segunda-feira, 15 de julho de 2019 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Rachou

Postado em 27 de maio de 2019

Reuniões e conversas definitivas à parte, o vice-prefeito Adalto Gomes (PT) já decidiu: só aceita compor uma chapa com o PSD em 2020 se estiver na cabeça. O secretário municipal de Obras garante, via assessoria pessoal, que “não está sabendo de nada” sobre o noticiado encontro, para breve, com o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD), para definir a conjuntura das próximas eleições.

Gomes segue irredutível quanto à candidatura a prefeito em 2020 e se esteia num “termo de compromisso” supostamente firmado em setembro de 2016 que garantiria a inversão da chapa nas próximas eleições municipais, com recursos financeiros advindos do PSD. O documento, enviado ao Blog, não tem a assinatura de Mariano Rocha ou de qualquer peessedista, mas, de acordo com a assessoria do vice-prefeito, o atual chefe do Executivo, então candidato, teria assegurado que “não precisaria assinar, pois tinha palavra”.

NOVOS ARES

O adjunto tijuquense, que já havia decidido deixar o PT, está de malas prontas para o PR. As articulações da mudança de partido teriam envolvido o ex-vice-prefeito e advogado Roberto Carlos Vailati (PT) e o deputado estadual Nilso Berlanda (PR).

DENTRO, MAS FORA

Gomes vem, ainda, conversando sistematicamente com líderes oposicionistas e postulantes ao cargo máximo do município em 2020. Depois da aproximação com o presidente municipal do MDB, vereador Fernando Fagundes, o vice-prefeito estaria mantendo contato com o empresário Thiago Peixoto dos Anjos, que assumiu pré-candidatura majoritária no PDT.

“Uma grande coalizão de partidos será montada em Tijucas para as próximas eleições. O Elói e o PSD estão sozinhos”, diz a assessoria pessoal do adjunto, com exclusividade ao Blog. Pois, então?!

Ou vai, ou racha

Postado em 22 de maio de 2019

É chegada a “hora do vamos ver” entre o prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) e o vice-prefeito Adalto Gomes (PT), de Tijucas. Uma reunião entre os dois foi marcada para os próximos dias. O encontro tem uma só finalidade: definir, de uma vez por todas, as intenções para o pleito municipal de 2020.

Se o secretário de Obras persistir na ideia de candidatura à chefia do Executivo, o desembarque do governo é inevitável. Mariano Rocha espera que o adjunto mude o discurso e que abrace o projeto de reeleição da chapa, com a mesma formação, sem acordos de gaveta com oposicionistas ou manifestações públicas de descontentamento. Caso contrário, o caldo entorna. Pois, então?!

Tudo pode

Postado em 8 de maio de 2019

Hoje oposição, amanhã não se sabe. Assim caminha o PDT de Tijucas, que começa a discutir internamente uma possível composição para as eleições de 2020. Na campanha de 2016, a maioria dos brizolistas preferiu acompanhar Elmis Mannrich (MDB) no pleito majoritário. Para a próxima concorrência, o partido deve definir, ainda em assembleia interna, se abraça, de fato, a candidatura do empresário Thiago Peixoto dos Anjos a prefeito ou se forma aliança com periquitos ou colas-brancas.

A chapa majoritária, porém, segue como ideal. Tanto que Peixoto dos Anjos começa a ser preparado para, se necessário e de comum acordo, formar dupla com Elói Mariano Rocha (PSD) nos santinhos. E o jovem empresário parece não se opor. Diz aos mais próximos que faz a política neutra, e que espera, de alguma maneira, contribuir ativamente. Pois, então?!

Pré-anúncio

Postado em 18 de março de 2019

Presidente do Poder Legislativo e do PP tijuquense, o vereador Vilson Natálio Silvino vem anunciando, ainda com certa parcimônia, que o partido deve ter um candidato a prefeito nas eleições municipais de 2020. Uma reunião da executiva progressista, prevista para breve, vai apresentar as opções e, se tudo correr como planejado, definir um nome para a próxima concorrência majoritária da Capital do Vale.

Atualmente, o PP integra a base de governo do prefeito Elói Mariano Rocha (PSD) – que pretende se candidatar à reeleição. Desde 1997, quando Nilton de Brito (PP) entregou a prefeitura para Carlos Humberto Ternes (então PMDB), os progressistas não comandam o município.

