quarta-feira, 4 de agosto de 2021 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Pasquim

Postado em 16 de julho de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nos bastidores da política de São João Batista, tentou-se plantar a notícia de que o chefe de gabinete Juliano Peixer receberia, nos próximos momentos, a carta de exoneração e um convite para se desfiliar do MDB. A informação passou a ser disseminada hoje no WhatsApp, em redação de autor anônimo.

De acordo com o texto, Peixer vem sendo acusado de traição ao prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) e aliança escusa a setores de oposição. Diz a nota que o chefe de gabinete estaria informando adversários do prefeito sobre temas tratados em sigilo na gestão, inclusive, com fotos de reuniões privativas na sede do governo municipal.

Fontes ligadas ao paço, entretanto, garantem que as informações são absolutamente falsas, com motivação unicamente política e forjadas para gerar instabilidades na administração. Até o momento, a prefeitura não se manifestou sobre o assunto.

Linhas ao léu

Postado em 11 de julho de 2018
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em artigo parco de fundamentação, baseado sucintamente em comentários do Facebook e opiniões severas e muito particulares , o diário itapemense O Atlântico decidiu tomar para Cristo o prefeito de Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD), no editorial de ontem. Na publicação, o jornal destacou que a cidade “sofre as consequências do voto inconsciente”, que o chefe do Executivo “não mostrou a que veio”, que a “ineficiência no quadro é visível” e que a gestão do município é “apática”.

Para compor o texto, o diretor geral Ricardo Gabeluca – que é natural de Ponta Grossa, está em Itapema e assina a coluna – pinçou comentários em perfis de motejo, como a página Tijucas M1L GR4U, e cravou que em Tijucas há um governo “pouco qualificado intelectualmente para o desafio que se propôs”. Ele cita, ainda, como exemplo de “má gestão”, a “promessa falsa e descomprometida” com a “ponte Vulcão (sic) Viana, no bairro Joairá (sic)“, surpreendentemente na semana em que, segundo o anúncio da administração municipal, iniciam-se as obras de reconstrução da histórica Ponte Bulcão Viana, entre os bairros XV de Novembro e Pernambuco.

Por fim, e para justificar o prognóstico de “uma gestão frustrada na incapacidade fundada no amadorismo”, o editorial conclui que “as consequências podem ser de fato o jargão popular ‘cada povo tem o governo que merece’, fundada na lei da atração, os iguais se unem”. Pois, então?!