domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Separação iminente

Postado em 28 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora publicamente o discurso seja de união e engajamento, tanto o ex-prefeito Elmis Mannrich quanto o vereador Fernando Fagundes sabem que o MDB tijuquense, neste momento, tem espaço para apenas um deles.

Ainda que haja um fio de esperança no diretório e na militância por uma conciliação, as conversas entre os dois pré-candidatos do partido ao Executivo municipal têm sido cada vez mais francas e reveladoras. Fatalmente, a não ser por uma hecatombe, Fagundes deve migrar para o PL na janela de março.

Mannrich não concorda com a saída, e teria orientado o parlamentar a desistir da ideia – para que mantivesse o capital eleitoral e evitasse as cobranças da massa emedebista na sequência da carreira política.

CIRCUNSTÂNCIA
As condições são claras: ou o ex-prefeito recua, retira a pré-candidatura e, como presidente do MDB municipal, fica na coordenação de campanha, ou teria o vereador como concorrente natural pelo PL na disputa majoritária de outubro. Esta seria, neste momento, a única hipótese de acordo entre ambos.

PRECAUÇÃO
Fagundes aguarda apenas uma garantia do governador Jorginho Mello (PL) de que será o candidato a prefeito nestas eleições, independentemente dos planos da regência local do partido – que já avalizou a pré-candidatura do empresário Thiago Peixoto dos Anjos –, para confirmar a transferência.

Um primeiro contato já foi feito, com o endosso, principalmente, do deputado estadual Carlos Humberto Metzner Silva (PL) e autorização do secretário de Estado da Infraestrutura, Jerry Comper (MDB), duas das figuras a quem o vereador dedica maior consideração e compromisso.

INEDITISMO
Caso se estabeleça finalmente nas fileiras liberalistas, Fagundes provocaria, ainda, duas marcas históricas na política tijuquense: a representação inédita do PL na Câmara Municipal, com dois vereadores; e a ausência, pela primeira vez, de vereadores do MDB no Legislativo municipal.

O segundo parlamentar emedebista, Esaú Bayer, tem deixado claro, sobretudo nas reuniões do partido, que acompanharia o colega em qualquer situação, ou mesmo em outra legenda.

INTERNAMENTE
Neste cenário e diante do desajuste entre duas figuras exponenciais da atualidade no MDB, o vice-presidente municipal do partido, Davi Melo Filho, popular Galo Velho, convocou uma audiência definitiva com Mannrich para tratar especificamente das consequências dessa divisão.

Com ele, apenas para registro, uma breve lista de emedebistas que, assim como Bayer, o genro, migrariam com Fagundes para onde quer que o vereador fosse.

Cláudio do PDT

Postado em 9 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador mais votado do último pleito e novo presidente do PDT em Tijucas, Cláudio Eduardo de Souza, assumiu, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem, a pré-candidatura a prefeito nestas eleições. A predisposição, entretanto, foi provocada a partir da saída do candidato lançado pela legenda em 2020, Thiago Peixoto dos Anjos, que migrou para o PL.

Souza explicou que, antes da desfiliação do empresário, aparecia apenas como uma possibilidade – depois de ser lembrado em uma pesquisa espontânea. Entretanto, com a ida de Peixoto dos Anjos ao PL, sua pré-candidatura ganhou força.

“Hoje sou pré-candidato a prefeito pelo PDT. [Foi decidido] Com a saída do Thiago. Meu nome aparecia nas pesquisas. Algumas nem colocavam o nome, mas aparecia na espontânea. Por conta disso, as lideranças dos grupos de oposição começaram: ‘vem conversar também’. Até então, era isso”, disse.

