sábado, 24 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Revezamento

Postado em 14 de outubro de 2020

Mais um capítulo na novela que enreda a cadeira do vereador licenciado Odirlei Resini (MDB) na Câmara Municipal de Tijucas. Novo despacho do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) decreta a nulidade do ato que nomeou e empossou Cláudio Tiago Izidoro (PP) na vaga e a consequente nomeação e posse de Oscar Luiz Lopes (MDB). A decisão atenta, ainda, para “risco de dano grave ou de difícil reparação se mantido o atual quadro no Legislativo tijuquense”.

Portanto, de acordo com o mais recente entendimento, a cadeira pertence ao MDB e não a Izidoro — que era filiado à legenda em 2016, alcançou votação superior à de Lopes, mas que, em seguida, deixou as fileiras emedebistas e em março se transferiu para o PP. Desde que Resini se licenciou da vereança para servir à Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, os suplentes vêm se revezando na vaga; não por acordo entre si, mas por deliberações judiciais que ora contemplam uma parte e depois outra.

Vai e vem

Postado em 3 de agosto de 2020

A cadeira do vereador licenciado Odirlei Resini (MDB), atual secretário de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente do município, volta, a partir de hoje, a ser ocupada pelo suplente Cláudio Tiago Izidoro (PP) na Câmara. Por liminar do desembargador Sérgio Bassch Luz, da 2ª Câmara de Direito Público do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina), o segundo suplente do MDB, Oscar Luiz Lopes, mantinha o posto de vereador desde 14 de julho. Agora, o juiz substituto Luiz Fernando Pereira de Oliveira, da 2ª Vara Cível da Comarca de Tijucas, assinou mandado de segurança revertendo a decisão.

O imbróglio envolve uma discussão antiga: do direito à vaga para o partido ou para o candidato que obteve mais votos na eleição de 2016. De acordo com o mandado de segurança, publicado ontem, “não há prova pré-constituída nos autos ou mesmo notícia de que o empossado Cláudio Tiago Izidoro, primeiro suplente diplomado, tenha sido removido pela Justiça Especializada da lista de suplentes” e “até que haja pronunciamento da Justiça Eleitoral a respeito, eventualmente alterando a ordem dos suplentes, a denegação da segurança é medida que se impõe”.

A representação municipal do MDB foi intimada a apresentar contrarrazões para requerer, mais uma vez, a cadeira em questão. O prazo vence amanhã.

Cadeira sem dono

Postado em 14 de julho de 2020

A vaga aberta na Câmara Municipal de Tijucas com a nomeação do vereador Odirlei Resini (MDB, mas alinhado politicamente com a administração) para o comando da Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente pertence ao primeiro suplente Cláudio Tiago Izidoro (ex-MDB, agora no PP) ou ao partido? De acordo com uma recente liminar, o MDB tem direito à cadeira; e o segundo suplente Oscar Luiz Lopes (MDB) deve assumir o posto no parlamento tijuquense nesta quinta-feira (16).

Izidoro, por sua vez, recorreu da decisão. Mas, neste momento, está impedido de participar das sessões. O grupo político do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) estuda, agora, a possibilidade de regresso de Resini para a Câmara e o consequente barramento de Lopes e do MDB no Legislativo municipal.

Novo secretário

Postado em 20 de maio de 2020
Foto: PMT/Divulgação

Pedra cantada no Blog deu bingo. Conforme antecipado na nota “Vai e volta“, o vereador Odirlei Resini (MDB) assumiu, agora pela manhã, o comando da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente. A alocação do parlamentar no colegiado municipal contempla, ainda, o suplente Cláudio Tiago Izidoro (PP), que volta à Câmara para preencher a vaga aberta.

Resini garante que foi pego de surpresa, e que o convite do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) foi oficializado apenas ontem. No comunicado oficial, a prefeitura diz que a nomeação do vereador na regência da pasta “atende à solicitação dos agricultores”.

Vai e volta

Postado em 12 de maio de 2020

Com a volta do ex-secretário de Desenvolvimento do município Jean Carlos de Sieno dos Santos (PP) para a Câmara Municipal de Tijucas — para concorrer outra vez ao Legislativo nestas eleições —, Cláudio Tiago Izidoro (PP) passou novamente para a suplência. Mas não por muito tempo. Há uma força-tarefa em curso para que o ex-emedebista seja reconduzido ao parlamento tijuquense nas próximas semanas. A manobra, porém, dependeria do poderio econômico do município.

Decidido a não disputar o próximo pleito, o vereador Odirlei Resini (MDB) seria realocado no comando da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente; e, com a vaga aberta na Casa do Povo, Izidoro voltaria à vereança. A ideia do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD), em suma, seria prestigiar tanto um quanto outro — ambos dissidentes do MDB que abraçaram a proposta governista.

Segue o líder

Postado em 28 de fevereiro de 2020

Pergunta: o que têm em comum o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Tijucas, Jean Carlos de Sieno dos Santos (PSC), e os vereadores Cláudio Tiago Izidoro (sem partido) e Odirlei Resini (MDB)? Resposta: eles aguardam orientação do prefeito Eloi Mariano Rocha (PSD) sobre a filiação partidária que devem assumir para o pleito proporcional.

Sieno dos Santos aceitou se transferir para o PSD, já tem a ficha de filiação em mãos, e só não assinou ainda porque correria o risco de perder o mandato — de vereador, para o qual foi reeleito em 2016 — caso antecipasse a mudança. Izidoro e Resini também estão inclinados ao PSD, mas devem definir os rumos e metas apenas no fechamento da janela, em março, sob supervisão de Mariano Rocha e de acordo com as conjunturas.

