terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Escalado

Postado em 19 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Google | Reprodução

O tijuquense Fernando Steil foi convidado pelo prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e assumiu a presidência do SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), cargo que estava vago desde o falecimento de Luiz Rogério da Silva.

A nomeação foi confirmada pelo próprio mandatário em primeira mão, durante entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, nesta quinta-feira (18). Mariano Rocha justificou a escolha e pontuou que Steil tem o perfil de “simplicidade” do prefeito.

“Ele assumiu hoje e teve muita receptividade por parte dos funcionários. É um amigo também, um menino que vi crescer. Fiz este convite, foi aceito e o Fernando então iniciou. Tenho certeza que fará um grande trabalho. É trabalhador, responsável, honesto e tem a simplicidade que é do perfil do prefeito”, explicou o mandatário.

Fernando Steil é filho do empresário Jorge Steil, que havia assumido justamente o comando do SAMAE, no primeiro ano da gestão de Eloi Mariano Rocha. Entretanto, o então presidente precisou deixar a pasta devido a um imbróglio judicial.

Consenso

Postado em 15 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A chapa que tentará a sucessão do governo de Paulo Henrique Dalago Muller (PSD), o Paulinho, de Bombinhas, está praticamente definida e aguarda somente a chegada do prazo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para ser oficializada.

O vice-prefeito Alexandre da Silva (PSD) deve ser o indicado, conforme já se especulava há muito tempo. Entretanto, foi confirmada, na noite da última sexta-feira (12), a adesão do PODEMOS ao projeto, presidido em Santa Catarina pela deputada estadual Ana Paula da Silva, a Paulinha.

O vereador e ex-chefe de Gabinete, José Antônio Olimpio, o Tonho Olimpio, foi o escolhido para concorrer à vice-prefeitura, com o aval do atual mandatário e da parlamentar bombinense, em consenso com os demais integrantes do grupo.

Preparação

Postado em 9 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O Podemos de Santa Catarina, presidido pela deputada estadual Ana Paula da Silva, de Bombinhas, reuniu mais de duas mil pessoas no último sábado (6), entre pré-candidatos e lideranças políticas, para um treinamento chamado de Oficina da Vitória.

O encontro foi o maior já organizado pelo partido no país e teve a presença da presidente nacional e deputada federal por São Paulo, Renata Abreu. Além disso, uma palestra foi ministrada pelo treinador de futebol, ex-seleção brasileira e ex-Real Madrid, Vanderlei Luxemburgo.

Paulinha foi a responsável por abrir a reunião e festejou o crescimento do PODEMOS no Estado. “Temos o maior crescimento em número de filiados no Estado. Isso é resultado de muito trabalho. Os mais preparados é que vão mudar o futuro das crianças, das famílias e dos idosos de cada cidade catarinense. E vamos liderar essa transformação”, afirmou.

Comandante

Postado em 15 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Um dos mais tradicionais grupos políticos de Tijucas está sob nova direção. O vereador e pré-candidato a prefeito, Maickon Campos Sgrott, assumiu, na última semana de abril, a presidência do Progressista local, substituindo o então comandante da legenda, ex-vereador Vilson Natálio Silvino.

Vilsinho da Pisobello, como ficou conhecido, foi o responsável pela regência do grupo nos últimos quatro anos. Entretanto, o ex-secretário de Obras e Serviços Urbanos passou o bastão a Sgrott, em movimento com vistas no pleito municipal de outubro.

O Blog apurou que a mudança permitirá que o pré-candidato a prefeito do partido consiga organizar o grupo para as eleições, com base em suas próprias convicções. O start oficial do projeto está marcado para o próximo dia 29, com uma noite de filiações.

Vias variadas

Postado em 8 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Atendendo ao prazo de desincompatibilização para quem pretende concorrer a uma cadeira no Legislativo, em outubro, o prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL) assinou a exoneração de dois secretários e de outros quatro coordenadores que compõe a administração municipal.

Os substitutos, aliás, já foram anunciados. Um deles, em especial, chamou mais atenção. O vereador suplente Eduardo Furtado – que fez parte de três legislaturas no parlamento municipal -, passa a responder, a partir de agora, pela secretaria de Assistência Social, Habitação e Desenvolvimento Econômico.

