quarta-feira, 4 de agosto de 2021 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Pasquim

Postado em 16 de julho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nos bastidores da política de São João Batista, tentou-se plantar a notícia de que o chefe de gabinete Juliano Peixer receberia, nos próximos momentos, a carta de exoneração e um convite para se desfiliar do MDB. A informação passou a ser disseminada hoje no WhatsApp, em redação de autor anônimo.

De acordo com o texto, Peixer vem sendo acusado de traição ao prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) e aliança escusa a setores de oposição. Diz a nota que o chefe de gabinete estaria informando adversários do prefeito sobre temas tratados em sigilo na gestão, inclusive, com fotos de reuniões privativas na sede do governo municipal.

Fontes ligadas ao paço, entretanto, garantem que as informações são absolutamente falsas, com motivação unicamente política e forjadas para gerar instabilidades na administração. Até o momento, a prefeitura não se manifestou sobre o assunto.

Cobertor curto

Postado em 12 de julho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O vereador governista Marcelo Teodoro Adão (MDB) não gostou de ter negados pela Secretaria Municipal de Assistência Social dois edredons que seriam encaminhados a famílias carentes de São João Batista. E fez questão de publicitar a insatisfação no encontro com a secretária Rúbia Alice Tamanini Duarte, na Câmara, durante a prestação de contas da pasta. “Fiquei decepcionado com a senhora. Fizeram pouco caso”, disse o parlamentar nas tribunas do Legislativo.

A secretária preferiu não se manifestar sobre o caso. Nem no embate com Adão, e nem depois. O que gerou desconforto no paço e motivou a intervenção do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB). Ao Jornal Correio Catarinense, o chefe do Executivo batistense disse que “os dois erraram” e que convocaria ambos para uma conversa sobre o assunto e poria um ponto final na polêmica.

Corridão e politicagem

Postado em 6 de julho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os vereadores Nelson Zunino Neto (PP) e Mateus Galliani (PP) entraram para a lista negra do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB). Em entrevista à Rádio Clube, o chefe do Executivo batistense se referiu aos parlamentares como “falsos, mentirosos”, acusou a dupla de “politicagem” — na votação sobre um projeto que conveniaria o pagamento de aluguel para que uma empresa têxtil se instalasse no município — e ameaçou responder com “um corridão” caso os progressistas pisassem na prefeitura.

Nos microfones da Câmara, em atenção às declarações do prefeito, Galliani alfinetou: “Politicagem é nomear o genro do vice-prefeito como chefe de gabinete do vice-prefeito”, em referência, clara e manifesta, à contratação do estudante Tarcísio Kammers Filho, namorado da filha do vice-prefeito Almir Peixer (PSL), para a chefia de gabinete do sogro. Pois, então?!

Casaca virada

Postado em 31 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dias depois de anunciar publicamente a desfiliação do MDB e criticar a gestão do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) — que ajudou a eleger em São João Batista, em 2020 —, o empresário Sílvio Eccel, da Rádio Clube, posou para a foto com o presidente municipal do PP, ex-vereador Fábio Norberto Stürmer, que foi candidato a vice-prefeito na principal chapa de oposição.

Silvinho almoçou com Stürmer e amigos, no sítio do progressista, no interior da Capital Catarinense do Calçado. O comunicador, que se vangloria de ter atuado nas eleições dos nove últimos governos batistenses, diz, agora, que será mais incisivo nas cobranças à administração municipal, “inclusive com documentos, quando for necessário, nos microfones da rádio”. Pois, então?!

Porta aberta

Postado em 26 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O prefeito de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), que planeja se candidatar a deputado estadual em 2022, continua pavimentando a estrada para a Assembleia Legislativa. Ontem, acompanhado do vice-prefeito Elias Cabral (PL), ele visitou o chefe do Executivo de São João Batista, Pedro Alfredo Ramos (MDB), para tratar, principalmente, das próximas eleições.

 

Pedroca, em princípio, deve cumprir um compromisso e declarar apoio ao deputado estadual e provável candidato à reeleição Jerry Comper (MDB), mas garantiu que vai abrir espaço para Stein no governo da Capital Catarinense do Calçado — especialmente, com o destacamento de alguns membros de primeiro escalão para a campanha do mandatário portobelense ao Legislativo barriga-verde.

Bônus e ônus

Postado em 25 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A recepção ao ex-vereador e principal adversário no recente pleito municipal Heriberto Eurides de Souza (PSC), semana passada, no paço de São João Batista, tirou um peso das costas do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), mas, ao mesmo tempo, trouxe outra dor de cabeça. O apaziguamento das rusgas e a desistência da ação judicial que a coligação derrotada havia movido contra o grupo vitorioso foram os pontos positivos do encontro; e a exoneração do coordenador de Comunicação Social da prefeitura, Jonatam Cordeiro, no entanto, entrou na conta dos revezes.

