terça-feira, 23 de julho de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Reconstrução

Postado em 23 de maio de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A deputada estadual Ana Paula da Silva (PODEMOS), de Bombinhas, anunciou que enviará R$ 1 milhão em emendas parlamentares para ajudar na reconstrução de seis cidades catarinenses afetadas pelas chuvas.

Passo de Torres, Sombrio, Araranguá, Maracajá, Praia Grande e São João do Sul, todos das regiões Sul e Alto Vale, estão entre os municípios em situação crítica que serão beneficiados pelos recursos da parlamentar.

“Temos municípios sofrendo muito com as chuvas. Amparar essas pessoas agora precisa ser uma prioridade, assim como garantir a recuperação das cidades que estão em situação de emergência ou que tiveram várias perdas causadas pelas chuvas e alagamentos”, pontuou a deputada.

Contra-ataque

Postado em 16 de abril de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Quem imagina que o vice-prefeito Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD) e o vereador Rudnei de Amorim (PSD) tenham jogado a toalha, engana-se. A alastrada predileção do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) pelo vereador Maickon Campos Sgrott (PP) para a sucessão municipal parece não incomodar tanto quanto antes.

Uma das mostras se deu na gravação do convite para a Festa do Trabalhador e Produtor Rural de Tijucas, que aconteceria neste fim de semana e foi adiada em decorrência das chuvas. No vídeo, Coisa Querida e Amorim comentam, juntos e bem-humorados, as particularidades do evento e chamam a população tijuquense a participar.

Os pré-candidatos peessedistas ficaram mais próximos recentemente, ao perceberem que estariam sendo preteridos por Mariano Rocha. Desde então, têm confraternizado e buscado uma construção conjunta independentemente das projeções do prefeito acerca do futuro político do grupo.

O vice-prefeito e o presidente da Câmara, aliás, contrataram, dias atrás, um instituto de pesquisas para uma avaliação mais criteriosa do cenário eleitoral tijuquense. E as aparições estratégicas, a propósito, podem ter relação direta com o resultado do levantamento.

Rusgas

Postado em 22 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo

Os novos alagamentos provocados pelas chuvas dos últimos dias provocaram, além de incontáveis problemas para os moradores de São João Batista, a queda da secretária de Assistência Social, Naldir da Silva Alexandre.

A agora ex-servidora enviou uma carta à prefeitura, na manhã desta segunda-feira (20), anunciando o pedido de exoneração. No documento, justifica que a decisão foi tomada por “razões pessoais”, mas sem detalhá-las.

Nos bastidores, há quem diga que havia um desgaste entre a secretária e o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB). Um novo desentendimento teria ocorrido, após os últimos temporais, e provocado a saída. Pois então?!

Tranquilidade 

Postado em 10 de novembro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

A provável abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), para investigar possíveis irregularidades na compra de kits de higiene bucal, por parte da prefeitura de Nova Trento, não tirou o sono do prefeito Tiago Dalsasso (MDB). Pelo contrário. 

O mandatário pediu aos cinco vereadores com inclinação governista, aliás, que aprovem a CPI e iniciem uma investigação sobre o caso. Dalsasso garantiu ao Blog, com exclusividade, que a compra dos itens ocorreu sem qualquer irregularidade. 

Explicou, ainda, que o programa atenderia 1.297 alunos da Rede Municipal de Ensino, mas não chegou a ser aplicado devido ao período de chuvas e, mais recentemente, foi suspenso após a veiculação das notícias relacionadas ao Crescer Sorrindo, em Laguna.

Olho vivo

Postado em 16 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: TV Câmara

A recente preocupação com as fortes chuvas, em praticamente todas as cidades de Santa Catarina, chamaram a atenção do vereador e presidente do Poder Legislativo de Tijucas, Maurício Poli (PSB), para a falta de um dispositivo que monitore os níveis das águas do rio que dá nome ao município.

