quinta-feira, 30 de maio de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Frase pronta

Postado em 29 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A frase “não vamos a reboque de ninguém” é repetida sistematicamente, quase como um mantra, por lideranças do PL de Tijucas. Boa parte delas acredita que o partido deve seguir um caminho próprio e defendem, inclusive, a candidatura em “chapa pura”.

Ontem, em um encontro de pré-candidatos do partido, os comandantes do projeto garantiram mais uma vez que os liberalistas terão um candidato a prefeito e que outros partidos só seriam bem-vindos para uma composição, com a condição de indicar apenas o vice da chapa.

Fontes do Blog garantem, ainda, que os nomes da legenda ao Legislativo já estariam praticamente definidos e aguardam somente pela data estipulada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para a validação das candidaturas. Estes, aliás, participaram de uma palestra sobre marketing político, durante a reunião.

O CABEÇA

Com três postulantes ao cargo máximo do município, o PL ainda segue com indefinição do indicado. Dias atrás, o braço-direito do governador Jorginho Mello, Heleno Orlandino Martins, recebeu em mãos uma pesquisa de intenção de votos.

Os números, a propósito, foram apresentados aos pré-candidatos, no início da semana, em audiência na Capital do Estado. Estiveram presentes no encontro o vereador Fernando Fagundes, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos e o presidente do PL tijuquense, Alberto Carlos “Tito” Dolorini.

Fundo solidário

Postado em 20 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O vereador e pré-candidato a prefeito de São João Batista, Gustavo Grimm (PL), apresentou, semana passada, uma Moção de Apelo aos poderes constituídos do Brasil, pedindo a destinação do polêmico FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha) para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

A proposta foi encaminhada para a Câmara dos Deputados, ao Senado Federal e à Presidência da República. Grimm justificou que a classe política “deve fazer a sua parte” e colaborar com o povo gaúcho, nesta que é uma das maiores catástrofes climáticas das últimas décadas.

O Fundo Eleitoral ganhou o apelido de “Fundão” e distribuirá cerca de R$ 5 bilhões aos partidos que têm representação na Câmara Federal. Uma vez aprovado, cabe ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) função de dividir o recurso.

Aqui e lá

Postado em 16 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PL), de Tijucas, não tem problema em dizer que leva uma vida de morada dupla. O pré-candidato a prefeito trabalha na Capital do Vale, onde administra três empresas. Entretanto, costuma dormir em Itapema, onde mantém uma residência.

Em tempos de pré-campanha, o fato não fica de lado por opositores e membros de correntes políticas diferentes, claro. Constantemente, sempre que Peixoto dos Anjos é citado, alguém imediatamente pontua: “mas o Thiago mora em Itapema”.

O próprio empresário explicou a questão em recente entrevista ao programa LINHA DE FRENTE e afirmou que apenas dorme na cidade da Costa Esmeralda, para que a esposa fique perto do restaurante que administra. Portanto, todos os dias Peixoto dos Anjos faz o percurso que separa os dois municípios algumas vezes. “São apenas dez minutos”, lembra.

“Tem homens que têm dificuldade em falar isso, mas eu falo. Minha esposa tem a sua empresa, que relativamente é maior que a minha. Então, lá em casa, a renda maior é dela. Então, temos uma casa em Itapema, ao lado do negócio dela. Prefiro eu me deslocar, ir e voltar várias vezes, do que ela”, disse, em meio às gargalhadas.

Thiago Peixoto acredita que a condição não o atrapalharia na administração, caso, evidentemente, seja eleito em outubro. “Não é demérito pra administrar a cidade. Estou todo dia aqui. Tento convencer ela a vir pra cá, mas enquanto o negócio dela for melhor que o meu, vamos ficar dos dois lados”, completou.

Volta ao cargo 

Postado em 15 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Câmara

O vereador José Tarquino Melo Neto (PL), de Canelinha, está de volta aos trabalhos legislativos após cerca de três meses afastado. O jovem parlamentar havia participado de uma sessão pela última vez em fevereiro devido a um problema de saúde. 

Melo Neto explicou ontem (14), durante a reunião da Câmara de Vereadores, que vem sofrendo com uma lombalgia crônica e severa desde setembro do ano passado. As dores têm sido frequentes, o que impossibilita participação mais ativa do parlamentar no cargo. 

