terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Costura delicada

Postado em 15 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A engenhosa construção de uma pré-composição entre o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, e o ex-vereador Leonardo da Silva Kammer (PODE), tem como “pai” o secretário de Estado da Infraestrutura e deputado estadual licenciado, Jerry Comper.

O desenho rascunhado por Comper foi moldurado em um café da manhã, dias atrás, na casa do mandatário batistense. A costura, entretanto, ainda tem uma ponta solta. Isso porque, até poucos dias, o PODEMOS integrava o bloco de oposição ao governo Pedroca, junto de UNIÃO, PP e PL.

Membros deste movimento, inclusive, garantem que a legenda segue no grupo, apesar da dissidência liderada por Kammer, que, por sua vez, garante ter o aval da executiva municipal do partido, em especial, do presidente local, vereador Elisandro dos Santos.

Sobre a benção estadual do PODEMOS, Kammer afirmou, em recente entrevista à Rádio Super FM, que pretende se reunir com a deputada estadual e presidente do partido em Santa Catarina, Ana Paula da Silva, para tratar do assunto.

“Todo filho tem um pai e uma mãe. O pai da nossa coligação foi o Jerry Comper, nosso grande incentivador. A mãe, que eu respeito muito, é a deputada Paulinha, que trouxe o Podemos para São João Batista. Preciso conversar com a Paulinha. Preciso da benção dela para estar junto, mas acredito que não haverá empecilho algum”, pontou o ex-parlamentar.

Trunfo surpresa

Postado em 9 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Filho do notável empresário Laudir José “Alemão” Kammer, o ex-vereador Leonardo Kammer (PODEMOS) pode ser a carta na manga do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) para a construção de um projeto próprio e independente.

Pedroca convidou o herdeiro da família Kammer para uma futura conjuntura, na tentativa de alcançar a reeleição. Léo, a propósito, já se apresenta como um pré-candidato à vice-prefeitura, em eventual chapa encabeçada pelo próprio mandatário.

Em entrevista ao programa Na Boca do Povo, ancorado pelo radialista Sílvio Eccel, da Rádio Clube, o ex-parlamentar batistense confirmou o convite e avaliou que o gesto é uma forma de agradecer ao pai pela participação na vitoriosa eleição de 2012.

“Meu pai foi o candidato, era o prefeito que todo mundo votava. Esse convite veio como uma gratidão ao meu pai, por ter colocado o MDB novamente na administração pública. Todo mundo sonhava em ver meu pai na prefeitura, então acho que esse convite é uma forma de reconhecimento pelo que ele fez. Ficamos gratos com esse convite”, revelou Kammer.

INDEPENDÊNCIA

O mandatário batistense garante que tentará a reeleição, embora parte da executiva emedebista defenda uma conjuntura com o ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), que também pretende concorrer ao cargo.

A aproximação e a oficialização do convite para a candidatura à vice-prefeitura pode indicar a escolha por um caminho independente do ex-prefeito. A confirmar.

Descarte 

Postado em 5 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora nunca houvesse confirmado publicamente o desejo, o ex-comandante da Polícia Militar no Vale do Rio Tijucas, coronel Éder Jaciel de Souza Oliveira, sempre esteve disposto a contribuir com a política tijuquense. Nos bastidores, aliás, especulava-se a possibilidade do militar concorrer à vice-prefeitura. 

Durante uma entrevista ao VipSocial, nesta semana, o policial, que acaba de ingressar na reserva remunerada, revelou que ocorreram tratativas sobre o tema, mas que as chances foram rechaçadas por “lideranças políticas locais”. 

“Eu sou muito amigo de um vereador de Tijucas. Chegamos a pensar em ajudá-lo como vice e construir algo na parte de ordem pública. Só que as lideranças políticas locais não me querem. Os caras não querem. Tudo bem, tô tranquilo. Queria ajudar. Conversamos bastante sobre isso”, afirmou. 

O Blog apurou que o “vereador” citado na entrevista é o presidente do Poder Legislativo, Rudnei de Amorim (PSD), que nutre relações estreitas com o militar e contava com o seu apoio no projeto eleitoral. 

Dupla celebração

Postado em 2 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O deputado estadual Emerson Stein (MDB), de Porto Belo, tem motivos de sobra para comemorar a abertura da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas, entregue oficialmente à comunidade na última sexta-feira (28).

Além de contribuir com a benfeitoria, por meio do incentivo à parceira público-privada e na busca por recursos para a instalação, a UPA será batizada com o nome de Maria Teresinha Rosa Stein, mãe do parlamentar.

“Tudo teve início do nosso mandato como prefeito. Ficamos muito felizes, nossa equipe, o prefeito Joel (Orlando Lucinda, MDB), por entregar esse importante equipamento de saúde pra nossa gente. Um trabalho intenso e gratificante. É um momento especial pra nossa família, já que recebe o nome da nossa mãezinha Tere. Ela estava em festa e honrada lá do céu”, disse em entrevista a um portal de notícias local.

