quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Entre a cruz e a espada

Postado em 23 de fevereiro de 2021
Foto: Divulgação

A ausência do presidente do PP tijuquense, suplente de vereador Vilson Natálio Silvino, em recente reunião do partido, tem duas justificativas: uma institucional e outra extraoficial. Para os correligionários, ele pretextou incompatibilidade de agenda, com um compromisso paralelo; mas, internamente, especula-se que o atual secretário de Obras, Transportes e Serviços Públicos do município, ciente da pauta do encontro, tenha preferido a abstenção para, evidentemente, evitar dissabores na relação com o chefe, prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD).

 

Os progressistas — com exceção do presidente, já alocado no colegiado municipal — cobram maior participação no governo e têm debatido estratégias para convencer Mariano Rocha a ceder mais espaço ao partido na estrutura pública do município. Uma das recentes ações foi o requerimento de independência do PP no uso da tribuna da Câmara, que inicialmente dividia o mesmo bloco de tempo com PSD e PSB.

 

Entre a cruz e a espada, Silvino designou a vice-presidente Venina Rodrigues e a primeira secretária Loisiane dos Santos para representar o comando do diretório na reunião. Pois, então?!

Plano para 2024

Postado em 23 de fevereiro de 2021

Secretária de Administração do governo de Porto Belo desde 2017, a tijuquense Eliane Tomaz pretende se candidatar nas próximas eleições municipais. Embora servidora pública na Capital Catarinense dos Transatlânticos, ela continua residente e com domicílio eleitoral em Tijucas, onde planeja, em 2024, concorrer a uma cadeira no Legislativo.

Eliane foi secretária de Obras, Transportes e Serviços Públicos na gestão do ex-prefeito Valério Tomazi (MDB), e comanda a pasta de Administração do município de Porto Belo desde o primeiro mandato do prefeito Emerson Stein (MDB).

Isolamento

Postado em 22 de fevereiro de 2021

A velha guarda do MDB tijuquense pretende reerguer o partido que mais vezes governou o município e que, na recente eleição majoritária da Capital do Vale, ficou, ineditamente, na terceira posição. E a maior responsabilidade por esse infortúnio, de acordo com alguns caciques emedebistas, recai nos ombros da ex-vereadora Fernanda Melo, atual presidente do diretório municipal e candidata a prefeita em 2020.

Tanto que os próximos encontros entre líderes, dirigentes e militantes históricos da legenda vêm sendo confabulados em segredo, e, evidentemente, sem intenção de convite à advogada e ex-parlamentar. De acordo com um periquito de plumagem grisalha, há uma opinião quase unânime no seio partidário de que a gestão da atual presidente não funcionou e que precisa ser refeita. Pois, então?!

Candidatura definida

Postado em 22 de fevereiro de 2021

Que o vice-prefeito de Porto Belo, Elias Cabral (PL), esteja preparado para governar o município de 2022 a 2024. Porque o titular da cadeira, Emerson Stein (MDB), está decidido: renuncia ao mandato no prazo de desincompatibilizações para as eleições gerais e concorre ao Legislativo catarinense, venha o que vier.

Agora presidente da Amfri (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), Stein vem percorrendo a região inteira, contatando bases eleitorais diversas, e anunciando a pré-candidatura ao parlamento estadual em 2022. A cúpula do MDB em Santa Catarina já conhece o plano, garantiu apoio irrestrito ao mandatário portobelense e vislumbra nele grande potencial para representar o partido e a Costa Esmeralda na Assembleia a partir da próxima legislatura.

Recado

Postado em 17 de fevereiro de 2021

A bancada do PP tijuquense na Câmara deve anunciar amanhã, durante a sessão legislativa, a independência no uso da tribuna. Os três vereadores progressistas — Maickon Campos Sgrott, Ecio Helio de Melo e Cláudio de Oliveira — decidiram deixar o bloco do PSD; e estariam estimulando o colega Maurício Poli, único representante do PSB na Casa do Povo, a seguir o mesmo caminho.

Não significa, porém, que a aliança governista esteja desfeita. Mas é, sem sombra de dúvidas, um recado ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD). Os progressistas cobram, desde janeiro, maior participação na administração municipal. A representação do partido reivindica o comando de pelo menos três secretarias. Atualmente, apenas o presidente da legenda em Tijucas e suplente de vereador Vilson Natálio Silvino (PP) está contemplado na gerência da pasta de Obras, Transportes e Serviços Públicos.

Dias atrás, Mariano Rocha comunicou à bancada do PP que não pretende realizar mudanças no colegiado neste momento.

