quinta-feira, 2 de julho de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Ponte com o presidente

Postado em 29 de junho de 2020

Uma ponte moderna, que ligaria o cais da Praça Henrique Ternes — onde fica a estátua do dinossauro, no Centro — aos bairros Pernambuco e Sul do Rio, sobre o Rio Tijucas. Este é o pleito do vereador Fernando Fagundes (MDB) ao deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça (MDB-SC), revelado ao vivo no Linha de Frente, dias atrás, na VipSocial TV. A obra despenderia cerca de R$ 5 milhões em recursos federais para o município, e o parlamentar neotrentino prometeu levar a solicitação pessoalmente ao presidente da República, Jair Bolsonaro, de quem é muito próximo.

Peninha foi o décimo terceiro convidado do programa, transmitido semanalmente, às quintas-feiras, às 19h30, a partir do Portal VipSocial e com transmissões simultâneas nas redes Facebook, YouTube e Instagram. Assista à entrevista na íntegra:

Alfinetada

Postado em 11 de dezembro de 2019

Defensor ferrenho do projetado — e contestado — polo náutico em Tijucas, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Jean Carlos de Sieno dos Santos, foi à desforra contra os descrentes, sábado (7), com o sucesso do 5° Encontro Amigos do Jet às margens do Rio Tijucas.

Com o título “Para os céticos”, Sieno dos Santos publicou um vídeo do evento e criticou “aqueles que não acreditam no projeto náutico e no potencial do Rio Tijucas”. Mais de 240 navegadores em jet skis participaram do encontro — considerado o maior do gênero no Sul do país —, promovido pelo Jet Clube Bola de Fogo, que tem o empresário Juliano Miliorini como presidente.

Sobre a cratera

Postado em 15 de abril de 2019

A situação crítica da SC-108, entre os municípios de São João Batista e Major Gercino, é tema de audiência pública solicitada pelo deputado estadual Altair Silva (PP). O problema é antigo e a cada enxurrada a situação só piora. Segundo os moradores, com as recentes chuvas, o asfalto apresentou novas rachaduras e quedas de barreiras. Há pelo menos um ano e meio que a população aguarda uma solução, principalmente para o ponto mais atingido, no quilometro 166, onde uma cratera se formou às margens do Rio Tijucas.

A audiência, realizada pela Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano, está marcada para 6 de maio próximo, às 19 horas, no salão comunitário da Capela de São Sebastião, no distrito de Tigipió, na Capital Catarinense do Calçado.

COBRANÇA

Diversos encontros foram realizados neste ano com o secretário de Infraestrutura, Carlos Hassler, e com o secretário adjunto da pasta, Pedro Luiz Stonoga, para cobrar a realização da obra. Os pedidos também foram estendidos ao secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, e ao governador Carlos Moisés da Silva (PSL).

Na legislatura passada, aliás, Altair Silva, que é natural de Major Gercino e tem relação estreita com São João Batista, conversou com o então governador Raimundo Colombo (PSD) e solicitou melhorias na rodovia. Por meio de indicações e cobranças ao governo estadual, o projeto foi realizado, mas a obra não saiu do papel.

Água do rio

Postado em 27 de março de 2019

A qualidade da água do Rio Tijucas passou a ser analisada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável – que contratou o Laboratório Beckhauser & Barros para avaliar os parâmetros de temperatura e nível de oxigênio, além dos indicadores químicos, como a quantidade de metais e nutrientes.

É a primeira vez que o governo estadual promove esse levantamento, muito semelhante ao teste de balneabilidade das praias, realizado em Santa Catarina há 30 anos. O contrato prevê que se sejam executados ciclos a cada 90 dias, que incluem a coleta de amostras, a análise e a posterior divulgação dos resultados.

Torneira aberta

Postado em 7 de novembro de 2018

A prefeitura de Bombinhas, nas figuras do prefeito Paulo Henrique Dalago Müller (PTB) e da ex-prefeita e deputada estadual eleita Ana Paula da Silva (PDT), e a concessionária Águas de Bombinhas apresentaram e inauguraram, hoje pela manhã, a nova estação de abastecimento do município – que objetiva solucionar, de uma vez por todas, o problema da escassez de água na cidade, bem como na Costa Esmeralda inteira, durante a temporada de verão.

A obra, suntuosa, custou mais de R$ 55 milhões aos cofres do município e foi descrita por autoridades presentes no evento como “mostra de coragem e perseverança” e “de proporções dignas de uma metrópole”. A água que agora abastece Bombinhas vem do Rio Tijucas em 27 quilômetros de adutoras.

GRATIDÃO

Representantes dos municípios de Tijucas e Porto Belo, de onde vem a água e por onde passam os dutos, foram lembrados em certidões de gratidão, no palanque, durante o evento. O vereador Rudnei de Amorim (DEM) – apesar da presença do presidente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) de Tijucas, Jilson José de Oliveira, na cerimônia – esteve no lugar do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), enquanto o vice-prefeito da Capital Catarinense dos TransatlânticosElias Cabral (PSD), fez as vezes do chefe do Executivo portobelense, Emerson Stein (MDB), no ato.

