segunda-feira, 6 de julho de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Dano moral

Postado em 17 de junho de 2020

A juíza Maria Cristina Slaibi, da 3ª Vara Cível do Rio de Janeiro, condenou o ator e comediante Gregório Duvivier a pagar uma indenização de R$ 25 mil por danos morais ao empresário Luciano Hang, de Brusque, por uma postagem feita no Twitter em maio do ano passado.

Na publicação,  Duvivier escreveu: “to tisti alguém mata o véio da havan (sic)”. Dois dias depois, o comediante usou a mesma rede social para justificar que não estava desejando a morte do empresário, mas “apenas reproduzindo um meme”. Hang processou o artista.

Em sua decisão, a juíza entendeu que Duvivier excedeu o limite da liberdade de expressão ao usar o verbo “matar” na postagem e explicou que a condenação por dano moral tem “caráter repressivo-pedagógico”. A magistrada ordenou ainda que o comediante exclua, em 48 horas, a palavra “mata” da publicação.

Aliança mantida

Postado em 29 de abril de 2020

Os rumores sobre a suposta decisão do PP neotrentino de concorrer em chapa pura na eleição majoritária, publicados no jornal Correio Catarinense de São João Batista semana passada, foram rechaçados ontem pelo presidente municipal da legenda, Jucelino Chini. De acordo com o periódico batistense, o diretório progressista teria se reunido secretamente para sentenciar o rompimento com o PSDB e definir os nomes de Maxiliano de Oliveira (PP) e Josemar Franzoi (PP) como respectivos pré-candidatos a prefeito e vice no projeto governista.

Em entrevista ao jornal O Trentino de Nova Trento, Chini garantiu que a informação não procede, e que “a coligação vitoriosa que elegeu Gian Francesco Voltolini (PP) e Jaison Marchiori (PSDB) em 2016 continua forte”. O presidente do PP projetou, ainda, que a aliança com os tucanos deve se manter “não apenas nas eleições deste ano, mas também nas seguintes”.

Toma lá, dá cá

Postado em 21 de abril de 2020

A postagem da vereadora Rosaura de Oliveira Rodrigues (PT) no Facebook, que cobrava a distribuição da merenda escolar às famílias de alunos da rede pública em situação de vulnerabilidade, gerou, na mesma rede, resposta imediata do prefeito Emerson Stein (MDB). De acordo com a parlamentar, “a merenda já estava comprada, com dinheiro público, e nada mais justo que distribuí-la nesta situação, que é emergencial”. O chefe do Executivo portobelense classificou a publicação como “politicagem”.

Stein pontuou que a medida foi incessantemente discutida e que “o município esteve em contato direto com a Amfri (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí) e com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação para tirar dúvidas sobre a lei 13.987/2020, de 7 de abril, que possibilita a distribuição da merenda escolar para famílias carentes”.

Por fim, o prefeito escreveu que “se fosse possível, faria isso (a distribuição da merenda) desde o primeiro dia (de quarentena)” e que “se (os críticos) estivessem na cidade ajudando as pessoas, participando efetivamente do enfrentamento da crise, talvez esses ‘questionamentos’ não existissem”.

 

Economia fortalecida

Postado em 10 de fevereiro de 2020

De acordo com a Revista Business, Tijucas e Porto Belo estão entre as dez cidades catarinenses com melhor desempenho econômico em 2019; e com maior potencial de ampliar o crescimento neste ano. As informações são da Caravela Soluções, empresa que trabalha com inteligência de mercado e analisa a economia dos municípios.

Segundo a publicação, o comércio foi o grande responsável pelo crescimento econômico da região. Somente no ano passado, Tijucas e Porto Belo geraram juntas 760 novos postos de trabalho, sendo que metade deles estava alocado no varejo.

COMEMORAÇÃO

Nas redes sociais, o secretário de Desenvolvimento de Tijucas, Jean Carlos de Sieno dos Santos, e o prefeito de Porto Belo, Emerson Luciano Stein (MDB), comemoraram a notícia.

Fonte infiel

Postado em 29 de janeiro de 2020

O empresário Felipe Lemos entrou na lista de vítimas das famigeradas fake news. De acordo com o perfil “Vale Mais Catarinense” no Facebook, o corretor imobiliário — que tem negócios em Tijucas e São João Batista — teria sido preso pela Polícia Federal hoje, no início da tarde, com uma grande quantia de dinheiro em uma mochila, produto de “golpes aplicados por anos em todo o Vale”; e que ele seria investigado por “crimes de corrupção, formação de quadrilha, sequestro, homicídio, extorsão, sonegação fiscal, entre outros”. Nenhum outro veículo da imprensa local repercutiu o fato.

