domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Separação iminente

Postado em 28 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora publicamente o discurso seja de união e engajamento, tanto o ex-prefeito Elmis Mannrich quanto o vereador Fernando Fagundes sabem que o MDB tijuquense, neste momento, tem espaço para apenas um deles.

Ainda que haja um fio de esperança no diretório e na militância por uma conciliação, as conversas entre os dois pré-candidatos do partido ao Executivo municipal têm sido cada vez mais francas e reveladoras. Fatalmente, a não ser por uma hecatombe, Fagundes deve migrar para o PL na janela de março.

Mannrich não concorda com a saída, e teria orientado o parlamentar a desistir da ideia – para que mantivesse o capital eleitoral e evitasse as cobranças da massa emedebista na sequência da carreira política.

CIRCUNSTÂNCIA
As condições são claras: ou o ex-prefeito recua, retira a pré-candidatura e, como presidente do MDB municipal, fica na coordenação de campanha, ou teria o vereador como concorrente natural pelo PL na disputa majoritária de outubro. Esta seria, neste momento, a única hipótese de acordo entre ambos.

PRECAUÇÃO
Fagundes aguarda apenas uma garantia do governador Jorginho Mello (PL) de que será o candidato a prefeito nestas eleições, independentemente dos planos da regência local do partido – que já avalizou a pré-candidatura do empresário Thiago Peixoto dos Anjos –, para confirmar a transferência.

Um primeiro contato já foi feito, com o endosso, principalmente, do deputado estadual Carlos Humberto Metzner Silva (PL) e autorização do secretário de Estado da Infraestrutura, Jerry Comper (MDB), duas das figuras a quem o vereador dedica maior consideração e compromisso.

INEDITISMO
Caso se estabeleça finalmente nas fileiras liberalistas, Fagundes provocaria, ainda, duas marcas históricas na política tijuquense: a representação inédita do PL na Câmara Municipal, com dois vereadores; e a ausência, pela primeira vez, de vereadores do MDB no Legislativo municipal.

O segundo parlamentar emedebista, Esaú Bayer, tem deixado claro, sobretudo nas reuniões do partido, que acompanharia o colega em qualquer situação, ou mesmo em outra legenda.

INTERNAMENTE
Neste cenário e diante do desajuste entre duas figuras exponenciais da atualidade no MDB, o vice-presidente municipal do partido, Davi Melo Filho, popular Galo Velho, convocou uma audiência definitiva com Mannrich para tratar especificamente das consequências dessa divisão.

Com ele, apenas para registro, uma breve lista de emedebistas que, assim como Bayer, o genro, migrariam com Fagundes para onde quer que o vereador fosse.

Cláudio do PDT

Postado em 9 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador mais votado do último pleito e novo presidente do PDT em Tijucas, Cláudio Eduardo de Souza, assumiu, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem, a pré-candidatura a prefeito nestas eleições. A predisposição, entretanto, foi provocada a partir da saída do candidato lançado pela legenda em 2020, Thiago Peixoto dos Anjos, que migrou para o PL.

Souza explicou que, antes da desfiliação do empresário, aparecia apenas como uma possibilidade – depois de ser lembrado em uma pesquisa espontânea. Entretanto, com a ida de Peixoto dos Anjos ao PL, sua pré-candidatura ganhou força.

“Hoje sou pré-candidato a prefeito pelo PDT. [Foi decidido] Com a saída do Thiago. Meu nome aparecia nas pesquisas. Algumas nem colocavam o nome, mas aparecia na espontânea. Por conta disso, as lideranças dos grupos de oposição começaram: ‘vem conversar também’. Até então, era isso”, disse.

Embora esteja disposto a concorrer na majoritária, o jornalista garante que pretende seguir o seu “propósito”, guiado pela fé que sempre o acompanhou. “Se eu precisar ser candidato a vereador novamente, eu vou entender e não vou ter uma frustração. Mas, hoje, eu estou pré-candidato a prefeito pelo PDT. Se precisar que eu recue, por alguma situação, eu vou recuar. Mas, se eu tiver a possibilidade e, com a fé que eu tenho, o homem [Deus] disser ‘és tu que vais fazer a diferença na vida do povo, Ele vai abrir essa porta e em 2025 eu vou estar lá”, completou.

