quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Allah-La Ô

Postado em 8 de fevereiro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Integrantes nostálgicos do bloco Grandes Amigos, que marcou o Carnaval de Tijucas na década de 1990 e início dos anos 2000, têm tudo pronto para um retorno triunfal. O mote “amigo convida amigo” ilustra a temática da edição de regresso, marcada para o próximo dia 25 nas dependências do Refúgio Eventos, nos fundos do extinto Posto Dinho. A ideia é resgatar a essência do folguedo popular na Capital do Vale, com a reunião social, a diversão com responsabilidade e a alegria da época ao som das tradicionais marchinhas carnavalescas.

Para a animação, os Grandes Amigos foram buscar um time de artistas consagrados da Ilha, sempre presentes nos famosos festejos Berbigão do BocaFeijoada do Cacau. De acordo com a organização, serão cerca de 15 músicos, da percussão aos instrumentos de sopro, no palco durante toda a festa. A cantora Luane Mattia, criciumense radicada em Tijucas, completa o casting do evento.

Coluninha | 13-01-2022

Postado em 13 de janeiro de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

RETORNO

A prefeitura de Tijucas informou, hoje, que o Posto de Identificação — que faz o encaminhamento dos RGs — retoma o expediente nesta sexta-feira (14), em horário normal. Os atendimentos no setor haviam sido suspensos em razão de servidores infectados por Covid.

Mais cedo, porém, a administração municipal emitiu comunicado para dizer que apenas um caso positivo foi registrado e que todos os agendamentos de amanhã em diante serão mantidos.

FESTA PARTICULAR

Presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) em Tijucas, o empresário Daniel Luz, da rede de lojas Fitland e da Tendência & Design, vai comemorar aniversário neste sábado (23) cercado de amigos como tem feito anualmente. Organizou, com grupo no WhatsApp e lista VIP, uma festa particular com atrações diversas para convidados especiais.

DEDO NA FERIDA

O vice-prefeito de São João Batista, Almir Peixer (PSD), disse, em entrevista à Rádio Clube, que nunca houve assistência social de verdade no município antes da gestão de Rúbia Alice Tamanini Duarte na pasta — que enfrentava problemas internos com o prefeito Pedro Alfredo Ramos (MDB) e seu grupo político, e pediu exoneração do cargo na semana passada — e que ela “foi humilhada pelo próprio time”.

Peixer, assim como a ex-secretária, também manifesta lealdade ao ex-prefeito Daniel Netto Cândido (sem partido); e, muito provavelmente, se não medir o que diz, pode ser o próximo a provocar a ira do atual mandatário e seus conselheiros.

TERCEIRA TEMPORADA

Talk show com personalidades da política e da sociedade que tenham relação direta com o Vale do Rio Tijucas e com a Costa Esmeralda, o programa LINHA DE FRENTE, que o colunista apresenta na VipSocial TV reestreia em nova temporada na próxima quinta-feira (20).

O vice-prefeito de Tijucas, Sérgio “Coisa Querida” Cardoso (PSD), que cumpriu 30 dias, em dezembro, na chefia do Executivo municipal, vem para a primeira entrevista do ano.

Cabo de guerra

Postado em 30 de novembro de 2021
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ex-vice-prefeito Adalto Gomes, de Tijucas, quer regressar ao PT de qualquer maneira. Para tanto, e diante da negativa unânime e definitiva da regência municipal, ele vem recorrendo à executiva do partido em Santa Catarina — especialmente ao presidente estadual da legenda, ex-deputado federal Décio Lima, com quem mantém relação histórica e inabalada — para ter novamente portas abertas.

Lima, que advoga em favor do ex-adjunto tijuquense, tentou convencer o presidente do PT na Capital do Vale, artista plástico Leandro Serpa, de que a admissão de Gomes deveria ser chancelada no diretório municipal; e informou que uma reunião, imbuída de ato solene para filiação do policial rodoviário federal aposentado, estava agendada para os próximos dias. Mas o comando local do partido segue irredutível, considera a postura do presidente estadual desrespeitosa e arbitrária, e ameaça levar a questão à executiva nacional.

