segunda-feira, 3 de agosto de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

“Não nascemos colados”

Postado em 28 de julho de 2020

O compromisso do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) com o MDB para o pleito majoritário de São João Batista não foi acordado com a líder do governo na Câmara, vereadora Rúbia Alice Tamanini Duarte (PSL). Em entrevista ao Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (23), ela deu a entender que poderia seguir um caminho paralelo ao do chefe do Executivo municipal nestas eleições. “Não nascemos colados”, revelou, com exclusividade.

A parlamentar falou, ainda, da concorrência na coalizão governista para a indicação do candidato a vice-prefeito, da mudança de partido e das possibilidades da eleição. “Me sinto muito preparada”, disse, para justificar o rótulo — já publicamente abdicado — de pré-candidata a vice-prefeita. Assista à íntegra do programa:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Fluxo contínuo

Postado em 27 de julho de 2020
Foto: Dirleni Dalbosco

Em meio à pandemia, a população de São João Batista ganhou, neste domingo (26), um motivo para celebrar e esperar por dias melhores. Com cerimônia transmitida online, sem a presença do público, a Ponte do Desenvolvimento José Jovino Silveira (Zé Pedreiro) foi oficialmente entregue à comunidade. Das 16h em diante, o trânsito de veículos entre o Centro e a Ribanceira do Sul já era uma realidade aguardada por décadas.

A obra, seguramente a mais importante da gestão do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL), repercutiu tanto que provocou, inclusive, a visita de personalidades estaduais, como o senador Dário Berger (MDB-SC), que fez questão de cumprimentar pessoalmente o mandatário batistense e registrar o encontro em selfie nas mídias sociais.

Rede antissocial

Postado em 23 de julho de 2020

O empresário Alyson dos Santos, irmão do ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos (PP), ficou uma arara com o deputado estadual Altair Silva (PP), semana passada, por conta de uma publicação nas redes sociais do parlamentar.

No texto, Silva afirmou que o empresário seria o nome do PP para a concorrência majoritária de São João Batista e recebeu, em seguida, mensagem do batistense com indignação e um pedido de retratação. “Não autorizei e estou recebendo como uma grande sacanagem. Até porque te falei que não sou e não quero (ser candidato)”, escreveu Santos. Na manhã seguinte, a postagem já havia sido excluída.

Nasceu

Postado em 21 de julho de 2020

Nascimento da primeira chapa à prefeitura de São João Batista não é apenas um substantivo na manchete. É, também, o nome em voga no PL batistense; já que o empresário Estevan Nascimento, estreante na cena política da Capital Catarinense do Calçado, acertou-se com o servidor público estadual Mauricio Nascimento — irmão do ex-deputado estadual Mário Marcondes do Nascimento — para a disputa do pleito majoritário no município.

Mauricio serve à tesouraria da Assembleia Legislativa há 38 anos e, de acordo com os grupos de discussão online da cidade, é, seguramente, uma das mais celebradas opções para a vice-prefeitura de todas que manifestaram intenção até o momento.

Vice de graça

Postado em 21 de julho de 2020

Na opinião do vereador Leôncio Paulo Cypriani (PSD), o vice-prefeito de São João Batista não deveria ser remunerado. O parlamentar deve apresentar, nos próximos momentos, projeto para extinção dos vencimentos do cargo a partir do próximo mandato.

De acordo com as primeiras informações, Cypriani vai defender que o adjunto receba pagamentos apenas no período em que substituir o prefeito — no caso de férias do titular ou ausências para tratamentos de saúde. A proposta prevê, ainda, a eliminação do cargo de assessor de gabinete do vice-prefeito.

Cessar fogo

Postado em 14 de julho de 2020

Pré-candidato governista à sucessão municipal, o vice-prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, vem sendo vigiado dia e noite. Nem tanto por opositores, mas por amigos e tutores políticos. Para falar com ele, agora, somente com restrições e intermediações.

