domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Compromisso rompido

Postado em 8 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A coalizão PSD/PL em Tijucas, costurada engenhosamente pelo vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) – e depois, com autoria despojada para o prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) –, quebrou na emenda.

A regência municipal do partido do governador Jorginho Mello cansou de esperar. Mariano Rocha, por acordo, entraria com a indicação do representante do grupo na concorrência majoritária de outubro para que o PL definisse o complemento da chapa. Mas a procrastinação do chefe do Executivo tijuquense acabou irritando os liberalistas – que argumentaram pressa na resolução de estratégias para o pleito, como, especialmente, a formação de uma nominata consistente de postulantes à Câmara Municipal.

Como contragolpe, e para mostrar descontentamento com a violação do tratado, a representação do PL local se reuniu ontem com a cúpula estadual do partido e definiu que deve concorrer à prefeitura de Tijucas nestas eleições. Há, entretanto, impasse na decisão entre o empresário Thiago Peixoto dos Anjos, segundo colocado no pleito de 2020, que chegou à legenda em dezembro, e o vereador Fernando Fagundes, que continua no MDB, mas com promessa de assinar filiação na janela de março.

EM CIMA DO MURO

Conforme noticiado anteriormente no Blog, a indecisão do prefeito sobre o candidato governista na concorrência majoritária tem frustrado, inclusive, apoiadores da gestão.

Seguidas reuniões do grupo, a propósito, têm sido realizadas sem a presença de Mariano Rocha para debater o assunto. Conselheiros da administração municipal, nestes encontros, teriam elencado prejuízos que a postergação das definições pudesse causar. E um deles seria o afastamento do PL, que vem se confirmando.

MEDIDA DESESPERADA

O prefeito tem encontro às pressas, hoje, com o braço direito do governador Jorginho Mello e presidente do PL em Florianópolis, Heleno Orlandino, para tentar minimizar os danos.

O proponente da reunião teria sido o deputado federal Darci de Matos (PSD), que deve participar das negociações. Entre eles, deve estar, ainda, o vereador Rudnei de Amorim, talvez a indicação de ordem de Mariano Rocha no ensaio de uma retomada da conjuntura.

Repúdio 

Postado em 21 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas | Arquivo

O vereador Rudnei de Amorim (PSD), de Tijucas, deve propor uma moção de repúdio ao STF (Supremo Tribunal Federal), pela analise da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 442, que vem debatendo a possibilidade de descriminalização do aborto para gestações com até 12 semanas.

Amorim avalia que o STF não tem competência para conduzir a pauta, tornando a decisão inconstitucional. Acredita, ainda, que a questão é “sensível” e envolve a “vida de mulheres” e de “seres humanos indefesos”. 

O tijuquense acredita que o aborto fere o direito à vida e representa um “genocídio de bebês”. “Aborto pra mim é crime, salvo as exceções legais, que já existem em nossa legislação e estão resguardadas. Fora dessas linhas, é um ato criminoso”, justifica.

Imagem preservada

Postado em 3 de novembro de 2020
  •  
  •  
  • 31
  •  
  •  

Enfim, a equipe de trabalho do vice-prefeito e candidato a prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, vem admitindo que as ausências do empresário em debates, entrevistas e sabatinas se tratam de “estratégias de campanha”. De acordo com levantamentos internos, Pedroca teria larga vantagem em intenções de voto ante os concorrentes; e os marqueteiros do adjunto batistense acreditam que quanto menos ele for exposto, melhor para a manutenção dos números.

Ramos passou, há alguns meses, a ser orientado por profissionais da Rádio Clube — sob supervisão do empresário Silvio Eccel, dono da emissora, que apoiou os vencedores em oito pleitos consecutivos na Capital Catarinense do Calçado — e, até então, vinha alegando “motivos de saúde” para recusar participações em eventos midiáticos. Na semana passada, para declinar do painel da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e do debate do Jornal Razão, o candidato informou que sentia os sintomas da Covid-19 e que aguardava o resultado de um exame, que acusou negativo para o vírus.

Nesta sexta-feira (6), ele também não vem ao debate do Portal VipSocial. E, desta vez, dito e confirmado, porque não quer, entende que não precisa e sente que não convém.

MENOS É MAIS

Os cuidados com a imagem do vice-prefeito têm motivo. Impulsivo, imponderado e voluntarioso, Pedroca chocou o governo e parte da sociedade, em meados de 2019, quando disparou uma série de mensagens de áudio no WhatsApp com críticas severas a correligionários, amigos, colegas de trabalho, profissionais de imprensa e, inclusive, ao prefeito Daniel Netto Cândido (PSL); além de revelações pitorescas de episódios da própria vida privada.

São os valores de um homem de maneiras simples, espontâneo, que acredita demais nas pessoas, ajuda e não mede consequências que os marqueteiros pretendem preservar. Pelo menos, até o próximo dia 15.

Time orientado

Postado em 24 de setembro de 2019
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A legislação eleitoral — especialmente a nova regulamentação, válida para as eleições municipais de 2020 —, a preparação dos candidatos para o pleito, a organização da campanha e, inclusive, o gerenciamento de redes sociais estiveram em pauta na mesa redonda do PP de São João Batista, sexta-feira (20).

Progressistas com mandato e interessados em candidatura pelo partido, tanto da Capital Catarinense do Calçado quanto de municípios vizinhos, foram orientados sobre o processo eleitoral. O evento, com palestras de especialistas e debates, foi promovido, em parceria, pela Fundação Milton Campos e pelo deputado estadual Altair Silva (PP).

ANFITRIÕES

Além dos assessores de Silva na Assembleia Legislativa — dois deles, aliás, são batistenses: Mário José Soares e Sérgio Roberto Machado —, a mesa redonda contou com o presidente municipal do PP, vereador Fábio Norberto Sturmer, e com o empresário Alyson dos Santos, a quem se atribui, nos bastidores, grandes chances de candidatura majoritária em 2020.