quarta-feira, 26 de junho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Prefeito presidente

Postado em 4 de junho de 2019

Cobranças, desgaste e divergências internas. Estes são, extraoficialmente, alguns dos motivos pelos quais o presidente do PSD de Tijucas, empresário Jilson “Gil” de Oliveira – também diretor do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) –, entregou os rumos do partido para o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). O chefe do Executivo municipal deve assumir o comando da legenda por, no mínimo, quatro meses.

Para o Blog, Oliveira destacou que a transição ocorreu naturalmente, uma vez que “a executiva nacional decidiu destituir os diretórios estadual e municipais em Santa Catarina e que os próximos 120 dias serão de oxigenação, à espera das novas diretrizes”. Neste momento, o partido tem, na Capital do Vale, uma comissão provisória.

Fontes fidedignas, porém, reafirmam um descontentamento de parte a parte; do presidente com a falta de reconhecimento e com exigências e reclamações, e do pelotão de frente do PSD com a carência de ações para o fortalecimento da legenda. “A paz continua reinando, o partido vem progredindo e, com absoluta certeza, assim que o processo terminar, tudo volta ao normal”, garante, no entanto, o diretor do Samae.

Número do partido

Postado em 22 de maio de 2019

Independente do desempenho, o número chama a atenção. O prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido, comemora, discretamente, entre a equipe e os correligionários, a marca de R$ 55 milhões investidos em obras de infraestrutura no município. Nem tanto pela marca – que é excelente para os padrões da região –, mas pelo “55” do seu PSD de estimação.

Outro número a ser observado, e celebrado, é o zero. Cândido faz questão de pontuar, para os seus, que nenhuma dessas realizações sofreu judicializações ou maiores contestações.

Teimosia

Postado em 8 de fevereiro de 2019

Em visita à prefeitura de São João Batista, dias atrás, o deputado estadual Ricardo Alba (PSL) – o mais votado para o parlamento catarinense nas eleições de 2018 – recorreu à insistência para que o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) se filiasse ao PSL.

Foram quatro investidas, todas na presença dos representantes da legenda na Capital Catarinense do Calçado, que apenas observaram. O mandatário batistense chegou a ficar constrangido, já que é um dos bastiões do PSD no Vale do Rio Tijucas e mantém relação estreita com a cúpula do partido em Santa Catarina, presidida por Gelson Merisio, a quem acompanhou fielmente na disputa pelo governo estadual, ano passado.

Novos amigos

Postado em 29 de janeiro de 2019
Foto: Dirleni Dalbosco/Divulgação

As eleições de 2018 ficaram no passado. Baluarte do PSD no Vale, e personagem marcante da campanha do candidato a governador Gelson Merisio (PSD) na região, o prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido, já se recolocou no jogo político do Estado. Cumpriu agenda, hoje, na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável com o secretário Lucas Esmeraldino (D), que é, vejam só!, presidente do PSL em Santa Catarina.

Não bastasse, Cândido esteve no Centro Administrativo acompanhado do deputado estadual eleito Ricardo Alba (PSL), o mais votado nas eleições de 2018 e com quem vem mantendo relação estreita, e do presidente do PSL na Capital Catarinense do CalçadoCharles Oliveira. Pois, então?!

Chapa dividida

Postado em 18 de outubro de 2018

O segundo turno da eleição para o governo do Estado trouxe um clima de desconforto para o paço municipal de São João Batista. O vice-prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) entrou em rota de colisão com o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) ao manifestar, nas redes sociais e no calor da emoção, preferência por Carlos Moisés da Silva (PSL) no segundo turno, em detrimento da aliança municipal entre PSD e MDB.

Embora toda a bancada governista da Capital Catarinense do Calçado – inclusive os vereadores do próprio MDB – na Câmara Municipal tenha declarado apoio a Gelson Merisio (PSD) na prova final para o Executivo catarinense, a postagem de Pedroca inflamou os ânimos. A presidente do MDB municipal, Rosane Sartori Rosa, a propósito, continua pregando o respeito à confraria entre os partidos.

Colas-brancas

Postado em 22 de agosto de 2018
Foto: Divulgação

Na selfie, o secretário de Administração e Finanças do município, Rosenildo de Amorim, e o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) mais a primeira-dama Izineide Paloschi e parte do fã-clube do PSD em Tijucas com o deputado federal e candidato a senador Esperidião Amin (PP), no encontro de lideranças do partido, sábado (18), no CTG Os Praianos, em São José.