Até mesmo nas entrevistas à imprensa, Pedroca está mais comedido e harmonioso. Não entra em polêmicas, não julga e não condena. Muito diferente do personagem retumbante de meses atrás, ativo e imperativo no WhatsApp com mensagens de áudio que abalaram estruturas no paço e no partido, opiniões contundentes sobre correligionários e rivais, e revelações pitorescas da vida privada.

A mudança tem um responsável: o empresário Sílvio Eccel, da Rádio Clube, que passou a orientar estrategicamente o adjunto da Capital Catarinense do Calçado até as eleições de novembro. Pois, então?!

Família distante

Postado em 10 de julho de 2020

Parentes de políticos não poderão mais ter emprego na prefeitura de São João Batista. O projeto de lei 01/2020, de autoria do advogado Gustavo Grimm e apresentado pelo vereador Heriberto “Betinho” Eurides de Souza (CIDA), proíbe a nomeação de familiares — até o terceiro grau — do prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores para cargos comissionados e/ou de confiança na administração pública municipal.

Com aprovação unânime, em duas votações, pela Câmara de Vereadores, a lei complementar depende apenas da sansão do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) para se tornar oficial, a partir do primeiro dia de 2021.

Para o advogado, propositor do projeto, a lei “coíbe a corrupção” e “dificulta a troca de favores entre prefeito e vereadores”.

Por Luan Lucas, especialmente para o Blog do Léo Nunes

Luta em comum

Postado em 6 de julho de 2020

A lista de políticos catarinenses que contraíram Covid-19 tem, oficialmente, um novo integrante. Daniel Netto Cândido (PSL), prefeito de São João Batista, testou positivo para o novo coronavírus no sábado (4). O chefe do Executivo batistense anunciou a contaminação nas redes sociais, mas, na publicação, pontuou que está “sem sintomas há vários dias e bem de saúde”.

Por coincidência ou ironia do destino, três dias antes, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) também foi diagnosticado com a doença. Muito bem alinhados politicamente, o prefeito da Capital Catarinense do Calçado e o mandatário estadual têm, agora, mais esta luta em comum.

Por Luan Lucas, especialmente para o Blog do Léo Nunes

Preto no branco

Postado em 16 de junho de 2020
Foto: Divulgação

Dito e feito. Agora há pouco, na Casa d’Agronômica, em Florianópolis, o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) assinou o convênio com o governo estadual de liberação de recursos para o asfaltamento da Avenida Beira Rio de Tijucas, da SC-410 até a BR-101. A oficialização do acordo foi conduzida pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL), e contou com a presença de deputados estaduais — a bombinense Ana Paula da Silva (PDT) e o coronel Onir Mocellin (PSL), de Itajaí — e de lideranças regionais, como o prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSL).

 

Na comitiva tijuquense, estiveram, ainda, o secretário de Administração e Finanças do município, Rosenildo de Amorim, e o engenheiro Sérgio Fernandes Cardoso.

Panos quentes

Postado em 12 de junho de 2020

Em grandes ondas, todos querem surfar. A pré-candidatura a vice na chapa governista para a concorrência majoritária de São João Batista se transformou no assunto do momento na cidade — sobretudo, com manifestações efusivas na Câmara Municipal. O discurso acalorado do vereador Almir “Déi do Gás” Peixer (PSD) nas tribunas do parlamento, segunda-feira (8), sobre a disposição de formar dupla com o vice-prefeito e pré-candidato Pedro Alfredo “Pedroca” Ramos (MDB), provocou reação diligente — e diplomática — da favorita ao posto, Rúbia Alice Tamanini Duarte (PSL).

No meio da semana, a professora, única mulher na atual legislatura, preferiu evitar ranhuras, abriu mão da vaga e pontuou que “Pedroca sempre teve preferência por Déi”. Nas internas situacionistas, o posicionamento da vereadora foi considerado um ato generoso.

O prefeito Daniel Netto Cândido (PSL), por sua vez, concordou com a correligionária e reforçou a ideia de grupo. “Não queremos gerar divisão”, acrescentou o chefe do Executivo batistense.