No ventilador

Postado em 4 de julho de 2018

O prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) era um dos presentes no protesto, há 15 dias, na SC-108, em São João Batista, para reivindicar ao Estado a reforma de uma cratera na rodovia. E hoje o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Plácido Vargas, anunciou no Facebook a renúncia ao cargo. Qual a ligação entre os fatos? Resposta: a extração de areia no Rio Tijucas, no interior da Capital Catarinense do Calçado.

Existe a teoria de que a rodovia tenha cedido por conta da mineração na encosta do rio, apesar do TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) de 2005, que impede a extração em menos de 100 metros da margem. E o secretário, embora comungado com Cândido desde 2013, justificou a saída da administração municipal com a “frustração”. Segundo ele, o termo não vem sendo cumprido e “a prefeitura deixa os extratores levarem os terrenos dos ribeirinhos”. Vargas disse, ainda, que em 2009, no início da mineração, o Rio Tijucas tinha 23 metros de largura e atualmente estaria quatro vezes mais largo. Pois, então?!

Transformação

Postado em 4 de dezembro de 2017
Arte: Divulgação

Em exclusiva atenção e reverência à arte de Tijucas, a OATL (Oficial Academia Tijuquense de Letras) e Casa do Escritor pretendem realizar mensalmente, a partir deste domingo (10), na Praça Henrique José Ternes, no cais do Rio Tijucas, das 11h às 17h, o festival Transforma Beira-Rio.

Entre o incentivo à cultura, o artesanato, os recitais de poemas, os varais literários e trocas de experiências entre escritores e visitantes, a entidade vem promover, num projeto piloto, a aproximação da comunidade com a literatura e a arte locais. Este primeiro evento, de acordo com o presidente da OATL, escritor Tonni Lima, é um “termômetro” para a prevista sequência da proposta.

Água e asfalto

Postado em 1 de setembro de 2017

O departamento de Comunicação da prefeitura de Bombinhas enviou release à imprensa, hoje, sobre a emissão da LAI (Licença Ambiental de Instalação) pela Fatma (Fundação do Meio Ambiente) para a instalação do sistema de captação e tratamento de água no município. Em 27 quilômetros de adutoras, a Capital do Mergulho Ecológico trará do Rio Tijucas a água que falta na cidade. De acordo com o projeto, 2,5% da capacidade hídrica de fornecimento do rio estão destinados à população bombinense.

“Finalmente temos a possibilidade de resolver esse grave problema que nos aterroriza há tantos anos”, comemora a prefeita Ana Paula da Silva (PDT), que, semanas atrás, na Câmara Municipal de Tijucas, garantiu que “a obra não trará qualquer prejuízo aos tijuquenses”.

O prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) ainda faz suspense sobre as contrapartidas do acordo para Tijucas. Mas o blog, que tem fontes de A a Z, pode assegurar que elas existem e que são bastante atraentes. Propostas de verba para o asfaltamento de diversas ruas e até avenidas da cidade foram postas na mesa durante as discussões do tratado entre os dois municípios.

Postura fiscalizadora

Postado em 22 de agosto de 2017

Mais incisiva representante da oposição no parlamento tijuquense, a vereadora Fernanda Melo (PMDB) se diz inconformada com a postura do Poder Executivo municipal em relação à outorga da concessão de água do Rio Tijucas para o município de Bombinhas.

Articulada, com vastidão vocabular e amplamente inteirada do assunto, ela questionou o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), semana passada, na Câmara, sobre os impactos social, ambiental, territorial e de logística que o município sofrerá, além de citar os artigos 177 e 178 da Lei Orgânica Municipal, que trata da competência do Poder Público do município no tangente à proibição e fiscalização de devastação, poluição e degradação das encostas, dos rios, nascentes, bem como das áreas de preservação permanente; da preservação e restauração dos processos ecológicos essenciais das espécies e dos ecossistemas; da preservação e restauração da diversidade e da integridade do patrimônio biológico e paisagístico do município; além do registro, acompanhamento e fiscalização em concessões de direito de pesquisa e exploração dos recursos hídricos, vegetais e minerais.

“E nem chegamos na questão da exploração do solo. Porque sobre esse tema nós teríamos mais de mil itens elencados a serem resolvidos”, concluiu  por ora a vereadora e advogada.

Em letras garrafais

Postado em 14 de agosto de 2017
Foto: Léo Nunes

Os dutos enfileirados nos canteiros de Porto Belo matéria-prima do projeto de cessão de água do Rio Tijucas para Bombinhas , especialmente no Bairro Alto Perequê, mostram, em franco protesto, a insatisfação de parte da população da Capital Catarinense dos Transatlânticos com a obra. Reivindicam os manifestantes, em pichações nos tubos, que o trajeto não envolva a praia e que uma audiência pública seja realizada no município para debater o assunto.

Quinta-feira (10), a Câmara Municipal de Porto Belo aprovou o Projeto de Lei que autoriza a concessionária Águas de Bombinhas a repassar R$ 1,2 milhão para o município como compensação pela utilização do solo para a passagem da adutora. Entre os 11 vereadores, nove foram favoráveis.

Numa viagem de 27 quilômetros, por dutos de 500 milímetros de diâmetro, a Capital do Mergulho Ecológico pretende trazer do Rio Tijucas a água que falta na rede de abastecimento da cidade. De acordo com a proposta, 2,5% da capacidade hídrica de fornecimento do rio seriam destinados à população bombinense.