segunda-feira, 21 de outubro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Lembranças

Postado em 11 de julho de 2019
Foto: Divulgação

O ex-prefeito Nilton de Brito e a mulher, Cláudia Germano de Brito, receberam, nesta semana, mais uma vez, a visita da Irmã Teresina Rodrigues, do Lar Santa Maria da Paz.

No abrigo dos idosos em Tijucas, ninguém esquece que Brito, quando governou o município, entre 1993 e 1996, fez das tripas coração para que o Lar fosse instituído — e que, até hoje, fala com orgulho dessa façanha. Volta e meia, quando quer exercitar a memória, a Irmã Teresina recorre ao ex-prefeito para reviver o início de tudo.

Verdadeira história

Postado em 4 de abril de 2019
Foto: Dirleni Dalbosco/Divulgação

Ações na PGR (Procuradoria-Geral da República), no STF (Supremo Tribunal Federal) e na Assembleia Legislativa deram sequência, ontem, ao movimento “Non si può negare la storia, la vera storia! (Não se pode negar a história, a verdadeira história!)”, que pretende corrigir o erro da Lei Federal 13.617/2018 – que atribui ao município de Santa Tereza, no Espírito Santo, o título de Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil.

De acordo com o historiador Paulo Vandelino Kons, que é o coordenador do movimento, e de todos os integrantes da Adanpib (Associação dos Descendentes e Amigos do Núcleo Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil), o título, de fato, pertence à Colônia Nova Itália, em São João Batista.

Na foto, o abraço de gratidão e amizade do prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) no presidente do Legislativo catarinense, deputado Júlio Garcia (PSD), que encampou a luta.

Do lixo ao luxo

Postado em 22 de março de 2019
Foto: Dirleni Dalbosco/Divulgação

O prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSD), recebeu uma correspondência bem interessante nesta semana. Alguém encontrou no lixo, em Florianópolis, um envelope com várias fotos da Capital Catarinense do Calçado na década de 70 e enviou o material para a prefeitura.

Na foto, o jovem mandatário batistense mergulha no passado – embora não fosse sequer nascido naquela época. Certamente, as imagens devem ser expostas no hall de entrada da prefeitura, que já tem, inclusive, um painel com outros importantes registros da história da cidade.

Fake history

Postado em 25 de fevereiro de 2019

Na semana passada, a Câmara Federal realizou uma sessão solene em celebração ao Dia Nacional do Imigrante Italiano; e novamente a história contada não foi a verdadeira. Nos autos, para os deputados, afirmou-se que o marco da imigração italiana no Brasil é o dia 21 de fevereiro de 1874, quando o navio do expedicionário Pietro Tabacchi aportou no Espírito Santo.

Ignorou-se, no entanto, que, comprovadamente, São João Batista foi a primeira colônia da Itália em solo tupiniquim. Em 1836 – portanto, quase 38 anos antes –, conforme documentos históricos já conhecidos da República, 186 imigrantes chegaram ao então porto do Desterro, hoje Florianópolis, pelo Navio Correio, e fundaram, com 132 membros, a Colônia Nova Itália no Vale do Rio Tijucas-Grande.

Anos dourados

Postado em 14 de fevereiro de 2019

Passadas as agruras da oxigenação no governo, das exonerações e recontratações, e da despolitização do paço, o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), de São João Batista, vem revelando que pretende fazer de 2019 e 2020 os melhores anos, em gestão e realizações, da história político-administrativa da Capital Catarinense do Calçado. E o jovem mandatário batistense tem um motivo particular para querer ser lembrado num futuro próximo.

Cândido planeja a candidatura a deputado estadual em 2022, mas termina o mandato dois anos antes. Portanto, quer ficar na memória dos conterrâneos, e do Vale do Rio Tijucas em geral, como um dos mais aprovados gestores públicos de todos os tempos na região. E deve usar esse mote na campanha à Assembleia Legislativa assim que chegar o momento.

Canetada pioneira

Postado em 4 de outubro de 2018

O juiz Rafael Brüning, filho de Tijucas, da 4ª Vara Criminal de Florianópolis, entra para a história de Santa Catarina ao assinar o convertimento em prisão preventiva do flagrante que envolve um homem acusado de importunação sexual a uma mulher em um ônibus, na região metropolitana da capital. A prática é considerada crime desde a semana passada, após a sanção da Lei Federal 13.718/18 pela Presidência da República,.