Em sua primeira participação eleitoral, Furtado alcançou uma das cadeiras da Câmara, em 1982, pelo antigo PDS – hoje PP. Seis anos depois, tentou a vice-prefeitura, em chapa com João Dias (PFL), mas sem êxito. Em 2008, retornou ao cenário político e conquistou uma vaga na Câmara, novamente pelo PP. Mais tarde, presidiu o parlamento municipal.

CONTRAMÃO

Em 2016, Furtado – depois de um período na regência local do PP -, decidiu deixar a legenda e se filiou ao PSB, onde concorreu novamente à vereança, mas, desta vez, coligado ao MDB, de Moacir Montibeler, adversário de décadas. A mudança, à época, foi motivada pela não indicação do então prefeito Antônio da Silva (PP) ao projeto de sucessão, já que o candidato governista, naquele ano, foi Eloir João “Lico” Reis (então no PSDB).

Ao lado de Montibeler, Furtado venceu os ex-aliados e, como prêmio, foi alçado à diretoria do Semais (Serviço Municipal de Água, Infraestrutura e Saneamento). Para provar a fidelidade e lealdade ao mandatário, filiou-se ao MDB e concorreu, outra vez, ao Legislativo, mas atingiu apenas a suplência.

TERCEIRA VIA

Furtado chega à denominada “terceira via” com vasta experiência em processos eleitorais, com passagens, inclusive, pelos dois mais tradicionais movimentos políticos do município. O que pode, certamente, ser um trunfo a mais para o projeto de reeleição de Alves Maciel.

Janela fechada 

Postado em 8 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O fechamento da janela de filiações partidárias, na última sexta-feira (5), mostrou que houve grande revolução no parlamento tijuquense durante o período. O PSD, que outrora tinha absoluta maioria, agora divide as atenções com o PL. 

A legenda que, aliás, administra o município há pouco mais de sete anos, elegeu cinco representantes. Entretanto, perdeu um parlamentar e conta, agora, com quatro nomes: Rudnei de Amorim, Nadir Olindina Amorim, Paulo César “Frango” Pereira e Claudemir “Bigodinho” Correa

Já o PL, que sequer era representado na Câmara, foi alçado ao topo da lista, com as recentes filiações de Fernando Fagundes, Erivelto Leal “Danone” dos Santos, Esaú Bayer e Ecio Hélio “Ecinho” de Melo

Outro partido que também inexistia no Legislativo tijuquense era o UNIÃO BRASIL. A dupla Maurício Poli e Cláudio de Oliveira, responsáveis pelo pontapé do projeto, recebeu, no último dia, a companhia de José Roberto “Betinho” Giacomossi, que deixou o PSD. 

TRADIÇÕES ENFRAQUECIDAS 

Dois dos mais tradicionais movimentos políticos brasileiros e rivais históricos em Tijucas, MDB e PP, sofreram duras baixas no quadro de vereadores. O primeiro chegou a ficar, momentaneamente, sem um parlamentar sequer. Fato mudado pela adesão de Cláudio Eduardo de Souza, também nos momentos finais. 

Os Progressistas, integrantes da bancada governista, elegeram três representantes. Com duas saídas, uma para o UNIÃO e outra para o PL, restou a Maickon Campos Sgrott a missão de retratar as ideias da legenda. 

ZERADOS

O PDT, em 2020, surpreendeu e desempenhou papel de protagonismo nas eleições, na condição de “terceira via”. Passados quase quatro anos, a legenda perdeu as duas representações no Legislativo. Situação semelhante a do PSB, que chegou a presidir a Casa do Povo, mas que também voltou à estaca zero.

Futuro indefinido

Postado em 25 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Longe das urnas desde 2012, mas peça decisiva nas eleições municipais de 2016 e 2020, o presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), de Tijucas, Luiz Rogério da Silva, ainda não definiu os seus próximos passos e, sobretudo, qual será a sua participação no pleito de outubro.

Embora ainda existam dúvidas, o ex-vice-prefeito tem pouco tempo para analisá-las e tomar uma decisão. Isso porque, caso pretenda concorrer ao Legislativo, terá que deixar a presidência da autarquia municipal até o próximo dia 6. Ou, se concorrer no pleito majoritário, a desincompatibilização deve ser assinada até junho.