No fim de 2019, o ex-vice-prefeito deixou as fileiras petistas, onde militou por quatro décadas, para ingressar no PL e concorrer à prefeitura nas eleições passadas. Mas certamente não imaginou que o retorno às origens seria tão tortuoso.

Corpo enxuto, saldo gordo

Postado em 25 de junho de 2021
  •  
  •  
  • 2
  •  
  •  
Foto: Divulgação

Muito mais magro, o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Müller (DEM), voltou ao trabalho depois de passar por uma cirurgia no início do mês. A perda de peso tem a ver com o processo de convalescimento e da dificuldade, durante esse período, de ingestão de alimentos sólidos.

 

No retorno às atividades, a propósito, Dalago Müller repetiu o que tem feito com frequência nos últimos três anos: viajou para Brasília e visitou gabinetes de congressistas e ministros. Ontem, nas redes sociais, o mandatário bombinense anunciou a conquista de R$ 4 milhões em recursos nessa empreitada, que, segundo ele, serão investidos na infraestrutura da Capital do Mergulho Ecológico.

Sem retorno

Postado em 17 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 20
  •  
  •  

Se o ex-vice-prefeito Adalto Gomes (PL) quiser, de fato, voltar às fileiras do PT — onde conquistou todas as vitórias eleitorais do currículo, em quatro décadas de militância —, vai mesmo precisar recorrer a instâncias superiores. A regência municipal do partido em Tijucas não admite, de maneira alguma, o retorno do policial rodoviário federal aposentado aos quadros petistas.

Na semana passada, o PT da Capital do Vale emitiu nota oficial a respeito do tema e tratou a saída de Gomes, no fim de 2019, para o PL, como “estratégia personalista”. O comunicado diz, ainda, que “a direção executiva, o diretório municipal, a militância e os simpatizantes do partido não compactuam com velhas práticas autoritárias e coronelistas, que ferem a construção democrática e o socialismo”, evidenciando, de forma incisiva, o desagrado com o caminho tomado pelo ex-companheiro para a disputa das eleições de 2020.

Volta por cima

Postado em 7 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 15
  •  
  •  

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) foi absolvido no Tribunal de Julgamento do processo de impeachment nesta tarde e reassumiu a cadeira imediatamente após a decisão. Com ele, volta, também, segundo fontes ligadas ao Centro Administrativo estadual, o ex-prefeito de São João Batista, Daniel Netto Cândido (PSL), para o cargo de secretário adjunto de Estado do Desenvolvimento Social.

A nova nomeação de Cândido deve ser publicada nesta noite, no Diário Oficial. O ex-mandatário batistense havia sido exonerado pela governadora interina Daniela Reinehr (sem partido) em 28 de abril e ficou afastado do governo por apenas nove dias. Seu retorno, juntamente com Moisés, conforme antecipado pelo Blog, era dado como certo — e se confirmou — nos bastidores da política estadual.

Café amargo

Postado em 7 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 18
  •  
  •  

O café, na área de convivência do Hipermercado Koch, que reuniu o ex-vice-prefeito Adalto Gomes (PL) e o presidente do PT em Tijucas, artista plástico Leandro Serpa, nesta semana, foi frio e sem açúcar. Na mesa, além das xícaras, o projeto de retorno do policial rodoviário federal aposentado para as fileiras do partido onde sempre militou, mas que, por estratégia eleitoral, abdicou.

Serpa, assim como a maior parte da regência petista do município, não admite a volta do ex-adjunto tijuquense aos quadros do partido. E deixou claro, olho no olho, durante o encontro. Gomes, por sua vez, avisou que, se necessário, acionaria a executiva estadual da legenda. Pois, então?!

