sábado, 31 de outubro de 2020 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Suspeita de Covid

Postado em 28 de outubro de 2020

O vice-prefeito e candidato a prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB), de São João Batista, afastou-se das atividades de campanha por suspeita de contágio da Covid-19. De acordo com o anúncio nas redes sociais do empresário, ele teve contato recente com uma pessoa que testou positivo e passou a apresentar alguns sintomas. “Já fiz o exame e estou tomando os remédios”, informou.

Com a decisão, Pedroca deixou de participar do painel realizado pela CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de São João Batista, ontem à noite, e deve faltar, também, ao debate do Jornal Razão, em Tijucas, nesta sexta-feira (30).

Saída pela esquerda

Postado em 20 de outubro de 2020

O candidato a vice-prefeito Ingomar Anselmo de Oliveira (PT), que concorreria na chapa de Ângelo Zunino Azambuja (PT) à prefeitura de São João Batista, desistiu do pleito. Em carta endereçada à Justiça Eleitoral, ontem, ele renunciou à candidatura; mas não apresentou as razões para a decisão.

O juiz eleitoral remeteu o pedido ao Ministério Público, e Zunino, por sua vez, já apontou o substituto: Quintiliano dos Santos (PT).

Propaganda antecipada

Postado em 19 de outubro de 2020

Apoiador do candidato a prefeito Estevan Nascimento (PL), o empresário Joel Ricardo foi multado em R$ 5 mil por distribuir outdoors com a frase “Estevan vem aí…” em São João Batista entre o fim de 2019 e o início deste ano. A decisão, que partiu do juiz eleitoral Alexandre Shramm, foi publicada ontem.

A representação foi pedida pelo Ministério Público Eleitoral e tinha como réus, além de Ricardo, o próprio candidato a prefeito e uma terceira pessoa, que teria instalado as placas, por transgressão ao período de propaganda eleitoral. Apenas o empresário foi multado; e disse que vai recorrer da decisão.

Revezamento

Postado em 14 de outubro de 2020

Mais um capítulo na novela que enreda a cadeira do vereador licenciado Odirlei Resini (MDB) na Câmara Municipal de Tijucas. Novo despacho do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) decreta a nulidade do ato que nomeou e empossou Cláudio Tiago Izidoro (PP) na vaga e a consequente nomeação e posse de Oscar Luiz Lopes (MDB). A decisão atenta, ainda, para “risco de dano grave ou de difícil reparação se mantido o atual quadro no Legislativo tijuquense”.

Portanto, de acordo com o mais recente entendimento, a cadeira pertence ao MDB e não a Izidoro — que era filiado à legenda em 2016, alcançou votação superior à de Lopes, mas que, em seguida, deixou as fileiras emedebistas e em março se transferiu para o PP. Desde que Resini se licenciou da vereança para servir à Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, os suplentes vêm se revezando na vaga; não por acordo entre si, mas por deliberações judiciais que ora contemplam uma parte e depois outra.

Matemática

Postado em 15 de setembro de 2020

Com seis legislaturas consecutivas no currículo, a vereadora Elizabete Mianes da Silva (PSB), de Tijucas, abdicou de concorrer novamente à Câmara Municipal nestas eleições. “Questões matemáticas”, segundo ela, teriam motivado a decisão.

O ingresso no PSB, em princípio, já teria sido uma forma de postular um upgrade na carreira pública. Nos ajustes iniciais com os ex-vice-prefeitos Roberto Vailati e Luiz Rogério da Silva, que reorganizaram o partido no município, ela seria a peça chave nas tratativas com a cúpula governistas para compor chapa com o prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD); mas as negociações travaram.

Num segundo cenário, Bete teria suporte absoluto de uma nominata robusta, de pelo menos 15 candidatos à vereança com expectativa média de 200 votos cada. Mas o PSB, neste momento, apresenta cerca de 12 pré-candidatos ao Legislativo com lastro eleitoral incerto — e grande probabilidade, em projeção otimista, de conquistar apenas uma cadeira na Câmara, que seria disputada voto a voto entre ela e a colega de bancada Maria Edésia da Silva Vargas (PSB), cunhada de Vailati.

A gota d’água, no entanto, teria sido a pré-candidatura de uma sobrinha ao parlamento tijuquense; o que dividiria as atenções da família, do bairro e dos apoiadores de sempre.