Embora esteja disposto a concorrer na majoritária, o jornalista garante que pretende seguir o seu “propósito”, guiado pela fé que sempre o acompanhou. “Se eu precisar ser candidato a vereador novamente, eu vou entender e não vou ter uma frustração. Mas, hoje, eu estou pré-candidato a prefeito pelo PDT. Se precisar que eu recue, por alguma situação, eu vou recuar. Mas, se eu tiver a possibilidade e, com a fé que eu tenho, o homem [Deus] disser ‘és tu que vais fazer a diferença na vida do povo, Ele vai abrir essa porta e em 2025 eu vou estar lá”, completou.

CONJUNTURA

Existe, atualmente, uma clara aproximação dos pedetistas com o MDB local. O nome do parlamentar, inclusive, foi especulado como um possível reforço para a legenda que mais vezes administrou a cidade e que tentará, em outubro, retornar à prefeitura. Entretanto, Souza explica que a boa relação se justifica por terem as mesmas intenções.

“Com base no que o MDB acredita, hoje, em relação ao atual governo, à estrutura administrativa… tanto o PDT se vê no projeto do MDB, como o MDB é bem-vindo ao projeto do PDT. Nós temos conversado bastante. Outras lideranças do PDT têm conversado com pessoas do MDB, para que possamos reforçar esse projeto, para apresentar essa alternativa pra Tijucas, para os eleitores e para aqueles que não querem a continuação do que está hoje na prefeitura”, explicou.

Compromisso rompido

Postado em 8 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A coalizão PSD/PL em Tijucas, costurada engenhosamente pelo vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) – e depois, com autoria despojada para o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) –, quebrou na emenda.

A regência municipal do partido do governador Jorginho Mello cansou de esperar. Mariano Rocha, por acordo, entraria com a indicação do representante do grupo na concorrência majoritária de outubro para que o PL definisse o complemento da chapa. Mas a procrastinação do chefe do Executivo tijuquense acabou irritando os liberalistas – que argumentaram pressa na resolução de estratégias para o pleito, como, especialmente, a formação de uma nominata consistente de postulantes à Câmara Municipal.

Como contragolpe, e para mostrar descontentamento com a violação do tratado, a representação do PL local se reuniu ontem com a cúpula estadual do partido e definiu que deve concorrer à prefeitura de Tijucas nestas eleições. Há, entretanto, impasse na decisão entre o empresário Thiago Peixoto dos Anjos, segundo colocado no pleito de 2020, que chegou à legenda em dezembro, e o vereador Fernando Fagundes, que continua no MDB, mas com promessa de assinar filiação na janela de março.

EM CIMA DO MURO

Conforme noticiado anteriormente no Blog, a indecisão do prefeito sobre o candidato governista na concorrência majoritária tem frustrado, inclusive, apoiadores da gestão.

Seguidas reuniões do grupo, a propósito, têm sido realizadas sem a presença de Mariano Rocha para debater o assunto. Conselheiros da administração municipal, nestes encontros, teriam elencado prejuízos que a postergação das definições pudesse causar. E um deles seria o afastamento do PL, que vem se confirmando.

MEDIDA DESESPERADA

O prefeito tem encontro às pressas, hoje, com o braço direito do governador Jorginho Mello e presidente do PL em Florianópolis, Heleno Orlandino, para tentar minimizar os danos.

O proponente da reunião teria sido o deputado federal Darci de Matos (PSD), que deve participar das negociações. Entre eles, deve estar, ainda, o vereador Rudnei de Amorim, talvez a indicação de ordem de Mariano Rocha no ensaio de uma retomada da conjuntura.

Posição firme

Postado em 17 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

“Não existe a mínima possibilidade de recuar”, responde o ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), de Tijucas, quando perguntado se continua inclinado a concorrer no pleito majoritário deste ano. Ele afirma que segue monitorando o cenário eleitoral do município e que teria, segundo as pesquisas, as maiores chances de conquista da prefeitura no partido.

