sexta-feira, 8 de dezembro de 2023 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Prefeiturável 

Postado em 17 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Pela primeira vez, de maneira pública, a ex-vereadora de São João Batista, Rúbia Alice Tamanini Duarte (sem partido), colocou-se como pré-candidata à prefeitura batistense, em 2024. Não houve, claro, surpresas, afinal, a ex-secretária de Estado adjunta do Desenvolvimento Social e Habitação sempre apareceu como uma das opções viáveis no pleito. 

A condição, entretanto, é de que o ex-prefeito e deputado suplente, Daniel Netto Cândido, não dispute o cargo novamente. “Nossa liderança, com capital político e primeiro em todas as pesquisas, é o Daniel. Ele sendo candidato, eu estou fora da disputa”, afirmou, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE

Entretanto, há a possibilidade, no horizonte, de que o ex-mandatário batistense assuma a vaga do deputado estadual Lucas Neves (PODE), no parlamento catarinense. Desta forma, abriria caminho para a candidatura da ex-presidente do Poder Legislativo batistense. “Tirando o ex-prefeito Daniel, meu nome é o próximo do grupo”, complementou. 

DESCARTADO 

Embora converse com boa parte dos grupos constituídos para o pleito que se aproxima, a ex-vereadora garante apenas que não estará com o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), em um possível projeto de reeleição. 

“Todas as outras eu iria. Daqui 10 anos, se ele mudar as posturas, podemos conversar. Mas, nessa próxima eleição, se o atual prefeito Pedroca for novamente candidato, é a única pessoa que eu não apoiaria, estaria ou sentaria na mesa para diálogo”, disse. 

Pré-candidatíssimo

Postado em 13 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A predisposição do vice-prefeito Sérgio Fernandes Cardoso (PSD), de Tijucas, em concorrer ao cargo de prefeito, no ano que vem, parece mais clara do que nunca. Tanto que agora, publicamente, o adjunto se apresenta como pré-candidato do grupo governista.

“Sem dúvida alguma. Será o maior prazer da minha vida”, disse, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, dias atrás. Para a disputa, Cardoso afirma, ainda, que conta com o apoio do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD).

“O Eloi é um homem trabalhador. Ele mudou a nossa cidade. As obras estão aí, na Educação, na Saúde, na Infraestrutura… Hoje, ele deve ter uma aprovação de mais de 80%. Quem não quer um homem desse junto?”, explicou.

CHAPA DOS SONHOS

Embora pareça, de cara, inviável, devido ao enfrentamento que as legendas devem fazer nas eleições de 2024 em várias cidades de Santa Catarina, em Tijucas, Cardoso gostaria de unir PSD e PL.

“Eu gostaria do PL e do governador Jorginho Mello na composição. O importante é saber a hora certa, mas depende do partido”, ponderou.

Pré-candidato

Postado em 30 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O único vereador de inclinação oposicionista eleito em Itapema, no pleito de 2020, pretende um vôo maior em 2024. Adriano Pivotto (PODE), que concorreu à Câmara Federal no ano passado, pretende disputar a prefeitura do maior município da Costa Esmeralda.

A posição é clara e o projeto só será alterado se os números das pesquisas pré-eleitorais apontarem a inviabilidade e/ou o grupo de sustentação indicar outro caminho. Caso contrário, Pivotto pretende disputar a concorrência majoritária.

As pesquisas, aliás, são feitas sistematicamente. Em entrevista ao LINHA DE FRENTE, na última quinta-feira (26), o parlamentar revelou que os resultados são positivos. “Eu trabalho com números. Eu não lançaria uma pré-candidatura se não os acompanhasse e não estivessem bons. E nós estamos com números muito bons. Está me surpreendendo e isso nos deixa mais fortes para buscar os objetivos”, afirmou.

NA CABEÇA

Pivotto pretende, neste momento, concorrer a prefeito. Entretanto, garante que está disposto, também, a compor chapa como vice-prefeito. “O grande objetivo é a prefeitura e mudar o modelo político de Itapema hoje. Tirar essa política enraizada e trazer um novo modelo de gestão. Itapema necessita de um novo grupo, novas pessoas pensantes. Sair de uma administração amadora pra uma administração mais profissionalizada”, explica.

Frente democrática

Postado em 30 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Redes Sociais

Inspirado no movimento responsável por catapultar a candidatura de Décio Lima (PT) ao Governo do Estado, ano passado, lideranças de oposição e alinhadas ao Governo Federal, em Porto Belo, vêm organizando um grupo semelhante ao da “Frente Democrática”.

Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Socialista Brasileiro (PSB) e Partido Verde (PV) devem estar juntos na aliança pela prefeitura portobelense. Neste momento, dois nomes são trabalhados como opções viáveis para a disputa, mas, a definição, ocorrerá somente em 2024.

A advogada Rosana Schlichta, representante da comunidade evangélica e atual presidente do PSB municipal, figura entre as alternativas. Ela preside, ainda, o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente de Porto Belo.

Já o servidor público municipal, Leandro Silva, lotado na Saúde, apresenta-se como postulante a prefeito pelo PT. Silva, até o momento, é o único petista portobelense que se colocou à disposição para o pleito. Além disso, é filho de um dos fundadores da legenda na cidade.

O Blog apurou que, independentemente da escolha do representante, os três partidos estarão juntos. A ideia é formar um “projeto popular e democrático” com o intuito de “produzir uma renovação completa na política de Porto Belo”, revelou uma fonte.

Outro patamar

Postado em 3 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O ex-prefeito de São João Batista e suplente de deputado estadual Daniel Netto Cândido (PODE) conta os dias para o fim do prazo de desincompatibilizações. Não porque pretenda deixar a assessoria da bancada do PODEMOS na Assembleia Legislativa para concorrer a qualquer cargo nas eleições municipais, mas porque um dos titulares do partido no parlamento catarinense, o deputado estadual Lucas Neves (PODE), deve deixar o posto para disputar a prefeitura de Lages em 2024.

Com o afastamento, previsto para o início de abril próximo, o batistense herdaria automaticamente a vaga na Alesc por pelo menos seis meses.

PLANOS
Daniel Cândido, ao contrário do que se especula, sequer considera se candidatar novamente à prefeitura de São João Batista – onde esteve por oito anos, entre 2013 e 2020. Ele quer estadualizar cada vez mais o nome para que em 2026, nas próximas eleições gerais, tenha maior sucesso no pleito estadual.

ALTERNATIVA
A gente próxima, o ex-prefeito revela, ainda, que poderia concorrer a uma cadeira na Câmara Federal em 2026.
Cândido projeta uma disputa ainda mais acirrada na esfera local, com lideranças destacadas na região – a exemplo, especialmente, do prefeito de Canelinha, Diogo Francisco Alves Maciel (PL) -, e, para não dividir o eleitorado, entende que, caso seja bem-sucedido na passagem pela Alesc, adquira condições para pleitear uma vaga no Congresso Nacional.

Presidência e pré-candidatura

Postado em 2 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Os Progressistas de Major Gercino seguirão sendo comandados pelo vereador Rodrigo dos Santos, que conseguiu a manutenção na presidência da legenda, em convenção realizada na noite desta sexta-feira (29).

O parlamentar majorense, inclusive, colocou-se à disposição para disputar a prefeitura, no pleito do ano que vem. A intenção foi revelada aos presentes no evento, em meio ao discurso do presidente reeleito.

Nos bastidores, lideranças do PP de Major Gercino costuram uma aliança com o Partido Liberal (PL) e o Podemos. O partido do governador Jorginho Mello, inclusive, estaria cotado para indicar o vice na chapa.

Ficha assinada

Postado em 11 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O PL tijuquense foi buscar um nome viável para a disputa da prefeitura, em 2024: Thiago Peixoto dos Anjos. O empresário assinou, hoje, a ficha de filiação ao partido do governador Jorginho Mello.

Segundo colocado nas eleições de 2020 pelo PDT, Peixoto dos Anjos recebeu garantias de liberdade para construir a candidatura ao cargo máximo do município nas bases da legenda. A oficialização dependeria exclusivamente da posição do empresário nas pesquisas.

A assinatura da ficha foi acompanhada de perto por duas importantes lideranças do PL: o presidente da legenda em Tijucas, José Vicente ‘Zézinho’ de Souza e Silva, e o deputado federal Jorge Goetten, principal articulador dos liberalistas no Vale do Rio Tijucas.

Debandada

A ida de Peixoto dos Anjos ao PL deve, inclusive, ter consequências nas fileiras do PDT local. Figuras importantes, como o ex-vereador Fabiano Morfelle, e dos suplentes João Luiz Lópes e Consuelo Azevedo devem migrar com o empresário para o novo partido.

Nominata aberta

Postado em 4 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A ausência, por diferentes motivos, de grandes e relevantes lideranças emedebistas na disputa de 2024 pelo parlamento municipal pode provocar importantes movimentos neste período pré-eleitoral em Tijucas.

Primeiro, pela impreenchível lacuna deixada pelo vereador Edson José Souza, falecido há menos de um mês. Ele contava com um eleitorado fiel, que o conduziu à Câmara em seis oportunidades.

