segunda-feira, 15 de julho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

De ovo virado

Postado em 16 de maio de 2019

O vereador batistense Heriberto Eurides de Souza (PPS) roubou a cena, semana passada, na audiência pública sobre a “cratera de Tigipió”, em Major Gercino. Primeiro, não quis respeitar os três minutos preestabelecidos para os discursantes e disse, em alto e bom som, que ultrapassaria o tempo limite; e depois falou sobre tudo, das emendas parlamentares que “provocam a corrupção” ao “luxo” da Assembleia Legislativa, que “tem uma pessoa só para cuidar do elevador e apertar o zero, o um, o dois e o três” em comparação à escola onde estudou quando criança, menos da Rodovia SC-108, tema da reunião.

Interrompido pelo proponente da audiência, deputado estadual Altair Silva (PP) – com quem travou um cabo de guerra em São João Batista nas eleições de 2018, quando foi candidato ao parlamento catarinense –, Betinho largou o microfone abruptamente sobre a mesa e saiu cuspindo marimbondos. Pois, então?!

Dentro e fora

Postado em 14 de maio de 2019

Bastou coordenar, satisfatoriamente e com pronto atendimento do governo estadual, a audiência pública sobre a famigerada “cratera de Tigipió”, semana passada, para o deputado estadual Altair Silva (PP) – que representa Major Gercino e São João Batista na Assembleia Legislativa – pedir afastamento do cargo.

Nos próximos 60 dias, Silva não vai frequentar o parlamento catarinense. Não tem problemas de saúde e nem qualquer outro impedimento. Apenas, entrou no questionável “rodízio” que os partidos costumam promover nos Legislativos.

Para justificar, o parlamentar disse, em nota, que está retribuindo um gesto que recebeu no passado – quando suplente, entre 2015 e 2018, assumiu uma das cadeiras do PP na Alesc por seis vezes, durante as licenças dos titulares. “Acredito que é assim que o partido cresce e que o espírito de grupo se fortalece, até porque ninguém chegou aqui sozinho”, pontuou.

Todos por um

Postado em 7 de maio de 2019

A classe política de São João Batista deu exemplo, ontem, de civilidade e respeito ao bem comum. Entre cerca de 500 presentes na audiência pública sobre a famigerada “cratera de Tigipió”, estiveram os quatro últimos prefeitos da Capital Catarinense do Calçado. Oposição e situação se uniram e cobraram uma solução do governo estadual para a Rodovia SC-108.

Jair Sebastião “Nonga” de Amorim (ex-MDB), Aderbal Manoel dos Santos (PP), Vilmar Francisco Machado (PP) e Daniel Netto Cândido (PSD) atenderam ao chamado do deputado estadual Altair Silva (PP) e dividiram o mesmo espaço, no salão comunitário da Capela de São Sebastião, no distrito de Tigipió.

Restou a promessa: a obra de recuperação da estrada, no trecho onde há dois anos houve um deslizamento, deve iniciar em 90 dias. De acordo com o levantamento do governo, serão investidos R$ 2,7 milhões no local.

Sobre a cratera

Postado em 15 de abril de 2019

A situação crítica da SC-108, entre os municípios de São João Batista e Major Gercino, é tema de audiência pública solicitada pelo deputado estadual Altair Silva (PP). O problema é antigo e a cada enxurrada a situação só piora. Segundo os moradores, com as recentes chuvas, o asfalto apresentou novas rachaduras e quedas de barreiras. Há pelo menos um ano e meio que a população aguarda uma solução, principalmente para o ponto mais atingido, no quilometro 166, onde uma cratera se formou às margens do Rio Tijucas.

A audiência, realizada pela Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano, está marcada para 6 de maio próximo, às 19 horas, no salão comunitário da Capela de São Sebastião, no distrito de Tigipió, na Capital Catarinense do Calçado.

COBRANÇA

Diversos encontros foram realizados neste ano com o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, e com o secretário adjunto da pasta, Pedro Luiz Stonoga, para cobrar a realização da obra. Os pedidos também foram estendidos ao secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, e ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

Na legislatura passada, aliás, Altair Silva, que é natural de Major Gercino e tem relação estreita com São João Batista, conversou com o então governador Raimundo Colombo (PSD) e solicitou melhorias na rodovia. Por meio de indicações e cobranças ao governo estadual, o projeto foi realizado, mas a obra não saiu do papel.

Sem amarras

Postado em 23 de novembro de 2018
Foto: Léo Nunes

O médico e empresário Rogério de Souza entrega, hoje, no tradicional Baile Tijucano, o comando da Acit (Associação Comercial e Industrial de Tijucas) para a mulher e sócia Luciene Jacomossi de Souza, aclamada em assembleia interna da entidade para a gestão 2019-2020. Ex-secretário de Saúde de Tijucas e conselheiro do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), ele fica, agora, livre para, se quiser e for requisitado, contribuir oficialmente com a administração municipal. A presidência da associação, que exigia ampla dedicação, era um empecilho.

Souza, na transição de governo, chegou a ser convidado por Mariano Rocha para compor o colegiado do município; mas declinou, justamente em razão do posto na Acit. Desde então, as demandas da Saúde municipal estão a cargo do ex-vereador Vilson “Tem” Porcíncula.

