domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Bingo

Postado em 1 de março de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O vice-prefeito Moacir Tadeu Dalla Brida, de Nova Trento, assinou, ontem, em Rio do Sul, a sua ficha de filiação ao PSD. Pedra cantada pelo Blog há alguns meses, a adesão do neotrentino foi abonada por importantes lideranças da legenda no Estado.

Participaram do ato, o presidente do partido em Santa Catarina, Eron Giordani, o deputado estadual e maior expoente peesedista, Júlio Garcia, e os prefeitos João Rodrigues e José Thomé, de Chapecó e Rio do Sul, respectivamente.

O adjunto neotrentino, ainda, terá a missão de presidir a legenda. Segundo apurado pelo Blog, Dalla Brida já conversou com o então presidente do PSD de Nova Trento, Natal Tomasoni, que seguirá com o novo grupo.

Força-tarefa

Postado em 29 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Entre os servidores da prefeitura de São João Batista, especialmente comissionados, há uma corrente para que o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) concorra à reeleição no pleito de outubro. Para muitos, o chefe do Executivo batistense “merece” mais um mandato. Os argumentos são os de que ele pôs o trem nos trilhos e que agora, no quarto ano de governo, finalmente assimilou as particularidades da administração pública.

Mas uma recandidatura nestas eleições dependeria exclusivamente do humor do prefeito no momento das decisões. Pedroca ficou conhecido nas rodas da política local por mudar de opinião – e de intenções – com relativa facilidade. O que, obviamente, compromete qualquer projeto de grupo e o desenho estratégico dos apoiadores.

Termos como “nem pensar”, “não quero mais” e “reeleição está descartadíssima” versam a maior parte das participações do mandatário batistense na imprensa regional. Mas, em outro momento, aos seus, ele fala em “fôlego renovado” e passa a planejar a campanha.

CORAÇÃO DE MÃE
Em recente entrevista à Rádio Clube, de São João Batista, Pedroca revelou um compromisso de apoio ao ex-servidor público municipal Juliano Peixer na disputa da prefeitura. Na sequência, porém, disse que seu predileto seria o radialista Jonatam Cordeiro, que, a propósito, era quem conversava no ar com o prefeito. “Pra mim, seria um sonho te entregar a chave (da prefeitura)”, pontuou.

Mas não faltaram, durante o programa, elogios e afagos a todos os demais postulantes ao cargo máximo do município – e também a alguns que sequer aparecem na lista de cotações –, aliados ou adversários, amigos ou desafetos. Muito embora as polêmicas mensagens de áudio que o mandatário batistense costumeiramente dispara no WhatsApp, e ordens de impedimento de entrada na prefeitura para um rival, ou ameaça de “corridão” a outro, normalmente mostrem o contrário. Pois então!

Aberturas

Postado em 29 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Poucas pessoas puderam comemorar tanto uma publicação do Diário Oficial do Estado, como o deputado estadual Emerson Stein (MDB), nesta última terça-feira. Isso porque o documento confirmou o envio de R$ 1,3 milhão para a realização do projeto para o novo acesso à Bombinhas, em ligação com Porto Belo.

O parlamentar, que é natural de Porto Belo, promoveu, nos últimos meses, uma série de audiências públicas para discutir a possibilidade e, ainda, conversou diretamente com o secretário de Estado da Infraestrutura, Jerry Comper, e com o governador Jorginho Mello, sobre o tema.

“R$ 1,3 milhão para elaboração de projeto de mobilidade viária de Porto Belo e Bombinhas. Será uma nova entrada, um novo acesso. Não estamos rasgando dinheiro, não é algo feito meia-boca para prejudicar turistas e moradores”, pontuou Stein, após a publicação do repasse.

Separação iminente

Postado em 28 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora publicamente o discurso seja de união e engajamento, tanto o ex-prefeito Elmis Mannrich quanto o vereador Fernando Fagundes sabem que o MDB tijuquense, neste momento, tem espaço para apenas um deles.

Ainda que haja um fio de esperança no diretório e na militância por uma conciliação, as conversas entre os dois pré-candidatos do partido ao Executivo municipal têm sido cada vez mais francas e reveladoras. Fatalmente, a não ser por uma hecatombe, Fagundes deve migrar para o PL na janela de março.

Mannrich não concorda com a saída, e teria orientado o parlamentar a desistir da ideia – para que mantivesse o capital eleitoral e evitasse as cobranças da massa emedebista na sequência da carreira política.

CIRCUNSTÂNCIA
As condições são claras: ou o ex-prefeito recua, retira a pré-candidatura e, como presidente do MDB municipal, fica na coordenação de campanha, ou teria o vereador como concorrente natural pelo PL na disputa majoritária de outubro. Esta seria, neste momento, a única hipótese de acordo entre ambos.