Na sequência da publicação, Lemos gravou um comunicado, em vídeo, do próprio escritório, para informar que as notícias eram falsas. Segundo o empresário, a postagem partiu de “um coitado, que não conseguiu nada na vida e que não trabalha” e uma ação judicial deve ser protocolada contra o autor do texto.

Recuo

Postado em 26 de novembro de 2019

O desconforto criado na administração municipal com a declaração do chefe do departamento de Estrada de Rodagem, Renato Sartori, de que haveria “laranjas” no setor, teve desdobramentos hoje.

Sartori publicou um pedido de desculpas ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) e ao secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município de Tijucas, vice-prefeito Adalto Gomes (PL). Na postagem, o servidor em cargo comissionado admitiu o erro. “Me expressei mal. Tinha gente se metendo no meu trabalho e só queria cuidar do meu espaço”, escreveu.

Camarão e Facebook

Postado em 17 de setembro de 2019

Bastou a vereadora Rosaura de Oliveira Rodrigues (PT) escrever, nas redes sociais, que “Foi-se o tempo em que o Festival do Camarão era gratuito” para que respostas imediatas, no mesmo canal, tanto do prefeito Emerson Stein (MDB) quanto do vice-prefeito Elias Cabral (PL) surgissem na timeline.

O adjunto publicou que o comentário da parlamentar oposicionista foi “para rir” e ratificou que “não será cobrado nem um centavo para entrar”; enquanto o chefe do Executivo portobelense, em vídeo, lembrou que “o festival dobrou de tamanho” e que as vendas se limitam apenas aos camarotes e área vip — por iniciativa da produtora, parceira do evento —, “que são uma novidade”.

QUEM DIZ O QUE QUER…

Stein aproveitou o ensejo, ainda, para alfinetar os adversários. “A vereadora esqueceu de dizer que pagamos R$ 500 mil de INSS da gestão anterior, mais R$ 150 mil do asfalto não concluído no Alto Perequê, os R$ 300 mil de contrapartida da Ironildo Conceição dos Santos, e não disse também, na publicação, que pagamos mais de R$ 1,2 milhão de vale alimentação que o governo passado ficou devendo aos servidores. Chega de mentiras! Vamos falar a verdade!”, esbravejou o prefeito.

Na jugular

Postado em 22 de janeiro de 2019

Pseudo presidente do PSL em Tijucas – a comissão provisória do partido no município foi extinta em dezembro –, o servidor público municipal Renato Sartori fez um apelo, ontem, aos vereadores, no Facebook, para que intervenham na aquisição de um veículo para o Departamento de Estrada de Rodagem, da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Serviços Públicos, onde está lotado. “Estou sem caminhonete e não consigo visitar as obras do interior”, escreveu. O comentário foi publicado na postagem do vereador Ecio Helio de Melo (PP) sobre a entrega, pelo senador eleito Esperidião Amin (PP), de uma Mitsubishi/L200 Triton Sport, avaliada em mais de R$ 160 mil, para a Secretaria de Saúde do município; e provocou uma resposta imediata.

O gerente administrativo do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) e presidente do PSB em Tijucas, Fabiano Saramento, decidiu alfinetar Sartori: “como agora você tem acesso direto com o governador, peça a ele umas duas ou três caminhonetes. É hora d’ele retribuir”. Pois, então?!

Letras e política urbana

Postado em 27 de novembro de 2018

Ex-prefeito de Porto Belo, o advogado Evaldo Guerreiro, que é um intelectual, estudioso inveterado, publicou seu primeiro livro. Lançado pela Editora Lumen Juris, do Rio de Janeiro, que tem grande tradição – 30 anos – em publicações jurídicas e está entre as 10 maiores do país no campo do Direito, “A Outorga Onerosa e o Direito de Construir” faz uma abordagem geral da política urbana na Constituição Federal e na nova legislação do município de Itapema.

A obra já pode ser encontrada para compra no site da editora. Mas o lançamento oficial, com a presença do autor, deve acontecer em abril de 2019, na Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi, em Florianópolis.

Fake news

Postado em 30 de outubro de 2018

O prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSD), se diz vítima das famigeradas fake news nestas eleições. Ele usou o Facebook, domingo (28), para pedir que as pessoas “não participem dessa corrente do mal”. Segundo o mandatário batistense, alguns perfis falsos foram criados na rede social unicamente para “espalhar notícias mentirosas sobre a gestão” da Capital Catarinense do Calçado.

Na publicação, Cândido não especifica quais são as fake news que atormentaram, recentemente, o governo de São João Batista; mas o Blog, que tem fontes de A a Z, apurou. Uma das postagens perniciosas informava que servidores comissionados do município estavam sofrendo perseguição e sendo exonerados porque não aceitavam declarar apoio ao candidato a governador Gelson Merisio (PSD), para quem o prefeito fez campanha. E, de fato, não é fato. Não há registros, pelo menos oficiais, de demissões na administração batistense nas últimas semanas.