Na foto: terça-feira (20), Dr, Rogério e Tem integraram, lado a lado, a mesa de autoridades na audiência pública sobre o Hospital São José e a Maternidade Chiquinha Gallotti

Indiferença

Postado em 21 de novembro de 2018

No jargão popular, a Associação Congregação de Santa Catarina, que dirige o Hospital São José e a Maternidade Chiquinha Gallotti em Tijucas, cagou e andou para a comunidade, para a vereadora Maria Edésia da Silva Vargas (PT) e para a audiência pública de ontem. Não enviou representantes – sequer um comunicado formal – para a reunião que discutiu os problemas estruturais e administrativos das duas instituições.

Postura, no mínimo, controversa, uma vez que o hospital e a inativa maternidade têm o amparo de recursos públicos, dos impostos do contribuinte tijuquense. Desde que o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) assumiu a gestão do município, R$ 76 mil entram mensalmente, e religiosamente, na conta da associação.

Hospital e maternidade

Postado em 13 de novembro de 2018

A velha celeuma sobre o Hospital São José e a inatividade da Maternidade Chiquinha Gallotti são, mais uma vez, temas de audiência pública em Tijucas, dia 20, às 19h30, no pavilhão de eventos da Capela de Santa Terezinha, no Universitário.

Quem propõe a reunião, novamente, é a vereadora Maria Edésia da Silva Vargas (PT), que fez o mesmo em 2017, na Câmara Municipal.

Penitenciária: candidatos prometem

Postado em 16 de outubro de 2018

A exemplo do empresário César Luiz dos Anjos Júnior, o Cezinha da Asseinfo, alguns tijuquenses vêm usando as redes sociais para questionar os candidatos a governador Gelson Merisio (PSD) e Carlos Moisés da Silva (PSL) sobre a instalação – de novo! – de uma penitenciária industrial em Tijucas durante a gestão 2019-2022. O assunto voltou à tona com uma publicação do Jornal Razão sob o título “Justiça autoriza Penitenciária Industrial em Tijucas” e, evidentemente, alarmou a população.

O primeiro postulante ao Executivo catarinense a se manifestar foi Merisio, que negou peremptoriamente a intenção de ampliar o Presídio Regional de Tijucas. “Não farei penitenciária em Tijucas. É um compromisso meu com a cidade”, prometeu o candidato, que tem o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e o engenheiro Sérgio “Coisa Querida” Cardoso como principais avalistas na cidade.

Em seguida, o comandante de reserva dos Bombeiros também respondeu. “Precisamos, sim, construir uma nova penitenciária no Estado. Mas não será em Tijucas”, pontuou Comandante Moisés.

A preocupação com o tema gerou, sobretudo, uma audiência pública, proposta pelos vereadores Rudnei de Amorim (DEM) e Juarez Soares (PPS) e regida pela Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) em junho de 2017. Naquela feita, lideranças políticas do Vale e da Costa Esmeralda deixaram claro que não admitem a obra e que a região já tem feito a sua parte – com o Presídio Regional de Tijucas, na Itinga. Desde então, a administração municipal vem combatendo os planos do governo do Estado em litígios judiciais e com a exposição de empecilhos de toda sorte.

Desengarrafamento

Postado em 14 de março de 2018

O sufoco no trajeto Porto Belo-Bombinhas no verão pode estar com os dias contados. A prefeita Ana Paula da Silva (PDT) marcou audiência pública para a apresentação dos estudos que devem prover a expedição da LAP (Licença Ambiental Prévia) e, assim, por consequência, a liberação das obras da projetada Rodovia Turística. No próximo dia 29, às 19h, no plenário da Câmara Municipal, a comunidade se reúne com autoridades municipais, Ministério Público e Fatma (Fundação do Meio Ambiente) para tratar do tema.

De acordo com a prefeita, este é, porém, o retrabalho de algo que já esteve muito próximo. “Na época em que Leonel Pavan (PSDB) era governador, havia a ordem de serviço. Mas a obra foi embargada. Agora, não vejo problemas. Há um novo projeto, outro traçado. Entendo que o Judiciário se manifestará favorável, depois de tudo que foi feito na questão ambiental”, diz, com exclusividade ao Blog.

Cerco fechado

Postado em 24 de agosto de 2017
Foto: Divulgação

Com o julgamento de que “a opção da privatização será a única solução para que a população tenha rodovias seguras”, o prefeito de Canelinha, Moacir Montibeler (PMDB), participou, ontem, da audiência pública do Programa de Concessões de Rodovias Estaduais, que visa, sobretudo, a privatização das SCs em troca de manutenção das estradas.

Sim, senhoras e senhores! As tratativas para a instalação de praças de pedágio nas rodovias estaduais a exemplo da SC-410, que interliga o Vale do Rio Tijucas estão adiantadas, e têm amplo respaldo dos principais interessados: os governantes, que tiram dos ombros uma responsabilidade e transferem à população, que precisa pagar, e às concessionárias, que recebem e investem na manutenção, o dever de conservar as estradas.

Porém, segundo o mandatário canelinhense, “ninguém reclama de pagar pedágio, desde que tenha rodovia de qualidade”. Com a palavra, o povo.

  • Na foto, o diretor de Esportes do município de Canelinha, Thiago Trainotti, mais o presidente do Poder Legislativo municipal, vereador Adair da Conceição Lopes Filho (PMDB), e o prefeito Moacir Montibeler na audiência pública pouco frequentada por autoridades da região