Pré-candidata

Postado em 21 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Embora contasse com certo favoritismo, a vereadora Isabela Camile da Silva dos Santos, de Bombinhas, ainda precisava vencer uma disputa interna para que pudesse, em outubro, representar o PL na corrida pela prefeitura.

A parlamentar de primeiro mandato tinha como concorrente direto o presidente da executiva local, Mário Cesar Pera, que também se apresentava como postulante ao cargo máximo do município.

Entretanto, tratativas entre PL e MDB – que devem formar chapa nas eleições municipais -, resultaram na definição e o nome da vereadora passa a ser o único indicado pelo partido do governador Jorginho Mello à pré-candidatura.

“Houve uma reunião entre as executivas do PL e do MDB. Nós, enquanto PL, chegamos a um consenso. O Mário Pera, na política, é uma pessoa muito estratégica e que representa a população. É o nosso presidente. Sempre discutimos e construímos juntos. Nos colocamos à disposição, mas, conversando e ouvindo a população, chegamos ao consenso”, explicou a vereadora, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem.

PREPARAÇÃO

Representante da oposição ao governo Paulo Henrique Dalago Muller (PSD), Isabela Camile garante que vem se preparando para o enfrentamento ao atual adjunto bombinense, Alexandre da Silva (PSD), que deve ser oficializado como candidato governista à sucessão.

“Sempre me preparei. Acredito que não teria como não ser ele. Não há outra liderança. Tenho certeza que, além do amadurecimento e todo o trabalho de fiscalização que tenho feito dentro da Câmara, eu aguardo por esse enfrentamento”, pontuou.

Corrida educacional

Postado em 17 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Conscientizar politicamente a população de Porto Belo é a principal meta da professora e advogada Rosana Schlichta (PSB). O grupo avalia que a estratégia permitiria um melhor debate de ideias e, automaticamente, a adesão de eleitores na corrida pela prefeitura.

Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada (13), a peessebista explicou que vem buscando a participação de “eleitores conscientes”, mas que atuará para educar quem ainda não conhece os trâmites da política.

“Essa é a arma que a gente tem. Queremos levar uma conscientização política. A partir do momento que as pessoas entendem, elas começam a decidir de uma forma melhor. Quando você leva o conhecimento político, de como é, de como funciona, como se lida nesse ambiente… É o debate de ideias. As pessoas vão ter que decidir o que é melhor pra elas”, disse.

LEMBRANÇAS

Embora represente uma frente com ideologias alinhadas à esquerda, em um município com eleitorado mais conservador e próximo das pautas direitistas, Rosana Schlichta acredita que o portobelense conseguirá deixar de lado a divisão nacional nas urnas.

“Porto Belo já foi comandada pelo Evaldo (Guerreiro, do PT). As pessoas lembram dele, que ele fez seis postos de saúde. Isso é o Estado. Ele zerou vaga de creche. É isso que pensamos. As pessoas começam a refletir. Acredito que em Porto Belo é diferente, porque as pessoas estão mais preocupadas com o dia a dia”, pontuou.

Projeções

Postado em 27 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador e ex-presidente do Poder Legislativo de Canelinha, Robinson Carvalho Lima, confirmou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada, que está à disposição do bloco oposicionista – formado especialmente por UNIÃO BRASIL E PP -, para concorrer à prefeitura em outubro.

Embora tenha a pretenção, o advogado, que completa o seu primeiro mandato na Câmara, explicou que a especulada candidatura é resultado da atuação no Legislativo, mas o projeto ainda depende da adesão e das estratégias do grupo.

“As coisas aconteceram ao natural. Hoje, tenho pesquisas eleitorais que nos condicionam a colocar o nome à disposição. Isso é fruto de um trabalho. Temos um grupo e, dentro desse grupo, precisamos definir uma estratégia e, se esse grupo entender que eu sou a melhor opção, estarei a frente”, pontuou o parlamentar.

Carvalho Lima revelou, ainda, a intenção de tentar a reeleição como vereador, caso a candidatura majoritária não seja viabilizada. “Posso ir à reeleição como vereador e será só mais uma vez. Quero ter o conhecimento, nas urnas, se a população aprovou meu trabalho. Mas hoje, sou pré-candidato a prefeito”, completou.

Soldado liberal

Postado em 10 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O desejo de representar o PL nas eleições municipais de outubro, em Tijucas, segue vivo no empresário Thiago Peixoto dos Anjos. O segundo colocado no pleito de 2020 defende, entretanto, a união do grupo e, principalmente, a coalizão das lideranças.

Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, Peixoto dos Anjos explicou que, embora houvesse um acordo prévio de que os números das pesquisas de intenção de voto fossem determinantes para a definição do indicado, os três postulantes poderiam chegar a um consenso, por meio do diálogo.

“A forma justa é a pesquisa. Mas uma boa conversa sempre resolve. Da forma que for resolvido, não vai deixar mágoas, rastros, rusgas com ninguém… Quem tiver mais habilidade eleitoral, capacidade de agrupar, capacidade de voto e tenha estrutura. Acredito que os três tem essas condições”, pontuou, em referência ao vereador Fernando Fagundes e o ex-secretário municipal Sidney Machado.

