quarta-feira, 4 de agosto de 2021 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Visita informal

Postado em 2 de agosto de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

As particularidades do Vale do Rio Tijucas têm chamado, cada vez mais, a atenção do governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

 

Sábado (31) à noite, de folga, o chefe do Executivo estadual voltou à região — com a qual não tinha a menor ligação nos tempos de comando do Corpo de Bombeiros — para conhecer a Chopp Artesanal Amorim, em Major Gercino, e, evidentemente, degustar o chope produzido no local.

 

Moisés foi recebido pelo sócio-proprietário da empresa, Saulo Amorim, e familiares; e permaneceu na fábrica por aproximadamente três horas.

Laço estreito

Postado em 13 de julho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Não somente o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) ficou entusiasmado com a fama de bom moço — e, sobretudo, de bom político — do ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSL). O cartaz do secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social também cativou a primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva, que, tanto quanto o marido, criou um forte vínculo com o batistense.

 

Além de presença frequente nas incursões institucionais da primeira-dama, Cândido foi convidado para a vice-presidência da Rede Laço — que se apresenta como plataforma virtual destinada a conectar voluntários dispostos a ajudar entidades públicas e privadas catarinenses sem fins lucrativos para a execução de melhorias na sociedade. Késia, a presidente, foi autora do convite. E o ex-mandatário de São João Batista, evidentemente, aceitou de pronto.

Assediado

Postado em 25 de junho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Anteontem, antes de jantar com o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) na Casa d’Agronômica, o vice-prefeito de Canelinha, Antonio Carlos Machado Junior (PSL), precisou passar na Casa Civil do Estado. Recebeu o chamado durante a tarde, no mesmo dia, mas não foi informado do assunto. Especula-se que o teor da reunião, no domínio da cúpula do PSL estadual, tenha a ver com o partido e as eleições de 2022.

Machado Junior vem sendo incentivado por líderes peesselistas de Santa Catarina a se candidatar no próximo pleito. Consultado, ele diz que “por enquanto, não está nos planos”; mas revela que o assédio tem sido recorrente. Segundo o adjunto canelinhense, o comando do partido faz questão de lembrar, sempre, nesses contatos, de que “vice-prefeito não precisa se licenciar do cargo para ser candidato a deputado”.

Sem confirmação

Postado em 23 de junho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Conforme noticiado no Blog, o prefeito de Canelinha, Diogo Francisco Alves Maciel (PSL), jantou com o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) na segunda-feira (21) à noite. Mas a confirmação de apoio ao chefe do Executivo estadual na campanha de reeleição ficou para outro momento. Segundo fontes ligadas ao paço canelinhense, as definições devem ocorrer futuramente, de acordo com as contrapartidas para a gestão da Cidade das Cerâmicas.

 

O encontro, aliás, teve participação do ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSL), atual secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social, que tem, inclusive, a incumbência de promover a aproximação entre Moisés e líderes do Vale do Rio Tijucas.

CARDÁPIO

Hoje, a propósito, o governador se reúne, novamente na mesa de jantar, na Casa d’Agronômica, com vice-prefeitos do PSL. Da região, estão convidados o canelinhense Antonio Carlos Machado Junior e o adjunto de São João Batista, Almir “Déi do Gás” Peixer.

Descida do muro

Postado em 21 de junho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito de Canelinha, Diogo Francisco Alves Maciel (PSL), vai jantar com o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) hoje à noite na Casa d’Agronômica. O encontro, com outros peesselistas catarinenses ao redor da mesa, deve ser de definições sobre as eleições de 2022. O chefe do Executivo estadual quer saber se teria apoio suficiente entre os correligionários para tentar a reeleição.

Presidente estadual do PSL, o deputado federal Fábio Schiochet diz, sem pestanejar, que compõe a ala bolsonarista do partido — que não é a mesma de Moisés. Bolsonaro (Jair Messias, presidente da República), aliás, já declarou que apoiaria o senador Jorginho Mello (PL-SC) na disputa ao governo de Santa Catarina em 2022.

E no jantar desta noite, obviamente, o joio deve ser definitivamente separado do trigo.

Emergência e confiança

Postado em 10 de junho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Inicia hoje o cadastramento para quem perdeu o emprego formal durante a pandemia e tem direito a receber o auxílio emergencial oferecido pelo governo estadual. De acordo com as projeções iniciais, serão 67 mil famílias catarinenses beneficiadas com três parcelas mensais de R$ 300, que começam a ser pagas em julho.