“Mas precisa fazer uma avaliação e passar pelo teste da urna. É uma coisa que ainda não está descartada. Tenho alguns dias ainda pra avançar. Tenho, ainda, que me desincompatibilizar, mas, ainda tenho uma decisão a ser tomada. Pode, também, mudar o caminho. Isso ainda está indefinido”, revelou Rogerinho, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada.

OPERAÇÃO ICEBERG

O desenrolar das investigações da Operação Iceberg que, segundo se especula, pode ter novos episódios, não assusta o presidente do Samae tijuquense que, à época, presidiu a Câmara de Vereadores. Entretanto, reafirma que as irregularidades citadas na denúncia, se de fato ocorreram, não foram no período em que chefiou o Legislativo municipal.

“Fez-se um circo. Mas, se houveram irregularidades, se isso for provado, não acredito que ocorreram no período em que estava à frente do Legislativo. E, no único curso que fui, em 2014, estava lá presente. Acredito na Justiça e que será feito um julgamento imparcial. Tenho certeza da minha inocência, do que fiz… acredito plenamente em todos os colegas e que não houveram irregularidades no momento em que fui presidente. Espero que isso se conclua o mais rápido possível, pois afeta a vida política, das famílias… Ainda resta a esperança de que dias melhores virão”, contou.

Postura

Postado em 21 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Câmara

A sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Canelinha, segunda-feira (18), terminou mais cedo para o vereador em exercício Silvio Reis (PL). A saída antecipada foi a reação de uma negativa por parte do presidente do Poder Legislativo municipal, Eloir João “Lico” Reis (PSD).

Momentos antes, o recém-empossado parlamentar, que foi secretário de Obras na atual gestão, rebateu uma fala do vereador Thiago Vinícius Leal (MDB) sobre a falta de limpeza em uma das valas centrais da cidade. Entretanto, ao utilizar o adjetivo “mentiroso”, Reis abriu brecha para que o emedebista cobrasse da presidência da casa um direito de resposta.

O vereador oposicionista teve um minuto para responder e aproveitou para fazer uma nova provocação. Reis, então, pediu mais um minuto à chefia do Legislativo que, desta vez, negou o direito. “Não vou dar a palavra pra mais ninguém”, bradou Lico. Inconformado, Silvio se levantou da cadeira e deixou o plenário antes do término da sessão.

Mais tarde, o presidente lamentou. “Fico triste quando um vereador deixa a sessão antes do térmico. A reunião só termina quando acaba a sessão”, disse. A alfinetada serviu, ainda, para outros parlamentares que seguiam no plenário, mas fora de seus respectivos lugares.

Legenda à parte

Postado em 13 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Se a designação da deputada estadual Ana Paula da Silva na presidência do PODEMOS catarinense tinha como objetivo a reorganização do partido para as eleições deste ano, ela parece muito interessada em priorizar São João Batista neste início de trabalho. Os vereadores Elisandro dos Santos (PP) e Mario Antônio Garcia Teixeira (UNIÃO) têm recebido sondagens da ex-prefeita de Bombinhas para integrarem o projeto e, se dispostos, concorrerem no pleito majoritário.

Os convites, a propósito, amofinam a principal liderança podemista no município: o ex-prefeito e suplente de deputado estadual Daniel Netto Cândido, da base de sustentação do presidente deposto Camilo Martins e com quem Paulinha, embora correligionária, dividiu atenções – e votos – nas eleições de 2022 no Vale do Rio Tijucas.

EM TEMPO
Cândido ainda não bateu o martelo sobre retornar à cena local e concorrer novamente ao cargo máximo de São João Batista nestas eleições, mas, caso assim decida, tem, agora, os planos do comando do partido como maior obstáculo.

Presidenta

Postado em 12 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Pedra cantada no Blog, semana passada, a deputada estadual Ana Paula da Silva confirmou ontem (11) que assumirá a presidência estadual do Podemos. O convite foi feito durante uma reunião com a coordenação do partido, liderada pela presidente nacional e deputada federal paulista Renata Abreu.

Paulinha revelou que já havia sido sondada por membros da legenda para assumir a função, que antes era a do colega de parlamento Camilo Martins. Disse, ainda, que aceitou a convocação graças à boa relação que tem com a presidente nacional do partido.

“Uma mulher que tem atuação brilhante e que é referência na representatividade feminina, uma pauta que sempre defendi. Faremos um trabalho de construção partidária, com respeito e compromisso com Santa Catarina”, deeclarou a mais nova presidente do Podemos catarinense.