Manifesto regional

Postado em 5 de maio de 2021
  •  
  •  
  • 35
  •  
  •  

A exemplo de 50 chefes de Executivos municipais e outras lideranças em todo o Estado — conforme a imprensa catarinense vem divulgando —, há um manifesto, também, no Vale do Rio Tijucas a favor do retorno do governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL) à cadeira. Na região, o movimento ganhou força com a participação incisiva do deputado estadual Jerry Comper (MDB), que, inclusive, colheu assinaturas dos prefeitos de Nova Trento e São João Batista, Tiago Dalsasso (MDB) e Pedro Alfredo Ramos (MDB), num tratado de apoio que vem organizando.

Correligionários de Moisés e respectivos prefeitos de Canelinha e Major Gercino, Diogo Francisco Alves Maciel (PSL) e Valmor Pedro Kammers (PSL) são outros que defendem abertamente, nas convergências políticas do Vale, a continuidade do governo. Mais discreto, porém, o mandatário tijuquense Eloi Mariano Rocha (PSD) teria, inclusive, telefonado para o governador afastado e expressado apoio.

A barafunda do impeachment tem seu capítulo final previsto para sexta-feira (7). A decisão, agora, cabe a uma comissão formada na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), uma vez que os órgãos fiscalizadores da Justiça entenderam que Moisés não teve relação direta com a polêmica compra dos respiradores.

Porta fechada

Postado em 30 de abril de 2021
  •  
  •  
  • 18
  •  
  •  

O presidente do PT em Tijucas, artista plástico Leandro Serpa, diz que “recebe com surpresa” o movimento de regresso do ex-vice-prefeito Adalto Gomes (PL) ao partido. Segundo ele, “existe um processo em construção, uma visão estratégica, e o diretório municipal não entende o policial rodoviário federal aposentado como um quadro desse projeto”.

Outro dirigente do partido em Tijucas, o administrador Pedro da Costa ainda confrontou o ex-deputado federal Décio Lima, presidente estadual do PT — que se mostrou favorável ao retorno de Gomes às fileiras petistas —, ontem, durante a transmissão do programa LINHA DE FRENTE na VipSocial TV. “Décio, já consultou os petistas de Tijucas sobre o retorno dessas pessoas ao partido?”, comentou, em tom de cobrança.

Depoimentos e retorno

Postado em 30 de abril de 2021
  •  
  •  
  • 34
  •  
  •  

As manifestações por conta da exoneração do ex-prefeito Daniel Netto Cândido (PSL), de São João Batista, do cargo de Secretário Adjunto da Secretaria estadual de Desenvolvimento Social, não cessam. Entre as mais promissoras revelações da política no Vale do Rio Tijucas em todos os tempos, o batistense, pelo que se percebe, conseguiu, em menos de três meses, encorpar o rol de admiradores — desta vez, em toda Santa Catarina. Nas redes sociais, lideranças do Estado inteiro comentaram o fato.

É o caso da secretária de Assistência Social de Leoberto Leal, Marilda Otto Alves, que escreveu que “os bons profissionais são deixados de lado por questões políticas” e que os catarinenses perdem com essa decisão. De Imbuia, a secretária Cláudia Ferreira acrescentou que Cândido “tem visão, entendimento e competência para o exercício da função” antes de dizer que o ex-prefeito de São João Batista “em pouco tempo fez muito”.

O depoimento do vereador João Nilson Venera (PP), de Campo Alegre, também chamou a atenção. Segundo ele, Cândido “abriu portas no momento mais crítico da cidade quando intermediou o acesso à Secretaria de Estado da Saúde e agilizou a liberação de recursos para leitos clínicos de tratamento da Covid-19 no Hospital Municipal”.

QUASE CERTO

A volta de Daniel Cândido ao governo estadual depende exclusivamente do retorno do governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL) à cadeira. Nos bastidores da política catarinense, esta e outras renomeações são dadas como certas. Não se tem tanta certeza, entretanto, que o batistense retome o cargo especificamente na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social, onde, de acordo com as manifestações, vinha realizando um trabalho satisfatório.

As tratativas seguem à toda nos porões do poder. As definições ficam para a próxima sexta-feira (7), na batida do martelo sobre o regresso de Moisés ao posto de governador.