quinta-feira, 21 de novembro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Projeto à prova

Postado em 7 de outubro de 2019

Presidente da recém-suspensa comissão provisória do PSL em Tijucas, o psicólogo Gerson Henrique Marcelino mostrou preocupação com a proximidade entre o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) — confirmada, publicamente, na cerimônia que oficializou a destinação de R$ 8,23 milhões dos cofres estaduais para o asfaltamento da Avenida Beira-Rio, sexta-feira (4).

Ao fim do evento, Marcelino conversou com o deputado estadual Onir Mocellin (PSL), uma das autoridades presentes no cerimonial e a quem o tijuquense assessora na Assembleia Legislativa, sobre os rumos do partido na Capital do Vale. O bombeiro militar de reserva, no entanto, parece não se opor à sugerida aliança entre PSD e PSL para o pleito de 2020, mas diz que “precisa haver um diálogo entre as partes”. Pois, então?!

Parabéns a você

Postado em 26 de setembro de 2019
Foto: Divulgação

O prefeito Daniel Netto Cândido (D) mostrou prestígio ao receber, sexta-feira (20), em São João Batista, expoentes do PSD catarinense — como o deputado federal Darci de Matos e o presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia — para falar de política; e para comer bolo e soprar velinhas. O pano de fundo foi o encontro do partido na Capital Catarinense do Calçado, mas a comemoração antecipada dos 40 anos do mandatário batistense marcou o evento.

Cândido nasceu em 7 de novembro de 1979, mas os peessedistas locais, especialmente a vereadora Rúbia Tamanini Duarte, decidiram unir o útil ao agradável e aproveitar os ensejos e os convidados para homenagear o chefe do Executivo municipal.

Fala, vereador!

Postado em 21 de agosto de 2019

“Se conversaram sobre isso, foi entre eles e não comigo”, diz o vereador Odirlei Resini (MDB) sobre a conjecturada oferta dos colas-brancas — de um cargo na estrutura municipal em troca de filiação ao PSD e apoio nas próximas eleições em Tijucas.

O parlamentar confirma, entretanto, que vem se sentindo isolado no MDB desde a eleição para a presidência da Câmara, e que, por conta dessa situação, tem, de fato, recebido convites de outros partidos. “O próprio PSD já me convidou, mas nunca falaram em secretaria”, garante.

CONTRAPONTO

Substituto imediato de Resini no parlamento tijuquense, o suplente Oscar Luiz Lopes (MDB), no entanto, parece certo do acordo entre o titular e a administração municipal; e teria recebido investidas para, em caso de acerto entre as partes, rezar a cartilha do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) na Câmara.

O empecilho seria a família, quase toda emedebista. Lopes, a propósito, estaria tentando convencer os parentes dos benefícios da proposta.

Verde amarelado

Postado em 1 de agosto de 2019
Foto: Divulgação

Os empresários Paulo Sergio “Galinha” PintoEliel Ventura, ambos de Tijucas, comemoram uma façanha. Conseguiram convencer o emedebista Carlos Alberto da Silva, o Carlinhos da Nita ou Periquito Doido — que, agora, já vem se apresentando como Canário Doido —, a entrar para o time dos colas-brancas.

O pedido de desfiliação do MDB — legenda que defende há quase quatro décadas — foi redigido anteontem e encaminhado ao presidente do partido, vereador Fernando Fagundes. Desde então, Silva vem prometendo lealdade ao prefeito Elói Mariano Rocha e, nos próximos momentos, a rubrica na ficha do PSD.

Região prestigiada

Postado em 28 de junho de 2019

Com a bênção do fundador e presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, o PSD catarinense tem, desde terça-feira (25), nova comissão com três representantes legítimos do Vale do Rio Tijucas e Costa Esmeralda entre os vogais. Os prefeitos Elói Mariano Rocha, de Tijucas, e Nilza Simas, de Itapema, mais a vereadora Rúbia Alice Tamanini Duarte, de São João Batista, passaram a figurar no escrete peessedista do estado.

O presidente do PSD em Santa Catarina é, a partir de agora, o deputado estadual Milton Hobus; que tem, ainda, como vice, a colega de parlamento Marlene Fengler, recordista de votos para a Assembleia Legislativa no Vale em 2018.

