quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Deputado Daniel

Postado em 2 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas | VipSocial

Recém-empossado deputado estadual, o ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PODE), não consegue conter a felicidade de, enfim, ocupar o lugar com que sempre sonhou. Aliás, o batistense nunca escondeu, nem mesmo no período em que governou a Capital Catarinense do Calçado, que planejava estar, um dia, entre os 40 membros do parlamento catarinense.

Tanto que, por ora, ele garante que o foco está em aproveitar ao máximo a oportunidade concedida pelo colega de legenda Camilo Martins (PODE). Entretanto, mesmo que de forma comedida, não descarta uma nova candidatura à chefia do Executivo municipal nas eleições deste ano.

Em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, apresentado pelo colunista na TV Vip, o mais novo parlamentar catarinense afirmou, ontem, que gostaria de seguir como deputado, mas, se necessário fosse, retornaria à cidade natal para concorrer novamente à cadeira de prefeito.

“Amei ser prefeito de São João Batista. Eu quero ser deputado. Estou deputado por 30 dias, mas, se eu tiver que voltar a ser prefeito, para me dedicar e fazer melhor do que eu fiz em oito anos, com certeza não me furtaria”, disse.

CHANCE MÍNIMA

Os mais otimistas, inclusive, aguardavam ansiosamente pela chegada de abril e, com ele, a definição da eventual candidatura do deputado estadual Lucas Neves (PODE) à prefeitura de Lages. O fato poderia, na análise dos apoiadores de Cândido, abrir espaço para que o batistense assumisse novamente o cargo e, em caso de vitória do correligionário no pleito municipal, herdasse definitivamente na cadeira.

Entretanto, a expectativa não deve se confirmar. A legislação permite que um membro do Poder Legislativo concorra ao Executivo sem que precise renunciar, nem mesmo se licenciar da função.

Mas, além disso, o ex-mandatário batistense acredita que o colega dificilmente deixaria a Alesc. “Ele representa não somente Lages, mas toda a região. Certamente tem compromissos com essas cidades, se adaptou muito bem ao parlamento e não abriria mão disso”, explica.

ABERTO AO DIÁLOGO

Caso a pré-candidatura ao cargo máximo de São João Batista se confirme, Daniel Cândido consideraria uma conjuntura inédita, até mesmo com adversários de outras eleições. Durante a entrevista, o ex-prefeito e deputado estadual revelou, inclusive, que já conversou com lideranças de partidos rivais, como o presidente do PP batistense, ex-vereador Fábio Norberto Sturmer, e com antigos desafetos, a exemplo do empresário Felipe Lemos, presidente municipal do PL.

“É bom pra cidade? É um projeto pessoal ou um projeto cidade? Se for projeto cidade, sento com todos. Não tem problema nenhum”, garantiu.

Novo presidente

Postado em 29 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Os compromissos da rotina na chefia do Executivo neotrentino e o excesso de atividades que um presidente de partido precisa cumprir durante um ano eleitoral, fizeram com que o prefeito Tiago Dalsasso transmitisse, no sábado, a presidência do MDB local.

A passagem da regência aconteceu em uma rápida cerimônia, realizada no plenário da Câmara de Vereadores. Lideranças históricas, membros do governo, parlamentares, filiados e simpatizantes participaram do ato, chancelando o início da nova presidência.

Luiz Fernando Eccel Rachadel, vereador de primeiro mandato, presidirá a legenda. Jovem e de perfil similar ao do mandatário neotrentino, Rachadel é filho da ex-prefeita Sandra Regina Eccel e, com incentivo da mãe, participa desde criança dos movimentos emedebistas.

Dizem as rodas de conversas sobre os bastidores políticos do município de Santa Paulina, que o herdeiro da família Eccel pode, em 2028, se tudo ocorrer dentro do planejado, concorrer à sucessão de Dalsasso. Entretando, o grupo ainda trabalha com cautela e abre o leque para que outras opções possam se viabilizar.

