quinta-feira, 30 de maio de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Projeções

Postado em 27 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador e ex-presidente do Poder Legislativo de Canelinha, Robinson Carvalho Lima, confirmou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada, que está à disposição do bloco oposicionista – formado especialmente por UNIÃO BRASIL E PP -, para concorrer à prefeitura em outubro.

Embora tenha a pretenção, o advogado, que completa o seu primeiro mandato na Câmara, explicou que a especulada candidatura é resultado da atuação no Legislativo, mas o projeto ainda depende da adesão e das estratégias do grupo.

“As coisas aconteceram ao natural. Hoje, tenho pesquisas eleitorais que nos condicionam a colocar o nome à disposição. Isso é fruto de um trabalho. Temos um grupo e, dentro desse grupo, precisamos definir uma estratégia e, se esse grupo entender que eu sou a melhor opção, estarei a frente”, pontuou o parlamentar.

Carvalho Lima revelou, ainda, a intenção de tentar a reeleição como vereador, caso a candidatura majoritária não seja viabilizada. “Posso ir à reeleição como vereador e será só mais uma vez. Quero ter o conhecimento, nas urnas, se a população aprovou meu trabalho. Mas hoje, sou pré-candidato a prefeito”, completou.

Volta ao cargo 

Postado em 15 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Câmara

O vereador José Tarquino Melo Neto (PL), de Canelinha, está de volta aos trabalhos legislativos após cerca de três meses afastado. O jovem parlamentar havia participado de uma sessão pela última vez em fevereiro devido a um problema de saúde. 

Melo Neto explicou ontem (14), durante a reunião da Câmara de Vereadores, que vem sofrendo com uma lombalgia crônica e severa desde setembro do ano passado. As dores têm sido frequentes, o que impossibilita participação mais ativa do parlamentar no cargo. 

“Em setembro, eu travei minha coluna. Passei por oito infiltrações na coluna. Segui tratamento, estava bem. Em fevereiro, voltei à Câmara. Dois dias depois, acabei travando novamente. Ou eu parava, ou me aposentava, ou faria a infiltração a cada quatro meses”, explicou Melo Neto. 

A última opção, entretanto, poderia causar sérios danos ao fígado e aos rins. “Ainda estou em tratamento. Pedi ao meu médico para eu retornar, porque não acho ético. Aqui, tenho um suplente. Mas na minha empresa não. Às vezes precisava ir na empresa e não acho certo estar lá, sem poder estar na Câmara. Se Deus quiser, logo estarei bem”, completou. 

DECISÃO FINAL 

O vereador revelou, ainda, que não será candidato à reeleição, embora tenha, recentemente, assinado a ficha de filiação ao PL, do prefeito Diogo Francisco Alves Maciel. Justificou, inclusive, que pediu autorização médica para concluir o mandato. 

“Quero estar presente, trabalhando pela nossa população, estar presente nessa casa que me acolheu por quase quatro anos. Não vou à reeleição, então não queria perder esses últimos meses com meus amigos vereadores”, finalizou. 

Pessoalmente 

Postado em 14 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), de Canelinha, viajou ao Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (13), para entregar pessoalmente os donativos arrecadados na Cidade das Cerâmicas, para as vítimas da maior tragédia climática do Estado vizinho. 

Alves Maciel deve visitar, hoje, os municípios que compõem o Vale do Taquari, a mais devastada pelas enchentes. A região, aliás, já havia sofrido, em setembro passado, com o que seria, até então, o pior fenômeno ambiental de sua história. Entretanto, os estragos desta vez superaram com folga. 

“Vamos percorrer toda a região do Vale, distribuindo alimentos e mantimentos, tudo aquilo que trouxemos e arrecadamentos em Canelinha e na nossa região. Vamos enviar um pouco do carinho do povo canelinhense aos irmãos gaúchos”, pontuou o mandatário canelinhense. 

Sete chaves

Postado em 2 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Internet

O recém-empossado presidente do MDB de Canelinha e suplente de vereador, Adair da Conceição Lopes Filho, o Dica, evita falar publicamente sobre as movimentações do partido, visando o pleito municipal que se aproxima.

Em atenção ao Blog, o emedebista se limitou a dizer que o grupo “está trabalhando”. Embora tenha, recentemente, confirmado que havia o interesse da militância “cola-preta” em aderir ao projeto do UNIÃO BRASIL, Lopes Filho, agora, prefere não revelar os bastidores das conversas.

