quarta-feira, 26 de junho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Omissão

Postado em 11 de junho de 2019

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) negou o recurso do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) e segue recomendando à Câmara Municipal que vote e rejeite as contas do Executivo tijuquense em 2016.

No ano passado, o então presidente do Legislativo, vereador Juarez Soares (PPS), decidiu não chamar o caso à pauta enquanto o tribunal não resolvesse o recurso do ex-mandatário; e agora, a partir do Decreto Legislativo 1/2018, a mesa diretora da Câmara – formada por Vilson Natálio Silvino (PP), Odirlei Resini (MDB), Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e Elizabete Mianes da Silva (PSD) – optou, simplesmente, e deliberadamente, pelo arquivamento da votação sobre o parecer prévio do TCE.

Sem acordo

Postado em 1 de abril de 2019

As negativas de Tijucas para a instalação de uma penitenciária industrial no município persistem. Na semana passada, o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) esteve, mais uma vez, acompanhado dos vereadores Juarez Soares (PPS) e Rudnei de Amorim (DEM), na sede da Justiça Federal, em Florianópolis, para nova audiência sobre o tema.

Governo estadual e Ministério Público Federal tentaram, por quase duas horas, negociar contrapartidas e convencer a comitiva tijuquense a aceitar os termos, mas não houve acordo. Outra audiência ficou agendada para setembro.

Além da transparência

Postado em 18 de fevereiro de 2019

Em atenção à nota “Transparência“, de semana passada no Blog, o ex-secretário municipal Helio Gama esclarece que não precisou pedir ao presidente da Câmara Municipal, vereador Vilson Natálio Silvino (PP), que mantivesse o painel de gastos do Legislativo exposto na fachada da Casa. “Já era a intenção dele. Me convidou para auxiliar no aprimoramento dessa transparência, e é nisso que iremos trabalhar”, diz.

Gama aproveita o ensejo para congratular o ex-presidente Juarez Soares (PPS) “por ter iniciado esse processo inédito”, bem como o atual comandante da mesa diretora da Câmara “pelo espírito público que está demonstrando, pois, ao contrário do que se vê por aí, além de dar continuidade a um bom projeto do antecessor, irá trabalhar para melhorá-lo”.

Transparência

Postado em 12 de fevereiro de 2019

Guru do vereador Juarez Soares (PPS) na gestão da Câmara Municipal em 2018, o ex-secretário de Administração e Finanças do município e empresário Helio Gama vem sendo consultado, também, pelo atual presidente, Vilson Natálio Silvino (PP). O modelo de transparência com os gastos do Legislativo tijuquense, neste 2019, deve ser o mesmo do ano anterior. As orientações, a propósito, são para que o painel de despesas continue sendo exposto na fachada da Casa do Povo.

Gama tem verdadeira obsessão pela perspicuidade no empenho dos recursos públicos e, inclusive, vem estimulando Silvino a cobrar do departamento de informática atualizações constantes no Portal da Transparência do Legislativo. Para ele, a boa gestão começa, prioritariamente, pela abertura das contas à população.

Desarticulação

Postado em 18 de dezembro de 2018

Os caciques do MDB local muito pouco fizeram para reconquistar a gestão da Câmara Municipal de Tijucas em 2019. O presidente do diretório municipal, vereador Fernando Fagundes, contribuiu apenas com o voto no correligionário Esaú Bayer (MDB) durante a eleição interna do Legislativo; e nada mais.

Nem mesmo o líder benemérito do partido, ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), sempre à frente das articulações, foi intenso nos bastidores do processo. Esteve uma única vez na sala da presidência, dias antes da concorrência, com o pretenso candidato à reeleição Juarez Soares (PPS) e a bancada oposicionista para tramar uma possível reviravolta no jogo, mas sem resultados.

Quem decidiu a partida, a propósito, foi Odirlei Resini (MDB), afilhado – de batismo – de Mannrich e eleito na sombra do ex-prefeito em 2016. Ou seja, nem mesmo um garantido foi, de fato, garantido. Pois, então?!

Volta ao começo

Postado em 17 de dezembro de 2018
Foto: Léo Nunes

Já diziam nossos avós: quem não queria, não queria, no fim até o prato lambia. Pivô das agruras do grupo governista na Câmara Municipal de Tijucas nos tempos mais recentes, o atual presidente Juarez Soares (PPS) foi o último a deixar a festa em comemoração ao sucesso do confrade, quase adversário, Vilson Natálio Silvino (PP), no pleito interno do Legislativo.