PRECAUÇÃO
Fagundes aguarda apenas uma garantia do governador Jorginho Mello (PL) de que será o candidato a prefeito nestas eleições, independentemente dos planos da regência local do partido – que já avalizou a pré-candidatura do empresário Thiago Peixoto dos Anjos –, para confirmar a transferência.

Um primeiro contato já foi feito, com o endosso, principalmente, do deputado estadual Carlos Humberto Metzner Silva (PL) e autorização do secretário de Estado da Infraestrutura, Jerry Comper (MDB), duas das figuras a quem o vereador dedica maior consideração e compromisso.

INEDITISMO
Caso se estabeleça finalmente nas fileiras liberalistas, Fagundes provocaria, ainda, duas marcas históricas na política tijuquense: a representação inédita do PL na Câmara Municipal, com dois vereadores; e a ausência, pela primeira vez, de vereadores do MDB no Legislativo municipal.

O segundo parlamentar emedebista, Esaú Bayer, tem deixado claro, sobretudo nas reuniões do partido, que acompanharia o colega em qualquer situação, ou mesmo em outra legenda.

INTERNAMENTE
Neste cenário e diante do desajuste entre duas figuras exponenciais da atualidade no MDB, o vice-presidente municipal do partido, Davi Melo Filho, popular Galo Velho, convocou uma audiência definitiva com Mannrich para tratar especificamente das consequências dessa divisão.

Com ele, apenas para registro, uma breve lista de emedebistas que, assim como Bayer, o genro, migrariam com Fagundes para onde quer que o vereador fosse.

Semente plantada

Postado em 23 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O empresário e pré-candidato a prefeito Felipe Lemos, de São João Batista, reuniu, ontem, no Mirante Dell Antônio, centenas de lideranças, filiados e simpatizantes do Partido Liberal. O evento foi promovido pela executiva municipal da legenda, em conjunto com o PL Mulher.

A reunião, aliás, estava estrelada. Estiveram presentes a ex-vice-governadora e deputada federal Daniela Reinehr, e os deputados estaduais Carlos Humberto Metzner Silva e Ana Campagnolo. As representantes femininas discursaram ao público presente, reforçando a importância da participação das mulheres na seara política.

Ao Blog, Lemos celebrou a grande adesão dos batistenses ao evento. Afinal, o público foi acima do aguardado. “Liderei essa estruturação do PL em São João Batista. Estamos plantando uma sementinha. Acredito que o resultado foi surpreendente. Ninguém esperava que viriam tantas pessoas. Foi um marco na história da cidade, mostrando que a terceira via tá vindo com força”, disse.

PADRINHO

Metzner Silva, embora não fosse uma novidade – vide a proximidade do parlamentar com o empreendedor batistense -, declarou apoio incondicional à pré-campanha de Lemos e, com exclusividade ao Blog, profetizou o exito no pleito de outubro.

“Vim apoiar o Felipe Lemos como meu pré-candidato a prefeito de São João Batista. Ele vai ganhar a eleição. Montando um grande partido, tá fazendo um bom trabalho como presidente do PL, partido que cresce muito no Vale. A participação do Felipe é importante para que São João seja muito bem representada”, declarou.

Afunilamento

Postado em 21 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A velha guarda cola-branca de Tijucas se reuniu novamente na semana passada para tratar do futuro eleitoral do grupo. E, desta vez, com um dos pré-candidatos a prefeito governistas na lista de presenças.

Ainda sem a participação do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), empresários, apoiadores e investidores das campanhas colas-brancas convocaram o vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) para a roda de discussões. E a decisão sobre a sucessão municipal, pelo menos para eles, parece estar tomada.

Uma pesquisa de intenções de votos teria sido apresentada e pautado o debate sobre as possibilidades do pleito. No levantamento, e a partir das observações do grupo, Cardoso teria as melhores chances de manutenção da prefeitura nas eleições que se aproximam. A preferência tem sido manifestada por figuras decisivas, como o ex-prefeito Uilson Sgrott, o médico Rogério de Souza, o administrador João Marini e o empresário Geremias Teles Silva.

DESDOBRAMENTO

Se por orientação ou coincidência, Mariano Rocha passou os dias seguintes com o adjunto a tiracolo, em visitas à rede municipal de ensino, na entrega de um veículo para a Secretaria de Assistência Social e em atos no gabinete.

Janela trancada

Postado em 21 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O diretório municipal do MDB se reuniu ontem à noite para expectar as eleições de outubro. Mas sem qualquer definição sobre candidaturas, entretanto.

