domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Nova delegacia

Postado em 8 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Após sugerir a instalação de um posto de atendimento da Polícia Militar Rodoviária (PMR-v) nas rodovias SC-410 e SC-108, que cortam o Vale do Rio Tijucas, o deputado estadual Emerson Stein (MDB) pediu, nesta semana, a implantação de uma Delegacia Regional de Polícia Civil, justamente na Capital do Vale.

O parlamentar justificou, no pedido encaminhado ao governador Jorginho Mello (PL) e ao secretário de Estado da Segurança Pública, Carlos Henrique “Sargento” de Lima, que a delegacia de Tijucas recebe demandas de outros municípios, mas alguns serviços só estão disponibilizados na regional mais próxima, em Balneário Camboriú.

Para Stein, a nova Delegacia Regional, em Tijucas, diminuiria o deslocamento dos moradores da região para outros municípios e melhoraria o atendimento, sobretudo em departamentos ligados ao trânsito.

Rota segura

Postado em 17 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

As rodovias SC-410 e SC-108, que cortam os municípios do Vale do Rio Tijucas, seguem sendo uma preocupação do deputado estadual Emerson Stein (MDB), de Porto Belo. O tema já é tratado desde o início do mandato, com intuito de dar mais segurança para quem utiliza as estradas estaduais no dia a dia.

Desta vez, o portobelense se reuniu com o deputado estadual licenciado e novo secretário de Estado da Segurança Pública, Carlos Henrique “Sargento” de Lima, pedindo uma fiscalização ativa e permanente da Polícia Militar Rodoviária (PMR-v).

O pedido foi protocolado através de um ofício. Stein argumenta, inclusive, que o intenso fluxo turístico permitiria a implantação de uma base de fiscalização, o que diminuiria as infrações cometidas nas vias.

“A presença policial desempenha um papel crucial na coibição de abusos por parte dos motoristas, contribuindo assim para a redução de acidentes e a promoção da segurança no trânsito”, disse o deputado.

Lei do retorno

Postado em 16 de junho de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Muito bem votado nos cinco municípios do Vale do Rio Tijucas nas eleições de 2022, o deputado estadual Emerson Stein (MDB) quer deixar a sua marca na região. Desde que ingressou no parlamento catarinense, o ex-prefeito de Porto Belo tomou como prioridades do seu mandato as necessidades da SC-410, que interliga o Vale, e da SC-108, entre Nova Trento e Brusque.

Hoje, a propósito, Stein foi a Blumenau conversar com o coordenador regional de Infraestrutura, José Luiz Colombi, sobre as rodovias.

A audiência partiu de um primeiro encontro com o secretário da pasta, Jerry Comper, que demandou a realização de visitas aos municípios e a busca por parcerias que pudessem viabilizar, inicialmente, a instalação de trevos alemães e rótulas na SC-410, além da celeridade no projeto de execução de terceiras faixas em trechos da SC-108.

Nas estradas 

Postado em 29 de março de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo pessoal

As condições das duas rodovias que cortam o Vale do Rio Tijucas vêm sendo motivos de preocupação para várias lideranças políticas da região. Na semana passada, o prefeito Tiago Dalsasso (MDB), de Nova Trento, buscou apoio do Governo do Estado para a construção de uma terceira pista na SC-108, na ligação com Brusque. 

Agora, foi a vez do deputado estadual Emerson Stein (MDB) e da SC-410, que tem início em Tijucas. O portobelense afirmou que vai tentar viabilizar a duplicação da estrada, conhecida pelo alto número de acidentes, inclusive com incontáveis óbitos ocorridos ao longo dos anos.

O ex-prefeito de Porto Belo ainda garantiu que solicitou uma visita do secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Jerry Comper, à rodovia, com intuito de mostrar de perto os problemas e encontrar as soluções. “Essas demandas podem salvar vidas”, explicou o deputado. 

Regionalizado 

Postado em 22 de março de 2023
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Redes Sociais

O prefeito Tiago Dalsasso (MDB), de Nova Trento, tem juntado esforços para conquistar recursos e viabilizar uma importante obra de infraestrutura e mobilidade urbana para a região do Vale do Rio Tijucas. 

O mandatário vem pleiteando, junto ao Governo do Estado, a construção de uma terceira faixa na SC-108, na ligação da terra de Madre Paulina com Brusque, cidade governada por seu correligionário, Ari Vequi (MDB). 

Dalsasso convidou Vequi para uma visita ao secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Jerry Comper (MDB), com quem o neotrentino tem relação estreita, para solicitar o apoio. Um primeiro encontro foi realizado na semana passada e uma nova audiência ocorreu nesta terça-feira (21), em Florianópolis. 

Segundo apurado pelo Blog, Comper atendeu ao pedido dos prefeitos e deve contratar uma empresa para a realização do projeto.

Mais do mesmo

Postado em 24 de novembro de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se todas as autoridades esperadas na audiência pública sobre a SC-410 e a SC-108, segunda-feira (22), no pavilhão da Capela de Santo Antônio, em Nova Descoberta, realmente comparecessem ao debate, precisar-se-ia de, pelo menos, uma pista de pouso no local do evento. Até o governador Carlos Moisés da Silva (sem partido), que estava em Brasília, vinha sendo anunciado. Mas nem mesmo o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, deu as caras.