Fumaça branca

Postado em 2 de setembro de 2020

O tempo de espera terminou. Entre especulações, articulações, voltas e reviravoltas, o companheiro de chapa do prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD), enfim, foi definido. O engenheiro Sérgio Fernandes Cardoso (PSD), ex-diretor de Administração e Finanças do Sebrae/SC, rendeu-se ao chamado do grupo — e, especialmente, do mandatário tijuquense, que fazia questão do acordo — e aceitou o desafio. A decisão foi tomada anteontem, depois de consultas sequentes e quase diárias ao domo do partido, a tutores pessoais e familiares.

Coisa Querida sequer considerava a candidatura nestas eleições. Tinha planos de viajar a Portugal e cursar especializações em consultoria empresarial; mas a pandemia adiou o intercâmbio, provocou expectativas e, nos últimos dias, se transformou no trending topic da coalizão governista. Ou ele, ou PP, PSB e até setores do PSD digladiariam na base para indicar o candidato a vice-prefeito.

A quem pergunta, Cardoso é pontual: “Não era minha ideia. Mas foi preciso”. Ele queria, agora aposentado, passar mais tempo em casa, curtir os netos, viajar em família… Outro projeto adiado. A partir da segunda quinzena deste mês, o cidadão do mundo — ou “cosmopolitano”, assim chamado por Leopoldo Barentin numa das reportagens do Jornal Razão — estará nos santinhos de campanha à direita de Mariano Rocha. “Por gratidão a Tijucas”, garante.

Em campanha

Postado em 1 de setembro de 2020
Foto: Divulgação

Não tem mais volta. O empresário Thiago Peixoto dos Anjos (PDT) e o advogado e contabilista Paulo Roberto Severiano (PSL) já iniciaram, de maneira efetiva, a campanha à prefeitura de Tijucas nestas eleições. As fotos juntos — especialmente em pontos estratégicos da Capital do Vale —, os releases de assessoria de comunicação e o engajamento nas mídias sociais são, agora mais, partes de uma estrutura montada exclusivamente para o trabalho de apresentação e aproximação com a comunidade.

Peixoto dos Anjos e Severiano estão decididos e alinhados, e devem ser oficializados candidatos a prefeito e vice em convenção do PDT e do PSL no próximo dia 12.

Valor legal

Postado em 25 de agosto de 2020

Em atenção à nota “Sem surpresas“, publicada hoje, o vereador Antonio Carlos Machado Junior (PSL), de Canelinha, garante que a decisão da representação municipal do PSL — que chancelou o advogado Diogo Francisco Alves Maciel como único pré-candidato a prefeito do partido nestas eleições — não tem qualquer validade legal. “A reunião (de ontem, em que houve a votação para a cabeça da chapa) seria somente para definir a agenda dos pré-candidatos a vereadores e vídeos para a campanha”, pontua o parlamentar.

Machado Junior diz, ainda, que nem ele e nem Alves Maciel participaram do encontro, porque estavam em Blumenau, tratando do assunto com o deputado estadual Ricardo Alba (PSL); e que, conforme acordado anteriormente, a escolha do candidato a prefeito vai depender exclusivamente de uma pesquisa já encomendada. “Nem mesmo a executiva do partido em Canelinha tem valor legal e poder de decisão. É uma comissão provisória”, conclui.

Sem surpresas

Postado em 25 de agosto de 2020

Favas contadas. O advogado Diogo Francisco Alves Maciel é, agora oficialmente, o único pré-candidato a prefeito de Canelinha pelo PSL. A conjeturada indecisão no diretório municipal, que considerava o vereador Antonio Carlos Machado Junior (PSL) opção para a concorrência majoritária, foi dirimida em assembleia do partido, ontem.

Alves Maciel recebeu 32 dos 33 votos na dirigência peesselista do município e confirmou a preferência entre os correligionários. Machado Junior, porém, venceu a prévia para a composição da chapa e deve se candidatar a vice-prefeito. O farmacêutico Filipe Rodrigues (PSL) e o ex-prefeito Eloir “Lico” João Reis (PSD) também estiveram entre as alternativas cotadas — e votadas — para a disputa da vice-prefeitura.

Lugar ao sol

Postado em 11 de agosto de 2020

Partido da base aliada do governo, o PP segue disposto a indicar o candidato a vice na chapa do prefeito e pré-candidato à reeleição Eloi Mariano Rocha (PSD). Nos próximos dias, os progressistas se reúnem para tratar do assunto e decidir, de uma vez por todas, se continuam reivindicando espaço na formação majoritária, ou se apenas mantêm o apoio ao projeto governista nas eleições que se avizinham.

Se a definição for pela composição da chapa, dois nomes se apresentam como opções para Mariano Rocha: o do presidente da Câmara Municipal, vereador Vilson Natálio Silvino, e o do médico e empresário Rogério de Souza.