segunda-feira, 3 de agosto de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Nasceu

Postado em 21 de julho de 2020

Nascimento da primeira chapa à prefeitura de São João Batista não é apenas um substantivo na manchete. É, também, o nome em voga no PL batistense; já que o empresário Estevan Nascimento, estreante na cena política da Capital Catarinense do Calçado, acertou-se com o servidor público estadual Mauricio Nascimento — irmão do ex-deputado estadual Mário Marcondes do Nascimento — para a disputa do pleito majoritário no município.

Mauricio serve à tesouraria da Assembleia Legislativa há 38 anos e, de acordo com os grupos de discussão online da cidade, é, seguramente, uma das mais celebradas opções para a vice-prefeitura de todas que manifestaram intenção até o momento.

“Moisés é inocente”

Postado em 11 de maio de 2020

Líder do governo na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT) acredita piamente na inocência do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) no caso da compra, supostamente fraudulenta, de aparelhos respiradores para o Estado. “Ele é um cara muito bem intencionado. Se eu não tivesse essa certeza, já teria pulado fora”, pontuou a ex-prefeita de Bombinhas no programa Linha de Frente, na VipSocial TV, quinta-feira (7).

Oitava entrevistada da atração, Paulinha falou, ainda, da polêmica criada em torno do decote usado na cerimônia de posse do Legislativo, além da briga interna no PDT por conta da aceitação ao convite de Moisés da Silva para liderar a bancada governista na Alesc e das intenções de concorrer ao Executivo estadual num futuro próximo. Assista a íntegra do programa:

Programa de entrevistas no formato talk show com personalidades da política que tenham relação direta ou indireta com o Vale do Rio Tijucas e a Costa Esmeralda, o Linha de Frente vai ao ar semanalmente, todas as quintas-feiras, às 19h30, na VipSocial TV e com transmissões simultâneas nas redes FacebookYouTubeInstagram.

“Naatz quer aparecer”

Postado em 15 de abril de 2020

Autor, na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), da proposta de extinção das taxas ambientais em municípios litorâneos, o deputado estadual Ivan Naatz (PL) foi criticado pelo prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), semana passada, no Linha de Frente, na VipSocial TV. De acordo com o chefe do Executivo bombinense, o parlamentar tem outros interesses nessa questão. “Na verdade, a briga dele não é com Bombinhas e Governador Celso Ramos. É com a empresa responsável pela TPA, para quem ele pretendia prestar serviço”, afirmou o mandatário.

Quarto convidado do programa, Dalago Müller garantiu, também, durante a atração, que a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT) jamais se envolveu em assuntos da administração municipal de Bombinhas desde que renunciou à prefeitura para concorrer nas eleições de 2018; e que não pensa, por ora, em seguir os passos da antecessora e se candidatar ao parlamento catarinense num futuro próximo. “Não tenho esse sonho”, revelou.

Talk show direcionado à política regional, o Linha de Frente tem transmissão semanal, todas as quintas-feiras, às 19h30, ao vivo e com a participação do público espectador em tempo real. A edição de semana passada, com a participação do prefeito de Bombinhas, permanece disponível nas redes YouTubeFacebook. Assista:

Preço alto

Postado em 9 de abril de 2020

A conta da famigerada agressão à síndica Roberta Medeiros começou a chegar para o ex-prefeito Antônio da Silva (PP), de Canelinha. Em razão da repercussão negativa do fato, ele perdeu o posto que ocupava na Escola do Legislativo, na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), e retornou à disposição da Secretaria Municipal de Saúde de São João Batista.

A dispensa foi assinada pelo presidente da Assembleia, deputado estadual Julio Garcia (PSD), que, segundo fontes precisas do Blog, considerou a conduta do ex-mandatário prejudicial à imagem do parlamento catarinense.

Relação inabalável

Postado em 10 de março de 2020
Foto: Divulgação

A deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT) – agora líder do governo na Assembleia Legislativa – e o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) parecem cada vez mais próximos. E os louros desta afinidade apartidária e extraordinária respingam no prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), o próximo mandatário catarinense a migrar para o PSL nesta janela.

Três meses depois da primeira visita oficial à Capital do Mergulho Ecológico, o chefe do Executivo estadual voltou à cidade, sábado (7), acompanhado da parlamentar, para a inauguração de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 Horas digna de grandes municípios. Pois, então?!

Caos interno

Postado em 21 de fevereiro de 2020

O litígio entre a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT) e o PDT catarinense deve ter desdobramentos quarta-feira (26), quando a executiva da legenda se reúne novamente para discutir a situação da ex-prefeita de Bombinhas nas suas fileiras. Paulinha aceitou o convite do governador Carlos Moisés da Silva (PSL) para ser líder do governo na Assembleia Legislativa e corre o risco de ser expulsa do partido em que milita há 28 anos.

