terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Preparação

Postado em 9 de julho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O Podemos de Santa Catarina, presidido pela deputada estadual Ana Paula da Silva, de Bombinhas, reuniu mais de duas mil pessoas no último sábado (6), entre pré-candidatos e lideranças políticas, para um treinamento chamado de Oficina da Vitória.

O encontro foi o maior já organizado pelo partido no país e teve a presença da presidente nacional e deputada federal por São Paulo, Renata Abreu. Além disso, uma palestra foi ministrada pelo treinador de futebol, ex-seleção brasileira e ex-Real Madrid, Vanderlei Luxemburgo.

Paulinha foi a responsável por abrir a reunião e festejou o crescimento do PODEMOS no Estado. “Temos o maior crescimento em número de filiados no Estado. Isso é resultado de muito trabalho. Os mais preparados é que vão mudar o futuro das crianças, das famílias e dos idosos de cada cidade catarinense. E vamos liderar essa transformação”, afirmou.

Sinal amarelo

Postado em 7 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas | Arquivo

O drama enfrentado pela população do Rio Grande do Sul, diante da maior tragédia ambiental da história do Estado, acendeu o alerta de boa parte do país para os efeitos de fenômenos climáticos similares, cada vez mais recorrentes.

Em Tijucas, por exemplo, um antigo tema de debates e discussões voltou à pauta: a dragagem do Rio Tijucas. Estima-se que, décadas atrás, alguns trechos do curso d’água na Capital do Vale tinham mais de 20 metros de profundidade.

Entretanto, atualmente, especula-se que estas mesmas áreas apresentam apenas pouco mais de um metro, embora nenhum estudo oficial tenha sido publicado a respeito. O processo natural de assoreamento do Rio é apontado como o principal responsável pelo problema.

Grupos de pescadores tijuquenses aproveitaram a oportunidade para cobrar a dragagem, novamente, dos poderes públicos. O procedimento de escavação melhoraria a navegação no rio e, ainda, poderia diminuir os riscos de enchentes, apontam os líderes da reivindicação.

Em tempo: no ano passado, o então prefeito em exercício Sérgio Fernandes Cardoso (PSD) assinou uma ordem de serviço para a contratação de uma empresa para a elaboração de estudo e processo de licenciamento ambiental da dragagem.