Na saída, após quase três horas de conversa, Souza teria revelado ao mandatário batistense que pretendia encaminhar denúncia ao Ministério Público sobre a contratação de Cordeiro, que continua, paralelamente, no quadro funcional da Rádio Clube. Ontem, a propósito, o comunicador informou aos colegas da “decisão de pedir exoneração” do cargo, “após conversa com a assessoria jurídica e para não prejudicar a administração municipal no futuro” e falou sobre “pessoas que se apegam à politicagem” sem detalhar nomes ou acontecimentos. Pois, então?!

Paz e amor

Postado em 21 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Principais concorrentes no pleito majoritário de 2020 em São João Batista, o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) e o ex-vereador Heriberto Eurides de Souza (PSC), enfim, selaram a paz. O encontro, ontem, na prefeitura, durou quase três horas.

 

O candidato vencido, a propósito, já havia tentado aparar as arestas com o chefe do Executivo municipal, meses atrás, em visita ao paço municipal. Mas, naquela feita, foi informado, na antessala, pelo então chefe de gabinete Maxiliano de Oliveira, que não seria atendido. O motivo das rusgas era um processo que a coligação derrotada havia movido contra os vitoriosos.

 

Mote da conversa, aliás, a ação eleitoral foi retirada. O ex-vereador, inclusive, foi entregar ao prefeito os documentos que comprovam a desistência do caso.

 

Eles falaram ao jornal Correio Catarinense, e, enquanto Ramos enalteceu o caráter do adversário no pleito de 2020, Souza fez o que queria na primeira tentativa e se colocou à disposição para contribuir com o desenvolvimento do município.

Frequência modulada

Postado em 18 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se tem alguém muito descontente com o governo do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) em São João Batista, é o empresário Sílvio Eccel, da Rádio Clube. Sem qualquer cerimônia, ele usou a audiência da própria emissora para dizer, pessoalmente, que está “extremamente chateado” e que considera a desfiliação do MDB. “Ajudei a montar a equipe de campanha, saímos vitoriosos, e agora não sirvo mais?”, questionou, durante a programação.

Silvinho avisou, ainda, que, de agora em diante, será mais incisivo nas cobranças à administração municipal, “inclusive com documentos, quando for necessário, nos microfones da rádio”. O recado foi direcionado a Pedroca, mas também aos “dinossauros que estão no primeiro escalão”, que o empresário acusou de quererem apenas “vantagens para si”. Pois, então?!

Manifesto regional

Postado em 5 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A exemplo de 50 chefes de Executivos municipais e outras lideranças em todo o Estado — conforme a imprensa catarinense vem divulgando —, há um manifesto, também, no Vale do Rio Tijucas a favor do retorno do governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL) à cadeira. Na região, o movimento ganhou força com a participação incisiva do deputado estadual Jerry Comper (MDB), que, inclusive, colheu assinaturas dos prefeitos de Nova Trento e São João Batista, Tiago Dalsasso (MDB) e Pedro Alfredo Ramos (MDB), num tratado de apoio que vem organizando.

Correligionários de Moisés e respectivos prefeitos de Canelinha e Major Gercino, Diogo Francisco Alves Maciel (PSL) e Valmor Pedro Kammers (PSL) são outros que defendem abertamente, nas convergências políticas do Vale, a continuidade do governo. Mais discreto, porém, o mandatário tijuquense Eloi Mariano Rocha (PSD) teria, inclusive, telefonado para o governador afastado e expressado apoio.

A barafunda do impeachment tem seu capítulo final previsto para sexta-feira (7). A decisão, agora, cabe a uma comissão formada na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), uma vez que os órgãos fiscalizadores da Justiça entenderam que Moisés não teve relação direta com a polêmica compra dos respiradores.

Roteiro para 2022

Postado em 4 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (PSD) — que concorreu no pleito majoritário do Estado em 2018, em chapa com Mauro Mariani (MDB) —, esteve hoje no Vale para reafirmar a pré-candidatura ao governo do Estado nas eleições gerais de 2022. Em Tijucas, ele visitou o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e o vice-prefeito Sérgio Fernandes Cardoso (PSD), além de vereadores e membros da administração municipal, na prefeitura, pela manhã.

Bernardes seguiu, ainda, para São João Batista, onde cumpriu agenda com o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB). Ele já havia passado, anteriormente, por municípios do Extremo Oeste e do Planalto Norte catarinenses.