segunda-feira, 15 de julho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Prefeito presidente

Postado em 4 de junho de 2019

Cobranças, desgaste e divergências internas. Estes são, extraoficialmente, alguns dos motivos pelos quais o presidente do PSD de Tijucas, empresário Jilson “Gil” de Oliveira – também diretor do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) –, entregou os rumos do partido para o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD). O chefe do Executivo municipal deve assumir o comando da legenda por, no mínimo, quatro meses.

Para o Blog, Oliveira destacou que a transição ocorreu naturalmente, uma vez que “a executiva nacional decidiu destituir os diretórios estadual e municipais em Santa Catarina e que os próximos 120 dias serão de oxigenação, à espera das novas diretrizes”. Neste momento, o partido tem, na Capital do Vale, uma comissão provisória.

Fontes fidedignas, porém, reafirmam um descontentamento de parte a parte; do presidente com a falta de reconhecimento e com exigências e reclamações, e do pelotão de frente do PSD com a carência de ações para o fortalecimento da legenda. “A paz continua reinando, o partido vem progredindo e, com absoluta certeza, assim que o processo terminar, tudo volta ao normal”, garante, no entanto, o diretor do Samae.

Ponto e vírgula

Postado em 14 de maio de 2019
Foto: Divulgação

A reunião, ontem, no PDT de Tijucas reafirmou certezas e trouxe surpresas. De certo, é que o suplente de vereador João Luiz Lopes passa, de fato e de vez, a responder como presidente do partido na Capital do Vale; e que o empresário Thiago Peixoto dos Anjos segue, firme e decidido, como representante pedetista no pleito majoritário de 2020.

Na seara dos imprevistos, surge a professora Janete Pedrini, servidora efetiva do município, que deve integrar – no exemplo da colega Consuelo Azevedo, que postulou, com desempenho satisfatório, a Câmara em 2016 – a nominata de candidaturas proporcionais do PDT nas próximas eleições.

Procura-se

Postado em 7 de maio de 2019

Partido que mais vezes governou Tijucas, o MDB busca um presidente para o biênio 2020-2021. Recentes convites foram direcionados ao advogado Marcio Rosa e ao diretor do Sindicato dos Bancários de Brusque, Adriano Silva, o Guinho. Ambos declinaram.

Rosa confirma que recebeu investidas do ex-prefeito Elmis Mannrich e do próprio presidente municipal da legenda, Fernando Fagundes, e que não quer, definitivamente, se envolver na política; que está trabalhando muito, se dedicando integralmente à advocacia, e muito mais feliz.

Para o bancário, o chamado partiu da vereadora Fernanda Melo. Ele diz, com exclusividade ao Blog, que rejeitou a proposta porque a demanda financeira de um partido com o porte do MDB seria incompatível com sua condição econômica.

Pedra cantada no Blog e no quadro Política em Foco – que o colunista apresenta no Jornal TopNotícias, no Portal TopElegance às quintas-feiras – deu bingo. Já consta, desde ontem, no sistema de informações partidárias do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), a comissão provisória do PSL em Tijucas com o ex-bombeiro militar Gerson Henrique Marcelino na presidência.

O litígio entre Marcelino e o servidor público municipal Renato Sartori, que concorriam diretamente pelo comando da sigla no município, durou meses. Desde dezembro, o PSL não tinha representação na Capital do Vale. Nos bastidores do processo, porém, o jogo era intenso; e as melhores cartas sempre estiveram com o ex-bombeiro.

Aliado a figuras basais do partido na região – como o deputado estadual Onir Mocellin, militar reformado, de quem é assessor parlamentar na Assembleia Legislativa, e o próprio governador Carlos Moisés da Silva, a quem acompanhou nas incursões pelo estado durante a campanha –, não tardou para que o ex-diretor de Trânsito do município conquistasse a simpatia e a preferência da cúpula peesselista. Sartori, por sua vez, tinha apenas uma promessa do presidente estadual do PSL, Lucas Esmeraldino, e o discurso vago de que havia conquistado ampla votação para o chefe do Executivo estadual e para o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018 em Tijucas.

Pesaram, ainda, contra o chefe do Departamento de Estrada de Rodagem do município o histórico político no PT e uma candidatura a vereador rejeitada, em 2016, no PEN, por falta de prestação de contas com a Justiça Eleitoral, além da recorrente austeridade verborreica nas redes sociais e em encontros públicos confrontando cidadãos e parte da imprensa que não o reconheciam como presidente municipal da legenda – o que, de fato, não era, desde dezembro. Líderes do PSL estadual passaram a acompanhar atentamente o comportamento dos concorrentes ao comando do partido em Tijucas, a receber informações de ambos, e formaram a balança.

Marcelino se valeu da discrição, do lastro e do conhecimento prático sobre o trâmite político. Enquanto o concorrente se impunha no Facebook, o ex-bombeiro buscava perfis técnicos para a formação de uma comissão capaz de seduzir a cúpula peesselista e formalizava ofícios em papel timbrado, cordiais, rubricados por parlamentares afins, ao comando estadual do partido. Há 16 dias, o presidente do PSL em Santa Catarina rubricou o “visto” no pedido de homologação da legenda em Tijucas para um time que contava com ex-militares, um servidor da Justiça estadual, advogado e contador, além de jovens idealistas e empresários da cidade. O documento era sustentado, ainda, por quatro dos cinco deputados estaduais do PSL mais bem votados em 2018: Ricardo AlbaAna CampagnoloCoronel MocellinSargento Lima. Foi o xeque mate.

Na semana passada, no encontro regional do partido, o então postulante à presidência do PSL tijuquense Gerson Marcelino foi chamado à mesa protocolar e sentou ao lado de Esmeraldino; enquanto Sartori esteve o evento inteiro na plateia e, quando teve a palavra, achincalhou a mídia “mentirosa” e cobrou efusivamente uma posição do comando estadual do partido. E a decisão foi, enfim, tomada.

Número onze

Postado em 16 de abril de 2019
Foto: Bola do Vale

O presidente da Câmara Municipal de Tijucas, vereador Vilson Natálio Silvino (PP), que tem relação muito estreita com a tradicional Família Moresco, da localidade de Oliveira, recebeu, domingo (14), a camisa 11 – número do Progressistas, partido que preside no município – do Itatiaia, o time de futebol da comunidade.

O evento marcou a inauguração dos novos vestiários do Estádio Domingos Moresco, sonho antigo do clube – que foram inteiramente construídos com doações e com muito trabalho dos dirigentes do glorioso tricolor do Bairro Oliveira.

Na foto, o presidente do Itatiaia, Osvaldino Moresco, e o técnico do time, empresário Tiago “Gaúcho” Vargas Pettirini, na moldura do vereador.

Debandada tucana

Postado em 19 de fevereiro de 2019

No mesmo tempo em que publicou carta aberta aos catarinenses sobre sua desfiliação do PSDB, domingo (17), o ex-prefeito de Blumenau e candidato a vice-governador nas eleições de 2018, Napoleão Bernardes, enviou mensagem direta ao presidente do partido em Tijucas, Thiago Peixoto dos Anjos – que tomou atitude semelhante e se transferiu para o PDT –, para justificar a decisão. “Compartilho contigo muito mais do que projetos partidários. Compartilho contigo os mesmos sonhos, ideais e valores para fazer o melhor por nossos municípios e Estado”, escreveu o ex-tucano para o amigo tijuquense.

ESPERANÇA

Ainda que decidido pela filiação ao PDT e com pré-candidatura a prefeito assumida nas searas brizolistas, Peixoto dos Anjos tem reunião com a cúpula tucana do Estado nesta quinta-feira (21), em Florianópolis. A convocação foi feita pelo ex-deputado estadual Serafim Venzon (PSDB), que planeja a revitalização dos diretórios do partido na região e, certamente, tem esperanças que o administrador do Hotel do Valle volte atrás.

Temer em Bombinhas

Postado em 19 de dezembro de 2018

O presidente da República, Michel Temer (MDB), confirmou há pouco uma visita, amanhã, a Bombinhas. Ele vem prestigiar a inauguração do Centro de Educação Integral Leonel Brizola, marcada para as 10h30. O governo federal investiu R$ 13 milhões na obra, que faz parte do Programa Chave de Ouro – que contempla 20 empreitadas prioritárias para entrega ou início até o fim do mandato.

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que esteve na Capital do Mergulho Ecológico no mês passado para vistoriar o andamento da mesma obra, deve acompanhar o presidente.

Nem o Blog, nem o vereador

Postado em 29 de novembro de 2018

A quem interessar possa: o Blog jamais, em situação qualquer, atrelou ao vereador Vilson Natálio Silvino (PP) – que deve comandar o Poder Legislativo de Tijucas em 2019 – a intenção de propor a redução dos requisitos mínimos para o cargo de diretor geral da Câmara Municipal. Via canais de conversação online, um texto atribui a este veículo de informação e entretenimento a autoria da suposta notícia que valida o fato.

Para desmistificar o assunto, o Blog recorreu ao parlamentar, que, ciente das informações desencontradas, garantiu que “não existe nenhuma lógica para que isso seja verdade”. Segundo o progressista, o presidente da Casa do Povo sequer tem essa prerrogativa. “Nem digo que serei presidente. Ainda teremos uma eleição. E jamais disse que iria mexer no regulamento, no grau de instrução do diretor da casa. Isso é um absurdo. Não existe. Vilsinho é um cara simples, mas não é burro”, pontuou.

Prêmio

Postado em 16 de outubro de 2018

Dizem as colunas políticas do Estado que pelo menos um catarinense estará no escalão superior de Jair Bolsonaro (PSL) se o capitão de reserva do Exército for eleito presidente da República. A informação se dissemina a partir da própria executiva estadual do PSL. Seria um “prêmio” pelos barrigas-verdes terem confiado ao presidenciável a maior votação proporcional do primeiro turno entre as 27 unidades federativas do Brasil.

Há um frenesi, no Vale do Rio Tijucas, para que, se eleito, Bolsonaro convide o deputado federal reeleito Rogério “Peninha” Mendonça (MDB-SC) – por quem nutre grande estima –, de Nova Trento, para um ministério.

Em tempo: o neotrentino, aliás, sempre disse que apoiaria o amigo em qualquer circunstância, independente dos desígnios do MDB. E pouco antes do primeiro turno reuniu prefeitos, vereadores e líderes emedebistas da região para um “manifesto de apoio suprapartidário a Bolsonaro”.

Prenúncio

Postado em 26 de junho de 2018

O primeiro semestre de 2018 ainda nem terminou, mas na Câmara Municipal de Tijucas já se fala em 2019. As tratativas para a eleição do comando da Casa do Povo no próximo ano foram concluídas. O vereador Vilson Natálio Silvino (PP), da base aliada da administração municipal, é quem deve presidir o Legislativo tijuquense depois do recesso.

A bancada de situação – que tem sete votos contra seis dos oposicionistas – está acordada, e, se não houver surpresas ou traições, esse é o protocolo.