domingo, 7 de junho de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Vai e volta

Postado em 12 de maio de 2020

Com a volta do ex-secretário de Desenvolvimento do município Jean Carlos de Sieno dos Santos (PP) para a Câmara Municipal de Tijucas — para concorrer outra vez ao Legislativo nestas eleições —, Cláudio Tiago Izidoro (PP) passou novamente para a suplência. Mas não por muito tempo. Há uma força-tarefa em curso para que o ex-emedebista seja reconduzido ao parlamento tijuquense nas próximas semanas. A manobra, porém, dependeria do poderio econômico do município.

Decidido a não disputar o próximo pleito, o vereador Odirlei Resini (MDB) seria realocado no comando da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente; e, com a vaga aberta na Casa do Povo, Izidoro voltaria à vereança. A ideia do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), em suma, seria prestigiar tanto um quanto outro — ambos dissidentes do MDB que abraçaram a proposta governista.

Legalidade e reforma

Postado em 22 de janeiro de 2020

Pouca gente sabe que o prédio da Câmara Municipal de Tijucas não poderia abrigar as reuniões legislativas do município e funcionou, por décadas, na ilegalidade. Por lei, o imóvel deveria servir à Secretaria Municipal de Educação. Era o acordo com o governo estadual. O departamento jurídico atuou e a condição, no entanto, foi revertida no ano passado, na programação da reforma da Casa do Povo.

A propósito: a revitalização da Câmara segue em ritmo acelerado. O presidente reeleito Vilson Natálio Silvino (PP) planeja concluir o serviço em fevereiro, na retomada das sessões. Para a obra, foram dispendidos cerca de R$ 500 mil.

Paz e amor

Postado em 16 de dezembro de 2019
Foto: Divulgação

Os vereadores Fabiano Morfelle (PDT) e Fernando Fagundes (MDB), que se abstiveram na reeleição do colega Vilson Natálio Silvino (PP) à presidência da Câmara Municipal de Tijucas, põem panos quentes na questão e posam amistosos para a foto, dias depois da votação.

Morfelle, aliás — que, mesmo na oposição, mantém boa relação com o progressista e trânsito livre na administração municipal — , era especulado entre os votos pró-Silvino na concorrência interna, mas rechaça qualquer tratado com os governistas. “Tenho o maior respeito e carinho pelo Vilsinho. Não conversei em momento algum com ele a respeito da presidência. Se tivesse prometido, eu iria cumprir, como sempre fiz. Me abstive da votação porque o MDB não chegou em um acordo e não apresentou candidato”, explica.

Certezas e surpresas

Postado em 10 de dezembro de 2019

Dez votos favoráveis, duas abstenções e uma falta. A contabilidade final da eleição interna do parlamento tijuquense, ontem à noite, credenciou, novamente, o vereador Vilson Natálio Silvino (PP) à presidência da Casa do Povo em 2020. Os demais membros da mesa são Maria Edésia “Déda” da Silva Vargas (PT), Odirlei Resini (MDB) e Rudnei de Amorim (DEM) na vice-presidência e primeira e segunda secretarias respectivamente.

Na sessão, das certezas e das surpresas restaram a esperada ausência da presidente do MDB municipal Fernanda Melo Bayer — que, manifesta e claramente, não concorda com a reeleição de Silvino — e a aturdida abstenção do neutro Fabiano Morfelle (PDT), que mantém relação amistosa com o progressista e bom trânsito na administração municipal e teria prometido o voto de aprovação. O segundo a se abster foi Fernando Fagundes (MDB).

PERSONA NON GRATA

Recado maior, entretanto, recebeu o emedebista Odirlei Resini. Acusado de trair o partido na primeira eleição de Silvino, no fim de 2018, ele colheu, ontem, a revindita dos confrades. Os outros três vereadores do MDB presentes na sessão foram contrários à eleição do correligionário na primeira secretaria da Casa — e só computaram abstenções porque o regimento interno do Legislativo tijuquense veda o voto de rejeição.

TOALHA JOGADA

A bancada de oposição não apresentou nomes. Nem para a presidência e tampouco para os demais cargos da mesa diretora. O domínio do grupo situacionista na Câmara Municipal de Tijucas, neste momento, é total e irrestrito.