“O candidato deve ser quem tem mais densidade eleitoral, independentemente do nome. Não vamos jogar uma pelada de fim de semana. A coisa é séria”, alerta o ex-mandatário tijuquense sobre a propalada concorrência interna, especialmente com o vereador Fernando Fagundes (MDB), que também se coloca à disposição da legenda para a disputa da prefeitura. O ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) ainda seria uma alternativa.

Mannrich, entretanto, considera que a caminhada seria dificultada caso a oposição se divida – em clara alusão à postura do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PL), segundo colocado no pleito de 2020, que, neste momento, estaria mais próximo do vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) e de um acordo com o grupo governista. “Precisamos estar juntos, porque as pesquisas mostram que nosso projeto vem crescendo e se consolidando”, diz.

Intercâmbio

Postado em 28 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Enquanto boa parte dos catarinenses aproveitam os dias quentes para curtir as belíssimas praias do nosso encantador litoral, o vice-prefeito de Tijucas, Sérgio Fernandes Cardoso (PSD) aproveitou a liberdade na agenda para um verdadeiro intercâmbio, na Capital do Estado.

Ele esteve reunido com o prefeito de Florianópolis, Topázio Silveira Neto (PSD), uma das mais destacadas lideranças do partido em Santa Catarina, sobretudo pela elogiada e popular comunicação adotada nas redes sociais.

O adjunto tijuquense afirmou que o encontro serviu para debater temas “cruciais”. “Gestão, empreendedorismo e fortalecimento de parcerias intermunicipais”, explicou.

PRESENÇA ILUSTRE 

Chama atenção, aliás, a presença do empresário e pré-candidato a prefeito de Tijucas, Thiago Peixoto dos Anjos (PL). O principal nome dos liberalistas tijuquenses aparece sorridente na foto, ao lado dos dois pessedistas.

Especula-se, nas mídias especializadas em política, que o governador Jorginho Mello tem articulado a presença do PL na chapa encabeçada pelo atual mandatário florianopolitano, em 2024. A reunião poderia ser a sinalização de movimento similar na Capital do Vale? Pois então…

Meio período

Postado em 26 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Sete anos se passaram, e o expediente da prefeitura de Tijucas continua sendo um tabu no paço municipal. Os propalados índices de aprovação do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), repetidos sistematicamente nas reuniões do grupo, melindram qualquer posicionamento contrário – embora muitos defensores da gestão sejam críticos ao atendimento das 7h às 13h. Grande parte entende que as repartições públicas do município deveriam cumprir horário comercial.

O tema foi esteio de campanhas oposicionistas em 2020, como a do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (então PDT, agora no PL), que alcançou a segunda colocação entre cinco candidatos.

Mesmo os pré-candidatos da situação mostram desconforto e se mantém reticentes quando o assunto vem à tona. Mais próximos de representar o governo na futura eleição majoritária, o vereador Rudnei de Amorim (PSD) e o vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD), que são empresários e se estabeleceram na iniciativa privada com árdua rotina de trabalho, seriam favoráveis a uma revisão nos horários de atendimento da prefeitura. Mas evitam manifestações públicas sobre a questão para não aviltar os servidores, principalmente, e manter o bom trato com Mariano Rocha.

Juntos pela causa

Postado em 12 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A participação em diferentes grupos políticos ficou de lado, outra vez, na entrega de emendas parlamentares destinadas à Saúde de Tijucas. O recurso de R$ 300 mil foi entregue pelo deputado estadual Emerson Stein (MDB), ao prefeito em exercício, Sérgio Fernandes Cardoso (PSD).

O valor atende a um pedido do vereador Esaú Bayer (MDB), que integra a bancada de inclinação oposicionista no Legislativo. Além disso, será direcionado para a Unidade de Saúde Dona Calina, no bairro Praça, berço eleitoral de Bayer, para reformas estruturais e compra de veículos.

Participou da entrega, ainda, o pré-candidato a prefeito de Tijucas, Thiago Peixoto dos Anjos (PL), que nutre relações estreitas com Stein.

