quinta-feira, 10 de novembro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Imprensa

Postado em 9 de novembro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Natural de Nova Trento, a competente jornalista Dirleni Dalbosco acaba de assumir a Comunicação do Detran/SC (Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina). Já informou os colegas e, como não perde tempo, enviou a primeira pauta para a imprensa da região.

Ela se destacou no serviço público como coordenadora de Comunicação na prefeitura de São João Batista e, mais tarde, na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social. Recentemente, conduziu o setor de mídia na campanha do ex-prefeito batistense Daniel Netto Cândido (PODE) a deputado estadual nestas eleições.

Pauta prioritária

Postado em 29 de junho de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Duarte Campos (PSB), carrega uma bandeira pessoal nas incursões políticas. Filho de pescador, ele reafirma a pauta por onde vai. Nesta semana, em Brasília, mesmo sem mandato, esteve com a coordenadora de Ordenamento e Desenvolvimento da Secretaria de Aquicultura e Pesca, Sandra Silvestre, para tratar da Instrução Normativa 10 — que define os critérios para a pesca de cardume associado no mar territorial, na Zona Econômica Exclusiva e nas águas internacionais por embarcações brasileiras. Na bagagem, o pleito dos pescadores de Balneário Gaivota e região.

Como governante, Campos garantiu licenças ambientais e verbas para praticamente todas as cooperativas pesqueiras de Governador Celso Ramos, além da construção da primeira etapa da Fazenda da Armação e a conquista de recursos federais para a segunda e terceira etapas do projeto. Hoje, no Dia do Pescador, ele comemorou os resultados da viagem a Brasília nas redes sociais e relembrou fases da luta pela classe. “Essa pauta será sempre prioridade. Estamos trabalhando em defesa dos pescadores e desta atividade, que é essencial para nosso Estado”, publicou.

Microfone fechado

Postado em 6 de abril de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (REPUBLICANOS), de Canelinha, foi impedido de usar a tribuna da Câmara Municipal na sessão de ontem. Ele queria explicar um projeto do Executivo para contratação de operação de crédito com a Caixa Econômica Federal protocolado momentos antes e sem aval da comissão responsável na Casa. A proposta para que o mandatário canelinhense se manifestasse no Legislativo foi formalizada pelo vereador Vagner Simas (PSL) e prontamente negada pelo presidente Robinson Carvalho Lima (PP).

Com o revés, tanto Simas quanto o correligionário José Tarquino Melo Neto (PSL) decidiram se retirar da reunião. E, pouco depois, se juntaram a um grupo de apoiadores do governo, em recepção a Alves Maciel na fachada da empresa da família do prefeito, na região central da Cidade das Cerâmicas.

Para a negativa, Carvalho Lima argumentou que o regimento da Câmara restringia a discussão, por quem quer que fosse, de projetos que não estivessem na pauta. E, aproveitando a evasão dos parlamentares governistas, foi à forra: “A partir do momento em que o prefeito precisa explicar um projeto, entende-se que ele reconhece a incompetência dos vereadores da base”, bradou o presidente na tribuna do Legislativo.

Excursão

Postado em 30 de junho de 2021
  •  
  •  
  • 10
  •  
  •  

Um grupo de administradores de empresas de Canelinha acompanhou o prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PSL) em viagem a Brasília, na semana passada. Embora houvessem custeado as despesas da jornada — entre passagens aéreas e estadia —, os empresários geraram desconforto no paço e deram munição aos opositores do governo, que passaram a questionar a relação entre a demanda pública e a iniciativa privada no ato. De acordo com o jornal Correio Catarinense, de São João Batista, não havia, desta vez, pauta ou agenda na capital federal para a indústria e o comércio canelinhenses.

Na comitiva estavam, ainda, os vereadores José Tarquino Melo Neto (PSL) e Moacir Elias (PSD), o diretor do Semais (Serviço Municipal de Água, Infraestrutura e Saneamento), Ricardo Orlandi, o chefe de gabinete Joseph Taylor e o assessor jurídico Eduardo Cim.

Reajuste e inchaço

Postado em 14 de abril de 2021
  •  
  •  
  • 28
  •  
  •  

O governo de Canelinha acusa dificuldades em consentir o reajuste salarial dos servidores públicos. O tema entrou na pauta do encontro entre Executivo e Legislativo — inicialmente, para aproximar os poderes —, dias atrás, e voltou à tona nas tribunas da Câmara Municipal, ontem. Se, de fato, não deferir a recomposição aos funcionários, a Cidade das Cerâmicas seria a única no Vale do Rio Tijucas a adotar essa medida. Nos demais municípios, as correções podem chegar a 4,5%.

Para o presidente do Legislativo, vereador Robinson Carvalho Lima (PP), a explicação está no inchamento da máquina pública. Ele usou os microfones da Casa do Povo para dizer que “a atual gestão emprega 538 funcionários” e que solicitaria um levantamento para confirmar que se trata de um recorde de contratações na história político-administrativa de Canelinha.

Grande encontro

Postado em 19 de maio de 2020
  •  
  •  
  • 14
  •  
  •  

Os três senadores e os 16 deputados federais de Santa Catarina têm encontro marcado em São João Batista nesta quinta-feira (21), às 16h. Eles participam da reunião do Fórum Parlamentar Catarinense, que foi agendada para a Capital Catarinense do Calçado pela primeira vez na história. Além dos congressistas, o evento deve receber, ainda, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e a vice-governadora Daniela Reinehr (PSL). Os ministros Paulo Guedes, da Economia, e Abraham Weintraub, da Educação, também confirmaram participação por videoconferência.