Mudar faz bem

Postado em 5 de abril de 2018
Foto: Divulgação

O exército do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) ganhou mais um soldado. O suplente de vereador Sidney Machado, o Ney da Tijusat, que somou 221 votos nas eleições de 2016 na vanguarda de Elmis Mannrich (MDB), posou para a foto cercado de colas-brancas e provocou frisson nas redes e rodas sociais.

Depois de 15 anos no PTB – destes, 14 como presidente municipal do partido –, o empresário deve assinar filiação ao PSD nos próximos momentos. A conquista é do presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) do município, Jilson José de Oliveira, o Gil. Na nova legenda, Ney tem a promessa de aporte político para as eleições de 2020, quando deve concorrer, novamente, ao parlamento tijuquense.

Questionado se teria, como bônus, um cargo na administração municipal, o suplente de vereador respondeu ao Blog, com exclusividade, que “não existem acordos nesse sentido”.

TRATO PARALELO

A tiracolo, Ney da Tijusat anunciou apoio à itapiranguense Marlene Fengler (PSD), pré-candidata a deputada estadual aparelhada no PSD tijuquense. O suporte à campanha da ex-assessora do pré-candidato ao governo estadual Gelson Merisio (PSD) em Tijucas é parte do trato com os peessedistas locais.

 

Na foto, o presidente municipal do PSD, Jilson José de Oliveira, o diretor de Administração e Finanças do Sebrae, Sérgio Fernandes Cardoso, o novo cola-branca Sidney Machado, a pré-candidata a deputada estadual Marlene Fengler, o prefeito Elói Mariano Rocha e o secretário municipal de Administração e Finanças, Rosenildo de Amorim.

Mudança à vista

Postado em 7 de agosto de 2017

Caçula do saudoso ex-prefeito Rubens “Binho” Barreto – um dos baluartes do PMDB em Tijucas –, o jovem Marcus Vinícius Barreto, popular Marquinhos, programa a estreia na política para 2020. Planeja concorrer à Câmara Municipal; e não pretende, a propósito, representar a legenda que a família tanto defendeu.

Servidor público municipal, lotado no Terminal Rodoviário Miguel Vieira de Brito, amparado pelo prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e grato ao vereador Rudnei de Amorim (DEM), ele vem, há algum tempo, se declarando cola-branca. A ficha de filiação segue à espera do ex-peemedebista na mesa do presidente do PSD tijuquense, empresário Jilson José de Oliveira.

Dissidência

Postado em 12 de julho de 2017

Magoado, o ex-vereador Eder Muraro (PSD) vem promovendo, nas redes sociais, um derrame de críticas à administração do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) por quem lutou nos pleitos internos do partido, e ajudou a eleger na concorrência majoritária do município em 2016. O ex-presidente da Câmara entende que, além dele, outros soldados da campanha deveriam ser aproveitados no governo, e considera a postura sobranceira, altiva e centralizadora do chefe do Executivo um erro que poder ter consequências drásticas em 2020.

Ao blog, Muraro afirma que segue no PSD única e exclusivamente em respeito aos amigos colas-brancas, mas que, enquanto Mariano Rocha for o mandatário do município, é oposição. Diz, ainda, que não pretende se candidatar nas próximas eleições, mas garante que está, desde já, a serviço de quem fizer frente aos planos do prefeito. Pois, então?!

TEM MAIS

Posição semelhante, a propósito, tem o ex-vice-prefeito, ex-vereador e ex-secretário municipal Luiz Rogério da Silva, o Rogerinho, que, supostamente dolorido, deixou as fileiras do PSD. Idealizador do slogan “mudar faz bem”, o enfermeiro e marketeiro está, agora, sem partido.

Novos canários

Postado em 6 de abril de 2017

O poder, indiscutivelmente, é a engrenagem motora de qualquer colônia social. Além dos partidários e simpatizantes, ontem, no encontro do PSD de Tijucas, abarrotaram-se em afagos tempestivos um sem número de comissionados do município, líderes e soldados da aliança vitoriosa em 2016, ex-adversários acolhidos e escolhidos, e diversos personagens do cotidiano político dos arredores. Também não faltaram os preteridos, em última tentativa de emplacar um emprego, outra promessa ou uma nova esperança.

Entre comes e bebes, efusivas celebrações pelo sucesso do evento, abraços e palmadas nas costas, festejou-se mais ardentemente as adesões de ilustres ex-peemedebistas, como, por exemplo, o empresário Antônio Peixoto, popular Toninho, pai da diretora de Integração e Comunicação Social do município, jornalista Karina Peixoto Silva, e os servidores públicos municipais Sebastião Silva, o Tião, e Michele Peixer Pereira dos Santos, que frequentaram o primeiro escalão da gestão anterior e seguiram carreira na atual administração.