terça-feira, 22 de outubro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Preparação

Postado em 3 de outubro de 2019
Foto Divulgação

Itália, Eslovênia, Croácia, Bósnia, Montenegro e, por fim, Suíça. Este é o itinerário do jovem empresário Thiago Peixoto dos Anjos, que está no Velho Continente e deve voltar a Tijucas na quarta-feira (9) para se dedicar integralmente ao projeto eleitoral de 2020. Pré-candidato a prefeito e viajante inveterado, ele sabe que as incursões turísticas são impossíveis em ano de campanha, e, mais ainda, se for eleito; e decidiu esvaziar as vontades e necessidades em mais um tour de 20 dias na Europa.

Na selfie, Peixoto dos Anjos divide as deslumbrantes paisagens da vila de Kotor, em Montenegro, com a namorada Jessica Cabral. Sábado (5) eles embarcam para a Suíca, último destino na agenda europeia do empresário e postulante ao cargo máximo do município pelo PDT.

Cozinha turística

Postado em 26 de setembro de 2019

Para incrementar o setor turístico e evidenciar a gastronomia regional, o Costa Esmeralda Convention & Visitors Bureau promove, entre os dias 4 de outubro e 17 de novembro, a Temporada Gastronômica da Costa Esmeralda. Neste período, Bombinhas, Itapema e Porto Belo têm programação extraordinária nas cozinhas de 41 estabelecimentos.

E os preços também foram pensados para serem atrativos. Confeitarias e cafeterias têm pratos para a Temporada Gastronômica por R$ 19,90, enquanto restaurantes, hamburguerias e similares vendem as receitas exclusivas por R$ 49,90.

O regionalismo, que tanto orgulha o litoral catarinense, é a tônica do projeto; e a conexão dos comerciantes locais com parte das iguarias que estão na culinária, como o alho negro, a vieira e o marisco — tudo produzido nas imediações dos restaurantes —, são o tempero especial. O evento conta, ainda, com o apoio do Sebrae, das prefeitura de Bombinhas, Itapema e Porto Belo e da Costa Verde & Mar.

Fruta da estação

Postado em 6 de setembro de 2019

A burlesca sugestão do presidente da Câmara Municipal de Canelinha, vereador Arlindo de Simas (PL), semana passada, para que o município invista no cultivo do cambucá — o que, na visão dele, incentivaria o turismo e movimentaria a economia —, segue gerando pilhérias de toda sorte na Cidade das Cerâmicas. Todos os dias, nas rodas de cavaco e nos grupos de WhatsApp, alguém menciona a fruta e faz uma chalaça. Virou folclore.

Simas, porém, continua sendo o único que não vê graça nenhuma nos comentários jocosos sobre o tema. Terça-feira (3), aliás, ele pediu à secretária do Legislativo que lesse, no encerramento da sessão, um memorando repleto de parábolas e ensinamentos. A nota atentou para o fato de que “enquanto o eucalipto leva cinco anos para se transformar numa árvore de R$ 500, cada cambucazeira geraria R$ 2 mil anuais” e argumentou que “as pessoas só jogam pedras em árvores que estão dando frutos; e que são pedradas de inveja”.

Na manhã seguinte, provavelmente sensibilizado com a lição, um cidadão canelinhense escreveu alguns versos e divulgou nas redes sociais. Diz o texto, gravado em áudio, que “São João Batista tem sapatarias, e em Nova Trento vamos para rezar. Em Tijucas tem um dinossauro, e em Canelinha temos cambucá”. Pois, então?!

Ideia frutífera

Postado em 29 de agosto de 2019

As conclusões do vereador Abel Grimm (PP) sobre o colega Arlindo de Simas (PL), que preside o Legislativo canelinhense, entraram no WhatsApp e passaram, agora, ao anedotário da Cidade das Cerâmicas. “Votei quatro vezes numa coisa dessas para prefeito. Quatro vezes! Uma, duas, três, quatro! Também me culpo. Onde eu estava com a cabeça? Ainda bem que isso nunca ganhou!”, diz o progressista por mensagem de áudio nos grupos de conversação dos smartphones.

A mais recente proposição de Simas, terça-feira (27), na tribuna da Câmara, teria motivado a manifestação revoltosa — e bem humorada — do confrade. O presidente do parlamento canelinhense sugeriu que o município investisse no cultivo do cambucá, um fruto da família das Myrtaceaes — a exemplo da jabuticaba e da pitanga —, para “incentivar a economia e o turismo” locais. Desde então, em Canelinha, não se fala e nem se ri de outra coisa.

Cascata em risco

Postado em 14 de agosto de 2019

Os planos de construção de uma central hidrelétrica na exuberante Cascata do Alho, em Major Gercino, vêm tirando o sono dos majorenses e ambientalistas. Tanto que a coordenadora de Defesa Civil e empresária Sabrina Abramovicz decidiu promover um abaixo-assinado para levar o caso ao Ministério Público e ao Instituto do Meio Ambiente. O documento já tem quase 3 mil assinaturas on-line — mais que a população do município.

