domingo, 3 de março de 2024 VALE DO RIO TIJUCAS E COSTA ESMERALDA

Cláudio do PDT

Postado em 9 de fevereiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Luan Lucas

O vereador mais votado do último pleito e novo presidente do PDT em Tijucas, Cláudio Eduardo de Souza, assumiu, em entrevista ao programa LINHA DE FRENTE, ontem, a pré-candidatura a prefeito nestas eleições. A predisposição, entretanto, foi provocada a partir da saída do candidato lançado pela legenda em 2020, Thiago Peixoto dos Anjos, que migrou para o PL.

Souza explicou que, antes da desfiliação do empresário, aparecia apenas como uma possibilidade – depois de ser lembrado em uma pesquisa espontânea. Entretanto, com a ida de Peixoto dos Anjos ao PL, sua pré-candidatura ganhou força.

“Hoje sou pré-candidato a prefeito pelo PDT. [Foi decidido] Com a saída do Thiago. Meu nome aparecia nas pesquisas. Algumas nem colocavam o nome, mas aparecia na espontânea. Por conta disso, as lideranças dos grupos de oposição começaram: ‘vem conversar também’. Até então, era isso”, disse.

Embora esteja disposto a concorrer na majoritária, o jornalista garante que pretende seguir o seu “propósito”, guiado pela fé que sempre o acompanhou. “Se eu precisar ser candidato a vereador novamente, eu vou entender e não vou ter uma frustração. Mas, hoje, eu estou pré-candidato a prefeito pelo PDT. Se precisar que eu recue, por alguma situação, eu vou recuar. Mas, se eu tiver a possibilidade e, com a fé que eu tenho, o homem [Deus] disser ‘és tu que vais fazer a diferença na vida do povo, Ele vai abrir essa porta e em 2025 eu vou estar lá”, completou.

CONJUNTURA

Existe, atualmente, uma clara aproximação dos pedetistas com o MDB local. O nome do parlamentar, inclusive, foi especulado como um possível reforço para a legenda que mais vezes administrou a cidade e que tentará, em outubro, retornar à prefeitura. Entretanto, Souza explica que a boa relação se justifica por terem as mesmas intenções.

“Com base no que o MDB acredita, hoje, em relação ao atual governo, à estrutura administrativa… tanto o PDT se vê no projeto do MDB, como o MDB é bem-vindo ao projeto do PDT. Nós temos conversado bastante. Outras lideranças do PDT têm conversado com pessoas do MDB, para que possamos reforçar esse projeto, para apresentar essa alternativa pra Tijucas, para os eleitores e para aqueles que não querem a continuação do que está hoje na prefeitura”, explicou.

União PSD

Postado em 24 de janeiro de 2024
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Foto: Arquivo Pessoal

Embora disputem o direito de representar o grupo governista no pleito de outubro, os dois pré-candidatos do PSD à prefeitura de Tijucas, Sérgio “Coisa Querida” Cardoso e Rudnei de Amorim, optaram por, até aqui, manter a cordialidade e respeito no duelo.

O vice-prefeito e o vereador, naturalmente, mantém atividades paralelas e apresentam seus predicados. Mas, segundo fontes do Blog, ambos preferem deixar qualquer diferença de lado e zelar pela unidade do “time” construído ao longo dos últimos anos.

A dupla defende que o grupo precisa trabalhar em uma única direção, para que consiga a sucessão do governo de Eloi Mariano Rocha. A expectativa, ainda, é de que o preterido, independentemente de quem seja, mantenha-se ativo na campanha.

Uma pesquisa de intenção de votos, inclusive, foi contratada e deve ser aplicada ainda neste mês. O intuito é identificar, justamente, quem se apresenta como opção mais viável para o pleito que se avizinha.

Previsivelmente

Postado em 6 de junho de 2022
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Para surpresa de ninguém, o então prefeito interino Joel Orlando Lucinda (MDB) foi confirmado no comando do Executivo de Porto Belo, neste domingo (5), na eleição suplementar do município. Ele superou os adversários David Jordelino da Silva (PRTB) — que concorreu sub judice — e Rosaura de Oliveira Rodrigues (PT) com sobras e registrou 77,58% da preferência do eleitorado portobelense no pleito. Os concorrentes, respectivamente, alcançaram 11,62% e 10,80% dos votos válidos.

Lucinda manteve distância dos rivais semelhante à do antecessor e principal apoiador Emerson Stein (MDB), reeleito em 2020 com 83,24% dos votantes. As principais discrepâncias foram o número de votos e adversários. Enquanto o atual prefeito obteve 6.076 indicações contra dois oponentes, o anterior somou 8.288 em concorrência com o farmacêutico Romario Luiz Tancredo (REPUBLICANOS). Desta vez, no entanto, apenas 8.479 eleitores, dos 14.791 aptos, foram às urnas. O percentual de abstenção ficou em 42,67%.

Barba, cabelo e bigode

Postado em 26 de novembro de 2020
  •  
  •  
  • 13
  •  
  •  

O prefeito reeleito Emerson Stein (MDB), de Porto Belo, conseguiu não somente a vitória com a maior diferença de votos da história do município e a segunda em proporção no Estado, como ainda deve governar, de 2021 a 2024, praticamente sem oposição. Dos 11 vereadores eleitos na Capital Catarinense dos Transatlânticos, dez compõem o grupo governista — cinco do MDB, três do PL e dois do PP. Do outro lado das trincheiras, apenas Jonatha Cabral (REPUBLICANOS) se elegeu.

A maior baixa da eleição municipal de Porto Belo foi a restringência absoluta do PT, do ex-prefeito Evaldo Guerreiro e da mais rigorosa crítica do governo na Câmara, vereadora Rosaura Rodrigues. O partido que administrou o município entre 2013 e 2016, além de não ter apresentado candidato a prefeito desta vez, sequer elegeu um vereador para a próxima legislatura. Pois, então?!