Só em fevereiro

Postado em 9 de janeiro de 2019

A coordenadora de Comunicação e Imprensa da prefeitura de São João Batista, jornalista Dirleni Dalbosco, repara a nota “A cara do chefe“, de ontem no Blog, e esclarece que “o prefeito Daniel Netto Cândido (PSD) ainda não definiu todo o primeiro escalão para os últimos dois anos do mandato” e que “está, aos poucos, recontratando alguns e remanejando outros”.

Ela informa, ainda, que “apenas em fevereiro haverá a confirmação de quem, de fato, deixou o governo” e que a presidente do MDB municipal, Rosane Sartori Rosa, citada na publicação, “foi recontratada hoje para o comando da Secretaria de Assistência Social do município”.

Sujou

Postado em 22 de junho de 2016

O chope estava comprado. A festa de ontem seria por conta do empresário Elson Junckes (PSDB), que, se não fosse escolhido por consenso entre os membros do L.I.M.P.E., seria proclamado candidato a prefeito da coalizão na eleição interna. Os votos necessários estavam garantidos – e o blog chegou a adiantar o resultado.

O presidente do PSDB de Tijucas alcançou, realmente, as sete indicações prenunciadas das 14 possíveis. Poderiam ser oito, se Renato Sartori (PEN) não houvesse traído o pré-acordo; e, mesmo assim, ainda poderiam ser oito se o coordenador geral do movimento, Marcelo Henrique Pereira (PSDB), não se abstivesse e deixasse o correligionário sem pai nem mãe. Adalto Gomes (PT) também chegou aos sete votos, o caldo entornou, e, no cenário inesperado, o clima de animosidade pautou o restante da assembleia.

Diante das circunstâncias, Junckes jogou a toalha. Com a frase “então, estou fora!”, deu o direito à candidatura ao petista.

Mais uma vez, entretanto, o presidente municipal do PT ganhou e não levou. Desde o fim da reunião de ontem, o L.I.M.P.E. está rachado. A maior parte da ala que pretendia a candidatura de Elson Junckes a prefeito não apoia Adalto Gomes no pleito majoritário que se avizinha.

O tratado com as diretrizes do movimento está rasgado. Agora, vale outra escrita: a do cada um por si e Deus por todos.

Hora da decisão

Postado em 21 de junho de 2016

Logo mais, na sua assembleia semanal – que pode marcar o início da campanha de fato, ou o fim da coalizão –, o movimento L.I.M.P.E. define o representante do grupo na concorrência majoritária deste ano em Tijucas. De acordo com o passarinho transparente, há fortes indícios para o anúncio da candidatura do empresário Elson Junckes (PSDB) no cair da noite. Por consenso das lideranças integradas ou por eleição interna, o presidente municipal do PSDB teria as maiores chances.

Se as discussões caminharem para a votação, Junckes, segundo a ave sinistra, deve receber sete indicações.

Em reunião, ontem, o PP decidiu desembarcar do L.I.M.P.E. e oficializar apoio ao grupo encabeçado pelo PSD.

Bastou que o líder benemérito dos progressistas, ex-prefeito Nilton de Brito, retornasse de viagem aos Estados Unidos para que, enfim, o partido, que se dividia entre os dois movimentos, tomasse uma posição definitiva.

Chapa pronta

Postado em 16 de junho de 2016
Foto: Divulgação

Na mesma data em que a Justiça Eleitoral certificou a aptidão de Aderbal Manoel dos Santos (PP) à disputa do pleito municipal deste ano, o ex-prefeito de São João Batista oficializou a dobradinha com o empresário Cláudio Coelho (PSB) na chapa oposicionista.

As costuras são antigas, e por diversas vezes noticiadas no blog. Ontem à noite, porém, o martelo foi batido. O ex-prefeito Jair Sebastião Nonga de Amorim (PSB) e o empresário Laudir Kammer, popular Alemão (PMDB), participaram das conversas e da homologação da dupla.

Hora da verdade

Postado em 23 de maio de 2016

O envelope, lacrado e endereçado ao QG da coalizão L.I.M.P.E., deve chegar amanhã. Dentro, em gráficos e números, estarão os resultados de uma pesquisa pré-eleitoral que, em suma, indicaria, por orientação popular, os candidatos a prefeito e vice-prefeito apoiados pelo grupo que congrega lideranças do PSDB, do PT, de parte do PP e de outros partidos menores em Tijucas.

Mas os dados, em princípio, seriam apresentados apenas na quinta-feira (26), em assembleia extraordinária do movimento. Nas bolsas de apostas, Adalto Gomes (PT), Helio Gama (PP) e Elson Junckes (PSDB) são os mais cotados.