Riqueza natural e turística da cidade, a cascata tem aproximadamente 120 metros de queda d’água e atrai visitantes o ano inteiro. O abaixo-assinado continua ativo no Change.org.

Segunda etapa

Postado em 20 de maio de 2019
Foto: Roberta Watzko/NaMídia

Em parceria com a prefeitura, o Sebrae/SC lançou, hoje, em Tijucas, a segunda etapa do Programa Cidade Empreendedora no município. O projeto visa o fortalecimento da gestão municipal com ações e consultorias em áreas básicas, como a liderança, a educação empreendedora e as compras púbicas, que são, de acordo com estudos técnicos da entidade, essenciais para o desenvolvimento econômico da Capital do Vale.

Entre as propostas anunciadas, destaca-se ainda o Plano Estratégico do Turismo, que inicia com a análise do mercado, da infraestrutura disponível em Tijucas e dos serviços voltados ao setor. A partir daí, vem a elaboração de um conjunto de ações que permitam a captação de recursos na área.

ANTES E DEPOIS

Na foto: parceiros na campanha de 2016, o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e o engenheiro Sérgio “Coisa Querida” Cardoso, gerente do Sebrae/SC na Macrorregião da Foz do Itajaí, continuam alinhados tanto na política quanto na gestão.

Inverno na praia

Postado em 25 de março de 2019
Foto: Divulgação/CEC&VB

O engenheiro Sérgio “Coisa Querida” Cardoso representou o Sebrae/SC, quinta-feira (21), na apresentação do plano de ações para 2019 do Costa Esmeralda Convention & Visitors Bureau, no recém-inaugurado Itapema Beach Hotel e Resort. O evento reuniu autoridades e empresários para anunciar novidades e parcerias, e promover o networking entre os participantes.

O plano do CEC&VB para este ano prevê a formatação de pacotes turísticos para a região, um pitch dos associados, um seminário sobre turismo, além de eventos – como a famosa Rota Gastronômica –, de workshops e do desenvolvimento de materiais para divulgação das atrações de Itapema, Porto Belo e Bombinhas na baixa temporada.

 

Policiamento turístico

Postado em 12 de março de 2019

Porque governou Bombinhas, que tem o turismo como principal fonte de arrecadação, a deputada estadual Ana Paula da Silva (PDT) apresentou, quinta-feira (7), na Assembleia Legislativa, um Projeto de Lei para a criação do “Programa de Policiamento Turístico”. A proposta requer maior efetividade dos mecanismos de segurança pública de Santa Catarina em regiões que recebam, por razões de natureza biológica, cultural ou histórica, grande volume de visitantes em determinadas épocas do ano.

Dentre as diretrizes do PL estão treinamentos específicos para os policiais, tais como “atuação frente a grupos vulneráveis”, “meios de resolução pacífica de conflitos” e “habilidades básicas no atendimento ao turista”. Segundo a parlamentar, o projeto pretende, ainda, a valorização da força policial, além da melhoria dos serviços prestados e do aumento da atividade turística no estado.

Rota da cerveja

Postado em 26 de dezembro de 2018

Santa Catarina vem se tornando um berço para a indústria cervejeira no Brasil. Já são mais de 100 fabricantes no estado; e Tijucas e região estão contemplados nessa conta. Tanto que operadores de turismo passaram a comercializar um roteiro específico para os apreciadores de cervejas artesanais que envolve a Capital do Vale. É o “Balneário Cervejeiro”, composto, ainda, por cervejarias de Itajaí, Balneário Camboriú e Bombinhas.

Outras rotas turísticas do setor são o “Caminho Cervejeiro” (Florianópolis, São José e Santo Amaro da Imperatriz) e o “Vale da Cerveja” (Blumenau, Brusque, Pomerode, Timbó e Gaspar). Em breve, as companhias devem apresentar, também, o Encantos do Sul (Garopaba, Tubarão e Lauro Müller) e o Caminho dos Príncipes (Joinville, Jaraguá do Sul e Corupá), que estão em fase de conclusão.

Turismo compartilhado

Postado em 12 de novembro de 2018

Os comerciantes de Porto Belo acreditam que se a TPA (Taxa de Preservação Ambiental) de Bombinhas fosse válida por 72 horas em vez de 24, os turistas circulariam mais entre as duas cidades. Portanto, a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) portobelense protocolou ofício junto à prefeitura da Capital do Mergulho Ecológico para que o prazo do pedágio – que volta a ser cobrado nesta quinta-feira (15) – seja de três dias a partir de 1º de dezembro.

O documento da CDL diz que, caso não aceite a proposta, Bombinhas estará “colaborando diretamente com o fechamento de lojas do município vizinho, bem como a falência de empresas”. Presidente da entidade, o tijuquense Rafael Souza revela que, neste ano, 25 lojas fecharam as portas na Avenida Governador Celso Ramos, a principal da cidade. Segundo ele, reflexo de uma temporada de baixo movimento.