Soares, nos últimos meses, vinha anunciando o descumprimento do acordo de alternância da presidência da Casa do Povo entre os vereadores de situação e provocando contra-ataques severos e desmedidos nos próprios pares. Uma das mazelas do imbróglio foi a abertura de espaço, na mesa diretora, para um representante da oposição. A aprovação de Odirlei Resini (MDB) na vice-presidente da Câmara fatalmente passaria longe de ser considerada não fosse o litígio entre o atual presidente e o próximo.

PASSO ATRÁS

Ainda na tribuna, na prenunciada vitória de Silvino, a resistência passou à aderência. Na justificativa do voto, o atual presidente, já sem perspectivas de reeleição e com a candidatura renunciada, enfim, deu o braço a torcer. “Meu pai me ensinou que um homem deve honrar a palavra empenhada. Em homenagem a ele, voto no vereador Vilson”, pontuou Soares, e pôs panos quentes na relação com a bancada situacionista.

Sem sustos

Postado em 17 de dezembro de 2018

Deu a lógica na eleição para a presidência da Câmara Municipal de Tijucas. Conforme antecipado no Blog em notas diversas, o vereador Vilson Natálio Silvino (PP) conquistou a maioria dos votos e venceu o pleito interno do Legislativo; mesmo sob resistência quase inabalável do confrade e atual presidente Juarez Soares (PPS), que tramou a reeleição até o esgotamento das possibilidades.

O presidente municipal do PP somou oito indicações – inclusive a de Soares, surpreendentemente – e superou o oposicionista Esaú Bayer (MDB), que, mesmo com previsão de insucesso, representou, com cinco sufrágios, a bancada contrária ao governo municipal na Câmara.

MESA DIRETORA

A composição da mesa diretora da Casa do Povo foi conhecida antes mesmo da eleição. Em reunião prévia, na tarde de quinta-feira (13), os parlamentares situacionistas arquitetaram a formação do quarteto com Odirlei Resini (MDB) na vice-presidência e Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e Elizabete Mianes da Silva (PSD) como primeira e segunda secretárias respectivamente.

Aqueles que seguem o colunista nas redes sociais já conheciam o desfecho da sessão, publicado com antecedência no Facebook.

Resposta imediata

Postado em 12 de dezembro de 2018

No contraponto da nota “Previsibilidade“, publicada há pouco no Blog, o presidente do Poder Legislativo de Tijucas, vereador Juarez Soares (PPS), diz que não desistiu da candidatura à reeleição e que “no pleito de amanhã, tudo pode acontecer, a exemplo do que ocorreu na Câmara de Canelinha”.

Soares antecipa, ainda, que “vale a pena estar na sessão desta quinta-feira (13)” porque “serão momentos de fortes emoções”. Pois, então?!

Previsibilidade

Postado em 12 de dezembro de 2018

O pleito do Legislativo de Tijucas, agendado para amanhã, deve ser marcado pela previsibilidade. Possíveis adversários na concorrência interna da Câmara, o favorito Vilson Natálio Silvino (PP) e o atual presidente Juarez Soares (PPS) – que trama a reeleição – foram juntos, amistosos, no mesmo carro, para a cerimônia de inauguração do I Fashion Outlet Santa Catarina, no Sul do Rio, hoje pela manhã.

Antes, entretanto, tiveram audiência com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). O mote da conversa com o chefe do Executivo foi a “unidade da bancada situacionista”. Soares vem sendo convencido, em doses homeopáticas, de que jogar a toalha pode ser um bom negócio.

OTIMISMO

A eleição de Silvino para a presidência da Casa do Povo parece tão certa que o planejamento, há dias, passou a ser a composição da mesa diretora. A vereadora estreante Maria Edésia da Silva Vargas (PT) já recebeu, inclusive, a confirmação de que será, em 2019, a primeira secretária.

O progressista, a propósito, vem enviando convites a correligionários e amigos para uma confraternização – ou comemoração –, amanhã, depois da sessão e do provável sucesso no pleito.

Não, de novo

Postado em 3 de dezembro de 2018

Intimado, porque resiste à instalação de uma penitenciária industrial em Tijucas, o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) esteve novamente na Justiça Federal, em Florianópolis, quinta-feira (29), para a segunda audiência conciliatória sobre o tema. Desta vez, o chefe do Executivo municipal teve a companhia do presidente do Legislativo, vereador Juarez Soares (PPS) – um dos proponentes da audiência pública, em 2017, que expôs a negativa popular à obra.

Desde então, Mariano Rocha vem elogiando, sistemática e publicamente, a postura do parlamentar, que manteve o discurso de oposição à penitenciária na cidade, sobretudo na presença dos representantes do Judiciário. A administração municipal e a Câmara seguem em sintonia nessa questão. “Só se nos empurrarem de goela abaixo, porque, enquanto pudermos, vamos rejeitar”, garante o prefeito.