sábado, 31 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Vice de fato

Postado em 30 de outubro de 2020

Para ser apenas vice-prefeito, e para usar as relações que construiu ao longo da vida na conexão entre Tijucas, Estado e Brasília. Esse é o objetivo da candidatura do engenheiro Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) à vice-prefeitura nestas eleições. O plano foi revelado ontem, ao vivo, para audiência recorde no Linha de Frente, na VipSocial TV.

Trigésimo primeiro entrevistado do programa, o ex-diretor do Sebrae/SC falou, ainda, do regresso à cena eleitoral da Capital do Vale depois de 24 anos, das vezes que teve o nome especulado como possível candidato a prefeito, do propalado favoritismo da chapa governista no pleito e das experiências vividas e sentidas nestes quase 30 anos de atuação política. Assista na íntegra:

Talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Sem identidade

Postado em 23 de outubro de 2020

Advogados, os candidatos a prefeito e vice-prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PSL) e Antonio Carlos Machado Junior (PSL), de Canelinha, não tiveram como — ou não quiseram — explicar à Justiça Eleitoral por que o candidato a vereador Martinho Luiz Tomazzia (PSL) apresentou documento de identidade de outra pessoa no registro de candidatura. O prazo para defesa foi encerrado, e o registro, evidentemente, indeferido.

De acordo com a sentença, “não se trata de mera irregularidade, mas de definição da identidade de quem é o candidato: se é mesmo Martinho, ou se é Silvio (titular dos documentos apresentados)”. O fato, inusitado e surpreendente, chama a atenção. Pois, então?!

Sem efeito

Postado em 21 de outubro de 2020

O pedido de impugnação da candidatura de Neusa Ramos Régis (PDT) a vereadora, protocolado pela coligação “O Povo de Novo”, foi negado. De acordo com os impugnantes, ela teria realizado propaganda eleitoral antecipada — quando, supostamente, expôs o número de urna em uma rede social no período pré-campanha —; mas a acusação, porém, foi desconstruída.

Na sentença, o Ministério Público Eleitoral decidiu pelo indeferimento da impugnação por insuficiências de provas. Os advogados de defesa alegaram que Neusa não cometeu qualquer crime eleitoral e que a imagem apresentada pelos impugnantes, de um print de tela com a publicação da candidata no Facebook, teria sido montada. Ela, portanto, continua candidata.

Saída pela esquerda

Postado em 20 de outubro de 2020

O candidato a vice-prefeito Ingomar Anselmo de Oliveira (PT), que concorreria na chapa de Ângelo Zunino Azambuja (PT) à prefeitura de São João Batista, desistiu do pleito. Em carta endereçada à Justiça Eleitoral, ontem, ele renunciou à candidatura; mas não apresentou as razões para a decisão.

O juiz eleitoral remeteu o pedido ao Ministério Público, e Zunino, por sua vez, já apontou o substituto: Quintiliano dos Santos (PT).

Águas passadas

Postado em 14 de outubro de 2020
Foto: Divulgação

A candidatura da servidora pública municipal Nadir Amorim (PSD) ao parlamento tijuquense foi determinante para que o irmão, Henrique Amorim — que abraçou a campanha de Elmis Mannrich (MDB) à prefeitura em 2016 —, voltasse ao ninho cola-branca nestas eleições. A quem pergunta, ele diz apenas que “foi MDB no pleito passado e agora vai votar em Eloi Mariano Rocha (PSD), e mudaria quantas vezes quisesse, porque é dono do próprio nariz”.

O mais ilustre dos Amorim, ex-vereador Antônio Zeferino “Tonho Polícia” Amorim, porém, continua resiliente. Ainda magoado com o desfecho das conjunturas de 2016, quando foi preterido por Mariano Rocha na diligência cola-branca para a conquista da prefeitura, ele prefere apenas acompanhar a batalha de Nadir e o silêncio sobre o pleito majoritário — e, inclusive, trabalha com material paralelo, sem fotos do prefeito atreladas à irmã. Pois, então?!

Volta ao começo

Postado em 8 de setembro de 2020

As representações municipais do MDB e do Cidadania se reuniram ontem à noite para discutir — e definir — a formação entre a vereadora Fernanda Melo Bayer (MDB) e a empresária Gislaine Serpa Devitte (CIDA) na disputa majoritária de Tijucas. Os emedebistas estavam divididos quanto à viabilidade da chapa; e a direção do Cidadania, por sua vez, preferia lançar a corretora imobiliária na concorrência proporcional. E uniram, portanto, o útil ao agradável. A dupla foi desfeita, em comum acordo.

