sexta-feira, 13 de dezembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Honra ao mérito

Postado em 28 de novembro de 2019
Foto: Divulgação

A trajetória de superação e as conquistas no tênis quad renderam ao tijuquense Ymanitu Geon da Silva, o Many, ontem, na Assembleia Legislativa, em Florianópolis, uma honrosa Moção de Aplausos em proposição do deputado estadual Jerry Comper (MDB).

A matéria havia recebido aprovação do parlamento catarinense em 3 de julho. Entre os feitos do paratenista, o Legislativo estadual destacou, ainda, sua recente participação no Grand Slam de Roland Garros, na França, como primeiro brasileiro em cadeira de rodas da história a disputar o torneio.

O vereador Fernando Fagundes (MDB), de Tijucas, que mantém relação estreita com o deputado, foi quem sugeriu a honraria.

Aplausos

Postado em 19 de novembro de 2019

O paratleta Ymanitu Geon da Silva, popular Many, de Tijucas, recebe Moção de Aplausos da Assembleia Legislativa de Santa Catarina na próxima quarta-feira (27) “pela trajetória de superação e conquistas como tenista profissional paralímpico e primeiro brasileiro em cadeira de rodas a disputar o Grand Slam de Roland Garros, bem como pelos excelentes serviços prestados ao paradesporto tijuquense, com repercussão catarinense e nacional”.

A proposição foi do deputado estadual Jerry Comper (MDB), por sugestão do vereador Fernando Fagundes (MDB). A matéria recebeu aprovação do Legislativo catarinense em 3 de julho.

Fala, Mannrich!

Postado em 4 de janeiro de 2019

Sobre a nota “Puxada de tapete“, de ontem, o ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) diz com exclusividade ao Blog que apenas deixa o cargo que ocupa no governo estadual – na diretoria técnica da Aresc (Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina) – se quiser ou se o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) optar pela desativação da agência. “Tenho mandato. Fui sabatinado na Assembleia Legislativa. Só saio em 2 de outubro de 2022. Não existe deputado que possa me tirar”, garante.

A respeito do suposto litígio com o deputado estadual Jerry Comper (MDB) em razão das eleições de 2018, Mannrich afirma que não tem problemas com o parlamentar. “Sei que ele ficou chateado, mas não sei se tentou me prejudicar. Ele entendeu que eu deveria apoiá-lo por conta do meu compromisso com o Aldo (Schneider, de quem Comper era assessor e que faleceu pouco antes das eleições). Se o Aldo fosse candidato à reeleição, eu certamente estaria com ele. Apoiei o (ValdirCobalchini porque somos muito amigos e porque o Aldo faleceu”, pontua o ex-prefeito.

Puxada de tapete

Postado em 3 de janeiro de 2019

A predileção do ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) por Valdir Cobalchini (MDB) para o parlamento catarinense nas eleições de 2018 provocou a ira do recém-eleito Jerry “do Aldo” Comper (MDB), o candidato da cúpula do MDB tijuquense naquela concorrência.

Sabe-se agora que Comper, por represália, depois do pleito, teria pedido a cabeça de Mannrich ao então governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). O ex-mandatário tijuquense ocupa a diretoria técnica da Aresc (Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina) e chegou a balançar no cargo. Não fosse a interferência de Cobalchini, que desfez a manobra, o prefeito de Tijucas entre 2005 e 2012 poderia estar desempregado neste momento.

Eleição dentro da eleição

Postado em 8 de outubro de 2018

O candidato do MDB na concorrência majoritária do Estado, deputado federal Mauro Mariani, sequer chegou ao segundo turno. Mas a tristeza passou longe da casa dos Fagundes – do presidente do MDB de Tijucas, vereador Fernando Fagundes e do ex-prefeito e ex-deputado estadual Nilton “Gordo” Fagundes. Quem foi ao evento conta que as champagnes estouravam à medida que os convidados chegavam para celebrar a eleição do ibiramense Jerry Comper (MDB) ao parlamento catarinense.

A comemoração se justifica. Comper chefiou o gabinete do finado deputado estadual Aldo Schneider (MDB), empregador, na Assembleia Legislativa, da mãe e da irmã do presidente municipal do partido. Além do quê, no cabo de guerra interno com o ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), que é cada vez mais público, os Fagundes também lograram êxito ao somarem 585 votos para Jerry do Aldo na cidade contra os 187 que o ex-mandatário transferiu para Valdir Cobalchini. Pois, então?!

Adeus, Aldo

Postado em 20 de agosto de 2018

Luto e lamentos na classe política com a morte, ontem à tarde, no Hospital da Unimed, em Balneário Camboriú, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Aldo Schneider (MDB), de apenas 57 anos, que tinha estreita ligação com Tijucas e a região da Costa Esmeralda.

Havia lançado a pré-candidatura à reeleição, mas, com a saúde muito comprometida, em decorrência de um câncer na coluna, já tinha passado o bastão ao chefe de gabinete, Jerry Comper (MDB), que, por sua vez, adotou o nome de urna “Jerry do Aldo” para estas eleições.

TRANSFERÊNCIA

Schneider seria o candidato a deputado estadual apoiado pela Família Fagundes – do presidente municipal do MDB, vereador Fernando Fagundes, e do ex-prefeito Nilton “Gordo” Fagundes – em Tijucas. Foi quem, a propósito, abriu as portas da Alesc para a ex-chefe de gabinete da prefeitura Flávia Fagundes, que trocou uma gerência no Imetro/SC por um cargo no escalão presidencial do Legislativo catarinense em janeiro.

Não à toa, a família abraçou, com afinco, a campanha de Jerry Comper na cidade e região.

Créditos

Postado em 13 de novembro de 2017

Presidente municipal do PMDB, o vereador Fernando Fagundes retifica a nota “No laço“, de sexta-feira (10), e informa ao blog que os créditos da emenda parlamentar assinada pelo deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça (PMDB-SC) – para aquisição de um veículo para o Lar Santa Maria da Paz – não são exatamente do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). De acordo com o edil, o recurso foi assegurado pelo deputado a partir de um pedido seu, em visita ao Lar, meses atrás, nas presenças, principalmente, do presidente da entidade, Luiz Carlos Santana Filho, do ex-secretário municipal Walmor da Silva Telles e do servidor público Jerry Comper, chefe de gabinete do deputado estadual Aldo Schneider (PMDB).

Fagundes diz, entretanto, que, independente da autoria do benefício, mais interessa é que as demandas dos tijuquenses sejam sempre atendidas. “Sendo bom para Tijucas, não importa como vem. Importa é que venha”, conclui.