quinta-feira, 20 de junho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Corrida educacional

Postado em 17 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

Conscientizar politicamente a população de Porto Belo é a principal meta da professora e advogada Rosana Schlichta (PSB). O grupo avalia que a estratégia permitiria um melhor debate de ideias e, automaticamente, a adesão de eleitores na corrida pela prefeitura.

Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira passada (13), a peessebista explicou que vem buscando a participação de “eleitores conscientes”, mas que atuará para educar quem ainda não conhece os trâmites da política.

“Essa é a arma que a gente tem. Queremos levar uma conscientização política. A partir do momento que as pessoas entendem, elas começam a decidir de uma forma melhor. Quando você leva o conhecimento político, de como é, de como funciona, como se lida nesse ambiente… É o debate de ideias. As pessoas vão ter que decidir o que é melhor pra elas”, disse.

LEMBRANÇAS

Embora represente uma frente com ideologias alinhadas à esquerda, em um município com eleitorado mais conservador e próximo das pautas direitistas, Rosana Schlichta acredita que o portobelense conseguirá deixar de lado a divisão nacional nas urnas.

“Porto Belo já foi comandada pelo Evaldo (Guerreiro, do PT). As pessoas lembram dele, que ele fez seis postos de saúde. Isso é o Estado. Ele zerou vaga de creche. É isso que pensamos. As pessoas começam a refletir. Acredito que em Porto Belo é diferente, porque as pessoas estão mais preocupadas com o dia a dia”, pontuou.

Desacordo

Postado em 5 de junho de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo | Linha de Frente

Para o empresário Thiago Peixoto dos Anjos, pré-candidato liberalista à prefeitura de Tijucas, a aliança MDB/PL, que vem sendo costurada na esfera estadual, não contemplaria o planejamento local. Segundo colocado no pleito majoritário de 2020, ele garante que a possibilidade de uma conjuntura, conforme convenção interna, seria muito remota.

“Temos conversado incessantemente com a executiva estadual do partido e sempre deixamos claro que nossa proposta, de apresentar uma política diferente para a população, prevaleceria. Todos os membros do PL de Tijucas têm o mesmo pensamento”, declara Peixoto dos Anjos, com exclusividade ao Blog.

O empresário, aliás, garante que rejeitaria peremptoriamente uma candidatura a vice-prefeito em pretensa chapa com o MDB, e que, em caso de acordo entre as legendas, preferiria se afastar do processo.

“Sempre estive disposto a ajudar o PL, seja da forma que for. Tenho excelente relação com o Emerson (Stein, deputado estadual e articulador da coalizão) e com o Elmis (Mannrich, ex-prefeito e pré-candidato emedebista ao Executivo municipal), com quem converso muito. Mas não tenho o mínimo interesse em abandonar as minhas convicções por uma circunstância que buscasse apenas o poder”, conclui.

NADA PESSOAL

O posicionamento tem duas vias. Ao tempo que se mostra desinteressado na candidatura a vice-prefeito em chapa com o MDB, Peixoto dos Anjos rechaça qualquer contingenciamento com o grupo governista.

“Se não me disponho a caminhar com o MDB, que, assim como nós, tem sido combativo no âmbito local, muito menos aceitaria um acordo com a situação, com o PP ou o PSD. Respeito todas as bandeiras e movimentos, mas temos maneiras diferentes de enxergar a política”, pontua o empresário.

Hora delas

Postado em 9 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A participação das mulheres nos movimentos políticos tem sido uma das bandeiras de muitos partidos, especialmente após as eleições gerais de 2022. Na região, há um relevante e importante crescimento do PL Mulher, organizado em todo o Vale do Rio Tijucas.

Eventos voltados às alas femininas da legenda foram realizados nos cinco municípios, todos com grande participação. Em Tijucas, o grupo é presidido pela empresária Filomena Mello, irmã do governador Jorginho Mello, o que, sem dúvidas, é um trunfo para novas adesões.

As liberalistas, aliás, promovem palestras com lideranças femininas do partido, atraindo outras mulheres que se indentificam com as ideologias. Já participaram dos encontros a vice-governadora Marilisa Boehm, as deputadas federais Daniela Reinehr e Júlia Zanatta, e a deputada estadual Ana Campagnolo.

PRESTIGIADAS

Embora os encontros sejam voltados preferencialmente ao público feminino, outros líderes do PL na região também são presença marcante, como foi o caso do vereador e pré-candidato a prefeito de Tijucas, Fernando Fagundes, quinta-feira passada, na Live Shows & Eventos.