Prefeito presidente

Postado em 4 de junho de 2019

Cobranças, desgaste e divergências internas. Estes são, extraoficialmente, alguns dos motivos pelos quais o presidente do PSD de Tijucas, empresário Jilson “Gil” de Oliveira – também diretor do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) –, entregou os rumos do partido para o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). O chefe do Executivo municipal deve assumir o comando da legenda por, no mínimo, quatro meses.

Para o Blog, Oliveira destacou que a transição ocorreu naturalmente, uma vez que “a executiva nacional decidiu destituir os diretórios estadual e municipais em Santa Catarina e que os próximos 120 dias serão de oxigenação, à espera das novas diretrizes”. Neste momento, o partido tem, na Capital do Vale, uma comissão provisória.

Fontes fidedignas, porém, reafirmam um descontentamento de parte a parte; do presidente com a falta de reconhecimento e com exigências e reclamações, e do pelotão de frente do PSD com a carência de ações para o fortalecimento da legenda. “A paz continua reinando, o partido vem progredindo e, com absoluta certeza, assim que o processo terminar, tudo volta ao normal”, garante, no entanto, o diretor do Samae.

Número do partido

Postado em 22 de maio de 2019

Independente do desempenho, o número chama a atenção. O prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido, comemora, discretamente, entre a equipe e os correligionários, a marca de R$ 55 milhões investidos em obras de infraestrutura no município. Nem tanto pela marca – que é excelente para os padrões da região –, mas pelo “55” do seu PSD de estimação.

Outro número a ser observado, e celebrado, é o zero. Cândido faz questão de pontuar, para os seus, que nenhuma dessas realizações sofreu judicializações ou maiores contestações.

Teimosia

Postado em 8 de fevereiro de 2019

Em visita à prefeitura de São João Batista, dias atrás, o deputado estadual Ricardo Alba (PSL) – o mais votado para o parlamento catarinense nas eleições de 2018 – recorreu à insistência para que o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) se filiasse ao PSL.

Foram quatro investidas, todas na presença dos representantes da legenda na Capital Catarinense do Calçado, que apenas observaram. O mandatário batistense chegou a ficar constrangido, já que é um dos bastiões do PSD no Vale do Rio Tijucas e mantém relação estreita com a cúpula do partido em Santa Catarina, presidida por Gelson Merisio, a quem acompanhou fielmente na disputa pelo governo estadual, ano passado.

Novos amigos

Postado em 29 de janeiro de 2019
Foto: Dirleni Dalbosco/Divulgação

As eleições de 2018 ficaram no passado. Baluarte do PSD no Vale, e personagem marcante da campanha do candidato a governador Gelson Merisio (PSD) na região, o prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido, já se recolocou no jogo político do Estado. Cumpriu agenda, hoje, na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável com o secretário Lucas Esmeraldino (D), que é, vejam só!, presidente do PSL em Santa Catarina.

Não bastasse, Cândido esteve no Centro Administrativo acompanhado do deputado estadual eleito Ricardo Alba (PSL), o mais votado nas eleições de 2018 e com quem vem mantendo relação estreita, e do presidente do PSL na Capital Catarinense do CalçadoCharles Oliveira. Pois, então?!

Chapa dividida

Postado em 18 de outubro de 2018

O segundo turno da eleição para o governo do Estado trouxe um clima de desconforto para o paço municipal de São João Batista. O vice-prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) entrou em rota de colisão com o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) ao manifestar, nas redes sociais e no calor da emoção, preferência por Carlos Moisés da Silva (PSL) no segundo turno, em detrimento da aliança municipal entre PSD e MDB.

Embora toda a bancada governista da Capital Catarinense do Calçado – inclusive os vereadores do próprio MDB – na Câmara Municipal tenha declarado apoio a Gelson Merisio (PSD) na prova final para o Executivo catarinense, a postagem de Pedroca inflamou os ânimos. A presidente do MDB municipal, Rosane Sartori Rosa, a propósito, continua pregando o respeito à confraria entre os partidos.