O encontro em solo batistense foi um pedido do prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) ao coordenador do Fórum, deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC). A pauta deve abordar os impactos da pandemia Covid-19 na economia do município — que ainda não registrou nenhum caso de infecção por coronavírus, mas vem padecendo com milhares de demissões na indústria local.

Representantes de associações empresariais e industriais como Facisc (Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina), Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina) e Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina), além da Ahesc (Associação dos Hospitais do Estado de Santa Catarina) e da Fecam (Federação Catarinense de Municípios) já confirmaram presença. Deputados estaduais, prefeitos da região e representantes de entidades ligadas ao setor calçadista também estarão no evento.

“Não sou candidato”

Postado em 18 de maio de 2020
  •  
  •  
  • 7
  •  
  •  

O ex-prefeito Elmis Mannrich (MDB), de Tijucas, não vai concorrer nas próximas eleições municipais. O anúncio foi feito no programa Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (14). O ex-mandatário revelou que conversou com familiares sobre o assunto, que a decisão já foi tomada, e que optou por cumprir integralmente o mandato na diretoria técnica da Aresc (Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Santa Catarina) até outubro de 2022. “São questões pessoais, minhas. Mas certamente estarei envolvido no processo eleitoral, trabalhando e lutando pelo MDB”, garantiu.

Mannrich falou, ainda, sobre o pleito de 2016, o clima de animosidade criado no seio emedebista a partir do litígio com o então prefeito Valério Tomazi (MDB), e admitiu que os adversários aproveitaram melhor a reta final da campanha. “A tendência de mudança, o trabalho da oposição, forte, num processo democrático, normal, junto com parte da administração, resultou naquela grande virada”, justificou.

Outros temas, como as alianças com ex-algozes, o contratempo na corrida à Assembleia Legislativa de 2014, os acordos, as batalhas judiciais e o cenário atual no MDB tijuquense também estiveram na pauta da entrevista. Assista na íntegra:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTube e Instagram.

Ou vai, ou racha

Postado em 30 de outubro de 2019
  •  
  •  
  • 18
  •  
  •  

Ex-vice-prefeito, investidor e entusiasta da campanha de 2016 em Tijucas, o advogado Roberto Vailati cumpriu reunião com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), dias atrás, para saber do chefe do Executivo, cara a cara, olho no olho, quais as chances reais de reedição da chapa situacionista com Adalto Gomes (PL) em 2020.

Conselheiro da administração municipal e confrade do adjunto tijuquense, Vailati entende que “seria inteligente manter a unidade do projeto” e pôs o tema às claras com Mariano Rocha. O prefeito, por sua vez, teria revelado que faz o mesmo juízo e afirmado que deseja, por si, repetir a dupla com Gomes nas próximas eleições.

SUPORTE

Recentemente, o Conselho — escrete cola-branca, formado por empresários e líderes da base, que orienta politicamente e sugere ações a Mariano Rocha e à administração municipal — discutiu o assunto e, por maioria, aderiu à reedição da chapa. A matéria deve voltar à pauta nos próximos encontros do grupo.

Fala, presidente!

Postado em 18 de julho de 2019
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Presidente do PT em Tijucas, o servidor público municipal Diogo dos Santos assina correspondência ao Blog para ressalvar a nota “Grupo fechado“, de ontem. A carta reconhece a importância do vice-prefeito Adalto Gomes “em todos os momentos do partido”, mas esclarece que não há, neste momento, uma definição sobre o apoio petista no pleito majoritário de 2020. “Nossos debates giram em torno da escolha de uma nova direção e da formação de uma nominata forte de candidatos a vereadores que representem o PT nas eleições de 2020”, pontua.

Santos diz, ainda, que o apoio a Gomes, “ou a qualquer outra alternativa que possa surgir”, não está descartado, mas reforça que essa discussão, por ora, “não está na pauta” do partido.

Fora da pauta

Postado em 13 de julho de 2017
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), o secretário de Administração e Finanças do município, Rosenildo de Amorim, e o vereador Rudnei de Amorim (DEM) na plateia, certamente indignados, o deputado estadual Valdir Cobalchini (PMDB) solicitou, ontem, que a moção ao governador Raimundo Colombo (PSD) proposta pelos colegas Serafim Venzon (PSDB), Mário Marcondes (PSDB) e Altair Silva (PP), e que pede o impedimento na instalação de uma penitenciária industrial em Tijucas fosse retirada da pauta, na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). O ex-secretário de Estado da Infraestrutura alegou que não há mais o que discutir, que todos os passos já foram dados, e que, inclusive, há uma ordem de serviço que deve ser respeitada. “Nesses anos todos de vida pública, jamais vi alguém que quisesse impedir uma obra!”, finalizou o parlamentar.

Cobalchini teve a companhia de Milton Hobus (PSD), que atentou para a necessidade de compreensão por parte da população de Tijucas, e justificou que o Estado precisa de mais presídios. Maurício Eskudlark (PR) foi mais além, e acusou o prefeito da Capital do Vale de estar apenas buscando popularidade em detrimento da credibilidade; assista: