terça-feira, 22 de outubro de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Microfone fechado

Postado em 7 de outubro de 2019

O voluntariado da ex-primeira-dama Denise Corrêa Silva na Rede Feminina de Combate ao Câncer de Canelinha pode ter sido, conforme se especula, um dificultador para que a entidade recebesse espaço na tribuna da Câmara Municipal, semana passada. O presidente do Legislativo, Arlindo de Simas (PL), havia concordado com a participação das voluntárias na sessão, mas, na hora, justificou que o regimento interno impedia a cessão do uso da palavra.

Sob manifestações de vereadores, ponderações e discussões, Simas foi convencido, enfim, no encerramento do encontro, a ignorar o regulamento e abrir os microfones para a Rede. A presidente Berenice Goulart conseguiu alguns minutos para discorrer sobre o Outubro Rosa, mas, desde então, os termos “politicagem” e “humilhação” passaram a recorrer entre as voluntárias e nas rodas de conversa da Cidade das Cerâmicas.

Retorno previsto

Postado em 4 de janeiro de 2018

Nascido em Major Gercino, criado em São João Batista e radicado no Oeste catarinense, o deputado estadual Altair Silva (PP) está com os dias contados na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). O titular da cadeira, Valmir Comin (PP), deve deixar o comando da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação nos próximos momentos e voltar ao parlamento catarinense.

Primeiro suplente do PP, Silva somou 28.992 votos nas eleições de 2014. Mas, no Vale do Rio Tijucas, onde nasceu e viveu, apenas 2.543 eleitores escolheram o conterrâneo. O parlamentar atribui a baixa votação em casa ao respeito pela possível candidatura, naquele pleito, do amigo Aderbal Manoel dos Santos (PP), ex-prefeito de São João Batista que desistiu de concorrer ao Legislativo estadual semanas antes das eleições e, só então, abriu espaço, e ofereceu amplo apoio, para que o majorense trabalhasse a campanha na região.

Desta vez, novamente candidato a deputado estadual, e sem obstáculos no Vale, o progressista, empresário em Chapecó, pretende multiplicar a votação nos cinco municípios da região; sobretudo em Major Gercino, sua terra natal, onde, em 2014, fez apenas 180 votos e ficou em terceiro lugar, atrás do brusquense Serafim Venzon (PSDB) e do batistense Mário Marcondes (MDB).