Permanência por sequência

Postado em 6 de dezembro de 2019

Vereadores governistas se reuniram nesta semana para definir a sucessão da mesa diretora da Câmara Municipal de Tijucas. Conforme antecipado pelo Blog, o presidente Vilson Natálio Silvino (PP) será reconduzido ao comando do Legislativo. De acordo com as articulações, Maria Edésia “Déda” da Silva Vargas (PT) fica com a vice-presidência; e Odirlei Resini (MDB) assume a primeira secretaria. O posto de segundo secretário ainda não foi decidido. A eleição interna do parlamento tijuquense está marcada para segunda-feira (9).

No tratado situacionista, Rudnei de Amorim (DEM) deveria ser o presidente em 2020. Mas o líder do governo na Câmara alegou dificuldade para conciliar o trabalho com o exercício do cargo e declinou. Silvino, por sua vez, teria justificado que no segundo mandato poderia dar sequência — e receber os louros, evidentemente — às obras de reforma da Casa do Povo, iniciadas neste ano.

Reeleição

Postado em 22 de novembro de 2019

Na convenção da bancada situacionista — que tem maioria na Casa —, o próximo presidente do Legislativo tijuquense, em 2020, seria o vereador Rudnei de Amorim (DEM). Mas o líder do governo na Câmara vem alegando indisponibilidade para conciliar o trabalho com o comando da mesa diretora, e abriu mão do posto.

Atual presidente, Vilson Natálio Silvino (PP) já se dispôs à reeleição e tem aprovação dos governistas. O progressista deve ser confirmado na função naturalmente, sem maiores surpresas, na próxima eleição interna do parlamento tijuquense.

Pacto pedetista

Postado em 5 de novembro de 2019
Foto: Divulgação

Conforme prenunciado no Blog, o suplente de vereador Vagner Felizardo (segundo, à direita) tomou assento na Câmara Municipal de Tijucas, ontem — na cadeira do PDT e do titular Fabiano Morfelle (quarto) —, para satisfação do presidente municipal da legenda, João Luiz Lopes, do vogal e conselheiro do partido Antonio Luiz Dias e do pré-candidato brizolista à prefeitura Thiago Peixoto dos Anjos.

Felizardo é o terceiro suplente do PDT a experimentar a vereança nesta legislatura; e fica no cargo por 30 dias. A próxima, segundo o pacto pedetista, é a auxiliar de enfermagem Michele de Camargo.

Rodízio

Postado em 4 de novembro de 2019

Terceiro suplente do PDT, o representante comercial Vagner Felizardo — que somou 230 votos nas eleições de 2016 — assume hoje, logo mais, a cadeira do correligionário Fabiano Morfelle no parlamento tijuquense. O rodízio do partido na Câmara, que já prestigiou a professora Consuelo Azevedo e o presidente municipal da legenda, João Luiz Lopes, é uma das diretrizes dos brizolistas na Capital do Vale e vem sendo cumprido à risca.

A assistente de enfermagem Michele de Camargo (PDT), que alcançou a marca de 195 votos na eleição passada, é a próxima da lista, e quem deve, muito em breve, experimentar a vereança.

Microfone fechado

Postado em 7 de outubro de 2019

O voluntariado da ex-primeira-dama Denise Corrêa Silva na Rede Feminina de Combate ao Câncer de Canelinha pode ter sido, conforme se especula, um dificultador para que a entidade recebesse espaço na tribuna da Câmara Municipal, semana passada. O presidente do Legislativo, Arlindo de Simas (PL), havia concordado com a participação das voluntárias na sessão, mas, na hora, justificou que o regimento interno impedia a cessão do uso da palavra.

Sob manifestações de vereadores, ponderações e discussões, Simas foi convencido, enfim, no encerramento do encontro, a ignorar o regulamento e abrir os microfones para a Rede. A presidente Berenice Goulart conseguiu alguns minutos para discorrer sobre o Outubro Rosa, mas, desde então, os termos “politicagem” e “humilhação” passaram a recorrer entre as voluntárias e nas rodas de conversa da Cidade das Cerâmicas.

Renascimento

Postado em 16 de setembro de 2019

Ex-vice-prefeito de São João Batista e candidato a prefeito vencido em 2012, o incansável Elias Germano Mafeçoli (PSDB) — que concorreu à Câmara Municipal em 2016 e somou 288 votos — toma assento, hoje, no Legislativo batistense por 30 dias, durante a licença do titular Fábio Norberto Stürmer (PP).

O parlamento, aliás, não é novidade para Mafeçoli. Ele foi vereador entre 2001 e 2008 e presidiu a Câmara em duas oportunidades, de 2003 a 2004 e de 2007 a 2008.