Status: aprovado

Postado em 25 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Os últimos atos do hoje deputado estadual Emerson Stein (MDB) como prefeito de Porto Belo, entre 1º de janeiro e 25 de março de 2022, foram aprovados pelo TCE-SC (Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina) nesta semana.

A recomendação positiva do órgão foi encaminhada à Câmara de Vereadores, após o período de apreciação. Foram aprovodas, ainda, os dois distintos momentos em que o atual prefeito Joel Orlando Lucinda (MDB) administrou a cidade.

Lucinda assumiu o governo portobelense, ainda de maneira interina, no dia 26 de março, logo após a renúncia de Stein e do então vice-prefeito Elias Cabral. Uma eleição suplementar foi realizada e o interino venceu o pleito. Em 23 de junho, ele assumiu a gestão de maneira definitiva.

RESULTADO CELEBRADO

Stein fez questão de comemorar a aprovação e compartilhou o resultado com o atual mandatário portibelense. “Parabéns prefeito Joel e equipe pelo trabalho realizado. A transparência e responsabilidade marcaram a nossa gestão. Gratidão a todos que depositaram a sua confiança em nossos mandatos”, escreveu.

União PSD

Postado em 24 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora disputem o direito de representar o grupo governista no pleito de outubro, os dois pré-candidatos do PSD à prefeitura de Tijucas, Sérgio “Coisa Querida” Cardoso e Rudnei de Amorim, optaram por, até aqui, manter a cordialidade e respeito no duelo.

O vice-prefeito e o vereador, naturalmente, mantém atividades paralelas e apresentam seus predicados. Mas, segundo fontes do Blog, ambos preferem deixar qualquer diferença de lado e zelar pela unidade do “time” construído ao longo dos últimos anos.

A dupla defende que o grupo precisa trabalhar em uma única direção, para que consiga a sucessão do governo de Eloi Mariano Rocha. A expectativa, ainda, é de que o preterido, independentemente de quem seja, mantenha-se ativo na campanha.

Uma pesquisa de intenção de votos, inclusive, foi contratada e deve ser aplicada ainda neste mês. O intuito é identificar, justamente, quem se apresenta como opção mais viável para o pleito que se avizinha.

Clima quente

Postado em 18 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: VipSocial

A postura centralizadora do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) foi, mais uma vez, motivo de discórdia no seio governista recentemente. O remanejamento de uma servidora em cargo comissionado sem a consulta prévia ao gestor da pasta provocou cizânias severas na relação entre o mandatário tijuquense e o colegiado.

A discussão, no primeiro gabinete do paço, de dedos em riste e ameaças de parte a parte, foi ouvida por funcionários de departamentos adjacentes e culminou em pedido impulsivo de exoneração – contornado pouco tempo depois por conselheiros do governo e apoiadores preocupados com o futuro eleitoral do grupo.

VAIDADE

O trato de Mariano Rocha com a equipe administrativa e vereadores situacionistas, que tem como base a personalidade altiva do prefeito e as propaladas medidas de aprovação popular, tem sido uma questão particularmente trabalhada no cerne da gestão. Os elogios públicos ao mandatário sempre foram questões de ordem e requisitos para o bom convívio.

Os incômodos, no entanto, passaram a ser mais notados com a proximidade do período eleitoral e os excessos cada vez mais frequentes.

Doce apoio

Postado em 19 de dezembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Será apreciado pela Câmara de Vereadores de Canelinha, logo mais, um projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que pretende contribuir financeiramente com melhorias habitacionais do município, garantindo habitabilidade, segurança, salubridade e acessibilidade em moradias de famílias de baixa renda.

O “Doce Lar” concederá R$ 2.000,00 ao cidadão que comprovar a necessidade. A quantia, entretanto, só poderá ser usada para a compra de produtos no próprio comércio canelinhense ou, em caso de contratação de mão de obra.

Segundo o prefeito Diogo Francisco Alves Maciel (PL), mais de 300 pessoas estão cadastradas para receber auxílios da Assistência Social. “Essas pessoas precisam do nosso apoio. Além de ajudá-las a ter uma moradia mais digna e segura, o Doce Lar ajudará a movimentar a economia local. É certamente um dos maiores projetos já desenvolvidos em Canelinha”, afirmou o mandatário.

