sexta-feira, 28 de janeiro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Ao trabalho

Postado em 12 de janeiro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Conforme antecipado no Blog, a ex-vereadora Elizabete Mianes da Silva ingressou, neste ano, na direção geral da Câmara Municipal de Tijucas com aval do presidente, vereador Maickon Campos Sgrott (PP). E, anuentes, já definiram prioridades para a gestão da Casa do Povo.

Uma reforma nos fundos da sede do Legislativo tijuquense — onde se acumula a maior parte da história do parlamento em registros, ofícios e certidões — está nos planos. O local, dos mais importantes da Casa, está, segundo a direção, “em estado precário”. Passam, ainda, nas intenções da presidência, a digitalização integral de todos os documentos da Câmara e a revisão e readequação do Regimento Interno.

Sgrott, que iniciou o ano na Câmara e viajou em seguida, se reapresenta ao trabalho na próxima segunda-feira (17), mas a diretora, já estabelecida, cumpre expediente no cargo desde que foi nomeada.

Cabo eleitoral

Postado em 27 de agosto de 2021
  •  
  •  
  • 33
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Se é de bons apoiadores — e votos, evidentemente — que o prefeito Emerson Stein (MDB), de Porto Belo, precisa para garantir uma cadeira no Legislativo catarinense em 2022, ele está no caminho certo. Nesta semana, trouxe a ex-vice-prefeita Lourdes Matias, de Bombinhas, para o projeto.

 

Lurdinha, como é conhecida, esteve na vice-prefeitura de 2001 a 2008, e, entre os feitos eleitorais, ostenta a marca de ter sido a vereadora mais votada da história do município, em 2016, com 772 votos.

Barba, cabelo e bigode

Postado em 26 de novembro de 2020
  •  
  •  
  • 13
  •  
  •  

O prefeito reeleito Emerson Stein (MDB), de Porto Belo, conseguiu não somente a vitória com a maior diferença de votos da história do município e a segunda em proporção no Estado, como ainda deve governar, de 2021 a 2024, praticamente sem oposição. Dos 11 vereadores eleitos na Capital Catarinense dos Transatlânticos, dez compõem o grupo governista — cinco do MDB, três do PL e dois do PP. Do outro lado das trincheiras, apenas Jonatha Cabral (REPUBLICANOS) se elegeu.

A maior baixa da eleição municipal de Porto Belo foi a restringência absoluta do PT, do ex-prefeito Evaldo Guerreiro e da mais rigorosa crítica do governo na Câmara, vereadora Rosaura Rodrigues. O partido que administrou o município entre 2013 e 2016, além de não ter apresentado candidato a prefeito desta vez, sequer elegeu um vereador para a próxima legislatura. Pois, então?!

Correção histórica

Postado em 24 de agosto de 2020
  •  
  •  
  • 20
  •  
  •  

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB) tem sido bastante acionado nas últimas semanas para intervir nas hostes emedebistas. Mensageiros de parte a parte tentam convencer o ex-mandatário de que ele poderia corrigir dois descompassos na sua basta história política se conseguisse lançar, nestas eleições, uma chapa com Valério Tomazi (MDB) e Roberto Vailati (PSB) à prefeitura de Tijucas.

Vailati e Tomazi, cada qual por seu motivo, romperam relações com Mannrich em 2006 e 2016, respectivamente; e agora esperam, persuadidos por tutores afins, que o ex-prefeito, líder benemérito do MDB, interfira na executiva municipal do partido e banque a dupla. Seria, quem sabe, talvez, possivelmente, com os três abraçados, o palanque mais inusitado e surpreendente dos últimos tempos na Capital do Vale.

Selo de qualidade

Postado em 22 de junho de 2020
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  

Há oito anos no mercado de suplementação e alimentação natural, a Container agora é Fitland também em Tijucas. A loja, com nova marca e com dez unidades próprias, além das franquias espalhadas pelo estado, inaugura hoje em novo endereço, no Centro Comercial Reflexo, na altura 750 da Avenida Bayer Filho, e substitui a antiga, anexa ao Posto Chiquinho.

De acordo com os sócios — empresários Daniel Luz, Aline Pacheco, Rafael Fumagali Camila Guill —, a nova loja de Tijucas “é muito especial porque tem um formato diferenciado e está sendo inaugurada na cidade em que nossa história começou”. A rápida e significativa evolução da marca já coloca a Fitland em posição de destaque no segmento em Santa Catarina. Nas projeções dos administradores, a expansão nacional é questão de tempo.