Passo certo

Postado em 8 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Prefeitura de Tijucas

O UNIÃO BRASIL de Tijucas reforça sua condição de “noiva” na política local. O partido, que há pouco tempo sequer tinha representação no município, hoje aparece como boa opção para composições e conjunturas para o pleito de outubro.

Naturalmente, as lideranças do movimento têm uma aproximação maior com os pré-candidatos governistas, de PSD e PP. Entretanto, não há qualquer definição. De certo, até aqui, somente a intenção de cumprir um papel de destaque em chapa majoritária, conforme orientação da Executiva estadual.

O grupo aguarda pelas movimentações e, neste momento, uma regra é clara: a próxima jogada precisa ser certeira. “Estamos articulando, conversando, para, quando dermos um passo, que seja o passo certo. Tudo depende de mais pessoas, de pesquisas… mas está caminhando”, revelou ao Blog, com exclusividade, o vereador e um dos articuladores do projeto Maurício Poli.

Parlamentar de primeiro mandato e possível indicado em eventual composição, Poli pontua que as recentes ações consolidaram o partido em Tijucas. “Hoje, o UNIÃO tem uma bancada com três vereadores. Não somos pequenos. E estamos nos fortalecendo a cada dia”, resumiu.

Fumaceiro

Postado em 7 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O tom ácido e crítico adotado pelo vereador Maickon Campos Sgrott (PP), de Tijucas, ao apontar problemas do município e, por consequência, falhas do governo de Eloi Mariano Rocha (PSD), não passou despercebido por quem acompanhou, ontem, a sessão ordinária da Câmara.

Sgrott, que sempre esteve alinhado à bancada governista e vem pleiteando o direito de representar o grupo nas eleições de outubro, não aliviou e pontuou alguns descontentamentos da comunidade, sobretudo no trânsito e na limpeza de áreas públicas.

Em uma resposta ao colega de parlamento e de bancada, Claudemir “Bigodinho” Correa (PSD) – que ironizou a quantidade de debates a respeito do “trânsito e dos entulhos” -, o tom foi ainda mais ácido e poderia facilmente ser confundido com o discurso de um oposicionista.

“Se a nossa cidade não tivesse entulhos espalhados como temos, se tivesse as faixas do asfalto e os meios-fios bem pintados, se tivéssemos um portal bonito na região do antigo trevo de acesso a Tijucas, se tivéssemos aquela região embaixo da ponte um pouco mais adequada, se tivéssemos os semáforos mais bem ajustados, muitas reclamações não estariam acontecendo e não passaríamos por esse desgaste”, bradou Sgrott.

BURBURINHO

Já se especula nas rodas de conversa sobre a política local que o parlamentar estaria tentando se “descolar” do governo municipal, evitando, assim, qualquer desgaste dos quase oito anos de gestão. Outros, menos epidérmicos, acreditam que Sgrott estaria apenas atuando de maneira responsável e buscando soluções para o município, acima de qualquer bandeira ideológica. O tempo dará razão a quem tem.

Sem chance

Postado em 29 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

As declarações do prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de que caso fosse candidato à reeleição teria o vereador Mário Antônio Garcia Teixeira (PL) como companheiro de chapa, dadas exclusivamente em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, quinta-feira (25), causaram surpresa e agitação nos bastidores da política de São João Batista.

Estranheza maior, a propósito, foi a do presidente municipal do PL, empresário Felipe Lemos. “Não vejo como isso poderia acontecer. Temos uma executiva local que trabalha em consonância com a proposta do Governo Estadual, autonomia absoluta na condução do nosso projeto para o município, e em momento algum nosso grupo avalizou uma conjuntura com o prefeito”, diz, com exclusividade ao Blog.

Lemos frisa que “o PL tem excelentes nomes para a disputa da prefeitura nestas eleições” e que o partido vem participando do bloco de oposição em São João Batista, alinhado ao PP, ao UNIÃO BRASIL e ao PODEMOS. “Conversamos com todas as lideranças que nos procuram, mas representamos a mudança. Buscamos um modelo de gestão diferente, com novas ideias, acreditamos no que estamos construindo e não temos interesse na proposta de continuidade da administração municipal”, reforça o presidente.

Nova troca

Postado em 6 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

“A minha vida partidária é uma tragédia”. A frase, promulgada há quase quatro anos pelo presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgota), Luiz Rogério da Silva, de Tijucas, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, nunca fez tanto sentido quanto agora.

Isso porque, em novembro passado, os noticiários tijuquenses reportavam o retorno do ex-vice-prefeito ao PSDB, com pompa e circunstância, na condição de presidente da legenda. Recentemente, em nova participação no Talk Show político, Rogerinho explicava as articulações para o fortalecimento do grupo.