Patriota raiz 

Postado em 4 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O ex-vereador e pré-candidato a prefeito de Tijucas, Sidney Machado, o Ney da Tijusat, confia que o envolvimento ideológico com as pautas defendidas pelo PL nacional podem alavancar o seu nome para representar o partido nas eleições do ano que vem.

Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (30), o empresário afirmou que, embora os liberais trabalhem com outros nomes para o pleito, a vaga deveria ser dele, por reconhecimento aos apoios irrestritos.

“Pela minha caminhada e defesa das bandeiras. Desde a minha ida ao PL, não tive opiniões diferentes. Sou taxativo no que acredito e vou até o final. Não é poder pelo poder. Quero entrar, com apoio do partido, e fazer diferente. Por merecimento. Por vestir a camisa e estar junto”, explicou.

CONCORRÊNCIA

A disputa eleitoral, aliás, já começou dentro do próprio PL de Tijucas. O empresário não poupou críticas, inclusive, a outro pré-candidato do partido, Thiago Peixoto dos Anjos. “Estamos no mesmo partido, mas somos concorrentes. Hoje disputou com ele dentro do partido”, bradou.

“Posso disputar com o Coisa Querida [Sérgio Fernandes Cardoso, prefeito em exercício], que já esteve em Florianópolis conversando com o Seu Heleno [Orlandino Martins, assessor do governador Jorginho Mello], posso disputar com o Fernando [Fagundes, vereador de Tijucas]… Isso não é uma disputa? Então toda disputa tem concorrência”, completou Machado

A reboque, não!

Postado em 29 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Nas trincheiras opostas ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), o policial penal e ex-vereador Juarez Soares (CIDADANIA) decidiu se desfiliar do partido em que concorreu à Câmara Federal nas eleições de 2022. O motivo é a federação da legenda com o PSDB e o ingresso do presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) de Tijucas, Luiz Rogério da Silva, no ninho tucano.

“Existe a determinação nacional, de que temos que caminhar juntos. Rogerinho vai querer levar o partido para o grupo que administra o município atualmente. Como não compactuo com este governo, vou deixar o CIDADANIA”, explica o ex-presidente da Câmara Municipal.

ESVAZIAMENTO
A frustração tem sido a mesma para o presidente municipal do CIDADANIA, Edenilson Devitte, que ainda aguarda uma posição da executiva estadual para definir que caminho tomar. “Provavelmente, a maioria vai sair”, diz, em referência a um possível esvaziamento do partido em Tijucas.

RIVALIDADE
Os planos do CIDADANIA continuam sendo a oposição ao grupo governista. Nas eleições de 2020, o partido prestou apoio à campanha do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (então no PDT, e atualmente no PL), que alcançou a segunda colocação no pleito. Antes, no entanto, havia apresentado a esposa do presidente municipal da legenda, Gislaine Devitte, como opção para a composição da chapa com a advogada e então vereadora Fernanda Melo (MDB) no mesmo pleito.

Base de sustentação

Postado em 24 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Dos principais nomes de oposição, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (agora no PL) esteve próximo de conquistar o comando do PODEMOS de Tijucas. Mas o partido, entretanto, segue na base de sustentação do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD).

A secretária de Ação Social, Bianca Bibiani Machado, é quem deve assumir a presidência da comissão municipal da legenda. Pesou em favor dela a proximidade e o apoio prestado ao ex-prefeito de São João Batista e suplente de deputado estadual Daniel Netto Cândido (PODE) em 2022, responsável pela articulação do PODEMOS na região.

RELEVÂNCIA

Nas eleições de 2020, por intermédio do gerente administrativo do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Fabiano Saramento, que detinha o controle da executiva local, o PODEMOS teve papel importante no resultado do pleito.

O vereador Cláudio de Oliveira, a propósito, que estreou com sucesso nas urnas, era uma das apostas do partido que depois, a pedido de Mariano Rocha, foi cedido à nominata do PP.