“Estás querendo saber demais”, respondeu, de maneira peculiar, ao contato. As tratativas, dizem, seguem em andamento. Mas, a depender do presidente do MDB canelinhense, as novidades serão apresentadas somente no futuro. “Vai saber na hora certa”, pontuou.

Passo a passo

Postado em 23 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O advogado e contabilista Cidney Neri Maciel, de Canelinha, é, sem dúvidas, o maior entusiasta do governo de Diogo Francisco Alves Maciel (PL). Obviamente, por direito, o pai se deleita a cada novo feito do filho no comando do Executivo canelinhense.

Maciel (o pai) revelou e cumpriu, no fim de semana, a promessa de que caminharia por todo o trecho asfaltado do bairro Moura, uma das mais suntuosas obras da gestão, em comemoração à benfeitoria.

“Em 1980, eu cheguei a Canelinha e, desde aquela época, eu ouço falar desse asfalto do Moura que, de dois em dois anos, era prometido e nunca foi feito. Nas visitas que fizemos, a primeira coisa que perguntavam era se ele (o prefeito) estava ali pra prometer o asfalto. E ele, muito seriamente, dizia que trabalharia para isso, mas que não prometia”, relembrou o contabilista

A promessa, então, foi feita logo após a elaboração do projeto que, mais tarde, seria entregue ao Governo do Estado, até a realização. “Ele chegou em casa com o projeto do asfalto e foi até Florianópolis sensibilizar as pessoas da importância dessa obra. Então, eu prometi a ele que quando eu pudesse caminhar do começo ao fim neste asfalto, eu faria essa caminhada”, explicou o empresário, antes de iniciar o percurso.

Papo reto

Postado em 22 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Câmara

A experiente vereadora Neli Ferreira Trindade (MDB), de Canelinha, não aprovou as recentes mudanças de partidos dos colegas de parlamento – permitidas e justificadas pela janela de filiações, fechada no início do mês -, e aproveitou a sessão da Câmara de Vereadores para alfinetar quem optou pela troca.

Neli parabenizou os colegas de bancada, Thiago Vinícius Leal, Deivid Leal e Francisco Honorato Cardoso Filho, todos do MDB, e a ela própria, por seguirem filiados ao Manda Brasa, mesmo que houvessem sondagens para que o quarteto integrasse um novo grupo.

“Quero olhar pra vocês e dizer parabéns. Hoje se troca de partido como de roupa. É uma loucura. Mas, nós honramos e ficamos onde o povo nos elegeu. Troca-se de partido, de cor, de número e nós ficamos. Fomos bastante assediados, mas nos honramos. O MDB permanece firme e forte”, bradou a parlamentar.

ESTRANHAMENTO

Chama a atenção, entretanto, que a mais relevante mudança tenha sido a do vereador Robinson Carvalho Lima, que deixou o Progressistas e migrou para o UNIÃO BRASIL, visando a construção de um único bloco oposicionista.

O Blog, dias atrás, revelou a intenção do UNIÃO em conquistar a adesão do MDB e, consequentemente, de sua militância, ao projeto. A crítica pública de uma das mais notáveis lideranças da legenda pode significar que as conversas, ao menos até aqui, não tiveram resultado.

CONFIRMAÇÃO

A live Conexão Política – Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda, da última terça-feira (16), revelou que o presidente do MDB canelinhense, o suplente de vereador Adair da Conceição Lopes Filho, havia confirmado, antes do fechamento da janela, que dificilmente algum vereador deixaria a legenda, mas que o grupo poderia aderir ao movimento oposicionista. “Podemos ir com eles, mas não os nossos sair pra ir pra eles”, resumiu, com simplicidade peculiar.

EM TEMPO: Citado pela vereadora, Francisco Honorato Cardoso Filho, o Chico, também deixou o MDB no passado. Em 2012, elegeu-se vereador pelo PSD – que integrava a base do governo Antônio da Silva -, e, em 2016, foi candidato a vice-prefeito vencido, em chapa encabeçada pelo então cola-branca Eloir João Reis. Quatro anos mais tarde, porém, Chico retornou às origens e disputou as eleições novamente pelo MDB.

Bloco único

Postado em 11 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Os rumores de que os grupos de oposição ao prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), em Canelinha, poderiam organizar um bloco único para o enfrentamento no pleito de outubro, ganharam força nas últimas semanas.

O Blog apurou que o tradicional PP, que já administrou o município em quatro oportunidades (uma ainda como PDS), liderou as conversas com o UNIÃO BRASIL. As duas legendas, hoje, integram um projeto conjunto com vistas no processo eleitoral.