Outro com vasta experiência no Legislativo é Fernando Fagundes, eleito quatro vezes consecutivas. Entretanto, o herdeiro de Nilton José Fagundes, o Gordo, trabalha para representar o partido no pleito majoritário. Abrindo, assim, outra brecha.

O vereador Esaú Bayer – que substituiu Edson Souza na Câmara –, passaria a ser o principal nome do MDB tijuquense na corrida proporcional. Mas, de olho nas lacunas, outros políticos do município estariam dispostos a assinar a filiação.

Nas rodas de conversa do município, aliás, ventila-se há semanas o nome de Cláudio Eduardo de Souza (PDT), que tem raízes familiares no MDB. O jornalista, em 2020, foi o mais votado no pleito de 2020, com 908 indicações, e despertou o interesse da regência emedebista.

O parlamentar, que tem mantido postura oposicionista na Câmara, também vê a possibilidade com bons olhos. Fontes do Blog garantem que o vereador estava entre os convidados do encontro de semana passada na casa do ex-prefeito Elmis Mannrich, mas compromissos profissionais impediram sua presença.

Antes de experimentar a vereança, o pedetista era outro com forte ligação ao já saudoso vereador Edson Souza, por quem a família, inclusive, sempre trabalhou em eleições passadas.

Pés no chão

Postado em 24 de julho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: VipSocial

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), que planeja concorrer novamente à prefeitura de Tijucas em 2024, tem sido presença frequente em todo e qualquer evento social ultimamente. Entre as principais razões estaria uma recente pesquisa pré-eleitoral, contratada por um grupo investidor da região, em que ele aparece muito bem cotado para a reconquista do Executivo tijuquense no pleito que se avizinha.

Mannrich, no entanto, antes de se lançar oficialmente na disputa, precisa solucionar um entrave judicial que poderia torna-lo inelegível. Uma ação do Ministério Público sobre discrepâncias na cessão de uso do extinto Pagode da Paz, na região central de Tijucas, dos tempos em que governou o município, ainda tramita nos tribunais e vem tirando o sono do ex-prefeito.

Até que o processo seja concluído, o ex-diretor técnico da Aresc (Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina) trabalha em stand-by, com possibilidade, inclusive, de lançar um correligionário e atuar na coordenação da campanha do MDB nas próximas eleições.

Quer ser o 29º

Postado em 9 de junho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Aos 42 anos e com quatro mandatos consecutivos na Câmara de Vereadores de Tijucas, o vereador Fernando “Gordo” Fagundes (MDB) acredita que chegou a hora de disputar o pleito majoritário. O herdeiro do saudoso ex-prefeito Nilton José Fagundes confirmou o desejo, em entrevista ontem (8), ao programa LINHA DE FRENTE

Há cerca de dois meses, na convenção que definiu o novo diretório municipal do MDB, Fagundes falou publicamente do assunto pela primeira vez, colocando-se como pré-candidato da legenda, junto de Elmis Mannrich e Valério Tomazi, ambos ex-prefeitos. 

“Têm outros nomes fortes, como do Elmis e do Valério. Colocamos nosso nome à disposição escutando a comunidade, andando no dia a dia. São 15 anos como vereador e com tudo que fizemos e contribuímos com Tijucas. Tudo pode acontecer, mas coloco meu nome à disposição para ser candidato a prefeito”, explicou Fagundes. 

União 

Historicamente, o MDB de Tijucas sofreu, em 2012 e 2016, com desgastes na escolha pelo candidato, o que, na análise de quem acompanha o cenário político local, enfraqueceu e atrapalhou as campanhas dos periquitos. 

Em 2024, Fernando Fagundes entende que a divisão pode dificultar o processo. “Não seria bom e nem saudável para o partido. Temos experiências anteriores, de dentro do partido ter uma briga e partir para uma disputa interna, na convenção. Acho que não seria saudável. Tem que ter consenso”, justifica. 

No PL? 

Rondam nas rodas de conversa da Capital do Vale, rumores de que Fagundes estaria disposto a deixar o MDB, caso não seja aclamado como o representante da legenda em 2024. O destino seria o Partido Liberal, do governador Jorginho Mello, em convite do deputado estadual Carlos Humberto Metzner Silva – com quem o parlamentar mantém amizade. 

Fernando do Gordo confirmou que houve a sondagem, mas pondera que não há nenhuma decisão tomada. “O MDB faz parte do atual governo. Fui procurado pelo PL para, talvez, me filiar e estar junto ao projeto. Ou, talvez, o PL possa fazer parte do nosso projeto. Estou no MDB, tenho uma história e respeito o partido. Mas temos amizade e em algumas pautas eu concordo”, revelou.