“Em setembro, eu travei minha coluna. Passei por oito infiltrações na coluna. Segui tratamento, estava bem. Em fevereiro, voltei à Câmara. Dois dias depois, acabei travando novamente. Ou eu parava, ou me aposentava, ou faria a infiltração a cada quatro meses”, explicou Melo Neto. 

A última opção, entretanto, poderia causar sérios danos ao fígado e aos rins. “Ainda estou em tratamento. Pedi ao meu médico para eu retornar, porque não acho ético. Aqui, tenho um suplente. Mas na minha empresa não. Às vezes precisava ir na empresa e não acho certo estar lá, sem poder estar na Câmara. Se Deus quiser, logo estarei bem”, completou. 

DECISÃO FINAL 

O vereador revelou, ainda, que não será candidato à reeleição, embora tenha, recentemente, assinado a ficha de filiação ao PL, do prefeito Diogo Francisco Alves Maciel. Justificou, inclusive, que pediu autorização médica para concluir o mandato. 

“Quero estar presente, trabalhando pela nossa população, estar presente nessa casa que me acolheu por quase quatro anos. Não vou à reeleição, então não queria perder esses últimos meses com meus amigos vereadores”, finalizou. 

Pessoalmente 

Postado em 14 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), de Canelinha, viajou ao Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (13), para entregar pessoalmente os donativos arrecadados na Cidade das Cerâmicas, para as vítimas da maior tragédia climática do Estado vizinho. 

Alves Maciel deve visitar, hoje, os municípios que compõem o Vale do Taquari, a mais devastada pelas enchentes. A região, aliás, já havia sofrido, em setembro passado, com o que seria, até então, o pior fenômeno ambiental de sua história. Entretanto, os estragos desta vez superaram com folga. 

“Vamos percorrer toda a região do Vale, distribuindo alimentos e mantimentos, tudo aquilo que trouxemos e arrecadamentos em Canelinha e na nossa região. Vamos enviar um pouco do carinho do povo canelinhense aos irmãos gaúchos”, pontuou o mandatário canelinhense. 

Voluntariado

Postado em 13 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O empresário e pré-candidato a prefeito Felipe Lemos (PL), de São João Batista, embora não tenha cargos públicos, tem aproveitado da boa relação com importantes lideranças liberalistas para trazer benfeitorias ao município do Vale do Rio Tijucas.

Semana passada, o empreendedor celebrou uma das primeiras conquistas: um automóvel para a Saúde batistense. O recurso, estimado em R$ 89 mil, foi enviado pelo deputado federal Jorge Goetten (PL).

Após a confirmação da destinação, Lemos explicou que havia identificado a necessidade do automóvel, sobretudo para o transporte de pacientes de São João Batista até outros municípios. Decidiu, então, fazer o pedido aos parlamentares da legenda.

“Havia uma demanda urgente na Saúde e a falta de veículos atrapalhava o atendimento ao nosso povo. Conversei com lideranças do nosso Estado e expliquei a importância deste automóvel. Para a minha alegria, recebi a notícia de que seremos contemplados. São João Batista agradece”, escreveu o presidente do PL local.

Alfinetadas

Postado em 7 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Em época de ânimos acirrados, basta uma publicação bem apimentada para render um bate-boca pré-eleitoral. Dias atrás, aliás, em Tijucas, a secretária de Educação, Fabrícia Mathias, ficou enfurecida com uma alfinetada do vereador de oposição, Esaú Bayer (PL).

O gatilho para o descontentamento foi uma publicação do parlamentar, registrando, com doses de ironia, a ausência de trabalhadores na obra do Centro Infantil do bairro Praça, uma das mais pomposas da atual administração. Segundo a denúncia, nenhum operário esteve na construção no último mês.

Em seu texto, Bayer alfinetou: “Devem ter ido ao show da Madonna”, escreveu, em alusão à apresentação da artista estadunidense, em Copacabana. A comandante da Educação não gostou e respondeu ao post, classificando-o como uma “politicagem barata e desnecessária”, além de uma “falta de respeito” com os profissionais da pasta. O assunto, nos grupos de conversação online, rendeu, claro.

Conjunturas 

Postado em 7 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Especula-se em Santa Catarina que a recente aproximação do governador Jorginho Mello (PL) com o senador da República, Esperidião Amim (PP), tem vistas eleitorais. Os gestos, feitos de parte a parte, podem indicar um alinhamento estratégico da dupla e, por consequência, das legendas que comandam. 

