segunda-feira, 23 de janeiro de 2023 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Juntos e talvez misturados

Postado em 23 de janeiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Principais forças da oposição em Tijucas, o empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT), o ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) e o vereador Fernando Fagundes (MDB) seguem conversando.

Embora tenham projetos individuais, sabem que separados, a exemplo de 2020, podem inviabilizar a conquista da prefeitura.

No sábado (21), posaram juntos para a foto em uma festa de aniversário, na Santa Luzia, e afinaram o trato.

 

LEI DA ATRAÇÃO

Peixoto dos Anjos e Mannrich, a propósito, encontraram-se novamente ontem, na festa do PL tijuquense. A intenção tem sido muito clara: atrair a atenção do partido do governador Jorginho Mello para suas propostas locais.

 

UNIDADE

Ponto definidor, contudo, seria a eleição interna do MDB, marcada para abril. Caso a formação do diretório contemple igualmente – e especialmente – as alas do ex-prefeito e do vereador Fernando Fagundes, com abono de figuras proeminentes como Lauro Vieira de Brito, Edson Souza, Valério Tomazi e Fernanda Melo Bayer, pode ser um sinal de que os remos se alinharam na jangada.

Mannrich quer a união e acredita que esse equilíbrio no partido seria determinante para os próximos passos, sobretudo no que diz respeito às composições.

Meta traçada

Postado em 18 de janeiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo pessoal

O plano do vereador Diogo Santos (MDB), de Porto Belo, é claro e objetivo: disputar o pleito majoritário em 2024. A ideia é tão concreta que o parlamentar afirma, categoricamente, que não será mais candidato ao Legislativo.

Ao Blog, ele revela que comunicou o prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB) sobre sua independência na Câmara.

O projeto põe Santos, justamente, em rota de colisão com o atual chefe do Executivo — promulgado candidato natural à reeleição e contra quem duelou na convenção emedebista para as eleições suplementares do ano passado.

A saída do MDB, onde está filiado há 15 anos, não está descartada, caso a proposta de reeleição do prefeito continue sendo tratada com prioridade no seio partidário. O União Brasil, de Gean Loureiro, é o destino mais provável. O vereador considera o ex-prefeito de Florianópolis seu “líder político” e vê com bons olhos o ingresso nas fileiras da legenda que ele defende.

Pé no parlamento

Postado em 25 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-prefeito Emerson Stein (MDB), de Porto Belo, já fala como deputado estadual. Embora reticente, ele revelou, ontem, em entrevista ao LINHA DE FRENTE, na VipSocial TV, que existe um acordo entre o MDB e o governador eleito Jorginho Mello (PL) para que o partido comande parte da estrutura administrativa do Estado.

Internamente, os emedebistas se organizam para indicar um dos deputados estaduais eleitos ao primeiro escalão do governo – muito provavelmente Antídio Lunelli, ex-prefeito de Jaraguá do Sul. Assim sendo, abrir-se-ia uma vaga de legenda na Assembleia Legislativa, prontamente preenchida por Stein, primeiro suplente do partido.

O ex-mandatário portobelense, inclusive, participou, dias atrás, da reunião entre Mello e a bancada eleita do MDB para o parlamento catarinense.

Assista ao LINHA DE FRENTE de ontem na íntegra:

Talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o LINHA DE FRENTE vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Nem um passo

Postado em 24 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Candidato a prefeito de São João Batista em 2020, o ex-vereador Heriberto Eurides de Souza (PSC) contrapõe a nota “Ultrapassagem pela direita“, de semana passada no Blog, e garante que não deu nem “um passo a procura do PL”. Ele disse, ainda, que faria uma live nas redes sociais para confutar qualquer especulação que pudesse haver sobre o tema.

O interesse inicial pelo partido do senador Jorginho Mello na Capital Catarinense do Calçado foi manifestado pelo vereador Gustavo Grimm (CIDADANIA), que tem relação estreita com Betinho e, talvez por essa proximidade, tenha-se confabulado o convênio entre eles.

Depois de tentar uma reunião com a cúpula estadual da legenda, Grimm se arrependeu e pediu desculpas ao presidente do PL no município, empresário Estevan Nascimento. “Estou aprendendo todo dia na política. Neste meio existe muito orgulho, mas reconheço que errei”, escreveu o parlamentar em mensagem endereçada ao comando local da sigla.

Ultrapassagem pela direita

Postado em 18 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o grande favoritismo do senador Jorginho Mello (PL) no segundo turno da eleição ao governo do Estado, e a possibilidade latente de que ele inicie 2023 na chefia do Executivo catarinense, inicia-se a busca desenfreada de políticos alvissareiros pela regência do PL nos municípios. Na efervescente São João Batista, o presidente da legenda, Estevan Nascimento, ao tempo que comemora, preocupa-se com a ambição da concorrência.

Uma força-tarefa vem sendo montada para limar o empresário, candidato a prefeito em 2020 com módicos 470 votos, do comando do PL e assumir o partido na Capital Catarinense do Calçado. O interesse teria partido do ex-vereador Heriberto Eurides de Souza, o Betinho, que disputou a prefeitura no pleito passado pelo CIDADANIA e somou 6.243 votos, em consonância com o atual vereador Gustavo Grimm (CIDADANIA). A manobra estaria ocorrendo diretamente na cúpula estadual da legenda.

