quinta-feira, 22 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Águas passadas

Postado em 14 de outubro de 2020
Foto: Divulgação

A candidatura da servidora pública municipal Nadir Amorim (PSD) ao parlamento tijuquense foi determinante para que o irmão, Henrique Amorim — que abraçou a campanha de Elmis Mannrich (MDB) à prefeitura em 2016 —, voltasse ao ninho cola-branca nestas eleições. A quem pergunta, ele diz apenas que “foi MDB no pleito passado e agora vai votar em Eloi Mariano Rocha (PSD), e mudaria quantas vezes quisesse, porque é dono do próprio nariz”.

O mais ilustre dos Amorim, ex-vereador Antônio Zeferino “Tonho Polícia” Amorim, porém, continua resiliente. Ainda magoado com o desfecho das conjunturas de 2016, quando foi preterido por Mariano Rocha na diligência cola-branca para a conquista da prefeitura, ele prefere apenas acompanhar a batalha de Nadir e o silêncio sobre o pleito majoritário — e, inclusive, trabalha com material paralelo, sem fotos do prefeito atreladas à irmã. Pois, então?!