CONJUNTURA

Existe, atualmente, uma clara aproximação dos pedetistas com o MDB local. O nome do parlamentar, inclusive, foi especulado como um possível reforço para a legenda que mais vezes administrou a cidade e que tentará, em outubro, retornar à prefeitura. Entretanto, Souza explica que a boa relação se justifica por terem as mesmas intenções.

“Com base no que o MDB acredita, hoje, em relação ao atual governo, à estrutura administrativa… tanto o PDT se vê no projeto do MDB, como o MDB é bem-vindo ao projeto do PDT. Nós temos conversado bastante. Outras lideranças do PDT têm conversado com pessoas do MDB, para que possamos reforçar esse projeto, para apresentar essa alternativa pra Tijucas, para os eleitores e para aqueles que não querem a continuação do que está hoje na prefeitura”, explicou.

Vagas abertas

Postado em 2 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

2024 mal começou e muitos prefeitos da região já começam a refletir sobre as possíveis – ora prováveis – mudanças nos comandos das secretarias municipais, com a aproximação do prazo de desincompatibilização, visando as eleições de outubro.

Eloi Mariano Rocha (PSD), de Tijucas, aliás, deve ter uma grande lista de saídas, já que boa parte do secretariado está entre os pré-candidatos, sobretudo ao Legislativo, sendo necessário, então, a saída até o fim de abril.

Vilson José “Tem” Porcíncula (Saúde), Ezequiel de Amorim (FME), Luiz Rogério da Silva (Samae), Bianca Bibiani Machado (Assistência Social), Odirlei Resini (Agricultura), Paula Regina da Silva (Cultura), Jean Carlos de Sieno dos Santos (Desenvolvimento), Vilson Natálio da Silva (Obras) e Maria Edésia da Silva Vargas (Procon) estão entre os nomes do grupo governista para a disputa. Destes, alguns já definiram e optaram pela candidatura, enquanto outros ainda devem avaliar o cenário.

Novo comando

Postado em 20 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

A Câmara de Vereadores de Porto Belo será presidida, em 2024, pelo vereador Magno Muñoz (MDB). Na última sessão do Legislativo de 2023, o então presidente, Juliano Cota Guerreiro (Progressistas), anunciou a renúncia do cargo, cumprindo um acordo costurado antes de sua eleição, no ano passado.

Com a saída, coube ao então vice-presidente, Bento Voltolini (PL), a condução da nova votação. O nome de Muñoz, vereador de primeiro mandato e ex-secretário municipal, foi aprovado por unanimidade para a gestão da Casa do Povo no último ano da legislatura.

Houve, na mesa diretora, a manutenção de Voltolini na vice-presidência e de Jonatha Cabral (Republicanos) na segunda-secretaria. Ednaldo da Silva (MDB) foi eleito para exercer o cargo de primeiro-secretário, ocupando antes, justamente, pelo novo presidente.

A reboque, não!

Postado em 29 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Nas trincheiras opostas ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), o policial penal e ex-vereador Juarez Soares (CIDADANIA) decidiu se desfiliar do partido em que concorreu à Câmara Federal nas eleições de 2022. O motivo é a federação da legenda com o PSDB e o ingresso do presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) de Tijucas, Luiz Rogério da Silva, no ninho tucano.

“Existe a determinação nacional, de que temos que caminhar juntos. Rogerinho vai querer levar o partido para o grupo que administra o município atualmente. Como não compactuo com este governo, vou deixar o CIDADANIA”, explica o ex-presidente da Câmara Municipal.

ESVAZIAMENTO
A frustração tem sido a mesma para o presidente municipal do CIDADANIA, Edenilson Devitte, que ainda aguarda uma posição da executiva estadual para definir que caminho tomar. “Provavelmente, a maioria vai sair”, diz, em referência a um possível esvaziamento do partido em Tijucas.

RIVALIDADE
Os planos do CIDADANIA continuam sendo a oposição ao grupo governista. Nas eleições de 2020, o partido prestou apoio à campanha do empresário Thiago Peixoto dos Anjos (então no PDT, e atualmente no PL), que alcançou a segunda colocação no pleito. Antes, no entanto, havia apresentado a esposa do presidente municipal da legenda, Gislaine Devitte, como opção para a composição da chapa com a advogada e então vereadora Fernanda Melo (MDB) no mesmo pleito.

