo mês. No caso de Tijucas, o retorno da ex-vereadora Lialda Lemos ao comando do partido vem sendo considerado. “Tenho excelente relação com ela. Ainda não conversamos, mas existe essa hipótese”, confirma o ex-deputado, que aguarda definições nas executivas nacional e estadual para formar o planejamento regional.