Casa aberta

Postado em 16 de fevereiro de 2021
Foto: Divulgação

A bela casa do já saudoso advogado Marcio Rosa, na beira-rio mais charmosa de Tijucas, onde ele costumava promover recepções memoráveis, tem portas abertas novamente; e com o mesmo propósito. O primogênito Marcio Rosa Filho, popular Marcinho, decidiu reavivar o principal lazer do pai e transformar o local em ponto de encontro para quem quiser e quem vier. O imóvel agora serve para eventos particulares, e, quando livre de agenda, para a fraternização entre os amigos, com serviço de bar e uma vista deslumbrante do Rio Tijucas.

Rosa Filho batizou o empreendimento de House Clube Beira-Rio e pretende, no futuro, dar acesso a um bar flutuante que planeja construir. Desde sábado (13), quando inaugurou, a casa segue atraindo diariamente os amigos do pai, que, obviamente, também são do filho.

Estadualizado

Postado em 12 de fevereiro de 2021
Foto: Divulgação

A profecia, enfim, foi cumprida. Sempre especulado no primeiro escalão do governo estadual assim que deixasse a prefeitura de São João Batista, o ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PSL) foi nomeado, ontem, pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL), secretário de Estado adjunto do Desenvolvimento Social e Habitação.

Cândido tem claras intenções de concorrer a uma cadeira na Assembleia Legislativa em 2022, e um cargo no governo de Moisés, desde que se transferiu para o PSL, em fevereiro passado, seria crucial para o projeto e compunha o pacote — ainda que o ex-mandatário batistense negue veementemente que houvesse qualquer acordo prévio. O que, evidentemente, não exclui o mérito do novo secretário adjunto, considerado, por oito anos de gestão eficiente na Capital Catarinense do Calçado, uma das mais promissoras revelações da política no Vale do Rio Tijucas.

Nas redes sociais, o ex-prefeito repetiu o mantra que o acompanhou nestes últimos anos e publicou que a intenção é “seguir melhorando a vida das pessoas, mas, desta vez, por todo o Estado que tanto amamos”.

Na foto, o chefe da Casa Civil estadual, Eron Giordini, o novo secretário adjunto do Desenvolvimento Social e Habitação e o secretário Claudinei Marques, no ato da nomeação.

Degrau acima

Postado em 10 de fevereiro de 2021

Quem imagina que o dentista e administrador Maickon Campos Sgrott (PP), agora vereador em Tijucas, ingressou na vida pública apenas em homenagem ao pai, ex-prefeito Uilson Sgrott, ou por curiosidade, engana-se. Ele tem um projeto audacioso, com metas traçadas e apoios consistentes, de governar a Capital do Vale no futuro. O estratagema está na mesa desde sempre, mesmo antes da candidatura ao Legislativo tijuquense e a eleição com a terceira maior votação do pleito de 2020.

A estrada, no entanto, tem curvas e desvios. A execução do plano em curto prazo, já em 2024, não estaria descartada. Mas tudo depende do comparativo entre os desempenhos de Campos Sgrott e de outros governistas interessados na sucessão do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), tanto na Câmara quanto na gestão do município.

Sob pressão

Postado em 10 de fevereiro de 2021

O ingresso do farmacêutico Maxiliano de Oliveira (PP), de Nova Trento, na direção geral do Hospital Infantil Joana de Gusmão, antes comemorada na região, criou um grande desconforto no governo de Carlos Moisés da Silva (PSL). O corpo clínico do HIJG divulgou nota de repúdio, sexta-feira (5), criticando severamente a nomeação. Na “carta aberta à sociedade catarinense”, médicos e servidores da instituição manifestaram “indignação” com o governo e com a Secretaria de Estado da Saúde. Eles tratam a indicação do neotrentino para o cargo como sendo “de caráter estritamente político” e reivindicam o retorno do médico Roberto Tobaldini para a função.

Max, como é conhecido, concorreu à prefeitura de Nova Trento em 2020, mas perdeu a disputa para Tiago Dalsasso (MDB). Ex-vereador e ex-secretário de Saúde do município, ele estava, desde o início do ano, na chefia de gabinete do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), em São João Batista. Especula-se, nos bastidores da política estadual, que sua nomeação esteja relacionada à recente aproximação entre Moisés e o PP.

Renúncia

Postado em 9 de fevereiro de 2021

O empresário Jilson José de Oliveira, popular Gil, que comandou o Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) de Tijucas até 31 de dezembro, decidiu deixar a presidência do PSD no município.

Um ofício foi encaminhado à executiva estadual e, especula-se, não estaria descartada, também, a desfiliação do partido.