domingo, 8 de dezembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Bola da vez

Postado em 30 de outubro de 2019

Para o mercado da construção civil, Tijucas é a bola da vez. Bem localizada, entre Balneário Camboriú e Florianópolis, na rota das praias — sem os problemas de mobilidade que a época traz a Itapema e Porto Belo, por exemplo — e do turismo religioso, e em franco desenvolvimento estrutural e econômico, a Capital do Vale vem atraindo a atenção de gabaritados investidores. Atento, o bilionário Geninho Thomé, sócio do itapemense Lindomar Pasqualotto na incorporadora Pasqualotto & GT, já fez sua aposta na cidade, com a aquisição, ainda sigilosa, de uma suntuosa área na localidade de Morretes.

De acordo com as precisas fontes do Blog, a transação envolveu cifras na casa dos R$ 56 milhões; e as terras pertenciam à família do saudoso Alzemiro Pandini — eleito vereador em 1988, que faleceu e foi substituído por Uilson Sgrott antes mesmo de tomar posse na Câmara.

Felice

Postado em 28 de junho de 2019

Não é por menos que a frase “sucesso de vendas” se transformou em slogan para o BR Felice – novo empreendimento da BR Lamim em Tijucas, em área contínua ao suntuoso e bem-sucedido Mata Atlântica. Lançado há poucos dias, o loteamento acaba de chegar à impressionante marca de 80% das unidades já comercializadas; algumas, inclusive, na 3ª Fecon (Feira da Construção Civil), dias atrás.

Para seduzir o mercado, os projetistas garantem que o BR Felice é ideal tanto para quem quer investir, quanto para os que pretendem construir, morar e crescer. A localização estratégica e privilegiada, próxima ao acesso da BR-101, além das atrativas condições comerciais e dos índices construtivos que atendem inúmeras possibilidades, têm, também, parcela de culpa no “sucesso de vendas” do empreendimento. As imobiliárias de Tijucas e região estão rindo à toa!

Ajuda de custo

Postado em 4 de junho de 2019

A lamentada morte do empresário Elson Junckes, há um mês, impactou diretamente a cena política de Tijucas. O surgimento de novos rostos na disputa proporcional, principalmente, estava surpreendentemente atrelado à atuação de bastidores do ex-presidente do PSDB.

Vários são, hoje, os postulantes à Câmara Municipal que frearam a intenção de concorrer no pleito de 2020 porque tinham a “garantia” de que seriam apoiados economicamente por Junckes.

Número do partido

Postado em 22 de maio de 2019

Independente do desempenho, o número chama a atenção. O prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido, comemora, discretamente, entre a equipe e os correligionários, a marca de R$ 55 milhões investidos em obras de infraestrutura no município. Nem tanto pela marca – que é excelente para os padrões da região –, mas pelo “55” do seu PSD de estimação.

Outro número a ser observado, e celebrado, é o zero. Cândido faz questão de pontuar, para os seus, que nenhuma dessas realizações sofreu judicializações ou maiores contestações.

No gatilho

Postado em 18 de fevereiro de 2019

São João Batista pode ser, em breve, além de capital Calçado, também da Bala. Há mais de seis meses o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) vem conversando com representantes da Inbramun, que querem estabelecer uma fábrica de munições para arma de fogo na cidade. O trâmite está muito próximo de ser concluído. A contrapartida do município é a concessão de um terreno para a instalação da empresa, já aprovada pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico.

Nas promessas da Inmramun estão a geração de 170 empregos diretos e investimentos na casa dos R$ 30 milhões em São João Batista. Se oficializado o processo, esta seria apenas a segunda fábrica de munições do país e a pioneira na região Sul.

Saúde per capita

Postado em 23 de janeiro de 2019

De acordo com o CFM (Conselho Federal de Medicina), Major Gercino foi o município do Vale do Rio Tijucas que mais investiu em Saúde por habitante em 2017 – período correspondente ao levantamento –: R$ 491,9. Em seguida vêm Tijucas, com investimento de R$ 429,9 por pessoa; Nova Trento, com R$ 393; Canelinha, com R$ 364,2; e, por fim, São João Batista, com apenas R$ 282,8 investidos em Saúde por habitante.

 

PREFEITURA REBATE

A administração municipal de São João Batista emitiu nota oficial em contraponto ao levantamento do CFM. O secretário municipal de Finanças, Luiz Henrique Lauritzen, explicou que “os valores apresentados pelo conselho se referem somente às despesas com recursos próprios do município, e não incluem repasses dos governos federal e estadual. Por isso, obviamente, cidades menores, que não são referências em especialidades para suas regiões, aparecem mais bem colocadas, já que recebem menos transferências de recursos do SUS”.

Segundo a prefeitura, São João Batista aplicou R$ 17,3 milhões na Saúde em 2017. Na relação investimento por habitante, o governo batistense afirma que contemplou cada cidadão com R$ 493,7 na área.

DISCREPÂNCIA

Já na Costa Esmeralda, a marca de Bombinhas é digna de ovações. A turística Capital do Mergulho Ecológico despendeu, em 2017, segundo o CFM, R$ 871,7 por habitante em Saúde. Na região da Amfri (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), é o município que mais investiu na área; muito acima da média nacional, que é de R$ 403,37.

Título ameaçado

Postado em 16 de janeiro de 2019

O prefeito de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), tem que quebrar a cabeça para manter o título de Capital Catarinense dos Transatlânticos no município. A vizinha Balneário Camboriú, que vem, cada vez mais, monopolizando atenções e interesses na região, acaba de conseguir licença ambiental prévia do IMA (Instituto do Meio Ambiente) para o BC Port – projeto de um porto de transatlânticos com permissão para duas atracações simultâneas de navios de cruzeiro. O investimento é de R$ 318 milhões.

Se a frequência de escalas em Porto Belo já vinha oscilando temporada após temporada, com mais essa, agora…

Beach soccer

Postado em 7 de janeiro de 2019
Foto: Divulgação

Contratado recentemente pelo Barcelona da Espanha, o volante Arthur Melo, ex-Grêmio, passeou por Itapema nos últimos dias. Ele veio, sobretudo, acompanhar os investimentos na região – como o apartamento que comprou no Yachthouse Residence, o maior residencial da América Latina, ainda em construção e que deve ser concluído em 2022, em Balneário Camboriú .

Além de cliente, o atleta, que tem sido convocado com frequência para a Seleção Brasileira, é amigo do empresário Alcino Pasqualotto, da Construtora Pasqualotto, a quem presenteou com uma camisa do clube catalão autografada.

Grande hotel

Postado em 29 de novembro de 2018

Há, em curso, e em estágio adiantado, um estudo de viabilidade mercadológica e financeira para a hotelaria em Tijucas. A pesquisa, contratada por um escritório da cidade, visa a implantação de um hotel na Capital do Vale. O empreendimento deve ter entre 150 e 200 apartamentos, e as bandeiras ainda estão sendo avaliadas. As conceituadas IbisComfort têm vantagem.

A notícia vem acompanhada do artigo da jornalista Dagmara Spautz de anteontem, nos veículos NSC. Ela diz que “hoteleitos de Santa Catarina têm maior intenção de investimento para os próximos seis meses” e que a informação é avalizada pelo Ministério do Turismo. Os investidores tijuquenses estão atentos ao mercado.

Clima quente

Postado em 18 de setembro de 2017

Diz o jornalista Juliano César, de São João Batista e da Rádio Super – 99,9 FM, que o tempo fechou num recente encontro entre o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) e o empresário Laudir “Alemão” Kammer. Semana passada, na abertura da 17ª Seincc (Semana da Indústria Calçadista Catarinense), o dono da Via Scarpa teria interceptado o mandatário batistense e, entre empurrões  e um trançapé , mais uma vez apresentado a conta da campanha de 2012 ao chefe do Executivo.

De acordo com o comunicador, que publicou o fato no site da emissora, a turma do deixa disso abafou a confusão. Testemunhas garantem, porém, que, mesmo contido, o empresário teria repetido várias vezes o termo “velhaco” na direção do prefeito.


RECORDAR É VIVER

Alemão, então candidato a prefeito em 2012 na Capital Catarinense do Calçado, foi obrigado pela Justiça a abandonar o pleito 24 horas antes da votação, e, ainda assim, elegeu o vice  Cândido , numa das mais inusitadas concorrências de todos os tempos no Vale.

A relação desandou na metade da gestão passada, quando o empresário passou a cobrar do prefeito o ressarcimento do milionário investimento que garante ter feito no período pré-eleitoral.