quinta-feira, 8 de dezembro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Temporal

Postado em 8 de dezembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O clima esquentou mais uma vez entre o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) e o antecessor, Daniel Netto Cândido (PODE), em São João Batista. A contenda da vez envolve publicações em redes sociais, recados de lado a lado e a participação de ambos na crise que o município atravessa em razão das enchentes dos últimos dias.

A externada gratidão de Cândido ao deputado federal Darci de Matos (PSD-SC) incomodou Pedroca, que gravou um vídeo para pedir ao ex-prefeito que respeitasse o trabalho da coordenadora de Defesa Civil do município, Fernanda Duarte Brasil, e do secretário de Infraestrutura, Gélio de Oliveira, na contenção do problema. “Estou quase te oferecendo a cadeira de volta. Só não faço, porque sei como peguei a prefeitura”, alfinetou o prefeito no fim da gravação.

A resposta não tardou. Publicamente, nas redes sociais, o ex-mandatário tratou o ato por “politicagem” e acusou o sucessor de administrar a adversidade “de helicóptero”, “ilhado na prefeitura”, antes de dizer que se colocou à disposição para ajudar desde o primeiro momento. “O que vocês querem é que eu fique de braços cruzados, para depois dizerem que não fiz nada”, devolveu. Pois, então?!

Sem olhar para trás

Postado em 5 de dezembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Enfurecido com a passividade do “sistema público”, como chamou, diante das cheias que afetaram São João Batista nos últimos dias, o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) abandonou a reunião do Fórum Parlamentar Catarinense com o secretário nacional da Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, há pouco, sem olhar para trás. Disse, enquanto discursou, que não concordava com o fato de ter que aguardar três meses para receber auxílio do governo e precisar passar por processo licitatório. “Vou levar daqui o que tinha quando cheguei: nada! Por isso estou decepcionado com a política”, bradou.

O senador Esperidião Amin (PP-SC), que participava das discussões, tentou acalmar o mandatário batistense. Mas sem sucesso. Pedroca não quis ouvir as explicações.

De acordo com a jornalista Dagmara Spautz, colunista do NSC Total, a vice-governadora eleita Marilisa Boehm (PL) também se empenhou em amansar o prefeito, já nos corredores, e pedir que ele voltasse à reunião. Outra vez, sem resultado.

Pazes e mais áudios

Postado em 21 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Houve quem apostasse que o vice-prefeito de São João Batista, Almir “Déi do Gás” Peixer (MDB) — seguramente aquele que mais vezes esteve no comando do município no mandato atual, na região —, jamais teria uma nova oportunidade na chefia do Executivo. Os palpites têm motivo: as acusações públicas, em setembro, do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) sobre o adjunto “fazer rolo” com a retirada, sem permissão, segundo ele, de um documento da prefeitura para fins político-eleitorais.

Mas as rusgas parecem ter sido superadas com o fim das eleições. Pedroca entrou novamente em férias e passou, hoje, o bastão para Déi, que administra a Capital Catarinense do Calçado nos próximos 15 dias.

TURBULÊNCIA

O mandatário batistense vem passando por um período turbulento na gestão. A greve dos professores da rede municipal, de acordo com as especulações, tem sido uma das principais razões.

Por mensagens de áudio — que, obviamente, como todas as outras que ele enviou antes, durante e depois da campanha de 2020, passaram a ser compartilhadas sucessivamente nas redes de conversação online do município e da região —, Pedroca chegou a criticar severamente vereadores de oposição que teriam remetido salgadinhos para os professores que se reuniam no protesto. Pois, então?!

Toma lá, dá cá

Postado em 17 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Passadas as eleições, o ex-prefeito de São João Batista e candidato a deputado estadual no pleito recente Daniel Netto Cândido (PODE) decidiu contra-atacar. Nas entrevistas que tem concedido, ele diz, ferido, que vai usar as vias judiciais para exigir reparações de todos os que, direta e publicamente, prejudicaram sua campanha.

O comunicado, claramente, tem dois endereçados principais: o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), popular Pedroca, e o empresário Laudir “Alemão” Kammer. O primeiro porque, justo no período eleitoral, passou a atribuir à gestão anterior a dificuldade financeira que enfrentava na prefeitura e questionar a probidade de obras passadas; e o outro porque, na véspera do pleito, foi a uma emissora de rádio da cidade pedir “por favor” que a população não votasse no conterrâneo para a Assembleia Legislativa.

Sem citar nomes, Cândido tem dito que, inclusive, um dos autores das hipotéticas arbitrariedades já tem contra si uma condenação por prática semelhante. Obviamente, referindo-se a Kammer, que, depois de cobranças e ofensas públicas ao ex-prefeito em uma feira calçadista, em 2017, foi processado no Juizado Criminal da comarca. Pois, então?!