A iniciativa foi do vereador Maurício Poli (PSB), de Tijucas, e respaldada no parlamento catarinense. A audiência foi conduzida pelo deputado estadual João Amin (PP), presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina).

De positivo, além da boa vontade dos proponentes e das lideranças locais presentes, apenas a nota do incógnito coordenador regional de Infraestrutura do Vale do Rio Itajaí, Sergio Joel Nunes de Araújo, de que “agora, com dinheiro em caixa, o governo pode começar a atender à demanda dos municípios”.

E a rodovia estadual que, por muitos anos, foi a terceira mais perigosa de Santa Catarina talvez continue longe de frequentar o mapa de prioridades do governo estadual. Dada a importância que as mobilizações sobre o tema historicamente alcançam no Centro Administrativo, as expectativas, infelizmente, são mínimas. Pois, então?!

In loco

Postado em 7 de outubro de 2019
  •  
  •  
  • 18
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Propositor da audiência pública, em maio, com mais de 500 presentes, que chamou a atenção do governo estadual para a urgência de recuperação da SC-108, entre São João Batista e Major Gercino, o deputado estadual Altair Silva (PP) visitou, semana passada, as obras, que já estão em curso.

A famigerada “cratera de Tigipió” (foto), que se abriu há quase dois anos, no quilômetro 166, é o ponto mais crítico. Silva, que é majorense de natureza, acredita que a revitalização da rodovia esteja concluída antes do fim do ano.

Adeus, cratera

Postado em 16 de agosto de 2019
  •  
  •  
  • 5
  •  
  •  

A brusquense Terraplanagem e Transportes Augusto Ltda. venceu o processo licitatório, ontem, na Secretaria de Estado da Infraestrutura, e vai, finalmente, cobrir a famigerada “cratera de Tigipió” — um buraco gigantesco na rodovia SC-108, entre São João Batista e Major Gercino, que se formou em 2017 e que, por conta da indiferença do governo com o problema, foi tema, inclusive, de audiência pública. O deputado estadual Altair Silva (PP), que é majorense, foi quem propôs e coordenou a reunião com mais de 500 presentes no salão comunitário da Capela de São Sebastião, em maio.

Os serviços, que devem iniciar em breve, envolvem, ainda, além da recuperação completa do trecho afetado, a terraplanagem, a drenagem e a sinalização do local. A obra foi orçada em quase R$ 2,8 milhões.

Sobre a cratera

Postado em 15 de abril de 2019
  •  
  •  
  • 9
  •  
  •  

A situação crítica da SC-108, entre os municípios de São João Batista e Major Gercino, é tema de audiência pública solicitada pelo deputado estadual Altair Silva (PP). O problema é antigo e a cada enxurrada a situação só piora. Segundo os moradores, com as recentes chuvas, o asfalto apresentou novas rachaduras e quedas de barreiras. Há pelo menos um ano e meio que a população aguarda uma solução, principalmente para o ponto mais atingido, no quilometro 166, onde uma cratera se formou às margens do Rio Tijucas.

A audiência, realizada pela Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano, está marcada para 6 de maio próximo, às 19 horas, no salão comunitário da Capela de São Sebastião, no distrito de Tigipió, na Capital Catarinense do Calçado.

COBRANÇA

Diversos encontros foram realizados neste ano com o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, e com o secretário adjunto da pasta, Pedro Luiz Stonoga, para cobrar a realização da obra. Os pedidos também foram estendidos ao secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, e ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

Na legislatura passada, aliás, Altair Silva, que é natural de Major Gercino e tem relação estreita com São João Batista, conversou com o então governador Raimundo Colombo (PSD) e solicitou melhorias na rodovia. Por meio de indicações e cobranças ao governo estadual, o projeto foi realizado, mas a obra não saiu do papel.

No ventilador

Postado em 4 de julho de 2018
  •  
  •  
  • 43
  •  
  •  

O prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) era um dos presentes no protesto, há 15 dias, na SC-108, em São João Batista, para reivindicar ao Estado a reforma de uma cratera na rodovia. E hoje o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Plácido Vargas, anunciou no Facebook a renúncia ao cargo. Qual a ligação entre os fatos? Resposta: a extração de areia no Rio Tijucas, no interior da Capital Catarinense do Calçado.

Existe a teoria de que a rodovia tenha cedido por conta da mineração na encosta do rio, apesar do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) de 2005, que impede a extração em menos de 100 metros da margem. E o secretário, embora comungado com Cândido desde 2013, justificou a saída da administração municipal com a “frustração”. Segundo ele, o termo não vem sendo cumprido e “a prefeitura deixa os extratores levarem os terrenos dos ribeirinhos”. Vargas disse, ainda, que em 2009, no início da mineração, o Rio Tijucas tinha 23 metros de largura e atualmente estaria quatro vezes mais largo. Pois, então?!