Edifícios, história e natureza

Postado em 3 de fevereiro de 2020
  •  
  •  
  • 53
  •  
  •  

O novo Plano Diretor do município de Porto Belo foi polemizado. Setores da oposição dizem que o consentimento para construções de edifícios no Centro provocaria o deperecimento histórico e ambiental da Capital Catarinense dos Transatlânticos; e a administração municipal defende a “lei do mercado”, para que o comércio sobreviva à frequente migração populacional para bairros onde a oferta por moradias é maior.

“Se não houver consumidores, nosso comércio vai morrer. É importante destacar que a ideia que alguns estão plantando não é verdadeira. Da avenida principal para o mar, nada muda. Tudo continua preservado. As quadras de trás é que devem crescer gradativamente”, explica o vice-prefeito Elias Cabral (PSD) em postagem nas redes sociais.

TELEVISÃO

A polêmica, inclusive, foi pauta no “SBT Meio-dia”, na mídia catarinense, e gerou nota de esclarecimento da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Porto Belo. No texto, o presidente da entidade, Lucio Vasconcellos do Amaral Abreu, garante que “grande parte dos moradores da cidade é favorável às alterações no Plano Diretor, diferentemente do que foi apresentado na matéria”.

Amaral Abreu pontua, ainda, que as modificações vêm sendo estudadas há dois anos e que, em todas as etapas, a comunidade esteve presente e participativa. “A proposta foi amplamente discutida no Concibelo (Conselho da Cidade de Porto Belo), com representantes da sociedade civil organizada, e posteriormente apresentada em audiência pública”, afirma o presidente.

Lembranças

Postado em 11 de julho de 2019
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O ex-prefeito Nilton de Brito e a mulher, Cláudia Germano de Brito, receberam, nesta semana, mais uma vez, a visita da Irmã Teresina Rodrigues, do Lar Santa Maria da Paz.

No abrigo dos idosos em Tijucas, ninguém esquece que Brito, quando governou o município, entre 1993 e 1996, fez das tripas coração para que o Lar fosse instituído — e que, até hoje, fala com orgulho dessa façanha. Volta e meia, quando quer exercitar a memória, a Irmã Teresina recorre ao ex-prefeito para reviver o início de tudo.

Verdadeira história

Postado em 4 de abril de 2019
  •  
  •  
  • 33
  •  
  •  
Foto: Dirleni Dalbosco/Divulgação

Ações na PGR (Procuradoria-Geral da República), no STF (Supremo Tribunal Federal) e na Assembleia Legislativa deram sequência, ontem, ao movimento “Non si può negare la storia, la vera storia! (Não se pode negar a história, a verdadeira história!)”, que pretende corrigir o erro da Lei Federal 13.617/2018 – que atribui ao município de Santa Tereza, no Espírito Santo, o título de Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil.

De acordo com o historiador Paulo Vandelino Kons, que é o coordenador do movimento, e de todos os integrantes da Adanpib (Associação dos Descendentes e Amigos do Núcleo Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil), o título, de fato, pertence à Colônia Nova Itália, em São João Batista.

Na foto, o abraço de gratidão e amizade do prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) no presidente do Legislativo catarinense, deputado Júlio Garcia (PSD), que encampou a luta.

Do lixo ao luxo

Postado em 22 de março de 2019
  •  
  •  
  • 17
  •  
  •  
Foto: Dirleni Dalbosco/Divulgação

O prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSD), recebeu uma correspondência bem interessante nesta semana. Alguém encontrou no lixo, em Florianópolis, um envelope com várias fotos da Capital Catarinense do Calçado na década de 70 e enviou o material para a prefeitura.

Na foto, o jovem mandatário batistense mergulha no passado – embora não fosse sequer nascido naquela época. Certamente, as imagens devem ser expostas no hall de entrada da prefeitura, que já tem, inclusive, um painel com outros importantes registros da história da cidade.

Fake history

Postado em 25 de fevereiro de 2019
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

Na semana passada, a Câmara Federal realizou uma sessão solene em celebração ao Dia Nacional do Imigrante Italiano; e novamente a história contada não foi a verdadeira. Nos autos, para os deputados, afirmou-se que o marco da imigração italiana no Brasil é o dia 21 de fevereiro de 1874, quando o navio do expedicionário Pietro Tabacchi aportou no Espírito Santo.

Ignorou-se, no entanto, que, comprovadamente, São João Batista foi a primeira colônia da Itália em solo tupiniquim. Em 1836 – portanto, quase 38 anos antes –, conforme documentos históricos já conhecidos da República, 186 imigrantes chegaram ao então porto do Desterro, hoje Florianópolis, pelo Navio Correio, e fundaram, com 132 membros, a Colônia Nova Itália no Vale do Rio Tijucas-Grande.