Reforço

Postado em 14 de janeiro de 2020

Nome à frente do PP em Tijucas, o vereador Vilson Natálio Silvino — que cumpre o segundo mandato consecutivo na presidência do Legislativo municipal neste ano — quer ver o partido no pelotão de frente da eleição proporcional que se aproxima. E convidou, pessoalmente, três colegas parlamentares para encorparem a nominata de candidatos à Câmara Municipal no pleito de outubro.

Silvino pretende, e não esconde, que os vereadores Odirlei Resini (MDB), Cláudio Tiago Izidoro (sem partido) e Maria Edésia da Silva Vargas (PT) migrem para o PP na próxima janela de transferências partidárias. Outro que vem recebendo investidas sistemáticas do progressista é o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jean Carlos de Sieno dos Santos, que já anunciou a desfiliação do PSC.

Certezas e surpresas

Postado em 10 de dezembro de 2019

Dez votos favoráveis, duas abstenções e uma falta. A contabilidade final da eleição interna do parlamento tijuquense, ontem à noite, credenciou, novamente, o vereador Vilson Natálio Silvino (PP) à presidência da Casa do Povo em 2020. Os demais membros da mesa são Maria Edésia “Déda” da Silva Vargas (PT), Odirlei Resini (MDB) e Rudnei de Amorim (DEM) na vice-presidência e primeira e segunda secretarias respectivamente.

Na sessão, das certezas e das surpresas restaram a esperada ausência da presidente do MDB municipal Fernanda Melo Bayer — que, manifesta e claramente, não concorda com a reeleição de Silvino — e a aturdida abstenção do neutro Fabiano Morfelle (PDT), que mantém relação amistosa com o progressista e bom trânsito na administração municipal e teria prometido o voto de aprovação. O segundo a se abster foi Fernando Fagundes (MDB).

PERSONA NON GRATA

Recado maior, entretanto, recebeu o emedebista Odirlei Resini. Acusado de trair o partido na primeira eleição de Silvino, no fim de 2018, ele colheu, ontem, a revindita dos confrades. Os outros três vereadores do MDB presentes na sessão foram contrários à eleição do correligionário na primeira secretaria da Casa — e só computaram abstenções porque o regimento interno do Legislativo tijuquense veda o voto de rejeição.

TOALHA JOGADA

A bancada de oposição não apresentou nomes. Nem para a presidência e tampouco para os demais cargos da mesa diretora. O domínio do grupo situacionista na Câmara Municipal de Tijucas, neste momento, é total e irrestrito.

Permanência por sequência

Postado em 6 de dezembro de 2019

Vereadores governistas se reuniram nesta semana para definir a sucessão da mesa diretora da Câmara Municipal de Tijucas. Conforme antecipado pelo Blog, o presidente Vilson Natálio Silvino (PP) será reconduzido ao comando do Legislativo. De acordo com as articulações, Maria Edésia “Déda” da Silva Vargas (PT) fica com a vice-presidência; e Odirlei Resini (MDB) assume a primeira secretaria. O posto de segundo secretário ainda não foi decidido. A eleição interna do parlamento tijuquense está marcada para segunda-feira (9).

No tratado situacionista, Rudnei de Amorim (DEM) deveria ser o presidente em 2020. Mas o líder do governo na Câmara alegou dificuldade para conciliar o trabalho com o exercício do cargo e declinou. Silvino, por sua vez, teria justificado que no segundo mandato poderia dar sequência — e receber os louros, evidentemente — às obras de reforma da Casa do Povo, iniciadas neste ano.

Dito e feito: PSL é cola-branca

Postado em 8 de novembro de 2019

Pedra cantada no Blog, como de hábito, deu bingo. O chefe da Casa Civil estadual, Douglas Borba, almoçou em Tijucas hoje. Veio tratar da transmissão do PSL municipal com os irmãos Rudnei de Amorim (DEM) — vereador e líder do governo na Câmara — e Rosenildo de Amorim — secretário de Administração e Finanças do município —, que está prestes a ser consumada.

Na mesa, com Borba, estavam a deputada estadual Ana Paula “Paulinha” da Silva (PDT) e o comandante da Polícia Militar, major Eder Jaciel de Souza Oliveira, que são entusiastas do projeto; além de expoentes do DEM — como o empresário Geremias Teles Silva — e vereadores propensos à migração para o PSL, como, conforme prenunciado no Blog, Cláudio Tiago Izidoro (sem partido) e Odirlei Resini (MDB).

FIM E INÍCIO

Sem representação, o DEM, que governou o município com Uilson Sgrott entre 2001 e 2004 — e entrou no folclore local com o hit “Vinte e Cinco Que é Bom” —, pode ser extinto em Tijucas. As negociações envolvem o translado de figuras ilustres e militantes democratas para o PSL.

O jovem empresário Maickon Campos Sgrott, filho do ex-prefeito canarinho, a propósito, pode surgir como opção para a Câmara Municipal com o prefixo 17 nas próximas eleições.

RETAGUARDA

Sob o comando dos irmãos Amorim, avigorado com os encalços do DEM, o PSL tijuquense seria, ainda, abraçado pelo recém-instituído Podemos nas próximas eleições. Partidários do senador Alvaro Dias entrariam no jogo apenas na coligação majoritária, e reforçariam a nominata de candidatos peesselistas ao Legislativo em 2020. Os trâmites vêm sendo conduzidos pelo vice-presidente da legenda em Tijucas, empresário Paulo Sergio “Galinha” Pinto, que também participou do almoço com Borba.