Por um triz

Postado em 3 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faltou pouco para que o Vale do Rio Tijucas emplacasse, depois de três décadas, um representante genuíno, residente, na Assembleia Legislativa. O ex-prefeito de São João Batista e ex-secretário adjunto de Estado, Daniel Netto Cândido, chegou à marca dos 20.110 votos; e viu o correligionário Lucas Neves ser eleito na terceira vaga do PODEMOS com 23.053.

Inegavelmente, pesaram nessa conta as acusações que o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) decidiu fazer ao antecessor nas últimas semanas e o recente apelo público do empresário Laudir “Alemão” Kammer para que o eleitor batistense, “por favor”, não votasse no desafeto. O estrago foi grande.

Mesmo os opositores presumiam que Cândido alcançasse no município que governou por dois mandatos consecutivos um mínimo de 8 mil votos. Mas não chegou aos 5 mil em casa. Votação, evidentemente, muito abaixo da expectativa de quem deixou a prefeitura com níveis de aprovação popular jamais computados na história da Capital Catarinense do Calçado. Pois, então?!

Coluna do Blog | 14 de setembro, 2022

Postado em 14 de setembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

.

PRIORIDADES

O vereador Cláudio Eduardo de Souza (PDT), de Tijucas, se licenciou do mandato por 30 dias. Diz, em comunicado público, que precisou se afastar da vereança e do trabalho na rede estadual de ensino, onde leciona Língua Portuguesa, para se dedicar integralmente à filha recém-nascida, Luíza, de parto prematuro.

A professora Consuelo Azevedo, primeira suplente do PDT, assumiu o posto no Legislativo para o período previamente estabelecido.

RETOMADA

O prefeito de Porto Belo, Joel Orlando Lucinda (MDB), vai resgatar o tradicional Festival do Camarão. O evento, lançado no governo do ex-prefeito Evaldo Guerreiro Filho (PT) e alçado ao calendário oficial de Santa Catarina, teve sequência interrompida em 2016; foi retomado na gestão de Emerson Stein (MDB), a partir de 2017, e novamente suspenso durante o período pandêmico.

De acordo com as primeiras informações, o festival volta, agora, em novo formato. Lucinda e o departamento de Turismo do município dão conta das novidades na próxima terça-feira (20), em reunião com a imprensa e setores envolvidos.

CARTAS NA MESA

Por tabela, o vereador Nelson Zunino Neto (PP), de São João Batista, pode ajudar o ex-prefeito e candidato a deputado estadual Daniel Netto Cândido (PODE), a quem se opõe politicamente. Ele é o autor do requerimento, já aprovado na Câmara Municipal, que exige documentos que comprovem as recentes declarações do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de que a prefeitura estaria “quebrada” e a culpa seria da gestão anterior. Se o prazo for cumprido, tudo se esclarece antes das eleições.

A coordenação de campanha de Cândido vem tratando o tema como “perseguição” e “fake news“, uma vez que os esforços do chefe do Executivo são todos para a reeleição do deputado estadual Jerry Comper (MDB). Pedroca, no entanto, garante que consegue provar o que diz a quem quiser e a qualquer momento. Pois, então?!

ESPORTE E CULTURA

Além da ultramaratona Sicoob Mons Ultra Trail, com atletas do Brasil e do exterior, Nova Trento também recebe, nos dias 22, 23 e 24, o festival de música Adventure Rock e Jazz, com diversas apresentações no Centro de Eventos, anexo ao Ginásio Inácio Gullini, no Centro.

O evento reúne musicistas de várias regiões de Santa Catarina para performances instrumentais dos gêneros rock, blues e jazz. Todas as apresentações são gratuitas e abertas ao público.

Fim da linha

Postado em 1 de setembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A relação entre o ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PODE) e seu sucessor, o atual prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), azedou de vez. As rusgas que começaram no declarado apoio do mandatário de São João Batista à reeleição do deputado estadual Jerry Comper (MDB) — ainda que o conterrâneo e parceiro pretendesse o mesmo cargo — e se intensificaram na difícil liberação da professora Rúbia Alice Tamanini Duarte para a Secretaria Adjunta de Estado do Desenvolvimento Social, chegaram a níveis extremos nas últimas semanas.

O vazamento de mensagens de áudio, além da publicação de um vídeo em que Pedroca critica a gestão anterior, da qual participou como vice-prefeito, puseram um fim na parceria vitoriosa e transformaram os outrora amigos em rivais manifestos. Nas redes sociais, a coordenação de campanha de Cândido repudiou as ações, tratou como “caluniosas”, e prometeu desmentir as acusações em juízo. O afastamento fica evidente, a propósito, quando, no mesmo texto, a equipe informa que o material teria sido disseminado por “opositores” do ex-prefeito e candidato a deputado estadual.