Rusgas

Postado em 22 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo

Os novos alagamentos provocados pelas chuvas dos últimos dias provocaram, além de incontáveis problemas para os moradores de São João Batista, a queda da secretária de Assistência Social, Naldir da Silva Alexandre.

A agora ex-servidora enviou uma carta à prefeitura, na manhã desta segunda-feira (20), anunciando o pedido de exoneração. No documento, justifica que a decisão foi tomada por “razões pessoais”, mas sem detalhá-las.

Nos bastidores, há quem diga que havia um desgaste entre a secretária e o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB). Um novo desentendimento teria ocorrido, após os últimos temporais, e provocado a saída. Pois então?!

Mudanças

Postado em 4 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O alto escalão do governo de Pedro Alfredo Ramos (MDB), em São João Batista, passou por grandes mudanças nos últimos dias. A mais significativa delas foi a saída do assessor especial Maxiliano de Oliveira (PL), que pretende concorrer à prefeitura de Nova Trento em 2024.

Pedroca decidiu, ainda, fazer trocas de comandos. O então assessor de Gabinete, Salvio Osmar Tonini, passa a responder pela secretaria municipal de Administração. No seu lugar, assume Elaine Sartôri.

Já o secretário de Infraestrutura, Gélio de Oliveira, responderá interinamente pela chefia de Gabinete, acumulando dupla função. “O objetivo é ajustar alguns detalhes no andamento da nossa gestão. São profissionais que já fazem parte da nossa equipe e contam com nossa confiança”, justificou o mandatário.

De saída

Postado em 7 de junho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação/PMSJB

A secretária de Saúde do município de São João Batista, Karin Cristine Geller Leopoldo, comunicou ao prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), ontem, que vai deixar o cargo na próxima quinta-feira (15). Ela aceitou um convite para dirigir um grande hospital de Florianópolis.

Juntamente com o pedido formal de exoneração, a secretária deixou claro ao chefe do Executivo que, mesmo distante, permanece à disposição do município para contribuir voluntariamente sempre que for acionada.

“Tenho certeza que dei o meu melhor e que, apesar de todas as nossas dificuldades, a Saúde deu um grande salto nestes últimos anos. Por isso, saio com a consciência tranquila”, escreveu ao prefeito.

SUBSTITUIÇÃO

Ainda afastado por orientação médica, Pedroca não deu pistas sobre quem poderia substituir Karin no comando da Saúde municipal. Ao Blog, o mandatário batistense informou que a administração da Capital Catarinense do Calçado deve comunicar oficialmente o desligamento da secretária e anunciar o substituto apenas na segunda-feira (12).

Brecha anunciada

Postado em 9 de agosto de 2021
  •  
  •  
  • 13
  •  
  •  

O ex-vereador Juliano Peixer (MDB) cumpriu o anúncio e deixou, hoje, a chefia de gabinete do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), no governo de São João Batista. Ele iniciou a gestão como secretário municipal de Infraestrutura e, com a saída do ex-chefe de gabinete Maxiliano de Oliveira para a direção geral do Hospital Infantil Joana de Gusmão, assumiu o posto vago; mas passou a enfrentar oposição interna, inclusive de vereadores da base.

Pedroca ainda não definiu um substituto para Peixer, mas, na bolsa de apostas, as maiores cotações apontam para o ex-prefeito Jair Sebastião “Nonga” Amorim, que, além da experiência e bom trânsito na comunidade, aguarda ser prestigiado no governo que ajudou a eleger.

Mudança de hábito

Postado em 1 de março de 2021
  •  
  •  
  • 12
  •  
  •  

A jornalista Dirleni Dalbosco, de Nova Trento, coordenadora de Comunicação Social da prefeitura de São João Batista há seis anos e dois meses, anunciou, hoje, a saída do cargo. Ela foi convidada pelo ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PSL), atual secretário de Estado adjunto do Desenvolvimento Social e Habitação, para integrar o corpo de servidores da pasta, no governo estadual.

Em nota encaminhada aos colegas, Dirleni disse que se sente “feliz pela novidade, mas com os olhos marejados e com o coração grato pela quantidade de amigos e parceiros que fez em São João Batista (que tratou de ‘cidade tão acolhedora’)”.