Reflexos disto, aliás, podem ser vistos no Vale. Em São João Batista, por exemplo, lideranças dos dois movimentos, como o empresário Felipe Lemos (PL) e o ex-prefeito Aderbal Manoel dos Santos (PP), já conversam há algum tempo e, ao que tudo indica, estarão juntos no pleito municipal de outubro. Resta saber, entretanto, o papel de cada um na disputa. 

Na vizinha Nova Trento, o cenário é similar. Há uma clara preferência pela candidatura do ex-secretário municipal e ex-vereador Maxiliano de Oliveira (PL). O PP, de Amin, pode indicar o candidato a vice, caso a chapa se confirme. Nomes progressistas pipocam a todo instante. Entre os favoritos está o ex-vereador Edson Hugen (PP). Há, no entanto, a participação do PSDB na chapa, que também briga por espaços. 

Se as intenções de Mello e Amin visam um fortalecimento para apenas para as eleições gerais de 2026, a união dos grupos, já em 2024, ainda nos pleitos municipais, pode facilitar ainda mais o caminho. Pois então… 

Sem surpresas

Postado em 6 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A aliança vencedora de 2020, em Nova Trento, deve ser mantida em 2024, custe o que custar. O prefeito Tiago Dalsasso (MDB) e o vice-prefeito Moacir Tadeu Dalla Brida (PSD) estarão juntos, outra vez, concorrendo ao direito de permanecer nas respectivas funções por mais quatro anos.

Dalsasso tem dito que a fidelidade do adjunto é um dos fatores decisivos para a manutenção da chapa, mas pontua, ainda, o trabalho realizado a quatro mãos. Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (2), o mandatário explicou a decisão de reeditar a dupla Tiago&Moacir.

“Desde o começo, sempre tive uma conversa muito clara de que iriamos avaliar ao longo do tempo se teríamos condições ou não de sermos candidatos ou não. Eu e o Moacir, juntos, construímos um trabalho, junto de pessoas que nos rodeiam. Conseguimos entregar muito resultado. Erramos, mas acertamos muito. Então, eu sou pré-candidato a prefeito, com o Moacir como pré-candidato a vice. Essa é a nossa chapa e vamos pra eleição assim. É eu e Moacir. Pra vencer ou pra perder”, bradou Dalsasso.

GRUPO UNIDO

A ida do adjunto ao PSD, após a traumática saída do PL, também teve vistas ao pleito municipal. A boa relação e a proximidade com lideranças da legenda no Estado, como os deputados estaduais Napoleão Bernardes e Júlio Garcia, facilitaram o caminho.

“Tudo tem um começo. O PSD, em Nova Trento, começou junto com o MDB. Foi criado para as eleições de 2012, onde o candidato a vice foi Natal Tomasoni, pelo PSD. Como já tivemos uma origem lá atrás, óbvio que sempre conversamos. Foram conversas claras e honestas, que incentivaram o Moacir a dar esse passo. Em 30 dias, foram filiadas 100 pessoas. Foi feito um grande trabalho pelo grupo que se reuniu ao redor deles”, explicou o prefeito.

Sem chance

Postado em 29 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

As declarações do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de que caso fosse candidato à reeleição teria o vereador Mário Antônio Garcia Teixeira (PL) como companheiro de chapa, dadas exclusivamente em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira (25), causaram surpresa e agitação nos bastidores da política de São João Batista.

Estranheza maior, a propósito, foi a do presidente municipal do PL, empresário Felipe Lemos. “Não vejo como isso poderia acontecer. Temos uma executiva local que trabalha em consonância com a proposta do Governo Estadual, autonomia absoluta na condução do nosso projeto para o município, e em momento algum nosso grupo avalizou uma conjuntura com o prefeito”, diz, com exclusividade ao Blog.

Lemos frisa que “o PL tem excelentes nomes para a disputa da prefeitura nestas eleições” e que o partido vem participando do bloco de oposição em São João Batista, alinhado ao PP, ao UNIÃO BRASIL e ao PODEMOS. “Conversamos com todas as lideranças que nos procuram, mas representamos a mudança. Buscamos um modelo de gestão diferente, com novas ideias, acreditamos no que estamos construindo e não temos interesse na proposta de continuidade da administração municipal”, reforça o presidente.