Lideranças canelinhenses alinhadas ao governo têm pedido, em encontros públicos ou nas redes sociais, que o projeto seja votado ainda em 2023, mais precisamente, na última sessão do Legislativo, marcada para hoje. A primeira-dama Elaine Busnardi, a propósito, é uma das “garotas-propagandas” do Doce Lar.

Despesa mínima

Postado em 25 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Conter despesas é a ordem do momento para o alto escalão do governo de Pedro Alfredo Ramos (MDB), em São João Batista. Hoje, o secretariado municipal esteve reunido na prefeitura, justamente para falar sobre os ajustes orçamentários.

Pedroca afirmou que os responsáveis pelas pastas terão que “fazer mais com menos”. O município terá, por conta do Censo 2022, receitas abaixo do previsto, sobretudo nos recursos destinados pela União, por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O mandatário justificou, ainda, que já tem colocado em prática diversas medidas internas para reduzir os custos. “Precisamos atender às demandas da população. Ao mesmo tempo, continuar com o trabalho de buscar parcerias no Estado e com o Governo Federal, para viabilizar os investimentos necessários”, completou.

Mudanças

Postado em 4 de setembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

O alto escalão do governo de Pedro Alfredo Ramos (MDB), em São João Batista, passou por grandes mudanças nos últimos dias. A mais significativa delas foi a saída do assessor especial Maxiliano de Oliveira (PL), que pretende concorrer à prefeitura de Nova Trento em 2024.

Pedroca decidiu, ainda, fazer trocas de comandos. O então assessor de Gabinete, Salvio Osmar Tonini, passa a responder pela secretaria municipal de Administração. No seu lugar, assume Elaine Sartôri.

Já o secretário de Infraestrutura, Gélio de Oliveira, responderá interinamente pela chefia de Gabinete, acumulando dupla função. “O objetivo é ajustar alguns detalhes no andamento da nossa gestão. São profissionais que já fazem parte da nossa equipe e contam com nossa confiança”, justificou o mandatário.

Tudo ou nada

Postado em 22 de fevereiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo pessoal

Em alta nas casas de aposta para a sucessão do governo Eloi Mariano Rocha (PSD) está o vereador Rudnei de Amorim (PSD). O parlamentar cumpre seu segundo mandato, sempre como importante aliado da administração municipal, liderando por muitas vezes a base governista.

Com exclusividade ao Blog, Amorim garante que pretende, nos próximos meses, contratar uma pesquisa pré-eleitoral própria, comparando os números desta com a do prefeito – conforme antecipado na nota “Cultivo”.

A candidatura majoritária deve ser, de fato, a única opção. A avaliação do empresário é de que sua contribuição com o Legislativo já foi dada e, por isso, dificilmente, colocará novamente o nome à disposição da comunidade como vereador.

Sem ressentimentos

Postado em 20 de janeiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: VipSocial

As distâncias geográficas – conforme evidenciado na nota “Três, quatro, cinco…”, de semana passada no Blog –, pessoais e políticas podem ser superadas quando o assunto é a composição do governo. Pelo menos é como pensa o prefeito de São João Batista, Pedro Alfredo Ramos (MDB). Além da questionada leva de neotrentinos nomeados no primeiro escalão, ele teria feito, ainda, outros dois convites inusitados: para um desafeto e para um líder de oposição do município.

Pedroca quer otimizar o departamento jurídico da prefeitura e, para tanto, teria considerado, prioritariamente, as contratações dos advogados Leôncio Cypriani – assessor de gabinete do prefeito Tiago Dalsasso (MDB), em Nova Trento, e com quem rivalizou internamente no MDB pelo direito de disputar as eleições de 2020 – e Nelson Zunino Neto (PP), vereador e mentor do movimento oposicionista na Câmara. As sondagens aos dois teriam sido feitas por terceiros, a mando do chefe do Executivo batistense. E recusadas, a propósito.