Nascimento, por sua vez, teria descoberto as maquinações e cobrado satisfações dos conterrâneos. Notícias de bastidores dão conta de que, ao que tudo indica, as negociações tenham esfriado depois disso. Pois, então?!

Causa regional

Postado em 5 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Embora os cinco prefeitos do Vale do Rio Tijucas estivessem imbuídos na reeleição do governador Carlos Moisés da Silva (REPUBLICANOS) — com o mandatário tijuquense Eloi Mariano Rocha (PSD) na coordenação regional de campanha —, apenas dois conseguiram, de fato, que o chefe do Executivo estadual fosse o mais votado nos municípios que administram.

Os louros ficam nas contas dos prefeitos de Canelinha, Diogo Francisco Alves Maciel (REPUBLICANOS), e de Major Gercino, Valmor “Pita” Pedro Kammers (REPUBLICANOS), casualmente – ou não – os únicos que se transferiram para o mesmo partido de Moisés na janela de março.

Nos outros três colégios eleitorais, o governador foi superado facilmente, e com grande diferença de votos, por Jorginho Mello (PL). No maior, Tijucas, ele, aliás, ficou atrás, também, de Gean Loureiro (UNIÃO). A maior distância para o primeiro colocado, entretanto, foi registrada em Nova Trento, com espaço de quase 40 pontos percentuais.

Quociente culpado

Postado em 4 de outubro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A legenda que tanto escudou como vice-presidente estadual atraiçoou o ex-prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Duarte Campos (PSB), na corrida ao parlamento catarinense nestas eleições. Ele, entretanto, fez a parte que lhe cabia no pleito. Foi o melhor colocado do PSB na disputa por uma cadeira na Assembleia com 18.816 votos, mas o partido não atingiu o quociente eleitoral e ficou sem representação no Legislativo barriga-verde.

Somados, os 26 candidatos a deputados estaduais peessebistas conquistaram 70.173 votos. De acordo com o cálculo destas eleições, seria necessário que, juntos, chegassem, pelo menos, aos 74 mil votos para que o partido garantisse uma vaga na Alesc. E, como mais votado do PSB, Duarte Campos seria o titular da cadeira.

Afilhado

Postado em 19 de setembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Eles não dizem com todas as letras, evidentemente; mas existe uma torcida flagrante de duas das mais representativas figuras do PSB catarinense, os irmãos Dário Berger Djalma Berger, candidatos ao Senado e à Câmara Federal respectivamente, pela eleição do ex-prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Duarte Campos (PSB), à Assembleia Legislativa.

 

A prova mais notória passa pelas agendas dos três, de compromissos casados na maioria das vezes. Além, claro, das manifestações recíprocas, sempre elogiosas e de confiança, publicamente expostas quando surgem oportunidades.

 

Sábado (17), por exemplo, Duarte Campos foi figura marcante, no pelotão de frente, da caminhada que o senador e candidato à reeleição promoveu no bairro Tapera, em Florianópolis, município que governou por oito anos. O ex-mandatário gancheiro, aliás, soma, ainda, nessa relação, a proeza de ter participado ativamente da filiação de Dário no PSB, partido do qual é vice-presidente em Santa Catarina.

Segundo ato

Postado em 22 de junho de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Presidente da comissão provisória do SOLIDARIEDADE em Tijucas, o produtor cultural Diocélio Adelino dos Santos quer concorrer nas eleições gerais deste ano. Em postagem nas redes sociais, ele assume pré-candidatura a deputado estadual e se diz “apaixonado pela causa pública”. No mesmo texto, o tijuquense de 40 anos se apresenta como cientista político e bacharel em Relações Internacionais, e faz críticas ao atual “sistema de governo” do país.

As aspirações políticas de Dio Adelino — como prefere ser chamado —, aliás, vêm de algum tempo. No pleito municipal de 2020, ele se anunciou pré-candidato a prefeito; mas, assim como o partido que preside na Capital do Vale, sequer participou diretamente do processo eleitoral. Entre amigos e potenciais eleitores, a expectativa é que, desta vez, foto, nome e número do produtor cultural estejam na urna.

Recepção calorosa

Postado em 31 de maio de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Vice-presidente do PSB em Santa Catarina, o ex-prefeito Juliano Duarte Campos, de Governador Celso Ramos, foi recebido, hoje pela manhã, pelo presidente estadual da legenda Cláudio Vignatti em Chapecó. Eles regem encontro do partido agora à noite em Itapiranga para, em suma, planejar a campanha do senador Dário Berger (PSB) ao governo estadual na região Oeste.

 

Duarte Campos trabalha, ainda, paralelamente em objetivo próprio: a postulação ao parlamento catarinense no pleito que se aproxima. E usa a liderança no PSB, a harmonia entre os correligionários e importantes relações na esfera política para fortalecer o projeto e alcançar uma cadeira na Assembleia Legislativa nestas eleições.