Cinco meses após o retorno, o agora ex-presidente anuncia a saída do partido. Ontem (5), ele assinou a ficha de filiação ao UNIÃO BRASIL. O movimento, especula-se, tem vistas no pleito eleitoral de outubro, mais precisamente na construção de uma chapa majoritária.

Embora ainda não exista uma justificativa clara para a troca de legenda, pode-se resgatar uma outra frase dita ao LINHA DE FRENTE, em 4 de junho de 2020. “Eu nunca pensei, em momento algum, em um partido. Nunca tive um time. No futebol até tenho, sou botafoguense. Mas, na política, eu gosto dos amigos”, afirmou Silva.

Errata: Na chamada para o texto, citamos erroneamente que Rogerinho presidiu o PSDB municipal por sete meses. A regência, na verdade, durou cinco meses.

Histórico

Postado em 5 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A secretária de Cultura do município, Paula Regina da Silva, eleita vereadora no PSD, filiou-se hoje ao UNIÃO BRASIL. A expectativa de participação no pleito majoritário, provavelmente como candidata a vice-prefeita na chapa governista, teria motivado a manobra.

Mas o especulado ingresso do vereador Maickon Campos Sgrott no PSD não se confirmou. Ele permanece no PP, e se for chancelado representante do governo na disputa da prefeitura com Paulinha de adjuvante, provocaria um marco na política tijuquense. Seria a primeira vez que a dupla situacionista ignoraria frontalmente o partido do prefeito articulador na proposta de sucessão.

Em tempo: Eloi Mariano Rocha, o chefe do Executivo tijuquense e base intelectual da construção governista para o pleito de 2024, é o presidente do PSD no município.

Chapa empoderada

Postado em 4 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Prefeitura de Tijucas

A especulada candidatura de uma mulher no pleito majoritário de Tijucas, em outubro, ganhou força a partir dos últimos acontecimentos na política da Capital do Vale. E a favorita para a representação feminina no processo seria a secretária de Cultura, Juventude e Turismo, Paula Regina da Silva (PSD).

Isso porque a vereadora licenciada pretende continuar no comando da pasta, mesmo ao término do prazo de desincompatibilizações, o que indica um desinteresse em concorrer novamente ao Legislativo. Além disso, Paulinha, como se apresentou nas urnas, revelou que deve retornar à Câmara em maio, para a conclusão do mandato.

O movimento permitiria que ela concorresse apenas na eleição majoritária. Nos bastidores do poder, a professora vem sendo apontada como possível candidata a vice-prefeita em chapa com o vereador Maickon Campos Sgrott (PP), escolhido da gestão para a sucessão municipal.

Ao Blog, com exclusividade, a secretária pontuou que não tem pressionado o grupo pela preferência, mas revelou que abraçaria a oportunidade se ela aparecesse. “Ao Legislativo, não quero mais. Para vice-prefeita ou prefeita, eu até iria. Mas sem pressionar e desde que fosse uma indicação natural”, explicou.

HISTÓRICO, MAS NÃO INÉDITO

A primeira e, até os dias atuais, única mulher a concorrer no pleito majoritário, em Tijucas, foi Priscila Santiago da Rosa, então no PRB – hoje Republicanos -, quando dividiu chapa com o candidato a prefeito da legenda, Adair Santinho “Mão-Santa” Bertotti, em 2008.

Boca de urna

Postado em 2 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Não é incomum, em períodos que antecedem uma eleição, que os cidadãos mais atentos ao cotidiano da política promovam, com amigos e familiares, simples e rápidas pesquisas que, embora não prevejam o resultado de um pleito, podem ajudar e muito nas tomadas de decisões.

O ex-vereador Antônio Zeferino Amorim pode ter usado ferramenta similar para confirmar sua ida ao MDB – que deve ser oficializada nos próximos momentos. Afinal, dias atrás, em uma propriedade particular, o policial militar aposentado simulou uma eleição municipal.

Os convidados do encontro eram conduzidos a um livro de registros e recebiam cédulas previamente produzidas. Nelas, cada um escolhia entre três opções: uma com inclinação governista, outra tradicionalmente oposicionista e um terceiro nome como alternativa aos movimentos históricos.

Um a um, os “eleitores” depositavam os sufrágios em uma urna. Mais tarde, o recipiente foi aberto e os 25 votos contabilizados. O Blog teve acesso ao resultado, mas, por respeito ao processo eleitoral legítimo, priva-se da divulgação do escrutínio.

Pode-se revelar, entretanto, que houve diferença mínima entre o primeiro e o segundo colocados, e uma vantagem importante de ambos para o terceiro. Pois então…