Deliberou-se, por ora, que o partido segue com duas postulações ao cargo máximo do município: a do presidente local e ex-prefeito Elmis Mannrich e a do vereador Fernando Fagundes. O também ex-prefeito Valério Tomazi, que havia se disposto à concorrência majoritária, resolveu ficar de sobreaviso, apenas para uma eventualidade.

De acordo com um dos presentes, a pauta foi direcionada à unidade da legenda e ao cumprimento dos protocolos, especialmente o respeito à escolha do candidato a prefeito. “Ainda não temos uma decisão, e nem definimos os critérios que serão adotados. Mas nos comprometemos, em absoluto respeito aos filiados, que ninguém deixaria o MDB na próxima janela partidária (que se abre em 7 de março)”, contou, exclusivamente ao Blog, um participante do ato.

O tema foi priorizado, evidentemente, em razão dos rumores que ligam Fagundes ao PL.

Fidelidade

Postado em 17 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O ato convocado pelo ex-presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PL), agendado para o próximo dia 25 na Avenida Paulista, em São Paulo, pode ter a presença de tijuquenses alinhados ao “bolsonarismo”.

Um deles, por óbvio, é o ex-vereador e pré-candidato a prefeito Sidney Machado (PL). O empresário, inclusive, orçou uma van para transportar um “grupo de patriotas”. O veículo pode levar até 19 pessoas e o translado, ao todo, custará cerca de R$ 13 mil.

Segundo a mídia especializada no debate político nacional, a presença de aliados no evento é vista, pelo próprio ex-presidente, como uma “prova de fidelidade”. E o tijuquense pretende provar. Em mensagem de voz, encaminhada com frequência nos grupos de conversação online, Ney da Tijusat diz que “não desistiu” e que seguirá “lutando pelo Brasil”.

Prodígio

Postado em 16 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

A predisposição do vereador Mateus Galliani (PP), de São João Batista, em concorrer à prefeitura nas eleições que se aproximam, segundo a avaliação do próprio progressista, é uma consequência do trabalho realizado ao longo do mandato.

Embora ainda seja bastante jovem – apenas 27 anos -, Galliani ostenta um currículo repleto de graduações. O perfil técnico seria um dos predicados do parlamentar para a disputa majoritária. Mas garantiu, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem, que “não está sozinho”.

“O que eu venho fazendo me credencia. Acredito em preparação. Venho me preparando. O Mateus está como pré-candidato, mas não está sozinho. Nosso partido é o maior de São João Batista e temos pessoas qualificadas para todos os setores da administração”, frisou.

RENOVAÇÃO

Embora esteja entre os pré-candidatos do PP, Galliani defende o caminho da renovação e argumenta que os outros dois pré-candidatos da legenda, Fábio Norberto Sturmer e Aderbal Manoel dos Santos, também fazem parte de um grupo que pretende aplicar um “choque de gestão” na prefeitura.

“Não que eu seja o melhor nome, mas sou um dos que querem a renovação e que acham que a gestão pública está aí para gerar melhorias de vida. Não apenas ser prefeito por ter um bom coração. Temos bons candidatos. Fábio da Ravel é um nome, foi um grande vereador e, mesmo sem mandato, faz um grande trabalho na cidade. O ex-prefeito Aderbal, só pela pessoa dele, pelo trabalho e pelo empresário que é, também se credencia”, explica.

Presidente

Postado em 16 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), de Canelinha, assumiu hoje a presidência da Granfpolis (Associação dos Municípios da Região da Grande Florianópolis). A entidade representa 22 cidades da região, entre elas, as cinco que formam o Vale do Rio Tijucas.

O mandatário canelinhense terá, ao seu lado, como vice-presidente, o prefeito de Leoberto Leal, Vitor Norberto Alves (MDB). Na oficialização do ato, ele comemorou a conquista e destacou a importância da associação para os municípios.

“Muito orgulho. É um prazer enorme poder contribuir com o desenvolvimento da Grande Florianópolis, uma região tão importante para Santa Catarina, liderar as atividades desta respeitada entidade, que já soma 54 anos de serviços prestados à comunidade, e representar os 22 municípios associados”, escreveu.

NA HISTÓRIA

Maciel é apenas o sexto prefeito do Vale do Rio Tijucas a presidir a entidade. Antes dele, os ex-prefeitos de São João Batista, Jair Sebastião “Nonga” Amorim (1997/1998) e Aderbal Manoel dos Santos (2006/2007 e 2010/2011), de Nova Trento, Gian Francesco Voltolini (2019/2020), de Tijucas, Rubens “Binho” Barreto (1991/1992), e o também canelinhense Antônio da Silva (2015/2016) ocuparam a presidência da entidade.