Via de mão dupla

Postado em 1 de agosto de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Apoiador do projeto de reeleição do governador Carlos Moisés da Silva (REPUBLICANOS), o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, criticou severamente a atitude do vereador e advogado batistense Nelson Zunino Neto (PP), que denunciou possíveis irregularidades no Plano 1000, do governo estadual, ao Tribunal de Contas do Estado. “Logo o doutor Neto, filho da presidente estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, que recebeu recursos do governo… Isso não fica bem para São João Batista. Agora eu terei que explicar essa situação ao governador”, desaprovou o mandatário da Capital Catarinense do Calçado.

A comunicação foi aceita no TCE e o conselheiro Luiz Roberto Herbs pediu uma apuração sobre a ausência de informações a respeito do programa do governo estadual. De acordo a denúncia, “o Plano 1000 cria algo que não existe. Não é um plano orçamentário. É apenas uma peça publicitária para promoção pessoal do governador”.

Sobre a reprimenda do prefeito, Zunino Neto diz que “como cidadão, muito antes de advogado e vereador, tem o direito e o dever de denunciar o que acredita estar errado”. E responde, inclusive, que ter a presidente estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Maria Círia Aragão Zunino, como mãe, e a entidade ser assistida por recursos públicos, não isenta o governo estadual de ser investigado por qualquer que seja a acusação. Anos atrás, aliás, ele também registrou uma denúncia contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Apoio declarado

Postado em 25 de julho de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito de São João Batista, Pedro Alfredo Ramos (MDB), foi enfático ao afirmar, hoje, em entrevista ao Meio-Dia Em Ponto, na Rádio Super, que tem certeza da inocência do governador Carlos Moisés da Silva (REPUBLICANOS) no caso dos respiradores. Ele disse, ainda, que se restasse qualquer desconfiança sobre a participação do chefe do Executivo catarinense no desvio de R$ 33 milhões dos cofres do Estado, teria acompanhado o ex-prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli (MDB), desde as disputas preliminares para a sucessão estadual.

Pedroca não esconde que a preferência por Moisés tem a ver com os investimentos do governo do Estado na Capital Catarinense do Calçado. “Temos que ajudar quem ajuda São João Batista”, pontuou, antes de lembrar que o então governador e candidato à reeleição Luiz Henrique da Silveira (MDB) recebeu, em 2006, pelas mesmas razões, apoio integral do mandatário batistense à época, Aderbal Manoel dos Santos (PP), ainda que os partidos fossem rivais.

A adesão ao projeto eleitoral do governador no Vale do Rio Tijucas foi total. Os prefeitos dos cinco municípios da região abraçaram a proposta e vêm manifestando publicamente, sempre que podem, gratidão ao plano municipalista do governo do Estado.

Coluna do Blog | 21 de julho, 2022

Postado em 21 de julho de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

.

INEDITISMO

O jovem prefeito de Nova Trento, Tiago Dalsasso (MDB), mandou publicar na imprensa local um inédito comunicado que informa sobre a notificação da prefeitura a duas empresas responsáveis por pavimentações em dois bairros da cidade, realizadas há menos de um ano e meio, e que já apresentam sérios problemas estruturais. As terceirizadas terão que refazer o serviço, sob o risco de serem acionadas judicialmente.

Jamais se viu nada parecido nestas cercanias. E que sirva de exemplo para outros administradores públicos da região.

FERIDA ABERTA

A Procuradoria Jurídica da Assembleia Legislativa deu parecer favorável para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar a interrupção da gravidez de uma menina de 11 anos, vítima de estupro em Tijucas.

Perguntar não ofende: ela vai ser chamada a depor após tanto sofrimento e humilhação? O requerimento para a CPI do Aborto, como começou a ser chamada, é assinado pela deputada Ana Campagnolo (PL) e subscrito por outros 21 parlamentares catarinenses.

INSISTÊNCIA

Mesmo com tanto barulho na Câmara Municipal e toda a polêmica envolvendo o fato, o prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (REPUBLICANOS), de Canelinha, vai reenviar ao Legislativo o projeto para criação da Diretoria Municipal de Trânsito. E não esconde: se aprovado, o setor ficaria, de fato, sob o comando do policial militar de reserva e suplente de vereador Daniel José Pereira (UB), como especulado na cidade e que foi o estopim das principais discussões sobre o tema.

Alves Maciel contou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na TV Vip, semana passada, que pretende levar a proposta à Câmara no início de 2023.

COTAÇÃO

O empresário e corretor imobiliário Felipe Lemos, tijuquense radicado em São João Batista, comemorou aniversário no sábado (16), na localidade de Colônia, no interior batistense, com festa de um dia inteiro para centenas de convidados.

Carismático e bem relacionado, vem chamando a atenção. Na roda das especulações, durante o evento, não faltou quem elevasse o aniversariante à condição de cotado para a disputa da prefeitura da Capital Catarinense do Calçado no futuro. No momento, entretanto, Lemos presta apoio eleitoral ao prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), embora mantenha relação com figuras importantes em todos os partidos.