Em nota pública, ela diz que não descumpriu qualquer norma, diretriz ou orientação partidária “simplesmente porque elas não existiam previamente, e passaram a existir ante a falta de oferendas”; e acusa dirigentes pedetistas em Santa Catarina de praticarem a “velha política”. Por sua vez, o PDT vem reafirmando a oposição ao governo Moisés da Silva e condenando a postura da parlamentar.

Ideologia à parte

Postado em 18 de fevereiro de 2020

As diferenças ideológicas não foram empecilho para que a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT), de Bombinhas, fosse convidada a liderar a bancada governista na Assembleia Legislativa. Não para o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), pelo menos. A representação do PDT em Santa Catarina, porém, torceu o nariz e pediu explicações à parlamentar.

Em carta aos correligionários, Paulinha pontuou que não foi eleita “para ser ‘oposição’ ou ‘situação'”, e nem “para ocupar o tempo de tribuna com reclamações”. A deputada revela, ainda, que “neste ano de convívio com o governador, conheceu um homem que, sem nenhum constrangimento, optou também pela sua consciência aos jargões dos preconceitos ideológicos” … “que, em sua humildade, dialoga (com os deputados pedetistas) sem ensejar contrapartidas ou negociações”.

Pronta a aceitar o convite, a ex-prefeita de Bombinhas ponderou que “para ele (o governador) talvez fosse ainda mais difícil, no rol da obviedade da política medíocre que nos faz míopes das grandes verdades da alma, explicar a escolha de uma líder mulher, pedetista, eleitora de Ciro (Gomes (PDT), candidato à presidência da República nas eleições de 2018 e crítico voraz de Jair Bolsonaro (PSL)”. Pois, então?!

Filho adotivo

Postado em 17 de fevereiro de 2020
Foto: Divulgação

Se depender do governador Carlos Moisés da Silva e do presidente do PSL catarinense, deputado federal Fabio Schiochet, o prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSL), inicia, de fato e de direito, 2021 no clero administrativo do Estado e 2023 na bancada peesselista da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina).

A relação entre a cúpula do PSL estadual e o jovem mandatário batistense não poderia ser melhor. Cândido, aliás, foi um dos seletos convidados para o camarote do governador na tradicional Feijoada do Cacau, sábado (15), depois de rubricar a filiação no partido de Moisés.

DOBRADINHA

Schiochet, a propósito, quer dobrar com o prefeito da Capital Catarinense do Calçado em 2022, quando deve concorrer novamente à Câmara Federal e apoiar, de acordo com as tratativas preliminares, o batistense na disputa por uma cadeira no Legislativo estadual.

 

Migração

Postado em 17 de fevereiro de 2020

Entre 17 prefeitos catarinense que migraram para o PSL do governador Carlos Moisés da Silva, sábado (15), em cerimônia festiva na Ilha, dois pertencem ao Vale do Rio Tijucas: Daniel Netto Cândido (ex-PSD), de São João Batista, e Valmor Pedro Kammers (ex-PSDB), de Major Gercino.

DE OLHO EM 2022

Daniel Cândido tem claras intenções de concorrer ao Legislativo estadual nas próximas eleições gerais. E o ingresso no PSL tornaria esse cenário muito favorável. Ao invés da necessidade iminente de somar cerca de 38 mil votos para garantir uma vaga na bancada do PSD, o jovem mandatário batistense, no partido do governador e na calculadora, alcançaria o parlamento catarinense com votação próxima de 26 mil.

Alem do quê, o prefeito da Capital Catarinense do Calçado não ficaria sem holofotes no fim do mandato. Ele não fala abertamente sobre o assunto, mas tem convite formal para assumir um cargo de primeiro escalão no governo estadual assim que deixar a prefeitura.

NEGOCIAÇÃO ANTIGA

O prefeito de Major Gercino já estava de malas prontas para o PSL há muito tempo. Desde meados de 2019, Valmor do Pita — como é chamado popularmente — estava decidido.

As negociações envolvem, sobretudo, aporte do governo estadual no projeto de reeleição pretendido por Kammers neste ano.

Honra ao mérito

Postado em 28 de novembro de 2019
Foto: Divulgação

A trajetória de superação e as conquistas no tênis quad renderam ao tijuquense Ymanitu Geon da Silva, o Many, ontem, na Assembleia Legislativa, em Florianópolis, uma honrosa Moção de Aplausos em proposição do deputado estadual Jerry Comper (MDB).

A matéria havia recebido aprovação do parlamento catarinense em 3 de julho. Entre os feitos do paratenista, o Legislativo estadual destacou, ainda, sua recente participação no Grand Slam de Roland Garros, na França, como primeiro brasileiro em cadeira de rodas da história a disputar o torneio.

O vereador Fernando Fagundes (MDB), de Tijucas, que mantém relação estreita com o deputado, foi quem sugeriu a honraria.