Poli deve propor o repasse de recursos da Câmara ao Executivo, para contribuir com a compra de um equipamento digital de medição. O intuito é que os tijuquenses possam acompanhar e identificar se houve aumento ou diminuição dos níveis. Atualmente, os dados são registrados somente na região central de São João Batista.

“Não podemos ficar olhando pro Rio pra tentar identificar se subiu ou de desceu. Precisamos de algo palpável. Precisamos acompanhar em tempo real, pra saber a hora de correr. Tudo de uma forma bem controlada e não a olho nú, como é feito hoje”, justificou o parlamentar.

Sem estragos

Postado em 9 de outubro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

O angustiante fim de semana em Santa Catarina foi de muito trabalho para o prefeito Paulo Henrique Dalago Muller (sem partido), de Bombinhas. O mandatário, desde o início das previsões de fortes chuvas, mobilizou toda a equipe da prefeitura para monitorar pontos críticos.

Paulinho, inclusive, visitou pessoalmente cada um deles. O intuito era, justamente, identificar os graus de riscos nas áreas mapeadas. O balanço final foi positivo. Para o prefeito, comparada com outras cidades catarinenses, Bombinhas “passou ilesa”.

A avaliação foi de que os investimentos em sistemas de drenagem e saneamento foram fundamentais para a diminuição do problema. “Com um nível de chuva bastante elevado, não tivemos nenhuma ocorrência grave, por causa dos investimentos, dos projetos e da preocupação com as pessoas”, afirmou o mandatário.

Sem estragos, o município, a partir de agora, estuda formas de contribuir com cidades que não tiveram a mesma sorte. “O foco agora é ajudar as mais de 60 cidades que estão em situação de emergência”, completou o prefeito.

Chuva de críticas

Postado em 9 de janeiro de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Os alagamentos registrados em Tijucas, na primeira quinzena de dezembro passado, trouxeram muitas dores de cabeça ao secretário de Obras e Serviços Públicos, Vilson Natálio Silvino (PP). Tão intensas que, nos bastidores, Vilsinho cogitou entregar um pedido de exoneração ao prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD).

As críticas vindas da comunidade estariam entre as motivações da renúncia. Intimamente, o ex-vereador avaliava que não tinha responsabilidade direta nos problemas, mas se envolveu em atritos e bate-bocas acalorados com alguns tijuquenses mais exaltados.

Fontes do Blog garantem que uma conversa ocorreu no paço municipal, durante o recesso – justamente quando os alagamentos aconteceram –, entre o prefeito e o secretário. Mariano Rocha teria acalmado os ânimos e evitado, ao menos temporariamente, o pedido de saída.

Sobre a cratera

Postado em 15 de abril de 2019
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

A situação crítica da SC-108, entre os municípios de São João Batista e Major Gercino, é tema de audiência pública solicitada pelo deputado estadual Altair Silva (PP). O problema é antigo e a cada enxurrada a situação só piora. Segundo os moradores, com as recentes chuvas, o asfalto apresentou novas rachaduras e quedas de barreiras. Há pelo menos um ano e meio que a população aguarda uma solução, principalmente para o ponto mais atingido, no quilometro 166, onde uma cratera se formou às margens do Rio Tijucas.

A audiência, realizada pela Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano, está marcada para 6 de maio próximo, às 19 horas, no salão comunitário da Capela de São Sebastião, no distrito de Tigipió, na Capital Catarinense do Calçado.

COBRANÇA

Diversos encontros foram realizados neste ano com o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, e com o secretário adjunto da pasta, Pedro Luiz Stonoga, para cobrar a realização da obra. Os pedidos também foram estendidos ao secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, e ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

Na legislatura passada, aliás, Altair Silva, que é natural de Major Gercino e tem relação estreita com São João Batista, conversou com o então governador Raimundo Colombo (PSD) e solicitou melhorias na rodovia. Por meio de indicações e cobranças ao governo estadual, o projeto foi realizado, mas a obra não saiu do papel.