O empresário, ainda, defende uma indicação natural, para evitar que uma imposição atrapalhe os planos do grupo. “Toda vez que algo foi goela abaixo, deu errado. Todo mundo que bateu o martelo e queria ser de qualquer forma, não levou sorte. É só olhar o histórico da cidade. Se não for construído, conversado, subindo degrauzinho por degrauzinho, não dá certo. E nós vamos fazer pra dar certo”, ponderou.

PREFERÊNCIA

Embora ainda defenda a sua própria indicação, Peixoto dos Anjos garante que apoiaria qualquer decisão do partido e que poderia, inclusive, compor chapa como candidato a vice-prefeito ou ajudar, de alguma outra forma, caso Fagundes seja o escolhido.

“O Fernando é um cara de quatro eleições. Um cara testado, retestado e aprovado pelas urnas. Tem uma capacidade de articulação no Governo do Estado enorme, querido… Eu me sentiria 1.000% à vontade de estar ao lado dele, apoiando como candidato a prefeito, caso for. Vamos tentar botar o partido lá dentro, com todo mundo ajudando”, explicou.

Sem chance

Postado em 29 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

As declarações do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de que caso fosse candidato à reeleição teria o vereador Mário Antônio Garcia Teixeira (PL) como companheiro de chapa, dadas exclusivamente em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira (25), causaram surpresa e agitação nos bastidores da política de São João Batista.

Estranheza maior, a propósito, foi a do presidente municipal do PL, empresário Felipe Lemos. “Não vejo como isso poderia acontecer. Temos uma executiva local que trabalha em consonância com a proposta do Governo Estadual, autonomia absoluta na condução do nosso projeto para o município, e em momento algum nosso grupo avalizou uma conjuntura com o prefeito”, diz, com exclusividade ao Blog.

Lemos frisa que “o PL tem excelentes nomes para a disputa da prefeitura nestas eleições” e que o partido vem participando do bloco de oposição em São João Batista, alinhado ao PP, ao UNIÃO BRASIL e ao PODEMOS. “Conversamos com todas as lideranças que nos procuram, mas representamos a mudança. Buscamos um modelo de gestão diferente, com novas ideias, acreditamos no que estamos construindo e não temos interesse na proposta de continuidade da administração municipal”, reforça o presidente.

“Candidato a candidato”

Postado em 26 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Contrariando boa parte de suas explanações públicas nos últimos três anos, quando afirmava, sempre que questionado, que não pretendia concorrer novamente à prefeitura de São João Batista, o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) decidiu, agora, que quer disputar novamente o pleito.

O mandatário batistense reavaliou o cenário e chegou a conclusão de que poderia fazer “muito mais” pelo município em um segundo mandato. Pedroca pontuou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, que “aprendeu” a ser prefeito durante o exercício do cargo.

“Tenho certeza que faria o dobro do que fiz. Eu trabalhei muito. Eu tenho orgulho do meu trabalho e sei o que fiz pela minha cidade. Vejo que não posso desistir. Com a minha humildade, transparência e honestidade, tenho certeza que eu teria que ser mais quatro anos prefeito da cidade. Só tenho medo de não conseguir, por me sentir cansado e, às vezes, decepcionado”, justificou o mandatário.

A candidatura à reeleição, entretanto, estaria condicionada a um acordo prévio com o ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), de quem Pedroca se reaproximou recentemente. O prefeito garantiu que uma pesquisa deve ser fator decisivo na escolha.

“Daniel sempre foi fiel ao MDB e o MDB ama o Daniel. Tive problema com o Daniel, ele não foi legal comigo. Depois que fui candidato, ele me apoiou. Eu me arrependo muito do que fiz pra ele. Se o Daniel for candidato, apoio de coração com um vice do MDB. Eu e ele prometemos uma coisa: ninguém vai jogar. Vamos fazer uma pesquisa, se ele ganhar com 1% eu vou respeitar e ele vai ser o candidato. Se eu ganhar, o candidato sou eu. Temos que estar juntos”, revelou.

O VICE PERFEITO

Embora garanta a existência deste alinhamento, Pedroca prefere que seu vice, caso sua candidatura seja oficializada, não seja do PSD. O adjunto perfeito, na visão do mandatário, tem nome, sobrenome e integra um grupo oposicionista: o ex-presidente da Câmara de Vereadores e recém-chegado ao PL batistense, Mário Antônio Garcia Teixeira.

“Quando decidi ser candidato a prefeito, escolhi meu vice. Eu disse que era o Déi do Gás (Almir Peixer) e foi ele. Hoje, meu vice se chama Mário Teixeira. Eu vou lutar por isso. Confio em mim. Meu candidato é ele. Jovem, acompanhei esse guri atrás de emenda. Lembro muito do Aurino Teixeira, pai dele. Antes dele falecer, prometi a ele que o filho dele seria meu vice. Ele chorou e perguntou se eu faria isso por ele. Eu adoro aquele guri e confio nele”, contou o prefeito.