O que pouca gente sabe é que o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) destacou, especialmente, o secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social — e ex-prefeito de São João Batista —, Daniel Netto Cândido, para a operacionalização dessa proposta. O que mostra, mais uma vez, que o batistense goza de confiança extrema com o chefe do Executivo estadual.

Divórcio anunciado

Postado em 4 de junho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Existe um litígio evidente na relação entre a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) e o governador Carlos Moisés da Silva (PSL). Se o período de interinidade da adjunta no cargo máximo do Estado, durante o afastamento do titular, não deixou dúvidas sobre o abismo que separa a dupla, ela mesma fez questão, ontem, em entrevista ao LINHA DE FRENTE, na VipSocial TV, de dizer que “é muito improvável” que a parceria de 2018 se mantenha nas próximas eleições. Assista ao programa na íntegra:

Talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o LINHA DE FRENTE vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

 

Livre, leve e solta

Postado em 26 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A deputada estadual Ana Paula da Silva conseguiu o que queria — inclusive com provocação clara, semana retrasada, no LINHA DE FRENTE, na VipSocial TV — e, enfim, foi expulsa, hoje, do PDT. A decisão, da executiva nacional, tomou como base a acusação de “indisciplina partidária”. O processo interno teve início quando ela decidiu assumir a liderança do governo de Carlos Moisés da Silva (PSL) na Assembleia Legislativa, no início de 2020.

Paulinha, a propósito, esperava por isso e já vinha considerando convites de outras legendas. MDB, DEM e PSL são algumas das opções sobre a mesa.

DESABAFO

Assim que a decisão foi divulgada, o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), usou as redes sociais para congratular a deputada pela “libertação” e criticar ferozmente o PDT, que, segundo ele, “nunca fez nada de positivo para Santa Catarina”. O mandatário bombinense pontuou, ainda, que Paulinha foi eleita por si e “não por uma sigla que engana o povo”.

No encerramento, Dalago Müller parabenizou novamente a companheira “por não se ajoelhar aos coronéis da política que o PDT ainda cultua” e invocou “sonhos de uma Santa Catarina melhor”. Pois, então?!

Correção e atualização

Postado em 26 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Blog erra na nota “Recepção à Rede“, de ontem, quando informa que ofícios haviam sido encaminhados antecipadamente ao Centro Administrativo solicitando a audiência com o governador Carlos Moisés da Silva para a Rede Feminina de Combate ao Câncer. A presidente estadual da entidade, Maria Círia Aragão Zunino, de São João Batista, protocolou, de fato, pedidos ao governo estadual, mas não para a reunião com o chefe do Executivo catarinense.

A recepção à batistense, bem como a atenção aos pleitos da Rede Feminina, partiram do próprio governador — motivado por solicitação da primeira-dama Késia Martins da Silva, que, por sua vez, atendeu indicação do ex-prefeito de São João Batista e atual secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social, Daniel Netto Cândido. O ex-mandatário batistense, inclusive, celebrou o feito nas redes sociais e revelou “a alegria de ajudar a realizar um momento histórico para elas (as ‘Meninas de Rosa’, como chamou), que nunca haviam sido recebidas por um governador do Estado”.

RESULTADO

Hoje, a propósito, Moisés encaminhou uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) à Assembleia Legislativa para, se aprovada, facilitar a transferência de recursos para entidades como Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e a própria Rede Feminina de Combate ao Câncer nos municípios.

Recepção à Rede

Postado em 25 de maio de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Presidente estadual da Rede Feminina de Combate ao Câncer, a batistense Maria Círia Aragão Zunino foi recebida ontem pelo governador Carlos Moisés da Silva para falar do trabalho da entidade em Santa Catarina. O encontro foi enredado pela primeira-dama do Estado, Késia Martins da Silva, com quem ela esteve na semana passada — com intermediação do ex-prefeito de São João Batista e atual secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social, Daniel Netto Cândido.

 

No fim de semana, o próprio chefe do Executivo estadual telefonou, pessoalmente, para Círia, marcando a reunião. Antes, porém, dois ofícios haviam sido encaminhados ao Centro Administrativo solicitando a audiência com Moisés.