Das conversas, saiu a decisão de que o vereador e ex-presidente do Poder Legislativo municipal Robinson Carvalho Lima deveria se filiar ao UNIÃO. O translado, inclusive, foi aprovado e apoiado pelos progressistas, mesmo que a baixa deixe o PP sem representação no parlamento municipal.

Com o movimento, o advogado estaria apto a representar o grupo nas eleições como candidato a prefeito. Mais do que isso: poderia, sem o “11” na frente, construir uma composição com o MDB e juntar, no mesmo palanque, os dois mais tradicionais partidos do município que, por décadas, rivalizaram e disputaram, voto a voto, boa parte dos pleitos em Canelinha.

11 + 15 = 44

Os principais articuladores entendem que disputar o eleitorado canelinhense, dividindo a eleição em três candidaturas, facilitaria a caminhada de Alves Maciel para a reeleição. Mas, em contrapartida, não seria fácil convencer um emedebista ferrenho a digitar o 11 na urna. O contrário também.

Entretanto, há um consenso de que tanto os colas-brancas quanto os colas-pretas poderiam assimilar melhor a ideia de votar 44, em prol de uma retomada do Executivo municipal. Pois então…

Honra aos méritos

Postado em 3 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo | Divulgação

Os vereadores de Canelinha aprovaram ontem, por unanimidade, o projeto de Lei que denomina “Vereador Antônio Carlos Flores” a sede do Semais (Serviço Municipal de Água, Infraestrutura e Saneamento), em homenagem ao eterno e saudoso ex-parlamentar canelinhense.

Toninho, como era conhecido, trabalhou por muitos anos na Casan, fato que o deu a alcunha de “Toninho da Casan”. Flores, inclusive, foi um dos grandes entusiastas da municipalização do tratamento e fornecimento de água na cidade.

O projeto teve a autoria do presidente do Poder Legislativo, Eloir João “Lico” Reis (PSD), com quem o homenageado esteve junto em inúmeras pautas e processos eleitorais. O ex-parlamentar e ex-secretário municipal de Saúde faleceu em 2020, vítima de complicações da Covid-19.

Baixas certas

Postado em 2 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Prefeitura de Canelinha

Os efeitos das saídas provocadas pela chegada do prazo de desincompatibilização já podem ser sentidos em Canelinha. O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL) já sabe que perderá três de seus secretários, além de outros servidores do segundo escalão.

No primeiro, as baixas confirmadas são as dos secretários Martinho Luiz Tomazzia (PL), de Agricultura, e Daniel José Pereira (PL), de Assistência Social, e o coordenador da Comutran (Coordenadoria Municipal de Trânsito), Sílvio Reis (PL).

Pelo menos outros cinco nomes que integram o segundo escalão já se despediram das funções ou se preparam para esvaziar as gavetas. Entre eles, a coordenadora de Cultura, Janaira Reis (PSD), o diretor da Comissão Municipal de Esportes, José Calbuch Júnior (PSD), o diretor da Intendência do Moura, Clodoaldo Mafra (PL), o chefe de departamento da Secretaria de Obras, Valdeci Nunes Filho (PSD) e o coordenador de Transportes, Jackson Miguel Machado (PL).

CONVERSAS ABERTAS

Com exclusividade ao Blog, o mandatário canelinhense revelou, ainda, que outras situações estão sob análise. Uma delas, aliás, é a da secretária de Saúde, Vanilda Rebelo (PL), que já se manifestou publicamente sobre a vontade de concorrer no pleito que se aproxima. Reuniões para tratar o tema estão marcadas para os próximos dias.

Jejum de Páscoa

Postado em 28 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Câmara

Diz a tradição cristã que a Páscoa é tempo de celebração e união, tendo como significado a morte e ressurreição de Cristo. Os mais adeptos às práticas religiosas evitam comer carne, na Sexta-feira Santa, em memória ao dia em que Jesus foi crucificado.

Católico fervoroso, o presidente da Câmara de Vereadores de Canelinha, Eloir João “Lico” Reis (PSD), que tradicionalmente recita mensagens da bíblia ao término de cada sessão, sugeriu uma nova prática para o feriado religioso, durante a última reunião do parlamento canelinhense.

“Tem muita gente que vai pra Facebook fazer fofoca. Ao invés de na Sexta-feira Santa não comer carne, eu peço que faça jejum da lingua. Se tiver falando demais, corte-a fora para não falar bobagens. Aproveite, não coma carne, mas faça jejum da lingua também. Ferir o coração do outro é muito triste”, indicou o parlamentar.