De acordo com os autos, o tarado foi surpreendido por passageiros ao passar a mão por dentro da blusa da vítima.

Ponte de aço

Postado em 25 de junho de 2018

Enfim, vitória, hoje, das comunidades de Pernambuco e Timbé, de Tijucas e da história. A notória e imprescindível Ponte Bulcão Viana, elo de ligação entre o Centro e as duas localidades interioranas, além de cartão postal da Capital do Vale, tem reconstrução prevista e oficializada. A partir de sexta-feira (29), quando a ordem de serviço entre o município e a Salver Construtora e Incorporadora Ltda – de Ituporanga, vencedora do processo licitatório – deve ser assinada, 250 dias separam a atual estrutura, carcomida e marasmada, da próxima, moderna e vigorosa.

A nova ponte, segundo o contrato, em armação de concreto com estrutura de aço, vai custar aos cofres municiais R$ 4.744.444,44 e respeitar o desenho original da tradicional Bulcão Viana de sempre.

Imigração italiana

Postado em 22 de maio de 2018

A Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) aprovou por unanimidade o projeto de lei que reconhece a Colônia Nova Itália, em São João Batista, como pioneira da imigração italiana no Brasil. O relator da matéria foi o deputado estadual Serafim Venzon (PSDB) – urologista de formação, que atende no Hospital Municipal Monsenhor José Locks, na Capital Catarinense do Calçado, e representa o Vale do Rio Tijucas no parlamento catarinense. O projeto, agora, segue para plenário.

A proposta visa contrapor a Lei Federal 13.617/2018, que atribui o título de “Pioneiro da Imigração Italiana no Brasil” ao município de Santa Teresa, no Espírito Santo. “A Assembleia Legislativa deu mais um passo para corrigir essa distorção histórica”, pontua o deputado.

DIZ A HISTÓRIA

Documentos históricos mostram que a Colônia Nova Itália foi fundada em março de 1836, com 186 imigrantes italianos que chegaram no navio Correio, aportaram no porto de Desterro e colonizaram a região do Vale do Rio Tijucas-Grande. Destes, 132 se estabeleceram e fundaram a Colônia em São João Batista.

Já a colonização no Espírito Santo, de acordo com historiadores, ocorreu quase 38 anos mais tarde, a partir de 21 de fevereiro de 1874, com a chegada do navio La Sofia no porto de Vitória, com 388 camponeses oriundos do império austro-húngaro e da região do Vêneto.

Registro

Postado em 26 de março de 2018
Foto: Divulgação

Promotor do encontro de figuras históricas do motociclismo em Santa Catarina, sábado (24), na Adec, em Tijucas, Paulo Roberto Alexandre posa com os participantes do evento.

Na foto, estão ex-pilotos do motocross, ex-dirigentes da FCM (Federação Catarinense de Motociclismo) e ex-diretores do Moto Clube de Canelinha, as duas entidades que o anfitrião fundou e comandou no início de tudo.

Recordar é viver

Postado em 23 de março de 2018

Figuras históricas do motociclismo catarinense como Pedro Bernardo Raimundo, o Moronguinho, Vanilton Lobo, o Badeco, Dorli Menegaz, o Negão, Onílio Cidade Filho, o Kiko, Eduardo Archer, o Dado, Amilton Lobo Júnior, o Kuluka, Arno Carvalho, Valmor Oliveira, o Badanha, Cleiton Detoni, Heliar Schuck, Amilton Ferreira e Leo Dias estão entre as estrelas do passado que devem aportar em Tijucas amanhã.

Primeiro presidente do Moto Clube de Canelinha e da FCM (Federação Catarinense de Motociclismo), o tijuquense Paulo Roberto Alexandre é quem promove o encontro. Dezenas de ex-pilotos e personalidade do esporte em Santa Catarina vêm à Adec neste sábado (24), a partir das 10h, para reviver os tempos áureos do motociclismo no estado. Cerca de 120 pessoas, entre desportistas das décadas de 1970 e 80 e convidados, já confirmaram presença.