sábado, 31 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Águas passadas

Postado em 14 de outubro de 2020
Foto: Divulgação

A candidatura da servidora pública municipal Nadir Amorim (PSD) ao parlamento tijuquense foi determinante para que o irmão, Henrique Amorim — que abraçou a campanha de Elmis Mannrich (MDB) à prefeitura em 2016 —, voltasse ao ninho cola-branca nestas eleições. A quem pergunta, ele diz apenas que “foi MDB no pleito passado e agora vai votar em Eloi Mariano Rocha (PSD), e mudaria quantas vezes quisesse, porque é dono do próprio nariz”.

O mais ilustre dos Amorim, ex-vereador Antônio Zeferino “Tonho Polícia” Amorim, porém, continua resiliente. Ainda magoado com o desfecho das conjunturas de 2016, quando foi preterido por Mariano Rocha na diligência cola-branca para a conquista da prefeitura, ele prefere apenas acompanhar a batalha de Nadir e o silêncio sobre o pleito majoritário — e, inclusive, trabalha com material paralelo, sem fotos do prefeito atreladas à irmã. Pois, então?!

Enquete sem partido

Postado em 26 de fevereiro de 2020

A presidente do MDB tijuquense e vereadora Fernanda Melo Bayer não gostou de ver a bandeira do partido atrelada à imagem do ex-vereador Antônio Zeferino Amorim nas enquetes pré-eleitorais da internet. Partiu dela a determinação para que o perfil “NKD Publicidade” no Facebook não vinculasse o nome do policial militar de reserva à legenda, alegando que Tonho Polícia não é filiado ao MDB e, portanto, não pode ser o representante emedebista no próximo pleito majoritário.

A medida gerou intempéries entre familiares do ex-vereador e o comando do MDB municipal. Irmão e braço direito do candidato a vice-prefeito em 2012, Henrique Amorim não poupou críticas à atitude da presidente; e até o termo “retardada” foi atribuído a ela em mensagem de áudio enviada ao grupo de conversação online “Pomba Branca”. Pois, então?!

Tons de verde

Postado em 1 de setembro de 2016

A declarada neutralidade do ex-vereador Antônio Zeferino Amorim ao blog, publicada em 22 de julho sob o título “Sem ninho“, não se confirma nas ações do ex-pré-candidato à prefeitura de Tijucas pelo PSD. Ontem, por exemplo, ele e o irmão, Henrique Amorim, guiaram o ex-prefeito e candidato no pleito majoritário Elmis Mannrich (PMDB) em visitas pontuais aos moradores do Timbé, no interior, onde têm consolidada base eleitoral.

Tonho Polícia, como é popularmente conhecido, chegou a ostentar favoritismo entre os postulantes oposicionistas à prefeitura, mas, preterido pelo professor Elói Mariano Rocha (PSD), passou a figurar nos encontros pré-eleitorais do PMDB e pediu desfiliação do PSD, onde militava desde o início do ano.