Hoje pela manhã, porém, mensageiros do MDB estiveram com o vice-prefeito Adalto Gomes (PL) para tratar de uma possível composição. O adjunto tijuquense, que acaba de anunciar a constituição de uma chapa com o advogado Fernando Rodrigues (PL), teria declinado e informado que pretende, nestas eleições, decididamente, candidatar-se a prefeito.

Sem surpresas

Postado em 25 de agosto de 2020

Favas contadas. O advogado Diogo Francisco Alves Maciel é, agora oficialmente, o único pré-candidato a prefeito de Canelinha pelo PSL. A conjeturada indecisão no diretório municipal, que considerava o vereador Antonio Carlos Machado Junior (PSL) opção para a concorrência majoritária, foi dirimida em assembleia do partido, ontem.

Alves Maciel recebeu 32 dos 33 votos na dirigência peesselista do município e confirmou a preferência entre os correligionários. Machado Junior, porém, venceu a prévia para a composição da chapa e deve se candidatar a vice-prefeito. O farmacêutico Filipe Rodrigues (PSL) e o ex-prefeito Eloir “Lico” João Reis (PSD) também estiveram entre as alternativas cotadas — e votadas — para a disputa da vice-prefeitura.

Ferida aberta

Postado em 25 de agosto de 2020

“Em Tijucas, o MDB foi uma mulher espancada, ferida, que teve a casa queimada e chegou à beira da morte; mas que conseguiu sobreviver e vem se restabelecendo, reconstruindo tudo. Agora, quem agrediu e arrasou, que fez todo o mal, quer voltar para a casa que destruiu”. Este foi um dos trechos da parábola que o ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) ouviu ontem em reunião do partido, nas dependências do ex-vereador Edson Bayer. Pretenso postulante à vice-prefeitura, o vereador Elói Geraldo (MDB), a propósito, foi um dos que mais apontaram o dedo ao ex-mandatário — que ensaia nova candidatura ao Executivo municipal nestas eleições.

Tomazi, que se transformou no centro das atenções durante o encontro, pediu tempo para pensar. E garantiu que até sexta-feira (28) decide se continua com o plano de candidatura ou joga a toalha.

MAIORIA

A maior parte dos presentes na reunião, entretanto, definiu o nome da presidente municipal do partido e vereadora Fernanda Melo como opção de consenso para a disputa majoritária. A assembleia emedebista foi formada por figuras locais, como, além dos já citados, o ex-prefeito Elmis Mannrich e o vereador Fernando Fagundes, e de outras estâncias, a exemplo do prefeito Moacir Montibeler, de Canelinha, e do deputado federal Celso Maldaner, presidente do partido em Santa Catarina.

Chapa pronta

Postado em 8 de julho de 2020

Fontes precisas do Blog garantem que o nome da contabilista Giselle Varela Serpa estaria praticamente certo, como futura candidata a vice-prefeita na chapa do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT) para o pleito majoritário de novembro. Estreante na política local, ela é filha do ex-secretário de Indústria, Comércio e Turismo do município Antônio Cantalício Serpa, também contabilista, que integrou o colegiado do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB) entre 2013 e 2014 — quando deixou o cargo para assumir a presidência da Acit (Associação Comercial e Industrial de Tijucas).

A escolha parte, sobretudo, de uma pré-disposição do PDT tijuquense: disputar o pleito em chapa pura e com personagens alheios ao movimento político tradicional da Capital do Vale. Ao que tudo indica, a dupla Thiago & Giselle deve ser oficializada e anunciada em breve.

Por Luan Lucas, especialmente para o Blog do Léo Nunes

Protagonismo

Postado em 29 de junho de 2020

O ex-vice-prefeito Roberto Vailati não montaria um partido com tantas figuras protuberantes da política local se o projeto não fosse ousado na mesma proporção. Sabe-se agora, de fontes fidedignas, que o PSB entrou de vez na disputa pelo segundo nome na chapa do prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD).

Na proposta peessebista, a candidatura a vice-prefeito no plano governista vem sendo encarada como uma possibilidade real e viável. O próprio Vailati, que contaria com respaldo unânime da executiva e filiados — além da bancada do partido na Câmara, formada pelas vereadoras Elizabete Mianes da Silva e Maria Edésia da Silva Vargas —, vem se dispondo à vaga. As tratativas seguem à toda na seara situacionista; mas podem, inclusive, ser levadas à oposição em caso de insucesso nas negociações.